Seta Balao

Cote o preço do seu seguro da sua moto

Qual é a marca da sua moto?

Cote seu Seguro

Seguros para motos antigas

Você tem uma moto rara na garagem, mas evita sair com ela de casa? Isso não é necessário! Entenda nesse artigo como funcionam os seguros para motos antigas.

Contratar um seguro para motos antigas pode ser bastante vantajoso.

Primeiro, porque a proteção dá ao usuário a oportunidade de aproveitar seu bem com mais segurança.

Além disso, ele fica livre dos prejuízos com o veículo.

Algumas pessoas não se contentam apenas em ter uma moto — elas gostam de ter motos antigas, cheias de história e personalidade.

Máquinas que estão na família há anos, ou que são itens de coleção.

Por serem tão raras para seus donos, essas máquinas acabam não saindo muito de casa, por medo de acidentes ou roubos.

Nesses casos, o mais indicado é que se faça uma simulação de seguro de moto.

Mas como será que funcionam os seguros para motos antigas e seus valores?

Quer saber mais sobre esse assunto? Acompanhe o conteúdo abaixo!

Seguros para motos antigas

Imagem: Getty Images

Como funcionam os seguros de moto?

Assim como os seguros de automóveis, os seguros de moto possuem dois tipos de cobertura.

São elas: a simples e a compreensiva.

Sem contar os benefícios e coberturas adicionais que podem ser contratados.

Para saber o valor exato de um seguro de moto, é preciso fazer uma simulação de seguro.

Normalmente, as apólices básicas do seguro de moto cobrem roubo e furto, assistência 24 horas e guincho.

Já a opção mais completa ainda inclui proteção para colisão e incêndio.

Outra proteção comum é a de danos a terceiros.

No entanto, comparada a um carro, uma moto pode causar bem poucos danos a outro veículo.

Assim, a cobertura oferecida para essas situações é menor, girando em torno de R$ 20 mil.

Motos com mais cilindradas podem ter cobertura para terceiros de até R$ 50 mil.

As coberturas podem variar por seguradora e, por isso, é essencial pesquisar bastante antes de optar por um seguro.

A simulação de seguro é simples e pode ser feita sem sequer sair de casa.

Basta escolher algumas empresas de confiança e solicitar uma cotação, informando dados pessoais e do veículo para qual o seguro será contratado.

Feito isso, você receberá uma série de informações sobre o funcionamento do serviço e as coberturas possíveis, além de valores.

O que muda em um seguro para motos antigas?

De uma maneira geral, a principal diferença entre os seguros de moto comuns e os de motos antigas é o valor da apólice.

As motos antigas costumam ter valores muito mais altos do que as mais novas.

Isso acontece porque a grande maioria delas é mais visada em roubos e furtos.

Também é mais difícil encontrar peças de reposição para realização de possíveis consertos necessários.

Além disso, quanto mais antiga for à moto, maior serão as necessidades de reparos em casos de acidentes.

Considerando esses fatores, não são todas as seguradoras do mercado que oferecem proteção para motos antigas.

E, quando oferecem, os custos podem ser mais altos do que o comum.

Assim, vale a pena tomar uma série de cuidados na hora de cotar as opções.

Como são feitos os cálculos dos seguros para motos antigas?

Assim como nos demais tipos de seguro veicular, o cálculo do seguro para motos antigas é feito com base no perfil do cliente e da moto.

Por isso, são avaliados fatores como o estado geral e ano da moto, assim como a região em que o segurado mora e transita.

Com essas informações é possível que a seguradora calcule corretamente os riscos a que a moto está exposta.

Quanto maior eles forem, mais alto será o valor da apólice.

O tipo de uso da motocicleta é outro que afeta diretamente o custo do seguro.

Afinal de contas, quanto mais utilizado, mas o veículo está sujeito a sinistros.

Especialmente a roubos e furtos, já que, só em São Paulo, quatro motos são roubadas por hora.

A média é bastante parecida no restante do Brasil.

Outros aspectos avaliados pelas seguradoras para cotar o seguro são:

  • Local de estacionamento da moto, inclusive para pernoite;
  • Valor da indenização do seguro;
  • Tempo de experiência do piloto e etc.

Apesar de alguns fatores deixarem o seguro mais caro, é importante dizer a verdade à seguradora.

Afinal de contas, é por meio das suas informações que ela definirá o custo do seguro.

Se mentir ou omitir, você poderá pagar menos, mas terá problemas depois.

A lógica é bastante simples: após um sinistro, a seguradora avalia se as informações que possui condizem com a realidade.

Por exemplo, se a moto era realmente utilizada apenas para passeio.

Quando percebe inconsistência dos dados, a empresa pode acusar fraude pelo consumidor.

Então, ela negará a indenização, deixando o usuário no prejuízo.

Algumas motos podem ter valores mais baratos

Alguns seguros para motos antigas podem sair um pouco mais em conta dependendo da situação.

Como essas motos mais antigas, em alguns casos são utilizadas apenas nos fins de semana para eventos e viagens, seu uso é mais restrito, e ela não enfrenta o dia-a-dia das grandes cidades.

Nesses casos, por estarem correndo menos riscos do que as motos que são usadas rotineiramente, elas podem possuir um seguro mais em conta.

Obviamente, essa informação precisa estar bastante clara no momento da contratação do seguro, e se o motociclista utiliza a moto para se locomover na cidade, mesmo que apenas alguns dias na semana, precisa informar esse fato para a seguradora.

E se a moto não constar na tabela Fipe?

Algumas motos podem ser tão antigas que não chegam a constar na tabela Fipe.

E a tabela Fipe é utilizada como referência para a definição dos valores de mercado de um bem.

É a partir dos valores que constam na tabela que as seguradoras definem o valor da apólice, da franquia e principalmente da indenização.

O veículo não constar na tabela Fipe pode ser um empecilho para a contratação de um seguro, sendo que esse é um dos motivos para as empresas não realizarem o seguro para motos antigas.

No entanto, isso não é uma regra e com uma boa pesquisa o cliente pode encontrar boas opções.

Contudo, é importante conhecer o veículo e seu valor médio de mercado para saber se os valores apresentados pela seguradora condizem com a realidade.

Como fazer para ter um seguro para motos antigas mais barato?

Se seu orçamento anda apertado e você não pode gastar muito com segurança para motos antigas, existem algumas formas de baratear o seguro.

Como dito antes, não é recomendado que você minta na hora de preencher o formulário da cotação do seguro de moto.

No entanto, existem algumas pequenas alterações diárias que podem abaixar muito o valor do seguro.

Passar a deixar a moto em uma garagem é uma das maneiras de baratear os seguros para motos antigas.

O uso de equipamentos como rastreadores também pode baratear consideravelmente os custos.

Isso já que, após um roubo, a moto poderá ser mais facilmente encontrada.

Ainda vale a pena fazer a cotação nas mais variadas seguradoras.

Os seguros para motos antigas têm custos e coberturas bastante diferentes nas empresas, e a pesquisa é essencial para encontrar o melhor preço.

Seguro furto e roubo

Uma alternativa para quem procura um seguro para motos antigas é possuir a cobertura apenas para furto e roubo.

Afinal, as motos mais antigas, em alguns casos até mesmo são consideradas como clássicas, são bastante visadas pelos ladrões.

Para essa situação, o seguro para moto que cubra furto e roubo já pode proteger.

Esse tipo de seguro não cobre, porém, situações de colisões ou problemas mecânicos.

Esse tipo de cobertura possui um valor mais baixo quando comparado com um seguro para motos antigas mais completo, e pode ser uma opção para que não consegue contratar a outra modalidade.

Proteção veicular

Como o seguro para motos antigas pode ter um valor alto, é provável que ao se depararem com uma opção mais barata, muitos proprietários desses veículos acabem aderindo.

Porém, é preciso tomar cuidado.

Isso porque, as proteções veiculares, apesar de serem mais baratas, essas opções não são seguras.

Elas não são fiscalizadas como os seguros auto, e há grandes chances de deixarem seus associados na mão no momento de um sinistro.

Além disso, em alguns casos, pode até mesmo se tratarem de fraudes, onde as empresas não funcionam com o objetivo de serem uma associação, e sim de apenas pegar o dinheiro de seus clientes.

Por isso, é preciso ter cuidado, pesquisar bem a empresa e não sair contratando qualquer opção apenas por ser mais barato.

Seguro de moto antiga online

Para consultar os valores de seguros de moto antiga é possível fazer cotações online.

Dessa forma o cliente pode pesquisar entre várias empresas sem sair de casa.

Ainda é possível contar com a ajuda de um corretor online, que pode auxiliar muito nessa pesquisa.

Além disso, é possível fazer boa parte do processo pela internet, e procurar a seguradora fisicamente apenas para os processos que precisam ser feitos de maneira presencial.

Dessa forma fica bastante simples para o cliente adquirir um seguro para motos antigas online e garantir um bom preço e uma boa cobertura.

Sem contar que pela internet é possível ver também se a empresa presta um bom serviço, o que auxilia muito no momento da contratação do seguro.

Vale a pena contratar um seguro para motos antigas?

Mesmo quando a moto não é utilizada com frequência, ela corre risco de sofrer sinistros e imprevistos que podem ter um custo alto para o proprietário.

Por isso, é importante ter um seguro para motos antigas.

Mesmo que o valor possa ser alto, considere que os riscos e os prejuízos ocasionados por um imprevisto também são.

Em alguns casos, eles podem ter um grande impacto no orçamento do cliente, e arcar sozinho com todos eles pode ser complicado.

Por conta desse fato, contar com um seguro para prestar esse auxílio em um momento que pode ser bastante complicado ajudará, e muito, a diminuir esse impacto.

Leia mais artigos sobre:

6 Comentários

  • Rafael says:

    Bom dia, como faço pra cotar um seguro pra Suzuki Bandit, 600, ano 2001?

    Obrigado

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Rafael,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Visite nosso site e faça sua cotação já! Preencha o formulário em nossa página clicando no link seguroauto.org/cote e aguarde um corretor parceiro entrar em contato com você para tirar suas dúvidas.

      Atenciosamente.

  • Marco says:

    Olá, é possível fazer uma cotação em uma Honda CB400 Four, de 1975 customizada?

    Att

    • Sanaira Silveira says:

      Boa tarde Marco,

      Obrigada pelo contato.
      No momento estamos sem parceiros para fazer esse tipo de seguro para veículo antigo.

      Atenciosamente.

  • Douglas says:

    Oi, quero cotar, tenho uma CBX Strada 200.

    Abraço

    • Sanaira Silveira says:

      Boa tarde Douglas,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Visite nosso site e faça sua cotação já! Preencha o formulário em nossa página clicando no link https://www.seguroauto.org/cote/ e aguarde um corretor parceiro entrar em contato com você para tirar suas dúvidas.

      Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *