Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Cabify: conheça a concorrente do Uber

Inovador e atento às necessidades dos cidadãos brasileiros, o Uber tem conquistado milhares de pessoas e mudado a dinâmica de transporte individual urbano. No entanto, em maio o cenário promete mudar: a empresa espanhola Cabify chegará em São Paulo e promete não dar tréguas ao seu concorrente. Saiba mais sobre o serviço e a empresa!

Cabify: conheça a concorrente do Uber

Imagem: Getty

Quem é a Cabify hoje?

Com o DNA europeu, a Cabify é uma companhia que atua em 14 cidades espalhadas em cinco países diferentes. Atualmente, possui 300 funcionários e promete fazer frente ao Uber e aos taxistas com um serviço de qualidade a preços verdadeiramente competitivos.

Qual é o seu diferencial?

A Cabify oferecerá os serviços Cabify Light e Cabify Executivo (que concorrerão com o UberX e Uber Black, respectivamente) a valores mais competitivos do que a sua concorrente, selecionando criteriosamente os veículos que a representam na estrada – para ter uma ideia, a empresa considera aspectos como ar-condicionado, histórico de acidentes do veículo e subscrição de seguro cuja cobertura abranja o passageiro, de modo a oferecer o máximo de conforto em consonância com integridade e, claro, total segurança na prestação do serviço de transporte.

Outro aspecto interessante diz respeito à relação da companhia com os motoristas: não sendo funcionários, eles são considerados como parceiros e o seu nível de satisfação é um dos quesitos que são alvo de análise constante, inclusive no âmbito no investimento em novos mercados, como é o caso do Brasil.

A título de exemplo, em outros mercados nos quais a empresa já possui o serviço ativo, é cobrado entre 15 a 25% do valor da corrida ao motorista, pelo que a margem de lucro é bastante atrativa para os parceiros que decidem colocar seu veículo à disposição e abraçar o projeto da Cabify, inclusive com relação à sua concorrente maior, o Uber.

E como ficam as tarifas?

Por se tratar de um projeto recente que ainda se encontra em fase final de análise de mercado e no aguardo das necessárias regulações da Prefeitura de São Paulo, a implementação da Cabify no Brasil ainda não é  sinônima de certezas quanto aos preços: ainda não se sabe se a empresa disporá de uma tarifa básica nem qual o preço por quilometro percorrido – no caso, o tempo de percurso não impacta no estabelecimento da política de preço da empresa, cujo serviço funcionará à semelhança da sua concorrente (via aplicativo e com o cálculo do percurso previamente disponível para consulta por parte do cliente).

O mercado brasileiro tem espaço para a Cabify?

Com sucesso comprovado no exterior, a Cabify vê no Brasil um mercado em potência: com uma rede de transportes públicos ainda deficitária no que respeita ao preenchimento das demandas da população, o país apresenta excelentes possibilidades para a criação de uma alternativa de transporte com qualidade e que agregue valor ao passageiro e ao motorista parceiro.

Posto isto, resta aguardar o desembarque da Cabify em São Paulo no próximo mês e como as políticas e serviços da empresa espanhola impactarão na mobilidade urbana na selva de concreto paulistana!

Leia mais artigos sobre:
Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. É apaixonada pelo que faz.

1 comentário

  • João Coelho Vítola says:

    Olá,

    Tive que pegar um carro da empresa CABIFY, cuja propaganda é transportes empresas/qualidade segurança, através dos serviços da Pak Ford – Brasilia. O carro era um Ford KA Sedan preto (se não me engano FHC 4435) muito antigo e pessimamente conservado. Absurdamente sujo, sem ar condicionado (muito desagradável nestes tempos de calor se elevando a cada dia) e com um motorista com pouca educação, que só freava em cima dos outros carros. O motor do carro com um barulho que parecia não ver manutenção há muito tempo. Enfim, uma temeridade. Logo que iniciou este serviço para competir com os péssimos taxis da época, os motoristas até de terno se apresentavam, carros limpos, balas, água, possibilidade da escolha de um tipo de música, etc. Será que esta empresa não fiscaliza mais seus afiliados e seus veículos? Este serviço realmente degringolou mesmo. O Brasil não está sendo mais um país sério com suas empresas. O governo não se preocupa mais com suas permissões. Temos que acionar alguém, pois os usuários estão pagando por um serviço pela metade. Haja paciência!

    Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *