homem branco de óculos sentado no sofá lendo documentos

Catalisador automotivo: tire suas dúvidas sobre a peça!

A parte mecânica de um carro é bastante complexa, há várias peças e diversas funcionalidades. Às vezes, para o funcionamento ideal de uma peça ela deve estar em perfeita condição. Assim, ficar atento a possíveis problemas e entender o básico é muito necessário, visto que queremos verificar o problema e já conseguir solucioná-lo.

Entre as peças que encontramos no motor do veículo é o catalisador, ele desempenha uma função essencial para o nosso meio ambiente, visto que ajuda na neutralização de gases, assim garante um índice bem menor de poluição em nossa atmosfera.

Quer entender mais sobre essa peça e qual a sua função mais a fundo? Continue aqui, no SeguroAuto, e confira. Boa leitura!

O seguroauto.org deseja que você adquira o melhor seguro para o seu carro. Veja como!

O que é o catalisador?

É uma peça responsável por neutralizar os gases emitidos pelo veículo, ou seja, ele torna o composto um pouco mais seguro antes de liberá-lo à atmosfera. Desse modo, é um item que ajuda a não prejudicar o nosso ar.

O catalisador está localizado próximo ao tubo de saída do motor, assim, ele consegue aproveitar o calor da combustão para o seu próprio funcionamento.

Veja os cuidados na hora de trocar o óleo do motor.

Quais são os componentes de um catalisador?

A peça é composta por um núcleo de metal ou cerâmica que envolve uma manta expansiva, uma camada mais nobre de metal que serve como isolante térmico.

Quais são os tipos de catalisadores?

Tubos de escape do catalisador de um carro preto.

Você encontra dois tipos de catalisadores que são mais utilizados:

  • os de “3-vias” para motores de ignição por centelha, os que são movidos por etanol, gás natural ou gasolina;
  • os de motores por compressão, movidos por diesel, com os tipos SCR ou DOC;

Os modelos de 3-vias são fabricados e compostos com uma matriz cerâmica à base de alumínio, silício e magnésio, além disso, são repletos de canais para os gases poderem fluir para fora do motor. No lado externo, há os metais nobres de platina, ródio e paládio, responsáveis pelas reações químicas no seu interior e por garantir a neutralização dos resíduos.

Para os modelos de compressão, a matriz é composta com cerâmica e óxido de titânio. No SCR e no seu exterior, há os materiais de titânio, vanádio, molibdênio e/ou outros. Já no DOC, a parte externa é composta apenas por platina.

Etanol limpa o motor melhor que gasolina?

Como saber se o catalisador do meu carro está com defeito?

Para os veículos fabricados após o ano de 2010 é um processo mais fácil, basta verificar como estão as luzes no painel do carro. Caso esteja com algum problema, a luz do catalisador ficará acesa. Mas, se seu carro é de anos anteriores a este, é necessário ficar atento a alguns fatores, como:

  • lentidão ao acelerar;
  • aumento da rotação do motor em marcha lenta;
  • aumento do consumo de combustível.

Caso esteja notando algum desses problemas, leve a uma oficina mecânica.

Quais cuidados devo ter com o catalisador?

O principal cuidado que se deve ter é com o combustível, ou seja, na hora de abastecer, procure por um posto de qualidade, que tenha gasolina correta e sem adulteração.

A gasolina adulterada é a principal inimiga na mecânica de um carro, pois prejudica o seu funcionamento e pode conter chumbo em sua composição, o que pode entupir o catalisador até estragá-lo.

Simule o preço do seu seguro auto em nosso formulário.

Quando é necessário trocar o catalisador?

Mecânico de macacão azul abaixado olhando o catalisador de um carro que está elevado em uma oficina.

O catalisador deve ser trocado em duas ocasiões:

  • Quando já passou de 80 mil km rodados;
  • Quando tem mais de 10 anos.

Nessa questão de idade, é quando ainda é a peça original, a que veio de fábrica. Já se for peças trocadas e vendidas no mercado, devem ser trocadas em cerca de 40 mil km.

Além disso, é necessário fazer a troca quando notar alguma avaria na peça, ou seja, se notar que está estranha é melhor levar ao mecânico e verificar, fazendo a substituição se for o caso.

Qual é o preço de um catalisador?

A faixa de preço de um catalisador fica entre R$ 600 e R$ 800. Esse valor pode variar conforme as regiões do país e da oficina mecânica que você frequenta.

É permitido remover o catalisador do veículo?

Não! Essa é uma peça essencial para o funcionamento adequado do carro e não deve ser retirada. Sua retirada pode causar mais problemas ao meio-ambiente, aumentando o efeito estufa e possibilitando outros malefícios.

Além disso, a retirada do equipamento é uma infração grave e pode resultar até na apreensão do veículo.

O seguro auto cobre? Tire suas dúvidas!

Portanto, essa é uma peça essencial para os veículos e garante que o ar seja menos poluído com os gases soltos pelo motor. Assim, é ideal que você sempre fique de olho e confira como está o funcionamento do seu carro ou então, fique de olho no seu painel e confira como estão as luzes.

Gostou do conteúdo? Aqui no SeguroAuto, você encontra muito mais conteúdos sobre veículos e entenda como funcionam suas peças e o que pode dar problema. Para conferir e aprender mais sobre, navegue por nosso blog e aproveite. Até a próxima leitura!

Cote agora o preço do seu Seguro Auto!

A melhor cotação, com as melhores corretoras, pelos melhores preços.

5/5 - (1 vote)

Artigos relacionados

carros populares

Carros Populares: Os Melhores e os Mais Baratos

Data: 06/02/24

Tempo estimado de leitura:

4 min
Categoria: Marcas de Carro Leia agora
marcas de carro mais vendidas

Quais São as Marcas de Carro Mais Vendidas?

Data: 31/01/24

Tempo estimado de leitura:

5 min
Categoria: Marcas de Carro Leia agora

O Carro mais Caro do Mundo: A Saga da Ferrari 250 GTO 1962 e Outros Ícones Milionários

Data: 25/01/24

Tempo estimado de leitura:

4 min
Categoria: Marcas de Carro Leia agora

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *