dcsimg

8 quebra-galhos que você não deve fazer no seu carro

Na hora de arrumar o carro, tem gente que prefere adiar e fazer um quebra-galho para usar até a hora que for possível. O grande problema é que ele pode trazer riscos para o motorista e também para quem está na rua, por isso veja o que não fazer em nenhum momento.

1 – Usar pneus meia-vida

Usar pneus meia-vida

Fonte: Pixabay

 

Esses nada mais são do que pneus velhos nos quais os borracheiros fazem novos sulcos neles com o auxílio de uma ferramenta. Como ele já está desgastado, além de não ser resistente, não garante a estabilidade que o carro precisa.

2 – Usar martelo na roda

Às vezes, pode ser que a roda dê uma amassadinha e, ao invés de trocar, as pessoas vão com o martelo para reparar. Aparentemente, ela até pode ficar melhor sem o amassado, mas ficará mais fácil e voltará a amassar facilmente.

Além disso, vocês lembram do problema referente ao acidente do Christiano Araújo? Foi referente à roda…

3 – Encher o reservatório com água fria

Quando o carro está em funcionamento, não apenas o motor costuma aquecer, como também algumas outras partes, e colocar água fria no reservatório pode causar um choque térmico. O grande problema, nesse caso, é que ele pode trincar ou empenar o cabeçote e aí o seu problema passará a ser outro.

Se houver necessidade de colocar água, espere o carro esfriar e leve ao mecânico para verificar se não existe nenhum vazamento.

4 – Colocar água de torneira no radiador

Colocar água de torneira no radiador

Foto: Pixabay

 

Quando precisar colocar água no radiador, a de torneira não é uma boa opção por conta da presença de cloro. Essa substância pode acabar danificando o radiador. Por conta disso, deixe esse trabalho para um profissional que sabe exatamente o que usar.

5 – Deixar o carro sem a válvula termostática

Em algumas situações, a válvula termostática pode não funcionar corretamente, e aí o carro vai superaquecer. Para evitar o problema, muita gente acaba tirando-a e não coloca outra no lugar, mas assim o carro não aquece. Isso realmente é verdade, porém, isso vai desgastar demais as peças do carro, reduzindo a vida útil do motor pela metade.

6 – Optar por qualquer pastilha de freio

As pastilhas garantirão a sua segurança no trânsito, fazendo com que o veículo pare na hora certa, mas na hora de comprar algumas pessoas optam pelo preço e não pela qualidade. O grande problema é que elas podem não funcionar corretamente, desgastando-se rapidamente e diminuindo a vida útil dos freios de disco.

7 – Usar peças de desmanche sem procedência

Usar peças de desmanche sem procedência

Fonte: Pixabay

 

Essa é uma economia que muita gente tanta fazer e acaba saindo cara. Isso porque as peças podem estar danificadas e nem sempre isso pode ser percebido. Se for usar peças de desmanche, opte por aquelas que não irão colocar a sua segurança em risco, sendo o caso dos desmanches legalizados.

Hoje em dia há até a opção do seguro popular, que permite o uso de peças usadas de boa procedência.

Faça a cotação do seu seguro auto online!
Qual é a marca do seu carro?

8 – “Arrumar” o cinto de segurança

O cinto está desgastado e frágil ou está travando demais, nada de improvisar no conserto ou destravar apenas para não ser apanhado em um blitz por estar sem ele. Qualquer problema que o cinto venha a apresentar, precisa ser analisado por um especialista, afinal, um improviso pode colocar vidas em risco.

Fique de olho e bem longe desses quebra-galhos que não deve fazer no carro. Você está fazendo algum ou já fez outro do qual depois se arrependeu? Compartilhe sua experiência para que mais motoristas possam ficar longe dessas ciladas.

Leia mais artigos sobre:

Comentários

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário