Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Preço médio do seguro Mitsubishi Lancer

Quer saber qual é o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer? Selecionamos aqui algumas cotações realizadas por motoristas de todo o território nacional. Confira a média de preço do seguro a aproveite para ver a ficha técnica do Mitsubishi Lancer 2019!

Já pensou em buscar informações sobre o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer antes de comprar seu carro, e assim organizar o orçamento?

O Mitsubishi Lancer é um carro que chama a atenção por sua beleza e conta com mais de uma versão. Inclusive algumas delas são blindadas para garantir mais proteção. Por fora, possui um design moderno, com linha levemente curvadas. Já por dentro, é possível encontrar um acabamento perfeito, que o deixa muito elegante.

Mas para proteger o seu bem, é preciso contar com o seguro de carro. Confira aqui a média de preço do seguro e veja como não pesa no orçamento!

Preço médio do seguro Mitsubishi Lancer

Qual é o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer?

O preço médio do seguro Mitsubishi Lancer é de R$ 4.300,00. Porém, essa não é uma regra e há grande variação em relação ao preço.

A variação ocorre por conta do perfil do motorista, local de residência, modelo do veículo, coberturas contratadas, entre outros. Esses detalhes todos irão impactar no valor final cobrado.

Confira alguns exemplos por meio da simulação de preço do seguro Mitsubishi Lancer 2019 e anos anteriores, realizadas por diversos motoristas!

Qual é o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer 2019?

O preço médio do seguro Mitsubishi Lancer 2019 é de R$ 2.170,00. Confira a tabela do seguro auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2019 São Paulo R$ 2.320,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2019 Rio de Janeiro R$ 2.170,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2019 Paraná R$ 2.350,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2019 Bahia R$ 1.810,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2019 Rio Grande do Sul R$ 2.310,00

Quanto custa o seguro Mitsubishi Lancer 2018?

A média de preço do seguro Mitsubishi Lancer 2018 é de R$ 2.300,00. Confira a tabela de preços do seguro de carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2018 São Paulo R$ 2.300,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2018 Minas Gerais R$ 2.190,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2018 Bahia R$ 3.190,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2018 Paraná R$ 3.310,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2018 Rio de Janeiro R$ 3.110,00

Quanto custa o seguro do carro Mitsubishi Lancer 2017?

O preço médio do seguro do carro Mitsubishi Lancer 2017 é de R$ 2.479,91. Confira a média de preço na tabela de seguro de automóvel!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer Hl 2.0 16V 160Cv Aut 2017 Masculino, 33 anos Paraná R$ 3.193,04
Lancer Sedan Hl Cvt Aut. 2.0 16V Mivec Gas. 2017 Masculino, 42 anos Minas Gerais R$ 2.479,91
Lancer Hle 2.0 16V 160Cv Aut. 2017 Ceará R$ 3.957,61
Lancer 2.0 16V 160Cv Mec. 2017 Rio de Janeiro R$ 1.786,80
Mitsubishi Lancer HL 2.0 16V 160cv Aut. 2017 Espírito Santo R$ 1.970,00
Mitsubishi Lancer HLE 2.0 16V 160cv Aut. 2017 São Paulo R$ 1.970,00
Mitsubishi Lancer HL 2.0 16V 160cv Aut. 2017 Santa Catarina R$ 1.960,00
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2017 Bahia R$ 1.900,00

Quanto custa o seguro Mitsubishi Lancer 2016?

O preço médio do seguro Mitsubishi Lancer 2016 é de R$ 2.756,05. Confira a média de preço na tabela de seguro de auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Mitsubishi Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut 2016 Rio de Janeiro R$ 2.681,36
Mitsubishi Lancer Hl 2.0 16V 160Cv Aut 2016 Masculino, 31 anos São Paulo R$ 4.968,29
Mitsubishi Lancer Hl 2.0 160Cv At 2016 Minas Gerais R$ 2.756,05
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Mec. 2016 Espírito Santo R$ 1.870,00
Mitsubishi Lancer HL 2.0 16V 160cv Aut. 2016 Distrito Federal R$ 1.860,00
Mitsubishi Lancer HL 2.0 16V 160cv Aut. 2016 Goiás R$ 1.810,00
Mitsubishi Lancer HL-T 2.0 16V 160cv Aut. 2016 Pernambuco R$ 1.780,00
Mitsubishi Lancer HLE 2.0 16V 160cv Aut. 2016 Paraná R$ 1.720,00

Qual é o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer 2015?

O preço médio do seguro auto Mitsubishi Lancer 2015 é de R$ 4.521,21. Confira a tabela do seguro de carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer Evol. X J. Easton 2.0 16V Tb Int. 2015 Masculino, 58 anos Minas Gerais R$ 10.222,77
Lancer Gt 2.0 16V Aut. 2015 Masculino, 64 anos São Paulo R$ 2.319,21
Lancer Evol. X J. Easton 2.0 16V Tb Int. 2015 Masculino, 54 anos Paraná R$ 7.598,40
Lancer 2.0 16V Aut 2015 Masculino, 31 anos Mato Grosso R$ 2.888,92
Lancer 2.0 16V 160Cv Mec. 2015 Masculino, 23 anos Espírito Santo R$ 4.521,21
Lancer 2.0 16V At 2015 Rio de Janeiro R$ 2.871,60
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2015 Rio Grande do Sul R$ 2.780,14
Lancer Evol. 2.0 Turbo 2015 Pernambuco R$ 3.581,09
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2015 Bahia R$ 2.050,00
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2015 Santa Catarina R$ 1.900,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2015 Distrito Federal R$ 1.990,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Mec. 2015 Goiás R$ 1.850,00

Qual é o valor do seguro Mitsubishi Lancer 2014?

O preço do seguro Mitsubishi Lancer 2014, em média, é de R$ 3.080,92. Confira a tabela de preços do seguro de carros!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2014 Masculino, 35 anos Paraná R$ 4.284,59
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2014 Masculino, 38 anos Minas Gerais R$ 3.034,26
Lancer 2.0 16V Aut 2014 Masculino, 52 anos São Paulo R$ 3.732,95
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2014 Masculino, 42 anos Santa Catarina R$ 1.573,35
Lancer Sedan 2.0 16V Cvt Gas. 4P 2014 Masculino, 25 anos Rio Grande do Sul R$ 4.375,66
Lancer 2.0 16V Aut 2014 Masculino, 31 anos Rio De Janeiro R$ 2.489,53
Lancer 2.0 16V Aut 2014 Rio Grande Do Norte R$ 4.262,23
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2014 Pará R$ 4.971,78
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2014 Pernambuco R$ 1.580,00
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2014 Distrito Federal R$ 1.540,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2014 Espírito Santo R$ 1.520,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2014 Mato Grosso do Sul R$ 1.390,00
Mitsubishi Lancer GT 2.0 16V 160cv Aut. 2014 Amazônia R$ 1.520,00
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2014 Mato Grosso R$ 3.080,92

Qual é a média de preço do seguro Mitsubishi Lancer 2013?

A média de preço do seguro Mitsubishi Lancer 2013 é de R$ 2.985,91. Confira a tabela do seguro de carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer 2.0 16V 160Cv Mec. 2013 Masculino, 30 anos Paraná R$ 2.985,91
Lancer 2.0 16V Aut 2013 Masculino, 55 anos Minas Gerais R$ 2.196,88
Lancer 2.0 Gt 16V 160Cv 4P 5P Aut 2013 Masculino, 48 anos São Paulo R$ 2.711,84
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2013 Feminino, 49 anos Distrito Federal R$ 4.907,95
Lancer Sedan 2.0 16V Cvt 4P 2013 Feminino, 49 anos Mato Grosso R$ 4.907,95
Lancer 2.0 16V 160Cv At 2013 Feminino, 34 anos Bahia R$ 2.847,19
Lancer 2.0 16V 160Cv Mec.2013 Masculino, 33 anos Rio Grande do Sul R$ 2.608,01
Lancer Sedan 2.0 16V Cvt Gas. 4P 2013 Masculino, 33 anos Rio de Janeiro R$ 3.025,82
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2013 Feminino, 72 anos Paraíba R$ 2.606,16
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2013 Ceará R$ 1.760,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2013 Pernambuco R$ 1.480,00

Qual é o preço médio do seguro Mitsubishi Lancer 2012?

O preço do seguro Mitsubishi Lancer 2012 é de R$ 2.608,87, em média. Confira a tabela do seguro de carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer 2.0 16V Aut 2012 Feminino, 45 anos Minas Gerais R$ 2.163,20
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Masculino, 26 anos Paraná R$ 5.330,65
Lancer 2.0 16V Aut 2012 Feminino, 35 anos São Paulo R$ 2.213,52
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Feminino, 31 anos Mato Grosso R$ 3.231,40
Lancer 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Masculino, 45 anos Alagoas R$ 3.206,63
Lancer 2.0 16V 160Cv At 2012 Feminino, 31 anos Pernambuco R$ 2.338,98
Lancer Gt 2.0 16V Aut. 2012 Feminino, 34 anos Tocantins R$ 2.065,71
Lancer 2.0 16V 160Cv 2012 Feminino, 59 anos Rio de Janeiro R$ 3.256,52
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Masculino, 41 anos Santa Catarina R$ 2.608,87
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Masculino, 42 anos Rio Grande do Sul R$ 7.375,79
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv A 2012 Feminino, 39 anos Distrito Federal R$ 3.780,11
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2012 Bahia R$ 1.620,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2012 Sergipe R$ 1.570,00
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Paraíba R$ 3.553,98
Lancer Glxi 1.6 16V 4P 2012 Amapá R$ 3.600,63
Lancer Gt 2.0 16V 160Cv Aut. 2012 Pará R$ 2.169,84

Qual é a média de valor do seguro Mitsubishi Lancer 2011?

A média de preço do seguro Mitsubishi Lancer 2011 é de R$ 3.390,00. Confira a tabela do seguro para carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer Evolution X 2.0 16V 295 Cv Tb Int 2011 Paraná R$ 8.030,14
Mitsubishi Lancer Evolution X 2.0 16V 295cv TB Int. 2011 São Paulo R$ 17.620,00
Mitsubishi Lancer Evolution X 2.0 16V 295cv TB Int. 2011 São Paulo R$ 3.390,00
Mitsubishi Lancer 2.0 16V 160cv Aut. 2011 São Paulo R$ 2.160,00

Qual é a média de valor do seguro Mitsubishi Lancer 2010?

O valor médio do seguro Mitsubishi Lancer 2010 é de R$ 5.500,00. Confira a tabela do seguro para carro!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Lancer Evolution X 2.0 16V 295 Cv Tb Int 2010 São Paulo R$ 4.150,00
Mitsubishi Lancer Evolution X 2.0 16V 295cv TB Int. 2010 São Paulo R$ 9.860,00
Mitsubishi Lancer Evolution X 2.0 16V 295cv TB Int. 2010 São Paulo R$ 9.300,00

*Pesquisa realizada em abril/2019. Fontes: Segfy e Seguro i.

O que podemos perceber nesses casos é que existe uma diferença de preço considerável. Ou seja, ele varia conforme as características do seguro contratado ele terá um preço diferenciado.

Como mencionado acima da cotação do seguro Mitsubishi Lancer, as informações de cada motorista, bem como análise do veículo, pesam na soma do valor do seguro de carro.

Portanto, se quiser saber exatamente o valor do seguro Mitsubishi Lancer, você terá que fazer uma cotação personalizada.

Como fazer uma cotação do seguro Mitsubishi Lancer?

Se pretende saber o custo do seguro para o seu caso, é possível ter acesso ao valor preciso. Para isso é necessário solicitar uma cotação personalizada.

Esse pedido pode ser feito rapidamente preenchendo o formulário em nosso site com todas as informações, assim em pouco tempo receberá propostas de diferentes seguradoras.

Depois de avaliar qual o melhor plano do seguro Mitsubishi Lancer, é só escolher o mais interessante e que cabe no orçamento para garantir que o seu carro recebe todos os cuidados que merece.

Ficha técnica do Mitsubishi Lancer 2.0 16V HL-T CVT 2019

Combustível Gasolina
Velocidade Máxima 198 km/h
Motorização 2.0
Potência 160 cavalos de potência
Torque 20,1
Câmbio CVT com modo manual
Tração Dianteira
Direção Hidráulica
Freios Quatro à disco com dois discos ventilados
Largura 1.765 mm
Comprimento 4.570 mm
Altura 1.505 mm
Peso 1.320 kg
Entre-eixos 2.635 mm
Tanque 59 l
Porta-Malas 413 l
Segurança Airbag motorista e passageiro, alarme, freios ABS e distribuição eletrônica de frenagem
Ocupantes 5
Travas elétricas Sim
Farol de neblina Sim
Ar condicionado Sim
Computador de bordo Sim
Volante com regulagem de altura Sim
Kit Multimídia Sim
Piloto automático Sim
Vidros elétricos dianteiros e traseiro Sim
Sensor de farol Sim
Desembaçador traseiro Sim

Fonte ficha técnica: iCarros.

Se você vai comprar um carro novo, não pode perder as minhas dicas para encontrar o carro ideal.

*O SeguroAuto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V)

O RCF-V – Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos, é um seguro opcional que pode cobrir danos contra terceiros, evitando assim que você tenha prejuízos com o reparo de outro veículo em uma colisão. Veja neste artigo como a cobertura RCF funciona.

Na hora de contratar ou renovar o seguro auto muita gente tem dúvidas sobre as coberturas que estão sendo disponibilizadas pela seguradora.

Isso acontece porque as coberturas podem variar muito, de uma seguradora para outra.

Além disso, existem inúmeras possibilidades a serem escolhidas entre as coberturas opcionais. Que podem ser interessantes em diferentes situações.

Para ajudar a diminuir um pouco essa dúvida, hoje falaremos sobre o seguro RCF-V, explicando como ele funciona e porque é interessante sempre contar com ele, acompanhe.

Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V)

O que é o RCF-V?

O Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V) é um seguro opcional que visa reparar danos a terceiros, por isso, também é conhecido como seguro contra terceiros.

Ele pode ser contratado por pessoas físicas ou por empresas que buscam uma proteção extra para os veículos.

Essa cobertura visa arcar com o pagamento de indenizações judiciais ou extrajudiciais que o seguro seja obrigado a pagar a outra pessoa, ela pode fazer parte da cobertura oferecida pela seguradora contando na apólice ou ser contratado a parte.

Mas nos dois casos irá cobrir colisões com outros carros que não sejam o segurado.

Coberturas do Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos

As coberturas do seguro RCF-V (Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos) podem ser básicas ou completas, contando com algumas opções adicionais. Essas opções podem oferecer proteção contra:

  • Danos materiais: irá reparar os danos causados ao veículo envolvido na colisão, como consertos, manutenção e até indenização por perda total.
  • Danos corporais: está relacionado aos danos físicos que a pessoa sofra e que requeiram cuidados médicos ou internação. Neste caso a seguradora irá cobrir o tratamento, essa cobertura também pode cobrir uma indenização em caso de falecimento da outra pessoa envolvida.
  • Invalidez permanente: paga uma indenização caso as pessoas envolvidas sofram algum tipo de lesão que cause uma invalidez permanente.
  • Defesa cível e penal: utilizado para arcar com as custas de processos que venham a ocorrer em decorrência do acidente, incluindo custos advocatícios e indenizações por danos morais.

Deve se ter cuidado para não confundir o Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos com o seguro de Acidentes Pessoais Passageiros (APP), pois, essa segunda opção visa atender os passageiros que são transportados pelo veículo do segurado e que venham a sofrer um acidente.

Conheça estratégias para não se aborrecer com o seu seguro auto, ;)

Valores das indenizações

Os valores da indenização vão variar de acordo com o que foi contratado pelo segurado, de modo geral as seguradoras oferecem coberturas a partir de R$ 50 mil.

No entanto, como essa cobertura não é renovada durante a vigência, vale a pena considerar um valor mais alto.

Vamos supor que você contrate um seguro RCF no valor de R$ 50 mil e se envolva em um acidente cujo os reparos do outro veículo fiquem em R$ 48 mil.

Depois disso, você terá apenas R$ 2 mil para atender outros possíveis acidentes dentro do período de vigência do seu contrato.

Ou seja, se você se envolver em um segundo acidente e os reparos do outro carro ficarem em R$ 18 mil, você terá que arcar com R$ 16 mil sozinho.

Lembrando que, o mais comum é que os valores indenizatórios referentes a danos materiais e corporais sejam maiores que os de danos morais.

No caso de o terceiro acionar o seguro para que as despesas sejam pagas, os valores serão pagos pela seguradora diretamente ao prestador de serviço, como hospitais ou oficinas, limitado ao valor contratado pelo segurado.

Vantagem em ter um seguro RCF-V

Contratar um seguro auto é muito importante para proteger o seu veículo, porém é preciso considerar que ninguém está ileso de se envolver em um acidente, causando danos a terceiros.

Nesses casos o seguro RCF-V (Seguro Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos), pode ser muito útil para que você não seja obrigado a arcar com as contas do reparo do veículo, ou mesmo com o pagamento de custas médicas, e possíveis indenizações provenientes de processos.

A cobertura RCF-V tem franquia?

É possível que a essa altura você esteja pensando, “essa cobertura é realmente interessante, mas deve ter uma franquia bem alta!”.

Se você pensou isso, saiba que não, a cobertura de responsabilidade civil facultativa de veículos não possui franquia.

Isso mesmo, caso você se envolva em um acidente e acione o seguro para arcar com os reparos do outro veículo, comprovando que você foi o responsável pelo acidente, você não pagará franquia nenhum para que a cobertura RCF funcione.

Você estará sujeito a pagar a franquia apenas se o seu veículo tiver avarias e você acionar o seguro para repará-las.

Do contrário, não há com o que se preocupar. No entanto, se as despesas com o terceiro forem maiores do que o valor contratado em sua apólice, neste caso será de responsabilidade sua arcar com o valor que ultrapassar o limite.

Em quais situações não posso contar com o seguro RCF?

Como dito anteriormente, o seguro RCF atende danos causados a terceiros, pelo segurado, sem que haja a necessidade de pagar uma franquia.

No entanto, existem algumas situações em que essa cobertura não é válida. Essas situações são:

  • Acidente causado por imprudência no trânsito: como quando o motorista atravessa o sinal vermelho ou entra na contramão;
  • Acidentes causados pelo uso de substâncias entorpecentes: como dirigir embriagado ou sob o efeito de drogas ilícitas;
  • Acidentes causados por infrações penais: caso o motorista esteja comendo uma irregularidade como dirigir acima da velocidade permitida, também poderá perder o direito a cobertura RCF do seguro;
  • Acidentes intencionais: acidentes causados propositalmente também não são cobertos pelo seguro.

Resumindo, se você cometer uma imprudência ao volante, dirigir alcoolizado ou mesmo provocar um acidente de trânsito intencionalmente, o seguro não arcará com as despesas referentes ao outro veículo.

E o DPVAT?

Há quem acredite que o seguro RCF não é necessário por causa do DPVAT – Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores.

Um seguro obrigatório no Brasil que deve ser pago anualmente por todos os proprietários de veículos.

No entanto, apesar do DPVAT oferecer coberturas parecidas aos envolvidos em um acidente de trânsito, sejam eles outro motorista, um pedestre ou um ciclista. As coberturas não são iguais.

A principal diferença entre elas está nos valores indenizatórios, o DPVAT possui um teto de indenização em torno de R$ 13 mil, enquanto o seguro RCF conta com uma valor mínimo de R$ 50 mil.

Ou seja, mesmo existindo o DPVAT, vale a pena contar com o seguro RCF-V, especialmente porque os veículos estão ficando cada vez mais sofisticados e com peças de reposição e mão-de-obra mais caras.

Além disso, essa também é uma excelente maneira de dirigir com mais tranquilidade, sabendo que em casos de acidentes poderá contar com proteção não apenas para você ou seu carro, mas também para os demais envolvidos.

O que é proteção do veículo LDW?

A proteção do veículo LDW é obrigatória para alugar um veículo no exterior. Se ainda não a conhece, obtenha todas as informações que precisa para ir mais tranquilo para a sua viagem.

Se está pensando em alugar um carro para usar nas suas viagens, saiba que não basta pagar e sair dirigindo.

Antes é preciso fornecer todas as suas informações solicitadas para a empresa que está fazendo o aluguel e algumas garantias.

A partir do momento em que você sair da locadora com o veículo, será responsável por tudo que acontecer com ele até o momento da devolução do mesmo. Por isso é bom contar com um seguro auto.

Se no seu carro próprio você possui porque não teria em um veículo alugado?

A questão é que podem haver diferentes tipos de seguros e conforme o país que estiver pode ser um pouco difícil de obter as informações necessárias.

Por isso, resolvemos explicar o que é a proteção do veículo LDW e, porque você não deveria ficar sem ela.

O que é proteção do veículo LDW?

Descubra o que a proteção do veículo LDW

O seguro como você já sabe é um serviço que se contrata para ajudar a cobrir com as despesas caso algum problema ou acidente aconteça com o veículo.

E, além de contratado para seu carro particular, ele pode e deve ser contratado também para veículos alugados.

É exatamente isso a Proteção do veículo LDW sigla referente a expressão em inglês ‘Loss Damage Waiver’, que em português literal significa ‘Isenção de danos por perda’, ou como também é conhecido o seguro CDW também de uma expressão inglesa, Collision Damage Waiver’, que em português significa ‘Isenção de danos por colisão’.

Essa proteção oferece as principais coberturas necessárias para que possa usufruir do carro alugado sem se preocupar com possíveis acidentes ou problemas que podem ocorrer com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo.

Por isso, se você estiver de férias não pode abrir mão da proteção do veículo LDW ou CDW.

Afinal, férias é um momento de descanso e divertimento e não de ficar atento e preocupado com possíveis problemas.

O que a proteção LDW cobre?

A proteção do veículo LDW possui cobertura para situações como roubo, furto, colisão total e parcial, incêndio e muitas outras situações.

No entanto, é preciso ter atenção para como o sinistro foi causado, pois, se detectado que se tratou de uma negligência do motorista a seguradora não cobrirá os prejuízos.

Por exemplo, se estava andando acima da velocidade permitida e acabou batendo, ultrapassou o sinal vermelho e provocou um acidente ou deixou o carro com a chave na ignição e saiu do veículo e isso resultou em roubo.

Portanto, fique atento as regras do seguro para não perder nenhuma cobertura.

Outra questão é que a proteção do veículo LDW pode ser com ou sem franquia. Isso será definido no momento da contratação.

Se optar por não ter franquia, e acontecer algum sinistro a seguradora arcará com todos os prejuízos sem nenhum ônus ao contratante.

Mas se escolher pela franquia, então você terá de pagar um valor para que seja feito o reparo.

A diferença entre essas duas modalidades de contração está principalmente no valor da proteção do veículo LDW, uma vez que a apólice sem franquia costuma ser uma pouco mais cara que a opção com franquia.

Dá para ficar sem a proteção do veículo LDW?

Não tem como alugar um carro sem essa garantia, afinal, você não quer ser pego desprevenido e ter de arcar com esse custo.

Aqui no Brasil existe o DPVAT como seguro obrigatório, em algumas localidades ele corresponde ao LDW.

Em alguns países esse seguro é obrigatório e o carro não é alugado sem ele.

Existem até locadoras que já incluem a proteção no valor da locação do automóvel, tornando-a requisito obrigatório para o negócio.

Vale dizer que, alguns cartões de crédito oferecem esse benefício de forma gratuita, no entanto, é importante verificar com a empresa do cartão quais são as regras para utilizar, por exemplo, pagar o aluguel com o cartão de crédito.

Quais são as coberturas adicionais do seguro LDW?

Além de contratar o seguro LDW e contar com uma proteção veicular no exterior, existem outros tipos de coberturas adicionais que podem ser contratadas para o mesmo veículo.

Coberturas que oferecem proteção contra danos a terceiros, cabendo ao locador apenas arcar com a franquia em caso de colisão com outro carro, para que o reparo da pessoa envolvida seja realizado.

Essas coberturas são:

  • EP – Extended Protection, em português – Proteção Estendida;
  • LP – Liability Protection, em português – Proteção de Responsabilidade;
  • SLI – Supplemental Liability Insurance, em português – Seguro de Responsabilidade Suplementar;
  • TPL – Third Part Liability, em português – Responsabilidade de Terceira Parte;
  • ALI – Additional Liability Insurance, em português – Seguro de Responsabilidade Adicional.

Existem ainda a cobertura PAI – Personal Accident Insurance, em português – Seguro de Acidentes Pessoais, que atende à motoristas e passageiros em caso de lesões ou morte, em acidentes com o veículo alugado, a cobertura PEC – Personal Effects Coverage, em português – Cobertura de Efeitos pessoais, que assegura os bens pessoais dentro do carro e a cobertura RP – Roadside Plus, que em português literal significa – Beira de estrada e mais, ou seja, trata-se de uma cobertura como a assistência 24 horas, oferecendo socorro mecânico e outros serviços.

O que fazer se me envolver em um acidente com o carro alugado?

Digamos que você alugou um veículo com uma proteção LDW, e acabou se envolvendo em um acidente de trânsito.

Essa é uma possibilidade muito grande visto que o Brasil está em quarto lugar no ranking de países com maior número de mortes em acidentes de trânsito.

Neste caso, a primeira coisa a ser feita é contatar a polícia e registrar um Boletim de Ocorrência, esse documento será necessário para o acionamento da locadora e do seguro LDW contratado.

Com ele, a locadora responsável irá avaliar se você pode usar o seguro contratado, pagando apenas a franquia (caso ela exista) para reparar o veículo, ou se a cobertura não atende o acidente e você deverá arcar sozinho com os reparos.

O mesmo vale para as coberturas que atendem a terceiros, portanto, sempre é necessário contatar a polícia e fazer um B.O., independentemente de haver ou não feridos envolvidos no acidente.

Agora que sabe que quando for viajar e alugar um carro não pode esquecer da proteção do veículo LDW.

Se tiver esse serviço no seu cartão de crédito faça uso dele senão o contrate de forma avulsa.

Franquia do seguro auto: todo seguro tem uma?

A franquia do seguro é um dos pontos que mais geram dúvidas ao consumidor. Afinal, qual o seu valor? Sou obrigado a pagá-la? Todo seguro tem franquia? Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa!

Anda se perguntando se todo seguro tem franquia? A dúvida é válida, já que esse tipo de obrigação pode afetar as finanças após um sinistro. Mas, antes de respondermos a pergunta principal deste texto, temos uma para você: você sabe bem como uma franquia funciona?

A franquia de um seguro é valor de responsabilidade do consumidor após um sinistro parcial. Ou seja, é a parte que cabe ao usuário pagar à oficina. A franquia só é cobrada após perdas parciais, em que o custo dos reparos são menores do que 75% do que o valor de mercado do carro.

As seguradoras cobram franquia como um modo de incentivar a prudência do motorista. Segundo as empresas, se o usuário souber que terá que arcar com ao menos parte do prejuízo, terá maior cuidado em evitá-lo.

O custo de uma franquia fica definido em apólice, como um valor fixo ou percentual. É fundamental ter atenção a esse aspecto do contrato, para que você não seja surpreendido após um sinistro.

Franquia do seguro auto: todo seguro tem uma?

Tipos de franquias

São quatro os tipos de franquia mais comuns, reguladas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep). Algumas seguradoras também oferecem franquias diferenciadas, das quais falaremos no próximo tópico. De qualquer forma, as franquias principais são: a básica, reduzida, majorada e isenta.

  • Básica: encontra um equilíbrio entre o valor da franquia e o custo do seguro.
  • Reduzida: tem custo menor, mas a mensalidade do seguro se torna maior. Afinal, após um sinistro, a seguradora terá que arcar com a maior parte do prejuízo.
  • Majorada: a franquia é maior e, por isso, o custo do seguro é menor. Após um sinistro, o usuário paga a maior parte dos valores para conserto do carro.
  • Isenta: pouco oferecida pelas seguradoras, a opção elimina o custo da franquia para o consumidor. Assim, após qualquer problema, a empresa paga por todos os prejuízos. Em compensação, o custo desse tipo de seguro é muito mais alto.

Imagine que o seu veículo sofreu uma colisão com dano parcial. O custo dos reparos será de R$ 4 mil. Qual seria o valor pago por você com cada um dos tipos de franquia?

  • Se a sua franquia for básica e de R$ 2 mil, você pagará R$ 2 mil, e a seguradora os R$ 2 mil restantes;
  • Se a sua franquia for reduzida e de R$ 1 mil, você pagará R$ 1 mil, e a seguradora os R$ 3 mil restantes;
  • Se a sua franquia for majorada e de R$ 3 mil, você pagará R$ 3 mil, e a seguradora os R$ 1 mil restantes;
  • Se a sua franquia for isenta, a seguradora pagará os R$ 4 mil necessários para o conserto.

Quando o segurado não paga franquia?

Você deve ter percebido que todo seguro possui franquia, mesmo que ela seja igual a zero. O contrato do seguro deve indicar o tipo de franquia contratada e o seu valor, para que o usuário tenha ciência dos seus gastos após um sinistro.

Como já citado, a franquia só é cobrada em caso de perda parcial do veículo. E isso desde que o reparo seja feito no veículo segurado. Se a cobertura para terceiros for acionada, a franquia não é cobrada. A cobertura para terceiros é um adicional dos seguros e paga danos materiais e físicos de indivíduos envolvidos em um acidente com o segurado.

1ª franquia

Outra situação em que o usuário não paga franquia ocorre quando a seguradora conta com a chamada “isenção da 1ª franquia”. Poucas empresas trabalham com a opção, mas ela pode valer a pena.

Com a alternativa, o usuário não paga a franquia no primeiro sinistro de vigência da apólice. A partir do segundo sinistro, porém, a franquia deve ser paga normalmente.

É comum que a vigência das apólices de seguro seja de um ano. Assim, se o usuário só passar por um sinistro durante o ano, não pagará a franquia em nenhum momento.

Culpa de terceiros

Também existem seguradoras que isentam o usuário quando ele é a vítima da colisão. Nesse caso, porém, o indivíduo precisa obedecer a algumas regras mais rígidas. É necessário, por exemplo, registrar um Boletim de Ocorrência.

Em todo o caso, ao ser a vítima de uma colisão, o melhor é que o usuário solicite ao outro indivíduo o ressarcimento do prejuízo. Caso o terceiro possua seguro, poderá acioná-lo para a cobertura do seu prejuízo, ou seja, o prejuízo da vítima. Se não, o motorista deverá pagar os danos do próprio bolso.

Porém, há casos em que o culpado se recusa a quitar os valores, ou então não é identificado. São nesses cenários que a isenção da franquia por parte da sua seguradora se torna benéfica.

Agora você já sabe tudo o que precisa sobre a franquia no seguro. Faça a cotação com boas seguradoras e garanta a proteção para o seu veículo!

Preço médio do seguro da Honda CB 500F

Veja qual o preço médio do seguro da Honda CB 500F e algumas cotações para comparar os valores. Aproveite para saber como obter sua cotação personalizada e conhecer mais detalhes desse modelo.

Essa moto possui um câmbio de 6 velocidades o que faz com que ela responda bem as rotações e o que melhora o seu uso urbano. Apesar de ser uma moto grande ela consegue oferecer um bom consumo de combustível, chegando a fazer 450 km com apenas um tanque.

Dirigir essa moto pode ser bastante agradável, sua suspensão permite que ela passe por buracos e lombadas sem grandes solavancos. Na hora de frear ela transmite segurança com os freios ABS. Porém, tranquilidade você só terá se contratar um seguro para motos.

Preço médio do seguro da Honda CB 500F

Preço médio do seguro da Honda CB 500F

O preço médio do seguro da Honda CB 500F é de R$ 2.100,00, mas se fizer uma cotação poderá encontrar valores acima ou abaixo disso.

Essa variação acontece devido à análise de risco que as seguradoras fazem para verificar as chances de um sinistro acontecer e quanto mais altas elas forem, mais elevado será o custo.

Por isso, a média de preço do seguro CB 500F serve para ter uma ideia de quanto você pagará pela proteção. Você também pode comparar com as cotações do seguro auto que recebeu e saber se elas estão boas ou com um valor muito alto.

Para que possa entender melhor como esse custo pode variar separamos alguns exemplos. Confira!

Preço médio do seguro da Honda CB 500F 2019

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
HONDA CB 500F 2019 Paraná R$ 3.050,00
HONDA CB 500F 2019 Bahia R$ 2.880,00
HONDA CB 500F 2019 Rio de Janeiro R$ 2.370,00
HONDA CB 500F 2019 Rio Grande do Sul R$ 3.100,00
HONDA CB 500F 2019 Rio Grande do Norte R$ 3.060,00
HONDA CB 500F 2019 São Paulo R$ 1.970,00

Valor médio do seguro da Honda CB 500F 2018

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
HONDA CB 500F 2018 Sergipe R$ 4.060,00
HONDA CB 500F 2018 Santa Catarina R$ 4.250,00
HONDA CB 500F 2018 Minas Gerais R$ 870,00
HONDA CB 500F 2018 Rio Grande do Sul R$ 2.730,00
HONDA CB 500F 2018 Pernambuco R$ 4.530,00
HONDA CB 500F 2018 São Paulo R$ 4.480,00
HONDA CB 500F 2018 Distrito Federal R$ 3.240,00

Preço médio do seguro da Honda CB 500F 2017

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
HONDA CB 500F 2017 São Paulo R$ 2.710,00
HONDA CB 500F 2017 Bahia R$ 4.330,00
HONDA CB 500F 2017 Paraná R$ 2.160,00

Preço médio do seguro da Honda CB 500F 2016

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Cb 500F 2016 Feminino, 35 anos Minas Gerais R$ 2.302,86
HONDA CB 500F 2016 Pernambuco R$ 4.070,00
HONDA CB 500F 2016 Paraná R$ 3.080,00
HONDA CB 500F 2016 São Paulo R$ 2.560,00
HONDA CB 500F 2016 Santa Catarina R$ 2.550,00

Média de preço do seguro da Honda CB 500F 2015

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Cb 500F Masculino, 31 anos Paraná R$ 2.063,16
Cb 500F Feminino, 55 anos Paraíba R$ 1.983,91
Cb 500F NA Pernambuco R$ 2.805,00

Valor médio do seguro da Honda CB 500F 2014

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Cb 500F Masculino, 32 anos Paraná R$ 2.187,74
Cb 500F Masculino, 52 anos São Paulo R$ 3.074,87
Cb 500F Masculino, 48 anos Minas Gerais R$ 2.073,39

Como cotar o seguro da Honda CB 500F

Agora que já sabe que o preço médio do seguro da Honda CB 500F serve apenas para ter uma noção do valor do seguro é preciso saber o quanto você pagará. Ao fazer uma cotação poderá receber essa informação e organizar o seu orçamento sem medo de errar.

Basta acessar um site especializado em seguro e preencher o formulário de cotação com todos os dados. Eles são importantes para que não haja erros na hora do cálculo.

Depois de fazer isso receberá algumas propostas de seguro para verificar e conseguir escolher a que melhor lhe atende. Contrate a que mais gostar, deixe a sua moto protegida e fique mais tranquilo.

Aproveite para fazer essa cotação agora e não se preocupe mais em saber o preço médio do seguro da Honda CB 500F para se organizar financeiramente.

Vantagens e desvantagens da Honda CB 500F

Veja quais são os pontos positivos e os negativos apontados por especialistas e consumidores sobre a Honda CB 500F.

Vantagens da Honda CB 500F

  • Guidão alto que passa por cima dos retrovisores dos carros
  • Bancos confortáveis

Desvantagens da Honda CB 500F

  • Não possui indicador de mudança de marcha

*O SeguroAuto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

O que é seguro compreensivo?

Acompanhe este artigo e descubra o que é o seguro compreensivo e como ele funciona, reunindo diferentes coberturas em uma única apólice.

Antigamente, contratar um seguro auto exigia do segurado um pouco de atenção, pois, para cada cobertura ele recebia uma apólice com condições diferentes.

Assim, quando ocorria um sinistro ele precisava “descobrir” em meio a vários documentos, se a situação estava coberta.

Neste artigo explicaremos melhor como funciona o seguro compreensivo, quais são as coberturas inclusas nele, como ele pode ser contratado e como a franquia funciona em diferentes situações.

O que é seguro compreensivo?

Como surgiu a cobertura de seguro compreensiva?

Até o início da década de 90 a contratação de um seguro auto era uma tarefa bem complicada e cara.

Era preciso assinar uma apólice para cada tipo de cobertura diferente, o que tornava o processo de contratação muito mais burocrático do que se pode imaginar.

Para dificultar ainda mais a adesão aos seguros, havia uma rigidez tarifária que dificultava financeiramente para o consumidor e as empresas não podiam oferecer o que os seus clientes precisavam. Bem diferente do que ocorre com o seguro compreensivo nos dias de hoje.

Com o lançamento do Plano Diretor do Sistema de Seguros na década de 1990, realizado pelo Governo Federal lançando, essa situação mudou.

Ele visava tornar os seguros mais acessíveis e o foco era a necessidade dos consumidores.

Assim surgiu a cobertura de seguro compreensiva, onde uma única apólice cobria diferentes situações, e o segurado tinha mais facilidade tanto na hora de acionar o seguro como no pagamento do prêmio e da franquia.

O que é o seguro compreensivo?

O seguro compreensivo é caracterizado por uma única apólice onde constam diferentes tipos de coberturas como roubo e furto, colisão, incêndio e muito mais.

Com ele, o consumidor tem todas as informações sobre os riscos e coberturas em um mesmo documento e esse modelo vem sendo usados desde a criação do Plano Diretor do Sistema de Seguros em 1990 até hoje com muito sucesso.

De modo geral, o seguro compreensivo reúne as principais coberturas necessárias para que os segurados que desejam proteger seu veículo de uma maneira mais completa, abrangente.

Entre essas coberturas, as principais e mais comuns entre as seguradoras são:

  • Roubo e furto;
  • Incêndio, queda de raio e explosão;
  • Chuva de granizo, terremoto e furacão;
  • Enchentes e alagamentos;
  • Queda de pontes e precipícios;
  • Colisão, capotagem ou abalroamento;
  • Queda de objetos sobre o veículo;
  • Assistência 24 horas com direito a guincho, socorro mecânico e mais;
  • Danos causados por terceiros.

Além dessas coberturas encontradas no seguro compreensivo ou seguro completo, como é popularmente chamado, o segurado pode contar ainda com coberturas adicionais como carro reserva, proteção aos vidros, equipamentos, blindagem e mais.

Isso dependerá diretamente da necessidade de cada segurado e do que a seguradora tem a oferecer.

Seguro compreensivo cobre terceiros?

Em algumas seguradoras a cobertura de danos a terceiros é oferecida dentro do seguro compreensivo, em outras ela é considerada como uma cobertura adicional e deve ser contratada a parte.

Por isso, a resposta para essa pergunta é, depende.

Se você quiser saber se uma determinada seguradora oferece esse tipo de cobertura inclusa no seguro compreensivo, vale a pena perguntar ao seu corretor.

Vantagens do seguro compreensivo

O seguro compreensivo facilitou muito a relação entre os consumidores e seguradoras, além de trazer outros benefícios, que tornaram a vida de ambos mais dinâmica e segura, veja alguns:

  • Regulamentação pela SUSEP, garantindo que o produto está de acordo com as regras comerciais e que as empresas têm autorização para comercializar esse tipo de produto;
  • Redução de taxas, uma vez que todas as informações estão reunidas em uma apólice sendo vendidas como um conjunto;
  • Fácil entendimento e uso do seguro, já que todas as coberturas estão reunidas em uma única apólice facilitando a compreensão do seguro e de suas condições;
  • Possibilidade de montar um seguro personalizado, pois, além das coberturas existentes no seguro compreensivo é possível adicionar outras.

Como contratar o seguro compreensivo?

Para ter acesso a esse tipo de cobertura o primeiro passo é realizar uma boa pesquisa entre as seguradoras existentes.

Isso é necessário porque mesmo se tratando de uma cobertura mais completa, ela pode variar bastante de uma seguradora para outra.

É importante que nessa pesquisa você fique atento às cobertura inclusas no seguro compreensivo e os valores oferecidos.

Para tal, basta solicitar uma cotação do seguro compreensivo para o seu perfil em todas as seguradoras pesquisadas.

Depois disso, escolha aquela que melhor atende às suas necessidades e dispõe de um bom custo-benefício, assim você garantirá uma cobertura completa de acordo com o que precisa a um preço que pode pagar.

Não se esqueça de sempre verificar se a seguradora trabalha dentro das normas necessárias e está devidamente cadastrada junto a SUSEP – Superintendência dos Seguros Privados.

Como funciona o seguro não compreensivo?

Se você não deseja, ou mesmo não pode pagar pelo seguro compreensivo, não se preocupe, pois, existe no mercado o seguro não compreensivo.

Uma cobertura mais simples, que geralmente conta apenas com cobertura para roubo ou furto e que possui um preço muito mais acessível que a cobertura completa.

A vantagem do seguro não compreensivo é que, mesmo se tratando de uma cobertura mais restrita ele pode ser acompanhado de outras coberturas adicionais como as proteções já mencionadas aqui, entre outras.

Para quem busca uma proteção completa para seu veículo, certamente o seguro compreensivo é a melhor opção.

Para que você não tenha muitos problemas ou dificuldades em sua pesquisa, procura o auxílio de um corretor de confiança.

6 segredos que você deve saber para conseguir um seguro auto mais em conta

Acompanhe o texto e descubra nossas dicas para obter um seguro auto mais em conta!

Pensando em contratar proteção para o carro, mas não sabe como adquirir um seguro auto mais em conta? Então, este texto é para você! Nele, explicamos vários fatores de podem influenciar no custo do serviço, e como driblar todos eles.

Antes de tudo, porém, é importante destacar: o peso dado a cada fator da cotação varia muito por seguradora. Assim, é fundamental fazer cotações em diversas empresas antes de contratar a proteção. Mesmo que o seu perfil e carro sejam os mesmos, os custos podem ser bastante diferentes entre as companhias.

6 segredos que você deve saber para conseguir um seguro auto mais em conta

Como conseguir um seguro auto mais em conta?

1. Compre o modelo certo de carro

Um dos fatores que influenciam o custo de um seguro auto é o modelo do carro. São analisados dois pontos principais: o custo do modelo no mercado e o quanto ele está sujeito a roubos.

Alguns tipos de automóvel são mais visados por ladrões e, quando isso acontece, as chances de que o carro seja roubado ou furtado são maiores. Quando o veículo é levado e não recuperado, a seguradora precisa quitar a indenização total do seguro ao segurado.

Por isso, vale a pena investir em um modelo de carro pouco visado. Deste modo, as chances de sinistro serão menores, assim como o valor do seu seguro.

2. Garanta seu bom histórico ao volante

Outro fator avaliado na cotação do seguro é o perfil do motorista. Se o condutor possui histórico de batidas e outros sinistros, a seguradora entende que ele é mais sujeito a novos problemas. Logo, as chances de pagamento de uma indenização são maiores.

Para ter um seguro mais barato, sempre dirija com prudência e faça o máximo para evitar sinistros. Dessa forma, você continuará com um bom histórico, garantindo descontos.

3. Instale equipamentos de segurança no veículo

Alarmes e travas elétricas podem ser ótimos aliados na hora de economizar no seguro auto. Isso porque, os equipamentos dificultam sinistros como roubos e furtos, e assim diminuem a chance de acionamento da seguradora.

Quando o veículo possui um rastreador e/ou bloqueador, os descontos obtidos são ainda melhores. O rastreador é um equipamento que determina a localização do veículo. Ele é bastante útil após um furto ou roubo em que o carro é levado. Com a ferramenta, a polícia tem maior facilidade em recuperar o veículo.

Já o bloqueador bloqueia o motor do carro, impedindo que ele saia do lugar. Muitos rastreadores possuem associada a opção de bloqueio do motor, facilitando o uso pelo consumidor.

Se o veículo não for recuperado pela polícia, a seguradora precisa pagar indenização integral ao segurado. Agora, com o auxílio dos dispositivos citados, o retorno do veículo é mais comum. Nesses casos, a seguradora paga apenas a indenização parcial do seguro. A indenização parcial funciona para o conserto de avarias no veículo, e é mais barata do que a primeira.

4. Estacione em locais fechados

Manter o carro em um estacionamento protegido previne furtos e roubos. Tanto em casa, quanto no trabalho ou durante um passeio. Indique esse cuidado à seguradora, e ela poderá lhe conceder alguns descontos no seguro auto.

5. Escolha apenas as coberturas necessárias

Também é possível contratar um seguro auto mais em conta escolhendo só algumas coberturas. A cobertura do seguro nada mais é do que a situação contra a qual o carro fica protegido. Os seguros mais básicos, por exemplo, protegem o veículo contra colisões, roubo e incêndio.

Quanto maior o número de coberturas contratadas para um carro, mais caro fica o seguro. Assim, sempre vale a pena selecionar as proteções realmente necessárias. Se a sua cidade não possui histórico de enchentes, de nada adiantaria contratar essa proteção, não é mesmo?

Mas atenção: não retire coberturas do seguro auto só para pagar um pouco menos. Se o seu carro está sujeito a um sinistro, proteja-o contra ele. Pagar o prejuízo sozinho após um sinistro será muito mais caro do que pagar pela cobertura contra ele.

6. Escolha uma franquia mais alta

Existem quatro tipos de franquia: a isenta, a básica, majorada e reduzida. A franquia é o valor que o consumidor paga após um sinistro parcial, como modo de quitar parte dos reparos do veículo. Funciona assim: se a sua franquia é de R$ 1 mil, e o conserto do carro ficar em R$ 5 mil, você será o responsável por quitar R$ 1 mil para a oficina. Enquanto isso, os R$ 4 mil restantes serão pagos pela seguradora.

Na hora de economizar no seguro auto, as franquias mais interessantes são a básica e a majorada. Com a básica, o usuário encontra certo equilíbrio entre o custo do seguro e o valor da franquia. Já na majorada, a franquia é maior, e o valor do seguro é mais baixo.

Apesar de tornar a proteção mais barata, a franquia majorada só é indicada para usuários com pouquíssimo histórico e chance de sinistros. Afinal, após qualquer problema, o segurado pagará, sozinho, a maior parte do prejuízo. Voltando ao nosso exemplo, diremos que a franquia, agora, é de R$ 4 mil. Então, você pagaria R$ 4 mil à oficina, e a seguradora os R$ 1 mil restantes.

Viu só como é fácil conseguir um seguro auto mais em conta? Pesquise entre as seguradoras e faça já a proteção do seu veículo! Assim, você ficará protegido contra os vários prejuízos que podem ocorrer com o automóvel.

Como fica o seguro quando o carro roubado é recuperado?

Quer saber o que acontece com o seguro quando o carro roubado é recuperado? Continue lendo esse artigo e descubra a resposta para essa e mais algumas questões relacionadas ao tema.

Todas as pessoas sabem que quando um veículo segurado é roubado ou furtado, o primeiro passo é realizar um boletim de ocorrência, e o segundo é acionar o seguro auto.

Porém, nem todas as pessoas sabem o que acontece quando o veículo é encontrado ou não.

Você teve seu veículo roubado, acionou o seguro, ele foi recuperado e agora você não sabe como fica o seguro nesta situação?

Não se preocupe, essa é uma dúvida muito comum e que será solucionada neste artigo, acompanhe.

Como fica o seguro quando o carro roubado é recuperado?

Descubra como funciona o sinistro de roubo ou furto

Todo mundo que tem seguro sabe que se seu carro for roubado ou furtado, é preciso fazer um B.O. para então acionar o seguro.

Nestes casos, quando o veículo não é encontrado em um determinado período, que normalmente gira em torno de cinco a sete dias, a seguradora terá um prazo máximo de 30 dias para indenizar o segurado conforme o previsto em apólice.

Quando o veículo não é recuperado e o segurado é indenizado integralmente, o seguro do carro é cancelado.

Isso acontece porque o bem segurado (o carro) não é mais do responsável pela apólice.

No entanto, quando falamos dos casos de furto ou roubo em que o veículo é encontrado, é preciso que o carro passe por uma avaliação para que a melhor solução seja encontrada.

Caso ele tenha danos, cujo o valor de reparo seja igual ou superior a 75% do valor de compra atual do modelo no mercado, o veículo será considerado como perda total e a seguradora deverá pagar uma indenização integral, como nos casos em que o veículo não é encontrado.

Nesta situação, assim como na anterior o seguro é cancelado.

No entanto, nos casos em que o carro é encontrado com danos que não atinjam essa margem de 75% do seu valor de compra, ele é encaminhado para uma oficina, consertado e devolvido ao segurado.

Vale lembrar que esse procedimento acontece mediante o pagamento da franquia.

Quando o veículo roubado e recuperado o que fazer?

Quando seu veículo segurado é furtado ou roubado, é preciso fazer o B.O., acionar a seguradora e esperar.

O prazo dado pela seguradora para que o carro seja encontrado geralmente fica entre cinco e sete dias, ele costuma variar de uma empresa para outra.

Depois desse período, caso o veículo não seja encontrado, você deverá entregar alguns documentos solicitados a seguradora.

Só então começa a valer o prazo de 30 dias para que ela pague ao segurado o valor integral da indenização.

Durante esse período de 30 dias, é aberto um processo de transferência de posse do carro do segurado para o nome da seguradora.

Apenas depois que esse processo é concluído, é que o segurado poderá receber a indenização integralmente.

O que acontece quando o automóvel roubado, mas encontrado antes do pagamento da indenização?

Caso o carro seja encontrado antes que essa transferência se conclua, o processo é cancelado, e o pagamento indenizatório é suspenso.

O carro segue para a oficina, caso necessite de reparos e posteriormente é devolvido ao segurado.

Nesta situação, a apólice de seguros continua vigente normalmente, mas, se o carro for encontrado com avarias que o caracterizem como perda total.

Então deverá se prosseguir com o pagamento indenizatório ao cliente e a apólice será cancelada.

Se o carro for encontrado após o processo de transferência de posse ser concluído, o cliente permanecerá com o direito de receber a indenização integralmente pelo veículo, e a apólice deverá ser cancelada.

Acontece a transferência de veículo roubado para seguradora e este, agora de posse da empresa, começa a ser chamado de veículo sinistrado.

Entenda melhor o que um carro sinistrado

Todas às vezes que um seguro é acionado e paga uma indenização integral, seja por motivo de perda total em uma colisão ou incêndio, ou em um caso de furto, ou roubo.

A partir do momento que a indenização é paga ao cliente, o carro passa a ser da seguradora.

Nesses casos, os carros são considerados sinistrados, o que significa que, se o veículo for encontrado será mandado diretamente para um dos pátios de leilão do Detran, onde poderá ser recuperado, ou não, e vendido a um preço muito abaixo da tabela.

Veículo recuperado de furto perde valor?

Se você sofreu um sinistro de roubo ou furto e pretende vender seu carro depois desse acontecimento, saiba que sim, o veículo recuperado de furto perde valor?

Os veículos recuperados de sinistros chegam a custar até 30% menos do seu valor de mercado.

Então, se você espera vender seu veículo recuperado de furto esteja preparado para pedir por ele, bem menos do que ele realmente vale!

Pois, assim como existem outros fatores que desvalorizam o carro, o sinistro de roubo e furto também desvaloriza.

Ou seja, se sua dúvida era saber como fica o seguro quando o carro roubado é recuperado, a resposta é depende.

Se ele puder ser recuperado, é preciso que isso aconteça e ele seja devolvido ao segurado, onde a apólice de seguro auto permanecerá intacta.

No entanto, se ele não for recuperado, ou for apenas depois que o processo de transferência de posse para o nome da seguradora for concluído, então o cliente deverá receber a indenização integralmente, e a apólice deverá ser cancelada.

Diferença de preço do seguro de carro por faixa etária

O preço do seguro de carro por faixa etária é uma realidade e os jovens costumam pagar mais caro.

O valor do seguro auto vai ser estabelecido conforme diferentes variáveis quando as seguradoras exigem análise de perfil.

Isso ocorre porque conforme determinadas características e hábitos de utilização do veículo, o risco aumenta, fazendo com que as seguradas de alguma maneira precisem repassar isso aos clientes.

Um dos fatores que influencia nesse quesito é a idade do motorista, quanto mais novo ele for maior tende a ser o valor do seguro, mas sempre do que é estabelecido pela Susep.

O que faz com que esse preço seja mais elevado é a inexperiência do condutor, o que eleva o risco de ocorrer um sinistro.

Outro ponto é que pesquisas indicam que jovens condutores se envolvem mais em acidentes do que as pessoas mais velhas.

Diferença de preço do seguro de carro por faixa etária

O que apontam as pesquisas que fazem o preço do seguro de carro por faixa etária ser diferente?

Os valores do seguro são calculados conforme já dissemos de acordo com variáveis e as pesquisas também servem como base.

Um relatório da cidade de São Paulo com dados de 2017, mostrou que dos motoristas e passageiros ocupantes de carros que se envolveram em acidentes, a faixa etária que mais teve vítimas fatais foi a de 20 a 24 anos.

Na sequência aparecem outras faixas etárias como as de 40 a 49 anos e 30 a 39 anos.

Óbitos por faixa etária

Fonte: Cetsp

Quando se trata de vítimas não fatais esse quadro muda um pouco, sendo que a primeira faixa que aparece é a de 30 a 39 anos, seguida pela de 40 a 49 anos e depois a de 20 a 24 anos e 25 a 29 anos.

Vítimas de acidentes de trânsito por faixa etária

Nos dois casos quando se presta atenção, as faixas etárias de 20 a 24 anos e 25 a 29 anos reúne um menor grupo de pessoas, isso faz com que percentualmente sejam as que apresentam mais riscos.

Outro levantamento, esse realizado pela Seguradora Líder, responsável pelas indenizações do DPVAT, foi realizado durante o ano de 2018.

Foram considerados apenas os acidentes que envolveram indenizações pagas pelo DPVAT.

Nesse caso entre as vítimas que receberam os valores estão motoristas, passageiros e pedestres de carros, motos, caminhões e outros.

A primeira faixa etária mais indenizada foi a de 25 a 34 anos (25%), em segundo lugar aparece a de 45 a 64 anos (22%) e em terceiro lufar aparecem empatadas as faixas de 18 a 24 anos e a de 35 a 44 anos (21%).

Para que possa entender essa situação melhor separamos alguns exemplos, porém, vale ressaltar que existem outros fatores envolvidos no preço que não foram citados como: coberturas contratadas, CEP de residência, hábitos de utilização do veículo e outros.

Preço do seguro de carro por faixa etária – Curitiba

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Onix Ltz 1.4 Spe 4 Flex 4P 2017 Feminino, 35 anos Curitiba – PR R$ 1.782,76
Onix Hatch Lt 1.0 8V Flexpower 5P Mec. 2017 Feminino, 43 anos Curitiba – PR R$ 1.584,65
Onix Joy 1.0 8V Flex 4P 2017 Masculino, 58 anos Curitiba – PR R$ 1.679,36
Onix Hatch Lt 8V Flex Power 5P 2017 Masculino, 73 anos Curitiba – PR R$ 2.712,07

Nesse exemplo, podemos perceber que o motorista mais novo não é o que paga o maior valor e sim o mais velho, contrariando as expectativas.

Porém, se considerarmos as demais faixas etárias analisadas há um diferença de pelo menos R$ 100,00 entre uma pessoa na faixa dos 30 anos e outra na faixa dos 50, sendo que o mais ovem paga a mais.

Preço do seguro de carro por faixa etária – São João Del Rei

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Onix Hatch Lt 1.0 Flex 4P 2017 Feminino, 20 anos São João Del Rei – MG R$ 9.409,29
Onix Lt 1.4 Spe 4 Flex 4P 2017 Masculino, 30 anos São João Del Rei – MG R$ 1.414,58
Onix Ltz 1.4 Spe 4 Flex 4P 2017 Feminino, 49 anos São João Del Rei – MG R$ 1.681,10
Onix Hatch Lt 1.4 Flex 4P 2017 Feminino, 52 anos São João Del Rei – MG R$ 1.796,34
Onix Lt 1.4 Spe 4 Flex 4P 2017 Feminino, 73 anos São João Del Rei – MG R$ 1.052,29

Nesse exemplo é bastante nítida a diferença de valores, sendo que a diferença entre uma pessoa de 20 anos e outra de 30 é superior a 600%.

Possivelmente a idade não foi o único fator a influenciar esse preço, mas fica nítido que a faixa considerada mais jovem paga a mais.

Preço do seguro de carro por faixa etária – São Paulo

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Onix Hatch Ltz 1.4 8V Flexpower 5P Aut 2017 Masculino, 28 anos São Paulo – SP R$ 5.383,14
Onix Hatch Activ 1.4 8V Flex 5P Aut. 5P 2017 Masculino, 36 anos São Paulo – SP R$ 2.774,59
Onix Ltz 1.4 8V Mec 2017 Masculino, 44 anos São Paulo – SP R$ 1.381,90
Onix Hatch Ltz 1.4 8V Flexpower 5P Mec. 5P 2017 Feminino, 55 anos São Paulo – SP R$ 1.896,12
Onix Hatch Joy 1.0 8V Flex 5P Mec. 5P  2017 Masculino, 64 anos São Paulo – SP R$ 1.223,45

 Em São Paulo temos um fato parecido com o de Curitiba, o motorista na faixa dos 20 anos paga um valor bem mais alto do que as demais idades.

Mais uma vez a idade não deve ter sido o único fator a influenciar, mas a diferença para a próxima faixa é de quase 100%, enquanto o motorista de 28 anos paga R$ 5.383,14 p de 36 paga R$ 2.774,59.

Preço do seguro de carro por faixa etária – Presidente Prudente

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Onix Hatch Ltz 1.4 8V Flexpower 5P Aut. 2017 Feminino, 20 anos Presidente Prudente – SP R$ 2.705,87
Onix Hatch Lt 1.4 8V Flexpower 5P Mec 2017 Masculino, 53 anos Presidente Prudente – SP R$ 1.107,22
Onix Hatch Lt 1.4 8V Flexpower 5P Aut. 2017 Feminino, 73 anos Presidente Prudente – SP R$ 1.188,66
Onix Hatch Lt 1.4 8V Flexpower 5P Mec 2017 Masculino, 85 anos Presidente Prudente – SP R$ 1.058,98

Em Presidente Pudente a situação se repete com o motorista mais jovem pagando mais.

O que podemos perceber é que a variação nas demais faixas etárias não é tão grande, mas quando verificamos o motorista de 20 anos ele chega a pagar pelo menos R$ 1.500,00 a mais.

Conforme apresentado nos exemplos, se pode perceber que seguro de carro por faixa etária faz sentido, mas, isso não isenta as pessoas mais velhas de se envolverem em acedentes.

Por isso, ter um seguro auto é sempre a melhor maneira de se prevenir contra danos no veículo.

*Seguroauto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

Tabela de preço médio do seguro do Agrale

A tabela de preço médio do seguro do Agrale demonstra o que está sendo praticado no mercado. Conheça quanto os motoristas estão pagando para proteger o carro e porquê esses valores podem variar.

O Agrale é um carro que foi pensado para as forças armada, pois foi desenvolvido para andar em terrenos irregulares, ser resistente e chegar em qualquer lugar.

Ele conta com motor Cummins 2.8 com 159 cv e 36,7 kgfm, freios a disco e caixa de transmissão com cinco marchas.

Porém, o veículo não se deteve apenas ao uso militar e para atingir o consumidor final passou por algumas mudanças melhorando o seu interior e visual.

Para isso deixou de lado um pouco do estilo do jipe e se tornou uma pickup.

Vantagens do Agrale

  • Possibilidade de escolher entre cabine simples ou dupla com ou sem caçamba
  • Capaz de atravessar trechos alagados

Desvantagens do Agrale

  • Direção pesada e lenta
  • Engates duros

Tabela de preço médio do seguro do Agrale

Conheça a tabela de preço médio do seguro do Agrale

A tabela de preço médio do seguro do Agrale reúne alguns exemplos de cotação do valor do seguro de diferentes localidades e perfis de clientes.

As informações apresentadas são reais, por isso os valores passam por tantas variações. É possível notar que em alguns casos dos exemplos apresentados, o valor de um segurado chega a ser 3 vezes maior que de outro.

Portanto, a tabela de preço médio do seguro do Agrale deve servir apenas para consulta e para comparar valores, no caso de querer saber o custo exato de um seguro é preciso solicitar uma cotação.

Veja os casos que separamos.

Qual é o preço médio do seguro Agrale 2015?

O preço médio do seguro Agrale 2015 é de R$ 4.333,66. Confira a tabela de preços do seguro auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Agrale Marruá Am 200 2.8 Cs Tdi Diesel 2015 Alagoas R$ 4.333,66
Agrale 2015 Feminino, 53 anos Paraná R$ 2.059,93
Agrale Marruá Am 200 2.8 Cs Tdi Diesel 2015 Rio de Janeiro R$ 5.347,81
Agrale Marruá Am 200 2.8 Cs Tdi Diesel 2015 Rio Grande do Norte R$ 4.626,01
Agrale Marruá Am 200 2.8 Cs Tdi Diesel 2015 São Paulo R$ 5.024,13
Agrale Marruá Am 200 2.8 Cs Tdi Diesel 2015 Santa Catarina R$ 3.853,91

Qual é o preço médio do seguro Agrale 2013?

O preço médio do seguro Agrale 2013 é de R$ 2.506,40. Confira a tabela de preços do seguro auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Agrale 8700 4X2 Euro 5 Dies. 2P 2013 Paraná R$ 3.256,93
Agrale 10000 2P Diesel E5 2013 Paraná R$ 2.506,40

Qual é o preço médio do seguro Agrale 2012?

O preço médio do seguro Agrale 2012 é de R$ 2.515,80. Confira a tabela de preços do seguro auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Agrale MARRUÁ AM 100 2.8 CS TDI Diesel 2012 Rio Grande do Sul R$ 4.080,00
Agrale 2012 Rio Grande do Sul R$ 2.515,80

Qual é o preço médio do seguro Agrale 2011?

O preço médio do seguro Agrale 2011 é de R$ 5.910,00. Confira a tabela de preços do seguro auto!

Modelo Perfil do condutor Localidade Preço
Agrale MARRUÁ AM 50 2.8 140cv TDI Diesel 2011 Alagoas R$ 4.130,00
Agrale MARRUÁ AM 50 2.8 140cv TDI Diesel 2011 Alagoas R$ 5.910,00
Agrale MARRUÁ AM 50 2.8 140cv TDI Diesel 2011 Alagoas R$ 8.030,00

*Pesquisa realizada em março/2019. Fonte: Segfy e Seguro Veículos.

Por que o valor do seguro segura tanto?

E bem possível que esteja se perguntando o motivo do valor do seguro variar tanto e isso se deve ao perfil do seguro e o risco que apresenta.

As seguradoras analisam diferentes critérios que permitem saber as chances de um veículo sofrer um sinistro.

Entre eles, está a idade do motorista, tempo de habilitação, local de residência, área de circulação do carro, garagem, índice de roubo do modelo, itens de segurança e outros.

Cada um possui uma importância na avaliação realizada e quando se percebe por meio de hábitos e estatísticas que o risco é maior, o valor do seguro se eleva, porém, o oposto também ocorre.

Depois de entender as variações do custo do seguro e ter uma ideia dos preços pela tabela de preço médio do seguro do Agrale, peça uma cotação e veja quanto essa proteção custa para você.

*Fonte: MeuSeguroNovo. Consulta realizada em Março/2019
*O SeguroAuto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.