dcsimg

As mais incríveis e melhores estradas do Brasil para você dirigir!

O Brasil é um paraíso fantástico a ser visitado. As pessoas têm a possibilidade de observar uma série de riquezas naturais que o lugar oferece. São belas praias, mata atlântica, pantanal, serras, dunas, cachoeiras, chapadas, cavernas, trilhas e muito mais.

O que muita gente desconhece, é que o Brasil também oferece um ótimo cenário para ser observado e percorrido pelas estradas. São mais de 1,7 milhões km² de estradas, onde apenas 10% delas são pavimentadas. Porém, isso não impede que os motoristas se aventurem em busca de emoção e de oportunidades de registrar as paisagens em cada parada.

O site Seguro Auto convidou os melhores blogueiros de carro do Brasil a descrever em poucas palavras alguns destes lugares fantásticos que eles visitaram e que tornaram suas jornadas marcantes e inesquecíveis. Em seguida, será feito um sorteio entre os blogueiros e o vencedor vai receber de presente um tanque cheio de combustível no valor de 130 reais para incentivá-los a continuarem sempre colocando o pé na estrada e admirando as belas paisagens que o Brasil oferece.

Foto: Arquivo Embratur

Conheça em primeira mão alguns destes lugares fantásticos:

Foto: Marcos Issa

Petrópolis – Sana/RJ – Uma belíssima estrada que corre pela serra fluminense e com a possibilidade de apreciar imensos vales e as montanhas da Serra dos Órgãos. Conhecida como a Estrada das Hortência, a BR-495 liga duas cidades badaladas do Rio de Janeiro: Teresópolis e Petrópolis, e também outras pacatas localidades como o lugarejo de Sana, na Serra de Macaé.

 

Reginaldo Pupo/Folha Imagem

Rio/RJ – Santos/SP – Considerada por muitas pessoas como a rodovia brasileira mais bonita para viajar de carro. O trecho de Santos a Ubatuba possui magníficas vistas panorâmicas a partir da praia de Juqueí. Na sequência, Camburi e Maresias reúne jovens que curtem açaí e se divertem na orla. Via – Serrana (BR-116) O caminho entre a capital gaúcha Porto Alegre e Nova Petrópolis é chamado de Rota Romântica por possuir paisagens bucólicas, vales e cidades pequenas e lindas como o Morro Reuter e Picada Café.

 

Foto: Reprodução/wiki

Manaus – Presidente Figueiredo/AM – Um trecho muito bonito da BR-174, ligando o Amazonas a Roraima. Você poderá visitar algumas atrações como as cachoeiras do Santuário, de Iracema e das Araras. A estrada corta a selva amazônica e encanta os motoristas que passam por ela.Inspire-se em nossa lista e faça você também uma ótima viagem!

E na sua opinião amigo leitor, qual é a melhor estrada do Brasil para dirigir? Responda e descreva o lugar que você visitou para concorrer automaticamente a uma camisa Polo da Ferrari. E se você tem um blog de automóveis, estará concorrendo também a um tanque cheio de combustível!

Um abraço,

Faça a cotação do seu seguro auto online!
Qual é a marca do seu carro?

Guilherme da Luz

 

http://carpointnews.blogspot.com/ – Informação de Qualidade em Alta Velocidade!

Marcus Lauria, do site Carpointnews responde:

Um ótima estrada para aproveitar o máximo do carro e com segurança é a Via Lagos, que percorre a região litorânea do Rio de Janeiro, chegando até Búzios. Nas frequentes viagens que faço para Búzios, dou preferência a essa estrada, por sempre estar conservada, bem pavimentada e sinalizada, nela não temos que nos preocupar com nada, mesmo viajando á noite, hora que costuma ser mais perigoso, as curvas são na sua maioria suaves e não casam em nenhum momento e também é bem sevida de retas longas e sem ondulações. A viagem acaba se tornando um prazer ainda mais com um bom carro.

 

http://poeiranaveia.blogspot.com/ – Automobilismo na Terra.

Francis Henrique Trennepohl, do site Poeira na Veia responde:

“A estrada mais bacana pela qual já passei é a Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, pois o visual é lindíssimo e o traçado da pista é praticamente uma obra de arte”.

 

http://blogdogroo.blogspot.com/ – Literatura, Velocidade e o que der vontade!

Ron Groo, do site Blog do Roo responde:

BR 116, a Rio – Bahia.

“Mesmo sendo uma viagem cansativa – de São Paulo até Palmeiras dos Índios em Alagoas de ônibus – compensa.

A estrada em questão é a BR-116, conhecida como Rio – Bahia.

Já havia dirigido muito por esta estrada, por diversos motivos, mas desta vez preferi ir de ônibus para apreciar a paisagem pela janela e sem preocupação alguma.

Após pouco mais de vinte e quatro horas de viagem, finalmente sair do estado de Minas Gerais onde as únicas coisas que enxergava eram as altas montanhas. Dos dois lados da pista.

Porém ao entrar na Bahia o panorama muda radicalmente…

Em um lindo trecho chamado “Tabuleiro da Baiana” – entre Pedra Azul e Vitória da Conquista – se vê um Cristo Redentor fabuloso!

Surgem também, logo após a calorenta Jequié, extensas plantações de cana e café intercaladas a cidadezinhas pequenas e aconchegantes, de casinhas coloridas com portas que se dividem ao meio.

Sem exagero, é como se estivéssemos vivendo – ao vivo – a letra de “Trem das cores”, canção de Caetano Veloso.

A estrada, uma longa reta, vez por outra trazia em suas margens pequenas barracas de madeira onde eram vendidos diversos tipos de artesanato local e também algumas iguarias como doces ou queijos.

Pequenos queijos em forma de cabaças, alguns brancos e outros dourados pela defumação.

Obvio que pelas janelas lacradas por conta do ar condicionado do ônibus não era possível ter contato com o aroma, mas ao que tudo indicava, pareciam maravilhosos.

E por mais insistentes que fossem os pedidos para que o motorista parasse o ônibus em uma das barraquinhas, ele seguia em frente.

-Não posso parar fora dos pontos pré-estabelecidos, tenho horários. – dizia ele.

O que no fundo, não era de todo uma desculpa furada.

Também dizia que nas paradas obrigatórias havia o mesmo queijo a nossa disposição.

Mas não era a mesma coisa.

Aquelas barraquinhas ao longo da BR-116 vendiam produtos únicos. Queijos fabricados artesanalmente com matérias primas do próprio quintal, tendo cada qual suas próprias características de sabor e aroma. O que não ocorria com as peças vendidas nas rodoviárias em que pararíamos ao longo do caminho.

Mas de nada adiantou explicar isto ao condutor.

Um caso curioso se deu já quase saindo do estado natal de Jorge Amado, perto da divisa com Sergipe

Já próximos a capital, a bela Aracaju sentimos o ônibus desacelerar, a porta abrir e adentrar um menino segurando um caixa de isopor.

-Será que ele reconsiderou? – pensamos já quase comemorando quando de repente o menino abre a caixa e começa apregoar:

-Água gelada! Geladinha! Quem vai? Quem vai?

O espanto só não foi maior porque, apesar de uma geladeira cheia de copos de água no fundo do ônibus, ao menos dois passageiros compraram.

Coisas que só a mágica em rodar por estradas no coração do país podem oferecer.”

 

http://sportprototipos.blogspot.com/ – Automobilismo em alta rotação

Joel Marcos Cesetti, do site Sport Protótipos responde:

Por força de meu trabalho sempre estou viajando por estradas do Brasil.Mas tem uma em especial,até é uma estrada ruim mas as belezas pelo caminho não tem preço.A estrada é a BR116 trecho da serra gaúcha que corta as maravilhosas cidades do Rio Grande do Sul.

Comentários

Celesta Waldhoff - 23 de agosto de 2015 às 05:19

I think you have mentioned some very interesting details , regards for the post.

Postar um comentário