Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Como transferir os documentos do carro

Compartilhe nas redes sociais:

Enquanto o mercado de comprar de automóveis novos teve uma queda devido à crise que o Brasil vem enfrentando, o comércio de carro usados se mantêm em patamares um pouco melhor. Se você está vendendo ou comprando um veículo rodado, pode ter diversas dúvidas na mente sobre como transferir os documentos do carro, principalmente, se for a primeira vez em que terá de passar por essa situação.

A transferência não é um bicho de sete cabeças, mas é preciso tomar alguns cuidados para que não haja uma maior dor de cabeça.

Como transferir os documentos do carro

Passos para transferir os documentos do carro

Você pode dar um jeito de arcar com a maior parte do procedimento, mas para aqueles que não tem tempo, paciência e com um pouco de dinheiro sobrando, pode optar por contratar um despachante para todo o processo, o que traz comodidade e confiança para o procedimento.

  1. CRVA

A transferência de todos os veículos deve ser anunciada na CRVA (Centro de Registro de Veículos automotores) em um prazo máximo de 30 dias. A data que abre a contagem para a procura da CRVA, é a que consta a venda do automóvel.

  1. Município

A transferência do veículo sempre segue a ideia de que o processo deve ser feito no município de residência.

  1. Seguro

O seguro do carro deve ser atualizado junto aos órgãos competentes e, para isso, o detentor deve ter em mãos os seguintes documentos:

  • Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovantes que atestem o pagamento do IPVA, licenciamento e multas (caso houver);
  • Cópias do CPF e carteira de identidade;
  • Numeração do chassi do veículo;
  • Certificado de Registro de Veículo (CRV), do antigo dono, com firma reconhecida em cartório.
  1. Vistoria

Os veículos precisam passar por uma vistoria no órgão regulador para confirmar que não exista nenhuma pendência no carro. Isso também é muito importante para o comprador que atesta algum nível de procedência da aquisição. Trata-se de um processo rápido, no qual o Detran é o grande responsável.

É interessante uma vistoria particular, antes da compra para que possa se certificar do pleno funcionamento e estado do automóvel.

  1. Taxas

Para encerrar o processo de transferência dos documentos do carro, algumas taxas precisam ser obrigatoriamente pagas. Entre aquilo que deve ser arcado para viabilizar a transferência, estão:

  • Vistoria feita pelo órgão competente de trânsito;
  • Vistoria do órgão de trânsito;
  • Vistoria lacrada;
  • Taxa para transferência do veículo.

Não existem exigências de onde essas taxas precisam ser pagas, tanto que o procedimento pode ser feito tanto nos bancos como nas casas lotéricas.

Como foi visto, transferir os documentos do carro não é tão complicado como se poderia imaginar, porém um pouco de trabalho e tempo devem ser despendidos para que não haja erros no processo.

Para quem possui algum recurso financeiro que possa cobrir o trabalho de um despachante, é sempre válido contar com a ajuda desse profissional, pois ele conhece os atalhos e está habituado a todo o procedimento.


Compartilhe nas redes sociais:
Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *