dcsimg

Cidades estão preparadas para receber os carros autônomos?

Os carros autônomos já são realidade e diversas montadoras já estão realizando testes com ele, tanto é que a previsão de comercialização é para 2020. Porém eles têm encontrado um problema, a estrutura das cidades, isso porque segundo um levantamento feito nos Estados Unidos apenas 6% das cidades teriam condições de receber esse tipo de veículo atualmente.

Esses carros sem motoristas podem trazer diversas mudanças nas cidades desde um trânsito que funcione melhor, isso porque os carros conseguirão escolher melhor, além de respeitar as leis de trânsito. Outra grande mudança será em relação aos estacionamentos que deve diminuir e com isso liberar mais espaço comercial.

Já fizemos um texto falando sobre os carros do futuro e também um que mostrava o carro autônomo da Google.

Contudo o Brasil parece estar ainda mais distante dessa realidade, isso porque a nossa infraestrutura no trânsito ainda é muito precária. Isso porque não tem como colocar um veículo desses na rua e achar que ela vai conseguir se guiar por ruas esburacadas e sem sinalização.

Para que esses carros possam funcionar muitas vezes eles precisam de faixas pintadas na pista e conexão com a internet 3G/4G o que sabemos que não ocorre na maioria dos lugares. Outro problema ainda seria os assaltos que ocorrem e o funcionamento do GPS que acaba levando o motorista para lugares considerados perigosos como favelas.

Porém enquanto o Brasil fica para trás nesse assunto alguns países já estão se preparando para receber esses veículos, como é o caso da Alemanha.

O ministro dos Transportes da Alemanha já anunciou que está planejando atualizar a rodovia A9, que liga Berlin a Munique, para que os veículos autônomos já possam rodar por lá a partir de 2018. Isso tem sido feito para que eles não dependam de empresas estrangeiras e assim também evitem um monopólio.

Porém hoje se sabe que a maioria das cidades não possui estrutura e nem um planejamento para que possa receber os veículos autônomos, apesar de todos os benefícios que eles trariam como a redução dos acidentes e mortes no trânsito.

Legislação

A legislação é outro empecilho para que esses veículos possam funcionar, já que hoje as leis de trânsito de nenhum país englobam os motoristas virtuais.

Com isso seria preciso rever todo o código de transito brasileiro e adaptá-lo para que esse veículo possa circular livremente. Seria preciso também definir as responsabilidades em caso de um acidente.

Em 1968 Convenção de Viena sobre Trânsito Viário, diversos países assinaram um acordo com regras para condutores que deveriam ser seguidas em diversos países, inclusive o Brasil. Porém esse determina que o carro tem que estar sob o controle de um motorista o que tem dificultado para as montadoras poderem lançar os seus veículos. Mas alguns países como Itália, França e Alemanha já estão indicando sinalizações para a alteração do acordo.

As pessoas

Apesar de ser considerados seguros esses carros estão enfrentando alguns problemas, porém a maioria deles são relacionados as pessoas. Isso acontece porque muitos deles ainda não respeitam as leis de trânsito e acabam provocando acidentes, por isso para que possam circular de forma segura seria preciso que as pessoas mudassem a sua forma de agir.

Leia mais artigos sobre:

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário