Topo

Como funciona um refinanciamento de veículo e como fazer um

Tire suas dúvidas sobre refinanciamento de veículo e veja como pode fazer o seu.

Um dos grandes efeitos da pandemia, com certeza, foi a crise econômica. Muitos perderam o emprego, e segundo a CNC (Confederação Nacional de Crédito),em agosto de 2021, o percentual de famílias endividadas atingiu a marca de 72,9%, só no Brasil.

Para contornar a crise, muitos procuram alternativas em empréstimos e linhas de crédito pessoal e consignado. O que a maioria ainda não sabe, é que mesmo os veículos ainda financiados podem contribuir para quitar as dívidas.

O seguroauto.org deseja que você adquira o melhor seguro para o seu carro. Veja como!

Usando o seu veículo como garantia é possível usufruir de um empréstimo com menores taxas de juros.

Mas antes de continuar, precisamos entender o que é um refinanciamento de veículo.

Como funciona um refinanciamento de veículo e como fazer um

Imagem: Getty Images

O que é um refinanciamento de veículo?

O refinanciamento de veículo é uma forma de crédito, que utiliza o próprio bem como garantia de pagamento. Por causa dessa garantia, conta com juros menores, pois em caso de inadimplência, o veículo servirá para quitar a dívida.

Qual a diferença entre financiamento e refinanciamento?

O financiamento é uma forma de compra onde é possível adquirir um bem pagando parcelas mensais acrescidas de juros. Dessa forma, mesmo sem ter dinheiro em mãos, a pessoa consegue efetuar a compra.

No caso do refinanciamento, a pessoa já tem o bem e o oferece como garantia de que pagará completamente o empréstimo. Nesses casos, as empresas que cedem o crédito, consideram o empréstimo de baixo risco, e portanto, tendem a operar com juros menores.

Como funciona o refinanciamento de veículos

No refinanciamento de veículos o que manda é o preço do carro. Ou seja, quanto mais caro o carro for, maior será o valor emprestado. O valor do veículo será definido pela tabela FIPE ou Molicar.

Dependendo da empresa escolhida para tomar o empréstimo, pode ser liberado 90% ou 100% do valor do carro. A maioria das instituições financeiras aceita como garantia apenas veículos com até 10 anos de fabricação. Há exceções, por isso é importante contatar diretamente a instituição.

Após fazer o refinanciamento, o automóvel permanece no nome do proprietário, mas fica alienado à empresa que concedeu o crédito. Após quitar a última parcela, o veículo deixa de estar alienado. Apesar disso, é possível continuar a usufruir plenamente do bem.

Como refinanciar um veículo?

Para que o refinanciamento seja feito, a instituição financeira usa como base a Tabela Fipe, para determinar o valor do automóvel.

A empresa credora solicita o envio de documentos (pessoais e do veículo) e comprovante de residência. Algumas empresas pedem ainda o extrato bancário e holerite, para consultar a renda. Após esse processo, será feita uma vistoria para determinar as condições do carro.

Caso o solicitante esteja com o nome negativado ou o veículo não esteja bem conservado, o empréstimo poderá ser negado.

Após passar por todas as etapas acima, o contrato será assinado.

Simule o preço do seu seguro auto em nosso formulário.

Dúvidas comuns

Quando o assunto é dinheiro, nenhum detalhe pode ser negligenciado. Partindo desse princípio, selecionamos algumas das dúvidas comuns sobre o refinanciamento de veículos.

1. Qual a taxa de juros em um refinanciamento?

Os juros variam de acordo com cada instituição, dependendo do score do cliente (avaliação do risco de inadimplência do consumidor), o ano do carro e o prazo de pagamento escolhido.

Nessa linha de empréstimo, existem alguns outros custos como a Taxa de Abertura de Crédito (TAC) e o Imposto Operacional de Crédito (IOC), cobrados em qualquer abertura de crédito.

2. Posso vender um veículo usado como garantia?

Sim, mas para que isso aconteça é necessário pagar a dívida, somente após isso, será possível transferir o carro para o novo dono. Existe ainda a opção de transferir a dívida ao futuro proprietário.

3. Corro o risco de perder meu carro?

A possibilidade existe. Mas lembre-se que o objetivo de uma empresa credora é receber o dinheiro e não tomar o carro dos clientes, sendo assim, este será um dos últimos recursos para quitar a dívida.

Em caso de atraso, primeiro será feito um contato com o cliente buscando resolver a situação. Se as negociações não obtiverem resultado, um comunicado avisando sobre o processo de retomada de bem será emitido. Caso o processo vá adiante, o automóvel será leiloado para pagar a dívida.

4. E quais as condições de pagamento?

A forma de pagamento é variável, dependendo da instituição financeira onde o empréstimo foi feito.

5.  Um veículo financiado pode ser usado?

Sim, mas neste caso, algumas regras devem ser respeitadas. Uma delas determina que parte do novo empréstimo servirá para pagar a dívida que falta com a primeira instituição. Enquanto a outra parte irá para o proprietário do veículo, para ser usada como ele achar melhor.

Lembrando que o veículo continuará alienado, agora para a instituição que cedeu o empréstimo.

Por sua baixa taxa de juros, o refinanciamento de veículos é uma opção bastante atrativa. E para você, essa é a alternativa ideal?

Cote agora o preço do seu Seguro Auto!

A melhor cotação, com as melhores corretoras, pelos melhores preços.

Avalie nosso post

Artigos relacionados

seguro barato 2024

Conheça Os 8 Carros Mais Vendidos em 2024

Data: 14/04/24

Tempo estimado de leitura:

3 min
Categoria: Marcas de Carro Leia agora
sensor de temperatura carro

Saiba tudo sobre Sensor de Temperatura do Carro

Data: 20/02/24

Tempo estimado de leitura:

2 min
Categoria: Manutenção Carro Leia agora
o que é abalroamento

Descubra o que é abalroamento!

Data: 15/02/24

Tempo estimado de leitura:

2 min
Categoria: Manutenção Carro Leia agora

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *