Seta Balao

Cote o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Seguro auto por quilometragem é uma vantagem?

Quer saber como funciona e se vale a pena contratar um seguro auto por quilometragem? Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto!

Nos Estados Unidos, está surgindo uma nova forma de calcular o valor do prêmio do seguro automotivo, o seguro auto por quilometragem.

Já no Brasil, a opção ainda é pouco conhecida, mas tem se expandido aos poucos.

Um seguro auto por quilometragem leva em consideração a quilometragem que o veículo percorre.

Isso acontece porque alguns veículos transitam menos, e contratar esse tipo de seguro pode ser uma oportunidade mais barata.

Os motivos são simples.

Primeiro: um carro pouco utilizado acaba por ter suas peças menos desgastadas.

Logo, ele é menos sujeito a problemas mecânicos que poderiam levar a sinistros.

E tem menos  custos com manutenção.

Além disso, veículos que andam menos também têm menor possibilidade de se envolver em um acidente, assim como de sofrer outros sinistros, como batidas, roubo e outros.

Seguro auto por quilometragem é uma vantagem?

Imagem: Getty Images

Como funciona o seguro auto por quilometragem?

Na hora de cotar um seguro auto, as seguradoras avaliam os riscos de sinistro de um carro.

Quando o risco é menor do que o normal, como no caso de um auto pouco usado, o custo do sinistro pode ser bem mais barato.

Mas pode ser difícil cotar um seguro comum para um carro pouco usado.

Isso porque, mesmo que considere o pouco uso, as seguradoras ainda podem ter dificuldade de baixar muito o preço.

Porém, um seguro por quilometragem facilita a cotação mais baixa.

Em alguns estados norte-americanos, o desconto está disponível para motoristas que andam menos de 7 mil milhas por ano, o que equivale a pouco mais de 11 mil quilômetros.

Mas em outros lugares, a quilometragem pode ser maior.

Para fazer essa medição, as empresas checam os odômetros uma vez por ano ou com uma periodicidade menor.

O odômetro é um equipamento presente em todo o carro e que mede a distância percorrida pelo veículo.

Sistemas “pague quando usar”

Enquanto isso, outras empresas utilizam o sistema Pay-as-you-drive.

Ele verifica não apenas as distâncias percorridas, como também sua cautela na hora de dirigir.

Esse método instala um dispositivo no carro que consegue fazer diversas medições e, assim, conceder os descontos quando for renovar a apólice.

Alguns motoristas conseguem um desconto de até 30% quando mantém uma direção cautelosa e a pouca utilização do veículo.

Já o sistema Pay-per-milha atua de forma bem diferente.

Com ele, o motorista paga pelo que andar, em vez de ter um desconto.

De acordo com o perfil do cliente e veículo, o usuário tem um valor fixo mensal baixo e, conforme, a quilometragem que percorrer, haverá um acréscimo pelo trecho percorrido.

Esse tipo de seguro é indicado para as pessoas que possuem carro, mas acabam optando por outros meios de transporte, como a bicicleta e o transporte público.

A grande vantagem de um seguro auto por quilometragem é que quem dirige pouco consegue um desconto entre 40% a 50% em relação aos seguros tradicionais.

Para monitorar a quilometragem rodada pelo cliente, o segurado deve utilizar um aplicativo, no sistema liga-desliga conforme já mencionado anteriormente.

Ou seja, ele mede a aceleração e frenagem, se o carro faz muitas viradas bruscas, se o motorista utiliza o celular enquanto dirige e o horário e o local que o motorista costuma trafegar.

Essa é uma forma de incentivar e conscientizar o motoristas da importância das boas práticas no trânsito.

Dessa maneira, o risco de se envolver em acidentes reduz, e o motorista permanece em segurança.

Um grande diferencial das seguradoras que oferecem o seguro auto por quilometragem é que os equipamentos instalados nos veículos também estão sendo usados para ajudar os motoristas.

Isso porque, os sistemas podem enviar relatórios de tempo dirigido, quantidade de combustível gasta por quilômetro, identificar as rotas comuns e indicar rotas alternativas menos congestionadas, e outros atrativos.

O seguro auto por quilometragem no Brasil

Há até pouco tempo, não existia no Brasil nenhum seguro automotivo com essas características de seguro auto por quilometragem.

Porém, no segundo semestre de 2019 isso mudou, e a chegada do serviço tende a modificar a forma como as proteções são oferecidas no País.

Quem oferece hoje esse tipo de serviço é a Thinkseg​, em parceria com a Generali.

No mesmo esquema Pay-Per-Use já explicado, a seguradora cobra do usuário um valor fixo, e depois acrescenta taxas conforme o número de quilômetros rodados com o carro.

Para a definição dos valores, a empresa também avalia os hábitos de direção pelo motorista.

Quanto mais prudente ele for, mais barato poderá pagar pela proteção pela seguradora.

Entre as coberturas oferecidas pela seguradora estão sinistros como furto, roubo e colisão.

Segundo estimativas da empresa, esse tipo de seguro por assinatura pode garantir até 50% de economia ao consumidor.

Para contar com a proteção, é necessário acessar o site da marca, contratar uma assinatura mensal e concordar com as coberturas e deveres do contrato.

O pay per use seguro já uma realidade há bastante tempo em países europeus e no Estados Unidos.

Essa modalidade já está entre as mais utilizadas por lá.

Assim, o cliente paga, realmente, apenas o que usar.

Para os motoristas que trafegam pouco com seus carros, essa modalidade acaba tornando-se a mais justa, pois o cliente não precisará pagar um valor alto pelo seguro de um carro que pouco sai da garagem.

Quais as coberturas do seguro auto por quilometragem?

Um seguro auto por quilometragem funciona como um seguro auto comum, oferecendo cobertura para perda parcial e para a perda integral.

A perda parcial ocorre quando os danos ao veículo correspondem a, no máximo, 75% do valor do carro.

Nessa situação, segurado e seguradora dividem o custo do reparo.

Para isso, o usuário paga a franquia do seguro.

Imagine que a sua franquia seja de R$ 2 mil.

O carro sofre uma colisão, e o seu conserto terá custo de R$ 7 mil.

Nessa situação, você pagará R$ 2 mil à oficina, para o reparo.

Já a seguradora quitará os R$ 5 mil restantes necessários.

Já a perda integral acontece quando os danos ao carro correspondem a mais de 75% do seu valor de mercado.

Nessa situação, o usuário recebe a indenização integral do seguro.

Os valores têm como objetivo garantir a compra de um novo auto.

A indenização integral também é paga em caso de furto e roubo, quando o veículo não é recuperado pela polícia.

Na hora de cotar o seguro, é essencial definir em quais situações a seguradora pagará pelos danos ao carro.

Ou seja, quais serão suas coberturas.

Normalmente, as proteções incluem colisão, incêndio, furto, roubo, queda de raio e mais.

Contratação do pay per use seguro

Essa modalidade pay per use, desenvolvida nessa parceria, entre a ThinkSeg e o grupo Generali, foi baseada nos serviços de streaming que já ganharam o gosto da população, como a Netflix e o Spotify.

Dessa forma, o cliente paga conforme utilizar o carro, e no mês que ele não quiser pagar o seguro, é só cancelar.

Ou seja, o cliente pode contratar e cancelar o serviço quando lhe for conveniente, da mesma maneira que acontece com os serviços mencionados anteriormente.

Além disso, a contratação do seguro é feita totalmente online, e normalmente demora em torno de 2 minutos para ser concluída.

Dessa forma, basta o cliente entrar no canal de busca, fechar o negócio, transmitir e emitir a apólice.

O seguro está feito, totalmente online.

Essa inclusive, é uma das propostas trazidas por esse serviço, proporcionar mais facilidades e acessibilidade no momento da contratação do seguro, fazendo esse processo ser mais simples e rápido, quase que imediato.

Os questionários, que tanto incomodam os clientes no momento de adesão ao seguro, nesta modalidade foram reduzidos para poucas perguntas, para que o processo aconteça bem mais eficiente e amigável ao cliente possível.

E além da documentação, outros processos que demandam tempo do motorista como a realização da vistoria, também é feito online.

Porém, mesmo sendo online e rápido, existe a preocupação em manter a precificação e cotação do seguro dentro dos requisitos básicos, para que também não haja a prestação de um mal serviço.

Em caso de sinistros no pay per use seguro, o contato com a empresa e a resolução do problema também é feita totalmente online.

Ou seja, quase que em nenhum momento o cliente tem contato presencial com a empresa.

Como funciona o seguro por quilometragem no Brasil?

Uma das maneiras de o motorista pagar apenas conforme o uso do carro é o sistema liga-desliga.

Nesse sistema, quando o cliente vai utilizar o carro ele ativa a cobertura, e depois quando chegar em casa, pode desativá-la novamente.

Nesse modelo brasileiro, o usuário paga uma mensalidade fixa e mais um valor de acordo com a quilometragem rodada.

Esse valor por quilometragem varia para cada cliente, pois como em um seguro convencional, fatores como idade, uso do veículo e regiões mais frequentadas são levadas em conta.

Mas normalmente esse valor fica na casa dos 0,20 centavos por quilometro rodado.

O seguro oferecido pela ThinkSeg aceita veículos que possuam um valor de mercado (de acordo com a tabela FIPE), entre R$20.000,00 e R$300.000,00.

Ainda há as vantagens encontradas nos seguros normais como serviço de guincho, assistência 24 horas e reparos de farol, lanterna, vidros e pára-choque.

Devido ao valor mais baixo da mensalidade, mesmo que contabilizado durante todo o ano, estima-se que haja uma economia de 50% em comparação com os seguros auto tradicionais para os motoristas que utilizam pouco o carro.

Para ter uma base do preço do seguro auto por quilometragem, um carro ano 2019, que seja avaliado em até R$80.000, e que roda 300 quilômetros por mês, pagando 20 centavos por quilômetro, vai desembolsar uma mensalidade no valor de R$160,00.

Como contratar um seguro auto barato?

Se você não tem interesse em um seguro auto por quilometragem, é importante saber que existem outros modos de contratar um seguro auto barato.

Quem utiliza pouco o carro pode, por exemplo, garantir boas condições para a proteção do veículo.

Como estacionar o carro na garagem durante a noite, evitar o trânsito por vias perigosas, não emprestar o veículo para motoristas não cobertos e mais.

O cuidado com todas essas situações diminui o risco de sinistro do carro.

Então, a seguradora cobrará menos para proteger o veículo.

Em todo o caso, não existe uma regra concreta para a cotação do seguro.

Afinal de contas, cada seguradora considera riscos diferentes de sinistros para definir o custo da proteção.

São fatores como o perfil do condutor e o modelo do veículo, que ajudam a determinar o valor do prêmio (custo do seguro), de acordo com os riscos a que o carro está sujeito.

Conheça o bônus do seguro auto

Já em relação à cautela na direção, existe uma regra bastante utilizada: o sistema de bônus.

O bônus funciona como um programa de pontos.

Então, de acordo com o tempo que o motorista possui um seguro, ele obtém desconto quando renovar a apólice.

Isso desde que o usuário não tenha acionado a seguradora após um sinistro no ano anterior.

Assim, quanto mais tempo sem registro de sinistro, maior será o valor do desconto, sendo que esse bônus permanece mesmo que haja troca de seguradora.

Os “pontos” estão ligados ao CPF do consumidor, e não à seguradora ou veículo segurado.

Para encontrar um seguro barato, a melhor dica é pesquisar bem entre as seguradoras.

As empresas têm parâmetros diferentes para definir o custo de um seguro, e a análise de cada uma delas vai facilitar que você encontre a melhor oferta.

Além disso, sempre converse com um bom corretor!

Especialista no assunto, ele poderá te indicar o melhor seguro e coberturas para o seu orçamento.

Pronto! Agora você já sabe o que é o seguro auto por quilometragem e como encontrar uma proteção barata para o seu carro.

Compartilhe esse post com seus amigos e familiares para que eles também conheçam o seguro por quilometragem.

Essa pode ser uma boa alternativa para eles!

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Foto de Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV, possui curso técnico em Direito do Seguro e atualmente cursa Gestão de Seguros. Possui mais de 2.000 textos e 5 e-books publicados na área de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *