Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

O seguro auto cobre? Tire suas dúvidas

É normal que surjam dúvidas na hora de contratar um seguro auto. Entre elas, se algumas situações são cobertas ou não pelo seguro. Neste artigo separamos uma série de questões sobre esse assunto.

A verdade é que existem inúmeras coberturas diferentes e toda essa variedade acaba gerando confusão, até porque nem todas são contratadas pelos segurados. Por isso, antes de fazer a adesão do seu seguro auto, procure se informar sobre a existência ou não da cobertura para cada uma das situações que mais lhe interessam.

Neste artigo, você poderá sanar algumas dessas sobre o que o seguro auto cobre. Se você ainda ficar com alguma dúvida pergunte-nos ou então entre em contato com o seu corretor.

Seguro auto cobre enchente?

Se o seguro cobre enchente, dependerá apenas do tipo de cobertura contratada, mas no geral sim, ele cobre. Em praticamente todas as seguradoras é possível contratar uma cobertura chamada compreensiva, nela a cobertura para enchente pode ser encontrada. Essa é a que a maior parte dos brasileiros fazem.

Ela vai proteger o carro contra os chamados “fenômenos naturais” e se você acha que eles são poucos, vai se surpreender.Quem possui a cobertura compreensiva está protegido contra:

  • Ventos fortes,
  • Enchentes,
  • Chuva de granizo,
  • Queda de objetos em cima do carro,
  • Deslizamento de terra,
  • Incêndio e,
  • Raios.

Porém, vale ressaltar que, se o alagamento for por água salgada ele não estará incluso na cobertura do seguro auto.

Seguro auto cobre para-choque?

O seguro cobre para-choque desde que, o segurado tenha a cobertura compreensiva, essa vai abrangerá colisões. Caso o dano no pára-choque aconteça em uma situação como essa, o seguro cobre o reparo. Entretanto, se o dano for em um carro de terceiro, a situação muda.

O para-choque do seu carro está coberto com o seguro compreensivo, mas se você danificar o para-choque de outro deverá ter o seguro contra terceiros. Somente nessa situação é que os demais carros também estarão protegidos.

Seguro auto cobre motor fundido?

Se está em dúvida se o seguro cobre motor fundido, a resposta é não. Se o motor do seu carro fundiu, só pode ser por dois motivos: falta de manutenção ou problema de fábrica. Ambas as situações são consideradas problemas mecânicos, portanto, não são cobertos pelo seguro, afinal, é de responsabilidade do segurado cuidar da manutenção do veículo.

Seguro auto cobre vandalismo?

Seguro cobre vandalismo? A resposta é não. Tumulto, vandalismo, guerra, rebeliões, revoluções ou insurreições, greves, confiscos ou qualquer outro tipo de perturbação da ordem que aconteça e venha a promover danos no seu veículo, não estão incluídos nas coberturas do seguro auto e nesses casos as seguradoras não se responsabilizam.

Seguro auto cobre chuva de granizo?

O seguro cobre chuva de granizo desde que, o segurado tenha a proteção contra desastres naturais. Se a apólice não especificar esse tipo de cobertura, então, não haverá cobertura. Vale dizer que, os desastres naturais não protegem apenas contra chuva de granizo, eles também oferecem proteção contra diversos outros eventos da natureza.

Seguro auto cobre terceiros?

O seguro cobre terceiros, contanto que você tenha contratado uma cobertura específica para isso. A prioridade do seguro auto é proteger o veículo do segurado, no entanto, existem outras proteções que podem ser contratadas.

O seguro de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos é que garantirá a cobertura a terceiros, ele é dividido em duas categorias: material e corporal.No primeiro caso ele cobre, por exemplo, o reparo do outro carro. Já o segundo é utilizado para cobrir despesas médicas causadas pelo acidente. O valor da cobertura pode variar, mas no geral a cobertura mínima que pode ser contratada é de R$ 50 mil.

Seguro auto cobre retrovisor?

Se o seguro cobre retrovisor, vai depender de cada segurado. É preciso verificar a apólice, se consta esse tipo de cobertura e qual o valor da franquia para ela. Por ser um item mais barato, acaba tendo uma franquia diferenciada, assim como os vidros.Entretanto, muitos segurados acabam optando por fazer a troca por conta própria, pois, o trabalho de abrir um sinistro e o valor da franquia podem não compensar.

Seguro auto cobre arranhões?

O seguro cobre arranhões, dependerá muito do tipo de serviço que foi contratado e do que ocasionou o arranhão. Geralmente, não há cobertura para esse tipo de dano, porém, se estiver especificado na apólice, ele pode ser coberto, em casos em que ele é resultado de um acidente de trânsito. Na dúvida, sempre se informe com a sua seguradora.

Seguro auto cobre danos da natureza?

Depende, o seguro cobre danos da natureza se o segurado optar por esse tipo de proteção. Nas apólices mais comuns esse tipo de cobertura, não está incluída. Por isso, se quiser proteção contra alagamentos, chuva de granizo e outros, peça ao corretor para incluir essa cobertura na sua apólice. Dessa forma o seguro cobre desastres naturais.

Seguro auto cobre carros rebaixados?

Os carros rebaixados são comumente rejeitados por boa parte das seguradoras, isso porque essas modificações apresentam uma maior chance de acidentes. Entretanto, existem seguradoras onde o seguro cobre carros rebaixados e, ele já deve entrar nessa condição quando passar pela vistoria.

Caso você realize essa mudança na estrutura do veículo depois de contratar o seguro e não informe a seguradora sobre a alteração, poderá haver recusa no pagamento da indenização.

Seguro cobre IPVA atrasado

Uma dúvida bastante comum é se o seguro cobre IPVA atrasado. É de responsabilidade do segurado regularizar os documentos, caso você sofra um sinistro e esteja com o IPVA atrasado, a seguradora pode até cobrir os danos, no entanto, irá descontar o valor do IPVA na indenização do sinistro.

Isso varia muito de uma seguradora para outra, algumas exigem que primeiro os documentos sejam regularizados para que depois a indenização seja paga. São poucas as situações em que o seguro cobre documentação atrasada, como o IPVA e o licenciamento atrasado, mas sempre descontando os valores devido.

Seguro cobre lanterna

A seguro cobre lanterna, porém, normalmente esse item possui uma cobertura opcional. Isso porque o valor do reparo costuma ser baixo quando comparado ao valor da franquia. Nesse caso, o segurado precisa ter uma franquia específica que cobre lanterna para que a seguradora arque com os custos.

Os seguros tradicionais e com cobertura básica não costumam possuir esse tipo de proteção, nesse caso, compensa ao segurado fazer a substituição por conta própria.

Seguro cobre para-brisa trincado

A regra de quando o seguro cobre para-brisa trincado é similar à da lanterna. Sendo assim, o segurado deve ter uma cobertura adicional que inclui vidros e conte com uma franquia diferenciada.

Essa regra é válida também para seguro cobre queda de vidro e vidros laterais.Caso não haja esse tipo de proteção é bem provável que o para-brisa trincado não seja coberto pela seguradora.

Seguro cobre carros com molas esportivas

Uma das coisas que não costuma entrar na proteção dos veículos, é o seguro cobre carros com molas esportivas. Isso porque, quando o carro passa por modificações, os riscos de acidentes e problemas de funcionamento são ampliados e o valor do veículo aumenta.

Existem poucas seguradoras que costumam assumir esse risco, no caso de carros com molas esportivas, é preciso encontrar uma empresa que ofereça seguro para carros modificados. Vale dizer que, esse tipo de cobertura costuma contar com valores bastante altos. Por isso, muitas vezes compensa mais ficar com o carro original do que pagar muito por um seguro cobre mola esportiva que, além de ser mais caro, dificilmente, será encontrado.

Seguro cobre amassado

O seguro cobre amassado, mas dependerá do problema que o causou. Se ele for resultado de uma colisão e o veículo estiver coberto contra esse tipo de sinistro, tudo bem. Porém, se a causa do amassado não estiver coberta pelo seguro, não conte com esse serviço.

Dependendo do tipo do amassado, não compensa acionar o seguro, pois, será necessário pagar a franquia para que a seguradora faça o reparo. Se o valor for baixo, procure arrumar por conta própria.

A mesma regra vale no caso do seguro cobre riscos na lataria e se o seguro cobre pintura, somente se for resultado de uma colisão e o valor do reparo for acima da franquia.

Seguro cobre alta velocidade

Se o motorista estiver em alta velocidade, acima do permitido para a via, não adianta tentar, o seguro não cobrirá. O seguro cobre alta velocidade apenas se o veículo estiver trafegando dentro do limite permitido.

Se o motorista ultrapassar o limite estipulado, ele passará a assumir o risco por desrespeitar as leis de trânsito. Essa regra é válida tanto para disputas de corridas ilegais (rachas) como para os motoristas apressadinhos.

Seguro cobre água no motor

Essa cobertura dependerá do motivo que ocasionou o problema, no entanto, quando se tem proteção contra desastres naturais, o seguro cobre água no motor, mas é preciso ficar atento a alguns detalhes. O Seguro cobre conserto no motor, se for água doce e resultado de uma enchente. Se os danos forem causados por água salgada, esqueça a cobertura do seguro. Isso porque, a seguradora entenderá que os danos promovidos pela água salgada foram causados porque o motorista trafegou em local inapropriado, ou seja, dirigiu pela praia, o que é proibido por lei.

Seguro cobre ar condicionado

O seguro cobre ar condicionado se esse for de fábrica e estiver discriminado na nota fiscal, sendo reconhecido como parte integrante do veículo. Nesse caso, se houver algum sinistro relacionado que cause danos ao equipamento, ele estará coberto.

Seguro cobre assalto

As coberturas mais básicas do seguro auto incluem roubo e furto, sendo assim, o seguro cobre assalto (roubo, quando a subtração do veículo ou bem é feita na presença do proprietário) e furto (quando o veículo ou bem é subtraído sem a presença do proprietário). Porém, vale ressaltar que, caso seja comprovado que o roubo foi facilitado, ele não será coberto pelo seguro, análise será feita pela seguradora.

Seguro cobre carteira vencida

O seguro cobre carteira vencida em apenas uma situação, quando ela está vencida a menos de 30 dias. Esse período é aceito pela legislação de trânsito, sendo um prazo para que o motorista possa renovar o documento e o seguro cobre CNH vencida.

Se o documento estiver vencido há mais de 30 dias, significa que o motorista cometeu uma infração e, nesse caso, costuma ocorrer recusa da seguradora em relação ao pagamento do sinistro.

Seguro cobre correia dentada

O seguro cobre correia dentada para os casos no qual é preciso acionar o serviço de assistência 24 horas. Neste caso, um mecânico é encaminhado até o local, para que seja feita a troca do item danificado, fora essa condição, não costuma haver cobertura. Isso porque a seguradora entende que se trata de falta de manutenção do veículo, que é responsabilidade do motorista.

Seguro cobre colisão

O seguro cobre colisão, essa proteção é bastante comum nas apólices de seguro. Entretanto, quando se contrata um serviço mais básico, é possível que esse tipo de proteção, não esteja incluída. Por isso, é preciso se certificar que na sua apólice consta essa informação.

Seguro cobre embriaguez

O seguro cobre embriaguez? A resposta é não. Se o segurado assume o volante, após ingerir bebida alcoólica, ele está assumindo um risco maior de acidentes e desrespeitando as leis de trânsito. Por esses motivos, as seguradoras se isentam da responsabilidade nesses casos.

Seguro cobre espelho retrovisor

O seguro cobre espelho retrovisor desde que se tenha uma cobertura específica para isso. Como o valor do retrovisor costuma ser baixo, não compensaria fazer a troca pagando a franquia normal.

Quando não se tem essa cobertura para ele, o mais indicado é que a troca seja feita de maneira particular, ou seja, que os custos sejam assumidos pelo condutor.

Seguro cobre embreagem

Se está na dúvida se o seguro cobre embreagem, saiba que não. Esse é um item que dá problemas quando não passa por uma devida manutenção. E, garantir a manutenção do veículo, para que ele funcione adequadamente é responsabilidade do segurado.

Mas, se for comprovado que o problema é de fábrica, basta que você acione a fabricante para que seja realizado o recall. A mesma regra é válida quando o questionamento é se o seguro cobre falha mecânica ou suspensão de ar. Ela não estará coberta por ser de responsabilidade do motorista manter o carro em ordem.

Seguro cobre farol de neblina

O seguro cobre farol de neblina e farol de milha, desde que se tenha uma cobertura adicional para esse fim.Os seguros tradicionais não contam com esse tipo de proteção, porém, algumas seguradoras oferecem coberturas adicionais específicas para a proteção de faróis, mesmo os mais diferenciados.

Como os de xênon, por exemplo, que são cobertos apenas por algumas empresas e em determinadas situações, isso porque ele possui um custo muito alto. Portanto, quando for contratar a cobertura para os faróis, verifique se esse item está contemplado.

Seguro cobre motor batido

O seguro cobre motor batido, quando esse dano é resultado de uma colisão em que o motorista não tenha cometido nenhuma infração. Nesse caso, a seguradora fará o reparo, desde que o conserto do veículo não seja superior a 75% do valor do carro.

Caso esse limite seja ultrapassado, a seguradora entenderá que houve perda total. E, o segurado é indenizado sobre o valor do veículo, não ocorrendo o conserto do motor batido.

Seguro cobre rodas

O seguro cobre rodas que sejam roubadas ou furtadas desde que elas sejam originais de fábrica. Se foram substituídas e não aceitas pela seguradora ficarão sem proteção.

Seguro cobre raio

O Seguro cobre raio e essa proteção é disponibilizada até mesmo nos seguros mais básicos. Ela conta com um diferencial, pois, se o veículo for atingido por um raio, não há franquia.Seja para realizar o reparo, seja pagar a perda total, o segurado não terá nenhum custo extra.

Seguro cobre som

O seguro cobre aparelho de som, contanto que se contrate uma cobertura opcional para o equipamento. No geral, o seguro protege o casco do veículo e não os seus acessórios. Assim, o som, aparelho de DVD e outros, precisam ser segurados a parte, o que pode elevar o valor do seguro.

Seguro cobre teto solar

O seguro cobre teto solar, desde que ele venha de fábrica, afinal, faz parte do casco do veículo. Entretanto, se a modificação for realizada posteriormente fica a critério da seguradora aceitar ou não o carro e oferecer proteção para ele.

Seguro cobre vendaval

O seguro cobre vendaval se, o carro tiver uma proteção contra desastres naturais. Essa cobertura vai abranger, não apenas o vendaval, como outros fenômenos da natureza, entre ele, a chuva de granizo e tornados.

Seguro cobre vidro quebrado

O vidro quebrado pode ou não ser coberto pelo seguro. Isso porque existem coberturas que são vendidas separadamente para esse tipo de proteção.Como o valor do reparo não costuma ser tão alto, o seguro cobre vidro quebrado desde que se tenha uma cobertura específica, com uma franquia diferenciada.

Essa mesma regra é válida para o seguro cobre vidro trincado. O reparo ou substituição só será realizado se houver uma cobertura específica.

Seguro cobre furto

Os furtos (subtração de bem ocorrida sem a presença do proprietário), são cobertos pelas seguradoras, assim como foi explicado no caso do ‘Seguro cobre assalto’, prática que também é conhecida como roubo, subtração quando o proprietário está presente.

Seguro cobre danos a terceiros

Os danos a terceiros, é uma cobertura que pode ser contratada a parte, uma vez que o seguro básico não inclui essa proteção.O termo correto é RCF-V (Responsabilidade Civil Facultativo de Veículos) e ele cobre danos morais, materiais e corporais.

O Seguro cobre danos a terceiros, porém, o valor de cobertura, varia conforme a contratação em apólice. O mais habitual é que seja oferecido um valor mínimo de R$ 50 mil pelas seguradoras, porém o mais indicado é que se contrate um valor superior a esse.

Seguro cobre pneu estourado

O seguro cobre pneu estourado em determinadas situações, como roubo ou colisão. Porém, para que o seguro seja utilizado é preciso que o valor do reembolso ou reparado, seja superior ao valor da franquia. Para os casos de desgaste o seguro não vai cobrir os pneus, visto que isso é decorrente da utilização, ou seja, é de responsabilidade apenas do motorista.

Seguro cobre calço hidráulico

O calço hidráulico normalmente apresenta problemas após o veículo passar por uma situação de alagamento, fazendo com que entre água no motor.Nesses casos pode ser que seguro cobre calço hidráulico desde que se tenha algumas determinadas proteções. Se o seguro cobre causas naturais então o veículo estará protegido neste caso.

Seguro cobre defeito mecânico

A dúvida é se o seguro cobre defeito mecânico? A resposta é não. O defeito pode ser decorrente de dois fatores, falta de manutenção, o que é responsabilidade do motorista e problemas de fabricação, de responsabilidade da montadora.

Porém, os motoristas em alguns casos podem contar com o serviço de guincho para remover o carro até uma oficina, caso eles possuam o serviço de assistência 24 horas. Entretanto, o reparo será por conta do segurado.

Seguro cobre incêndio criminoso

Se a dúvida é se o seguro cobre incêndio? A resposta é sim, porém, se a questão é se o seguro cobre incêndio criminoso, então a resposta é não.

O incêndio possui cobertura desde que ele seja resultado de problemas no veículo ou por conta de um acidente. Já no caso de incêndio criminoso essa cobertura não costuma ser oferecida, uma vez que o risco é alto.

Seguro cobre radiação ou poluentes

Caso seu veículo seja danificado por problemas relacionados a radiação ionizada ou outras contaminações radioativas, saiba que não haverá cobertura. Os reparos deverão ser feitos por conta do motorista.

O mesmo vale para os casos onde os danos sejam promovidos por contaminações derivadas de poluente ou mesmo, contaminações ambientais.

Seguro cobre multas e despesas criminais

Caso o motorista sofra um sinistro que gerem multas ou mesmo processos criminais ou administrativos, ele não poderá contar com a cobertura do seguro auto. No entanto, se as custas judiciais em questão forem derivadas de processos causados por acidentes envolvendo terceiros, e o segurado contar com a cobertura a terceiros, então ele poderá ter acesso a essa cobertura.

Leia mais artigos sobre: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *