Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

O uso do simulador para tirar a CNH

Compartilhe nas redes sociais:

Uma polêmica vem indignando muitos candidatos que desejam tirar a carteira de motorista e os donos de autoescolas: o uso do simulador para as aulas!

De acordo com resolução do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito, o uso do simulador virtual de direção passará a ser obrigatório para todos os candidatos a tirar a carteira de habilitação (CNH) em todo o território nacional a partir de 2016.

A nova regra para tirar CNH

Atualmente, para emitir a carteira de motorista, o candidato precisa passar por 25 horas de aulas práticas após a aprovação na prova teórica, sendo 5 horas em condições noturnas.

Contudo, com a nova resolução, o candidato a motorista terá que fazer as mesmas 25 horas de aulas práticas, só que pelo menos cinco horas dessas aulas práticas serão no aparelho de simulação virtual, sendo que uma hora precisa ser feita em condições noturnas.

Nesse momento inicial de implantação da resolução (janeiro/2016), a exigência de uso do simulador virtual de trânsito é obrigatória apenas para quem irá emitir a CNH da categoria B – carros de passeio.

No entanto, em um futuro próximo (a data ainda vai ser definida pelo CONTRAN), as aulas no simulador serão exigidas para quem desejar tirar a carteira de habilitação para caminhão, ônibus, veículos comerciais e motos.

Com isso, todos os Centros de Formação de Condutores (as populares autoescolas) terão que disponibilizar o equipamento para os alunos poderem cumprir as exigências da resolução do CONTRAN e assim conseguirem tirar a carteira de motorista.

Por que usar o simulador?

A determinação do uso do simulador foi determinada com o objetivo de diminuir o número de acidentes e, por consequência, aumentar a segurança das pessoas no trânsito. Essa resolução surgiu graças a um pacto firmado na ONU, pela luta na diminuição do número de mortes devido aos acidentes de trânsito.

Os simuladores virtuais funcionam como um dos jogos de fliperama existentes por vários shoppings espalhados pelo Brasil, e ajudam a simular inúmeras situações do dia a dia que serão encaradas no trânsito e que muitas vezes não são simuladas nas aulas práticas dos centros de formação de trânsito, principalmente as situações mais complexas, como enfrentar uma pista molhada e enfrentar um momento de aquaplanagem do carro.

Como as autoescolas estão reagindo?

No entanto, a obrigatoriedade do uso do simulador vem causando muitas reclamações por parte dos centros de formação de condutores, graças ao custo do equipamento de simulação virtual ser bastante elevado. E isso acabará acarretando em um aumento no valor de emissão da carteira de motorista, pois as autoescolas irão repassar o custo para os seus alunos.

Outro ponto que vem gerando questionamento com relação ao simulador virtual de direção é a sua eficácia, pois existem inúmeras reclamações de alunos nos estados que já aderiram ao uso do simulador virtual de trânsito: Acre, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Sul.

Entre as reclamações estão: direção dura se comparada com os carros e, muitas vezes, não obedece ao comando de quem está utilizando; a grande diferença existente entre o carro e o simulador; a falta de noção referencial de espaço e etc.

E você, o que acha dessa nova lei do uso do simulador para tirar CNH?


Compartilhe nas redes sociais:
Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *