dcsimg

Com crianças no carro siga sempre as orientações de segurança

O transporte de crianças em um automóvel exige muito cuidado com sua segurança. Não apenas os pais, mas toda a família, a escola e também os táxis e veículos coletivos devem estar preparados com o uso de dispositivos de segurança para crianças. Há um grande risco para crianças que são transportadas nos carros ou outros veículos sem os cuidados de segurança necessários.

A variedade de assentos para crianças é muito grande, de acordo com a faixa etária, tamanho e o tipo de automóvel. Sua instalação muitas vezes levanta dúvidas sobre como proceder. Os assentos infantis podem ser do tipo “bebê conforto”, “conversível” e “assento de apoio”.

Clique aqui e faça o primeiro passo para o seu seguro auto em 30 segundos.

carrinho_criança

http://www.usecadeirinha.com.br/dicas

Bebê Conforto

  • Para crianças até 10 kg, ou 15, dependendo do modelo.
  • Em formato de concha.
  • Possuem uma alça para transporte e muitos já fazem parte do carrinho de transporte do bebê.
  • Tem base removível, que fica encaixada no veículo, facilitando a remoção e instalação.

Assento conversível

  • Para bebês maiores, seu limite é maior para peso e altura das crianças
  • Possibilita que a criança fique posicionada olhando a traseira ou a frente do veículo.
  • Não possuem alça de transporte ou base de fixação no banco do carro. Com vários modelos e diferentes formas de fixação.
  • É recomendado para crianças com mais de 9 quilos e menos de um ano.
  • A posição do assento é virada para trás, até que o bebê esteja com altura em que sua cabeça ultrapasse o assento.

Assento de apoio ou de elevação

  • Para os casos em que a criança já não usa a cadeirinha infantil, mas não atingiu ainda a altura para o uso do cinto de segurança.
  • Geralmente é indicado para crianças até 10 anos de idade, com mais de 18 quilos e até 36 quilos.
  • Nota-se que a criança está muito grande para a cadeirinha quando seus ombros estão mais altos do que as aberturas para o cinto de segurança ou quando a cabeça fica acima do encosto do assento.

Os assentos para transporte de crianças são obrigatórios de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Transportar crianças em automóvel sem o equipamento adequado de segurança configura infração gravíssima, com pena de multa e sete pontos na carteira de habilitação. Também o veículo não pode trafegar até que cumpra o exigido para o transporte da criança.

No banco traseiro

A regra é essa: crianças com menos de 10 anos devem andar sempre no banco de trás. Até mesmo após os 10 anos completos, dependendo da altura da criança, é preciso observar se há um ajuste perfeito ao uso do cinto de segurança. Enquanto não houver a altura ideal é aconselhável que ela permaneça sentada na cadeirinha.

Os riscos de acidentes com crianças em automóveis

As estatísticas mostram que todo ano milhares de crianças morrem em acidentes automobilísticos. Estudos mostram que o cinto de segurança e os assentos infantis podem reduzir os riscos de morte ou lesões graves em até 60%. Crianças no banco da frente podem ferir-se gravemente em uma colisão, porque se chocam com o painel do carro. Até mesmo os air bags podem ferir a criança. Os bancos traseiros são considerados o lugar mais seguro para as crianças.

O número total de acidentes fatais com crianças em 2007 foi de 5.324, no Brasil, sendo que os acidentes no trânsito representam a principal causa, sendo que 2.134 crianças morreram, sendo:

  •  44% em atropelamentos
  •  28% no interior dos veículos acidentados
  •  6% quando usavam bicicletas
  •  22% em outros tipos de acidentes de trânsito

Se considerarmos as regiões do Brasil, no Nordeste, o acidente de trânsito predominou em primeiro lugar no Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Maranhão.

Os acidentes de trânsito também foram os principais responsáveis pela morte de crianças até 14 anos em três estados da região Sudeste: Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Aproveite e faça a cotação do seu seguro auto!

Na região Sul, os acidentes de transito também estão em primeiro lugar como causa de mortes de crianças, nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na região Centro-Oeste, os acidentes de transito aparecem como principal causa de morte de crianças nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e no Distrito Federal.

No ano de 2009, o número de crianças falecidas em acidentes de trânsito, no Brasil, foi de 1550. Esse número corresponde a 32 crianças por milhão de habitantes. Comparativamente com a taxa da Suécia, por esse mesmo motivo, o número de mortes de crianças brasileiras no trânsito é 488% maior que a desse país de primeiro mundo.

Apesar de a legislação brasileira obrigar aos menores de 10 anos a viajar no banco traseiro dos veículo, ainda não existem dispositivos reguladores para o transporte coletivo, como ônibus, ou veículos de passageiros como táxis ou veículos escolares, o que também colabora para que a segurança das crianças transportadas no trânsito ainda não seja de 100%.

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário

Os comentários estão encerrados.

Precisando de
um seguro para
o seu carro?

Cote seu seguro auto.
Faça a cotação do seu seguro online
SOLICITAR