Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto

Se você pretende contar com um seguro, precisa conhecer os erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto e evitá-los para não ter dores de cabeça posteriores.

Contratar um seguro auto é essencial para quem deseja ter mais tranquilidade em relação ao seu veículo. No entanto, é comum que durante essa contratação aconteçam alguns erros.

Por isso, se você está pensando em contar com esse serviço é preciso ficar atento e ter cuidado para não os cometer durante a sua contratação.

Assim, quando precisar usar seu seguro, você evitará maiores problemas. Veja a seguir quais são os erros mais comuns a serem evitados na hora de contratar um seguro auto.

Erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto

Fonte: www.e-konomista.pt

Conheça os erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto

  1. Não pesquisar corretamente sobre a seguradora

Um dos erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto é pesquisar apenas duas ou três seguradoras e escolher aquela que oferece sempre valores mais baixos.

Existem muitas empresas no mercado que oferecem seguro auto e é imprescindível que se pesquise o máximo possível delas.

Além disso, é importante não pesquisar apenas valores e coberturas, mas também a reputação da empresa, se ela atua dentro das normas do setor, etc. Essa pesquisa pode ser realizada junto à SUSEP, no site do órgão.

  1. Se atentar apenas aos preços baixos

Outro erro muito comum nesse tipo de contratação é procurar apenas por valores baixos. O interessante é que você busque pelo melhor custo-benefício.

Ou seja, que você procure por coberturas mais completas, de acordo com as suas necessidades, que tenham preços mais justos ou acessíveis.

Muitas vezes, os seguros com valores mais baixos possuem coberturas restritas e cheias de cláusulas que dificultam a utilização do serviço. Portanto, fique atento as coberturas e valores.

Aqui no SeguroAuto.org você tem uma forma fácil de receber estes valores de uma única vez, facilitando ainda mais este processo de cotação de seguro e não deixando que você erre na hora de contratar esta proteção para seu carro.

  1. Não se atentar ao valor da franquia

Muitas vezes quando encontramos um seguro auto com o valor da apólice mais baixo, significa que o valor da franquia pode ser mais alto. E, esse é um detalhe que nem todo mundo se atenta.

Ao contratar um seguro auto com um prêmio mais barato, é quase certo que você terá que arcar com uma franquia que custe uma pequena fortuna na hora de abrir um sinistro. O que, muitas vezes fará com que nem compense usar o seguro.

  1. Não ter um corretor de confiança

É um erro querer contratar seu seguro sem conversar com um bom corretor que lhe passe confiança e tire suas dúvidas.

Existem algumas empresas que oferecem a venda de seguros, mas não disponibilizam um bom corretor, então quando algo acontece você não tem ninguém para recorrer e te ajudar a agilizar o processo.

  1. Omitir, mentir ou fraudar informações

Quando vai dar seus dados e do veículo para fazer sua cotação e, posteriormente, o contrato, é importantíssimo passar apenas informações corretas. Você não deve omitir nada, muito menos mentir ou fraudar informações.

Preencha sempre os dados corretos tanto seus como do veículo, pois, no caso de ter que receber alguma indenização ou precisar acionar seu seguro, caso descubram que mentiu, omitiu ou fraudou as informações do contrato, você perde todos os direitos do serviço, ou seja, perde dinheiro.

Não pense que vai economizar deixando o seguro um pouco mais barato mentindo sobre alguma coisa, pois, neste caso, o velho ditado de que “o barato sai caro” realmente funciona.

  1. Considerar apenas o bom atendimento no momento da contratação do seguro

É um grande erro achar que só porque o corretor foi muito gentil você deve contratar o seguro com ele. É preciso pesquisar muito antes de fechar esse tipo de serviço.

Isso porque você pode estar pagando muito mais pelo serviço e pode se arrepender depois.

Lógico que ser tratado bem é um diferencial, mas antes de optar por esta ou aquela seguradora, pesquise os valores das seguradoras mais confiáveis.

  1. Não se atentar ao que realmente precisa de um seguro

Após fazer esta pesquisa, lembre-se de ver do que realmente precisa, pois, para quê vai contratar carro-reserva se possui mais de um veículo em casa e poderá usar o outro se este estiver no conserto?

Avalie cada situação e personalize este serviço, afinal, ele deve ser voltado às suas necessidades.

Na dúvida, sempre questione seu corretor para saber o que cada tipo de cobertura cobre e se realmente vai precisar dela. Assim consegue negociar um bom preço e ter tudo que vai utilizar somente.

  1. Não especificar de maneira correta o condutor principal

Muitas pessoas acabam não entendo corretamente como funciona a condução dividida e acabam definindo o condutor principal de maneira errada.

Por exemplo, se você é casado e os dois usam o carro, é preciso que uma conta seja feita para que se descubra quem usa mais o veículo, definindo assim o condutor principal.

  1. Não incluir motoristas jovens na apólice

Muitos pais evitam adicionar seus filhos recém habilitados, com idade entre 18 e 25 anos na apólice, a fim de economizar no valor no prêmio.

Isso é um erro, especialmente se seu filho costuma pegar o carro, mesmo que apenas aos finais de semana.

Afinal, essa faixa etária é a que corre mais riscos relacionados a acidentes de trânsito e, se porventura seu filho bater seu carro, e não constar no contrato do seguro como condutor eventual, você não terá direito a indenização.

  1. Não pesquisar possíveis descontos

Existem muitas pessoas que acabam pagando valores mais altos do que deveriam, apenas por não pesquisar melhor sobre os possíveis descontos que lhes são de direito.

Por exemplo, motoristas com bom históricos de condução, sem a existência de multas, conseguem descontos na contratação do seguro.

O mesmo vale para pessoas que possuem equipamentos de segurança instalados no veículo, como rastreadores, bloqueadores e alarmes.

Agora que você conhece os 10 erros mais comuns na hora de contratar um seguro auto, será muito mais simples evitá-los na hora de escolher e contratar a melhor opção de segurança para você e seu veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *