Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Por que na hora de fazer a cotação do seguro auto é obrigatório informar o CPF?

Na cotação auto é obrigatório informar o CPF e não tem como fazer isso de outra forma. Entenda porque esse documento e tão importante e indispensável nesse processo.

Você está buscando um seguro para seu carro e descobre que pode fazer a cotação online. Isso parece ótimo, afinal, não precisará sair da sua casa para obter essa informação.

Tudo parecia estar indo muito bem, até que descobre que na cotação auto é obrigatório informar o CPF.

Era tudo o que você não queria, ter de fornecer dados pessoais a sites que não conhece direito e que não sabe que de maneira usarão os seus dados.

Nesse caso existem duas opções, ou você desiste e fica sem saber quanto custa o seguro. Nesse caso será preciso buscar por um corretor, entrar em contato com ele, indo até o escritório para obter a informação. Isso, com certeza, dará mais trabalho do que tinha imaginado.

A outra possibilidade é fornecer os seus dados e torcer para que nada seja feito com ele.

Os dois caminhos podem não agradar, mas, na verdade, você não precisa ficar com medo de informar o CPF se estiver usando um site de confiança.Por que na hora de fazer a cotação auto é obrigatório informa o CPF?

Por que na cotação auto é obrigatório informar o CPF?

Quando o CPF é solicitado não é apenas para ter os seus documentos, mas, esse é uma forma das seguradoras saberem quem está querendo um seguro.

Esse documento reúne informações sobre a pessoa, entre ela se trata de um bom pagador, se está com a situação regular do CPF e outros.

De uma forma geral, as empresas que fornecem o seguro auto vão usar o seu documento para gerar uma cotação personalizada do seguro. O seu CPF vai ajudar nas seguintes situações:

Verificar se já possui um seguro: como esse é um documento único, se o CPF já possui um seguro, por exemplo, na mesma seguradora que está cotando um novo, pode conseguir descontos.

Essa prática é comum, dessa forma as seguradoras conseguem reter os seus clientes e disponibilizar ofertas exclusivas.

Consultar a classe de bônus: o bônus funciona como uma espécie de pontuação que os segurados acumulam conforme o tempo que possuem um seguro.

Essa pontuação é usada por todas as seguradoras vinculadas à SUSEP e podem ser “transferidos” de uma para outra.

Se possuir uma boa classe de bônus vinculada ao seu CPF poderá ter um desconto no valor do seguro, quanto maior a pontuação maior também será a vantagem.

Analisar histórico do pagador: As seguradoras não podem negar um seguro apenas porque um cliente está com o nome sujo, mas é bem provável que essa consulta seja feita para avaliar os riscos.

O que costuma acontecer é que as pessoas inadimplentes costumam ter o seguro por um valor mais elevado para compensar o risco de atrasarem uma parcela ou cancelarem o serviço por inadimplência.

A informação do CPF junto com outros dados como local de residência, tempo de habilitação, modelo do veículo e outros vão ajudar a definir o valor do prêmio.

Não tem jeito, sem fornecer todas as informações solicitadas pela seguradora ela não consegue avaliar os riscos, portanto, na cotação auto é obrigatório informar o CPF.

É seguro fornecer meu CPF?

Isso vai depender do local em que a pesquisa está sendo feita. Você não deve preencher suas informações para cotar o seguro ou qualquer outro serviço em uma página que não achar confiável.

Para se prevenir antes de tudo busque conhecer o site, veja se ele parece de confiança, a opinião de outros usuários e as regras e políticas do site.

Pode ser um pouco cansativo ler a política, porém, ela é que especifica com que finalidade os seus dados serão utilizados e se estarão seguros.

Por exemplo, um site de deixe claro que somente utilizará seu CPF para cotar o seguro e que ele não será usado para propagandas ou outras finalidades já inspira segurança.

Veja também quais são as corretoras e seguradoras parceiras, empresas renomadas ajudam a dar mais credibilidade, principalmente se forem credenciadas a SUSEP.

Tendo esses cuidados não terá problemas, pois, sabe que na cotação auto é obrigatório informar o CPF e que existem empresas sérias que não usarão o seu documento de forma inadequada.

Agora que já teve suas dúvidas esclarecidas em relação ao assunto aproveite e faça uma pesquisa e na cotação auto é obrigatório informar o CPF. Forneça os dados e receba as suas propostas.

Leia mais artigos sobre:

1 comentário

  • Vera da Penha Alves Moreira Moreira says:

    Bom dia,

    Não acho isto correto, porque se não pagar não recebo o seguro, já vi um advogado falando que não pode consultar CPF, se estou pagando o seguro em dia, se for roubada recebo seguro, se você tem um corretor faz uma cotação, ele tem que informar o que está mais acessível, ele representa as seguradoras, isso também abaixa nosso score. Já fui informada no Serasa Consumidor.

    Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *