Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Quanto você deve ganhar para conseguir comprar um carro

Com este artigo você ficará sabendo qual é o tipo de carro você pode comprar de acordo com o seu salário, sem que aperte muito seu orçamento.

Depois de muito andar de ônibus, você decide comprar um carro para que a locomoção fique mais fácil. Essa é a situação que muitas pessoas enfrentam, porém, antes de adquirir o veículo dos seus sonhos, é preciso verificar se ele realmente vai caber no seu orçamento e se as demais contas não vão ficar atrasadas.

A questão é que a maior parte das pessoas não para e pensa nisso, apenas observa o valor final do veículo ou das parcelas. Sem que façam nenhum tipo de cálculo, acabam comprando o carro e depois não conseguem pagá-lo. Isso tem feito com que a devolução de veículos financiados ou a busca e apreensão desses só aumente.

Uma das coisas que tem levado a uma maior procura por carros é que ficou mais barato conseguir comprar um. Há 10 anos, para comparar um carro Sedan era preciso desembolsar 124 salários mínimos, hoje são necessários 65,9, quase metade do que era requerido antes.

Então eu não poderei comprar um carro? Poderá, mas não sem antes pensar nas suas finanças e ler esse texto até o final. Vamos lá?

Quanto você deve ganhar para conseguir comprar um carro

Como saber qual carro combina com o meu salário?

Antes de decidir pela compra de um veículo, saiba exatamente quanto você ganha e descubra o valor que pode pagar. De modo geral, o valor pago por mês não deve comprometer mais de 10% dos rendimentos. Se possui um salário de R$ 2.500, então a parcela do financiamento não deverá ultrapassar R$ 250.

Com base nesse valor, com certeza vai dizer que financiamento nesse custo não existe e, tenho que concordar que não será em qualquer situação que as parcelas caberão no seu bolso. Se escolher um carro novo, que custa cerca de R$ 50.000, e quiser parcelar em 48 meses, cada parcela sem juros já teria um custo de R$ 1.041, ou seja, totalmente fora do orçamento.

Então quer dizer que não posso ter o carro dos meus sonhos? Em alguns casos, não, deverá escolher outro modelo. Porém, nem tudo precisa ficar assim perdido.

Se deseja ter o carro X e sabe que um novo custa R$ 50.000, poderia optar por um usado, afinal, após sair da concessionária, ele já desvaloriza cerca de 20%. Com o passar do tempo, o valor de mercado diminui ainda mais.

Já fiz até um texto aqui falando sobre carro novo ou usado, você viu?

Como saber qual carro combina com o meu salário?

Outra alternativa seria dar uma boa entrada e diminuir o valor a ser pago parcelado, pois assim o financiamento poderia caber no seu orçamento. Veja uns exemplos abaixo:

Exemplo 1

  • Valor do carro zero: R$ 50.000,00
  • Número de parcelas: 60
  • Valor da entrada: Zero
  • Valor da cada parcela, com juros de 1,5% a.m.: R$ 1.292,77

Exemplo 2

  • Valor do carro usado: R$ 32.000,00
  • Número de parcelas: 60
  • Valor da entrada: R$ 17.000,00
  • Valor da cada parcela, com juros de 1,5% a.m.: R$ 387,83

Exemplo 3

  • Valor do carro usado: R$ 20.000,00
  • Número de parcelas: 60
  • Valor da entrada: R$ 10.500,00
  • Valor da cada parcela, com juros de 1,5% a.m.: R$ 245,63

Nos exemplos acima, se tiver um salário de R$ 2.500, o único que atenderia a regra dos 10% é o exemplo 3. Nesse caso, deve-se optar por um carro de custo mais baixo, com uma entrada alta e parcelas reduzidas.

O modelo do carro não é o principal fator a ser levado em consideração para o cálculo das parcelas, mas sim o valor do financiamento, aquele que deverá ser pago todo mês, caso não queira ter o carro apreendido e perder tudo o que já foi pago.

Porém, não se deixe cair em tentação com as ofertas que os vendedores fazem. Por lei, até 30% do orçamento pode ser comprometido com um financiamento de veículo. Mas se você tiver outras contas para pagar, essa com certeza não é uma boa ideia, não é mesmo? É só fazer as contas aí no seu caso…

Existem outros valores que devem ser levados em consideração?

Uma coisa que eu sempre digo é que não deve ser feita mais de uma dívida por vez, por isso, se já tiver pagando algum parcelamento de longa duração, vale a pena rever a possibilidade de adiar a compra do carro. Mas por que isso?

Junto com o veículo, vem uma série de despesas que farão com que o custo dele aumente, então se está comprometendo 10% da sua renda apenas com o pagamento das parcelas, prepare-se para comprometer mais. É agora que, se você ainda não estava concordando com a regra dos 30% ser ineficiente, que vai entender o que estou falando. Veja:

Manutenção

Manutenção

O carro deve passar por manutenções preventivas regulares e fugir delas não é uma boa. Se ficar adiando essas manutenções, ele pode dar problema, quebrar alguma peça e o custo para arrumar será maior do que antes.

Sem falar que problemas podem aparecer a qualquer momento, sendo preciso arrumá-los se quiser continuar a utilizar o carro.

Aliás, isso me lembra alguns quebra-galhos que você não deve fazer em se veículo achando que está sendo melhor. Já viu?

Seguro do carro

O valor do seguro vai variar de acordo com as coberturas que deseja ter, porém, por mínimas que elas sejam, acabam interferindo no orçamento. O valor até pode ser parcelado, o que facilita o pagamento, mas ficar sem ele não dá.

O seguro acaba sendo essencial para ajudar a minimizar os custos em casos de roubo, furto, colisões e outros. Se está fazendo as contas para conseguir comprar um carro, não se esqueça de incluir o seguro nas despesas, pois já falei várias vezes aqui que realmente compensa ter o seguro automotivo.

Se ainda tem dúvidas sobre ele, pense que você pagará cerca de R$ 2.000 por ano para ter um seguro e que o reparo de uma colisão traseira forte pode custar cerca de R$ 8.900. Tendo o seguro, o valor economizado será grande, pois você só paga a franquia, que será bem menor que isso, com certeza.

IPVA e licenciamento

Não tem como se livrar do IPVA e licenciamento. Todo ano é preciso pagar esse imposto para poder circular com o veículo sem ter nenhuma preocupação. Cada carro terá um custo diferente do IPVA, podendo ele ser baixo, cerca de R$ 200, ou bem caro, passando a casa dos 5 dígitos.

Documentos

A transferência do veículo e outros tantos documentos encarecem o custo do carro. Apesar de alguns deles só serem pagos uma única vez, lembre-se de que será cobrado junto com a aquisição do automóvel. Quando for comprar o carro, inclua todos os custos extras para não se perder na hora de pagar as contas e começar a fazer uma dívida antes mesmo de estar usufruindo do seu veículo novo.

Combustível

Combustível

Não tem como falar de gastos com carro sem lembrar o preço alto da gasolina, não é mesmo? Então considere o trajeto que você fará com o carro todos os dias, seja para trabalho ou estudo, e ainda adicione um montante para os momentos de lazer e tenha uma ideia do quanto irá gastar nessa parte.

Se ficar na dúvida sobre etanol ou gasolina, e qual compensa mais, veja só esse artigo e calcule corretamente já.

Outros custos

Se você achou que parou por aqui, ainda não. Pois é, parece que nunca acaba, né? Pois é importante ver que comprar um carro envolve tudo isso e muito mais, afinal, nunca se sabe os possíveis problemas. Mas que ter um carro envolve muita praticidade, isso não se pode negar, não é mesmo?

Então nessa parte você deve calcular possíveis custos extras que possa ter, seja para pagar um aluguel de garagem porque sua casa ou apartamento não dispõe de uma vaga para carros, ou porque no seu trabalho não há estacionamento para funcionários e terá que pagar um mensal.

Além disso, se não tiver tempo nem jeito para lavar o veículo, lembre-se de embutir o custo da lavagem,que deve ser feita a cada X dias, conforme a necessidade.

Ou seja, você pode pensar em outros itens que seriam importantes para cuidar do seu carro, então nesse momento deve colocar tudo detalhadamente.

Ficou muito caro, e agora?

Ficou muito caro, e agora?

Calma, não precisa se desesperar e nem achar que nunca poderá ter um veículo próprio. Se perceber que as parcelas ficarão muito acima da porcentagem de 10% dos seus rendimentos e entender que não terá condições de pagar, é melhor investir o dinheiro. Adie a compra do carro e, ao invés de pagar a parcela, aproveite para investir o dinheiro em uma opção que ofereça uma boa rentabilidade.

Prefira juntar o dinheiro para poder dar uma boa entrada e assim diminuir o valor das parcelas, fazendo com que elas caibam no seu bolso.

Aliás, tem um texto que fala a melhor forma de financiar um carro. Dê uma olhadinha e tire suas dúvidas!

10 (ou 9) passos simples para fazer esses cálculos

A conta para ter um carro vai muito além de apenas aceitar a regra dos 30% do seu salário para ser aceito no financiamento. Se você quer um veículo que possa usufruir, sem que tenha que deixá-lo parado na garagem porque o valor do combustível está alto, porque a parcela está muito atrasada e ele pode ser apreendido, porque tem medo de que roubem o veículo ou porque ele quebrou e não tem dinheiro para consertá-lo, prefira seguir as dicas que dei acima:

  1. Calcule o valor máximo da parcela do financiamento usando 10% do valor líquido do seu salário;
  2. Saiba o valor da documentação com transferência e outros itens porque estarão inclusos no preço da compra;
  3. Esteja ciente do valor que pagará anualmente com impostos, como IPVA e licenciamento;
  4. Saiba o valor médio do preço do seguro do seu carro. Você pode fazer uma cotação antes mesmo de comprá-lo para ter ideia de quanto vai pagar e já se programar;
  5. Veja o valor que fica a revisão do veículo, alinhamento e balanceamento (e outros itens preventivos importantes) e qual a periodicidade que deve ser feita, conforme recomendação do fabricante. Assim você pode deixar esse dinheiro sempre reservado;
  6. Tenha um valor guardado para possíveis imprevistos de manutenção;
  7. Calcule a distância que percorrerá com o carro diariamente e acrescente um pouco para os momentos de lazer a fim de saber quanto gastará com combustível;
  8. Avalie se terá custos extras com garagem, estacionamento, lavagem, etc;
  9. Deu em seu orçamento? Ótimo, já pode comprar seu carro com a certeza de que não irá se endividar. (Nem precisa ir para o item 10)
  10. Não deu para comprá-lo com o que ganha? Invista o dinheiro e aguarde um tempo para comprar o tão sonhado veículo. Não desista, apenas aguarde o momento certo.

Então, se deseja comprar um carro novo sem se endividar, não se esqueça de fazer o cálculo de acordo com os seus rendimentos e não com os seus sonhos. Afinal, ter um carro é possível e é muito bom, mas melhor ter um livre de dívidas do que só ganhar dor de cabeça depois, não é mesmo?

E então, pelas contas você consegue comprar o carro dos seus sonhos agora ou vai ter que esperar mais um pouquinho?

Veja nosso vídeo falando sobre o assunto:

Leia mais artigos sobre:

6 Comentários

  • Marla Cristina Barbosa Santos says:

    Olá,

    No consórcio, as parcelas não são parcelas fixas? Tem um comentário dizendo que as parcelas aumentam.

    Att.

  • Gabriel Pina says:

    Oi,

    Sou surdo verdade
    nunca vontade uma ganhar carro mim mais muito sonho amo 4X4 carro isso sorte mim muito obrigado
    moro em NATAL-RN Brasil

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Gabriel,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Para fazer uma cotação ou renovação de seguro, preencha o formulário em nossa página clicando no link https://goo.gl/gc1bj1 para que um corretor parceiro entre em contato com você.

      Atenciosamente.

  • Anderson says:

    Para Flávio Gomes da Costa:

    O que você precisa fazer é simples: aprenda a guardar dinheiro.

    Até mais.

  • Flávio Gomes da Costa says:

    Olá,

    Tenho um Gol 12.12 vale 23 mil e quero um Honda Civic no valor de 50 mil, o que devo fazer para adquirir o bem já que não consigo guardar dinheiro?

    Obrigado

    • Sanaira Silveira says:

      Olá Flávio,

      Obrigada por comentar no seguroauto.org,
      Nosso site é especializado em cotações de seguro, você precisa falar com algum profissional no assunto para que possa te ajudar.
      Já fez a cotação do seu seguro auto? Faça a sua solicitação através do formulário que está na home-page do nosso site, após o preenchimento, um de nossos corretores parceiros entrará em contato para tirar suas dúvidas.

      Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *