Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Simulação seguro auto: veja como comparar preços

Acompanhe este artigo e veja como funciona a simulação do seguro auto e como comparar os preços recebidos de diferentes seguradoras!

A única maneira de contratar um seguro auto com a certeza de estar pagando pelo melhor valor e com acesso aos serviços mais adequados ao seu perfil é realizando várias simulações de seguro auto e comparando os valores oferecidos por cada empresa.

No entanto, não basta apenas realizar a simulação do seguro auto em diferentes seguradoras e escolher a mais barata, é preciso estar atento às coberturas e benefícios oferecidos também.

No seguro auto o segredo é encontrar o melhor custo-benefício e não o valor mais barato.

Muita gente sabe que é preciso realizar uma simulação do seguro auto e comparar os preços, mas nem todo mundo sabe como fazer isso.

Por isso, preparamos esse artigo, onde além de entender como funciona a simulação do seguro auto e saber como fazê-la, você ainda descobrirá como comparar os preços recebidos e fazer a melhor escolha.

Simulação seguro auto: veja como comparar preços

Imagem: Getty

Por que a simulação do seguro auto é tão importante?

Fazer a simulação do seguro auto é fundamental para escolher melhor o seguro para seu carro e perfil.

Ao fazer esse processo passa a conhecer melhor diferentes seguradoras, sabendo quais coberturas e serviços cada uma oferece.

Além disso, o seguro auto é um serviço que possui um valor variável, isso acontece porque os preços sempre são calculados de acordo com o risco de se envolver em sinistros que cada pessoa oferece.

Ou seja, não existe um valor padrão a ser cobrado pelo seguro auto.

Por isso, a simulação é tão importante.

Nela são consideradas informações sobre o veículo e sobre o perfil do segurado e, com base nessas informações e a escolha das coberturas de proteção é definido o valor do seguro.

Ao simular o seguro auto, você deverá informar todas as características solicitadas sobre o veículo, e sobre o seu perfil.

Em uma simulação são solicitadas informações como:

  • Fabricante e modelo do veículo;
  • Ano do modelo e de fabricação;
  • Nome e data de nascimento do interessado;
  • CPF e número da carteira de habilitação;
  • Gênero do condutor principal.

Essas são as primeiras informações solicitadas em uma simulação de seguro auto, com base nelas a seguradora pode informar um valor inicial para cada tipo de cobertura existente na empresa.

Mas não se engane, existem mais informações que são solicitadas e que podem fazer diferença no valor final do seguro auto.

Por isso, se você deseja fazer simulações mais assertivas, sem ter tanto trabalho, o mais indicado é que busque ajuda com um corretor de seguros.

Esse profissional recolherá todas as informações necessárias de uma única vez e poderá fazer diversas simulações com elas, lhe passando os valores.

Além disso, ele poderá lhe ajudar a definir qual o melhor tipo de cobertura para o seu perfil.

Com as simulações de seguro auto em mãos será mais fácil verificar quais são as coberturas que cada seguradora oferece e assim comparar todas elas e ver quais são mais vantajosas.

Outro detalhe importante sobre as simulações é que, é possível incluir coberturas extras se achar que as coberturas oferecidas não atendem plenamente suas necessidades.

Com isso, você terá ideia do valor do seguro com todas as proteções que precisa.

É possível fazer uma simulação do seguro auto online?

Sim, é perfeitamente possível fazer uma (ou mais) simulação do seguro auto online, para isso você tem dois caminhos.

O primeiro é acessar o site de cada uma das seguradoras de seu interesse e informar todos os dados solicitados na cotação.

A segunda é buscar o auxílio de um corretor de seguros especializado ou mesmo de um site focado em simulações de seguro auto, como é o caso do SeguroAuto.org.

Seguindo essa opção além de conhecer os preços oferecidos será mais simples comparar não apenas diferentes seguradoras, mas produtos de uma mesma empresa.

Isso porque além de opções de seguros diferentes também existe a possibilidade de trabalhar com diferentes coberturas e franquias.

As franquias reduzidas costumam ter um maior valor do prêmio, e conforme os riscos envolvidos e valores cobrados, pode ser mais vantajoso optar por ela.

No entanto, pode ser que para o seu perfil, o mais interessante seja escolher a franquia majorada, que deixa o valor do prêmio menor.

Mas para ter essa certeza só mesmo com acesso a todos os valores, calculados de acordo com o seu perfil de motorista e utilização do veículo.

Veja algumas dicas na hora de fazer a simulação do seguro de carros

Agora que já sabe a importância de fazer uma simulação do seguro de carros com diferentes empresas, conheça algumas dicas que poderão lhe ajudar muito nessa busca por seguros de carro bom e baratos:

  1. Compare no maior número possível de seguradoras;
  2. Faça cotações com coberturas diferentes e semelhantes para poder comparar;
  3. Não coloque informações falsas no formulário;
  4. De preferência por seguradoras renomadas e com credibilidade;
  5. Escolha apenas as coberturas que são realmente importantes para você;
  6. Não priorize apenas o valor mais baixo, considere os serviços oferecidos também;
  7. Se possível conte com os serviços de um corretor de seguro auto.

Por que existem diferenças do valor na simulação seguro de automóvel?

As diferenças entre os valores da simulação no seguro auto existem porque, para oferecer o valor exato de um seguro, as seguradoras precisam considerar muitos fatores.

Por exemplo, se você e seu vizinho possuem um veículo com mesmo ano de fabricação e modelo, não vão conseguir o mesmo valor do seguro.

Isso ocorre porque não são apenas as informações sobre o veículo que as seguradoras consideram.

Mas também informações sobre todos que irão utilizar o carro, tipo de garagem, uso mais comum do veículo, e principalmente informações sobre o motorista principal, como histórico de sinistros, entre outros.

Cada pessoa que cota o seguro do seu carro, recebe um valor diferente e um plano diferenciado.

Isso porque as empresas de seguro de carro fazem uma análise de perfil do condutor e do veículo, incluindo todas essas e outras informações.

Somente após analisar estritamente cada uma delas é que elas informam quais os planos disponíveis e o valor de cada um.

Evidentemente, sempre que uma seguradora calcular o valor do seu seguro, você poderá recorrer, ou solicitar descontos, incluir ou retirar coberturas, enfim, negociar para ter um preço melhor.

Mas fique atento porque existem tipos de seguros onde você economiza mais.

Então, se você quer ter o valor exato, faça uma simulação seguro auto aqui em nosso site.

Basta preencher um formulário e aguardar que um corretor entre em contato com você.

E não se preocupe, pois, todos os nossos profissionais são cadastrados na SUSEP e trabalham de acordo com as regulamentações necessárias.

Além disso, eles passarão informações sobre planos e valores apenas de seguradoras renomadas e que trabalham dentro das regras impostas pela SUSEP.

E as tabelas de preço de seguro de carros, como funcionam?

É possível que você já tenha visto uma ou mais tabelas de preço de seguro de carros por aí, e esteja se perguntando se elas são reais agora que sabe que o valor do seguro auto depende diretamente do perfil do condutor e uso do veículo.

Na verdade, essas tabelas funcionam como uma base, elas servem para que as pessoas tenham uma ideia de quanto pagaram pelo seguro auto considerando apenas o modelo do veículo e as coberturas mais procuradas.

Ou seja, as tabelas de seguro de carro que existem, não informam o valor exato, mas sim o valor inicial de acordo com o modelo do seu veículo e, em alguns casos o ano de fabricação.

Algumas tabelas de seguro de carro também podem informar o valor médio do seguro auto de acordo com a região e o período em que os seguros foram contratados.

Como é o caso da tabela a seguir.

Nela são considerados os preços de seguro auto dos modelos mais vendidos no mês de maio, nas principais capitais brasileiras, de acordo com o relatório da FENABRAVE – Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores.

Valor Médio do Seguro Auto nas Capitais Brasileiras

Esses valores são referentes aos modelos emplacados no mês de maio de 2019, mas se você quiser saber os valores atuais e conhecer outros relatórios disponibilizados pela instituição, basta acessar o site da FENABRAVE e escolher a opção ‘índices e números’.

Agora que você viu que não vale a pena escolher o seguro de carro mais barato, mas sim aquele que melhor atende às suas necessidades e que tenha o preço mais acessível.

Será muito mais simples escolher as coberturas e contratar a proteção que você precisa para o seu veículo.

Seguro Obrigatório DPVAT

Conheça melhor o seguro DPVAT, um seguro anual de pagamento obrigatório para todos os proprietários de veículos automotores terrestres que é indispensável para proteger todas as vítimas de trânsito no Brasil.

Todos os anos, todos os motoristas e proprietários de veículos automotores terrestres são obrigados a pagar algumas taxas como o IPVA e o licenciamento do veículo.

Além dessas taxas, existe ainda o DPVAT, um seguro obrigatório, voltado a proteger todas as vítimas de acidentes de trânsito no país.

Muitas pessoas pagam esse seguro, mas não sabem ao certo como ele funciona, o que ele cobre, quem pode se beneficiar ou mesmo para onde vai o valor pago todos os anos.

Por isso, preparamos esse artigo completo sobre o seguro obrigatório DPVAT, acompanhe.

Seguro Obrigatório DPVAT

Imagem: Getty Images

O que é o seguro obrigatório DPVAT?

O seguro obrigatório DPVAT – Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, não se trata apenas de mais uma taxa a ser paga no início do ano quando se vai licenciar um veículo.

Este seguro serve para cobrir despesas e promover indenizações a toda e qualquer vítima de um acidente de trânsito que precise e o solicite.

Criado em 1974 através da Lei 6.194 que determina que todos os veículos automotores de via terrestre precisam pagar esta taxa para circular nas ruas e estradas de todo o Brasil.

O DPVAT garante o pagamento de indenizações com valores máximos fixos às vítimas de acidentes com veículos, mesmo que os culpados pelos acidentes não queiram arcar com a sua responsabilidade.

O seguro obrigatório DPVAT é administrado pela Seguradora Líder, uma empresa devidamente regulamentada pela SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, e que possui filiais em todas as regiões nacionais.

Os valores cobrados dos motoristas variam de acordo com o tipo de veículo e Estado, sendo estes definidos pelo CNSP – Conselho Nacional de Seguros Privados.

No entanto, esse monopólio de mercado, dominado pela Seguradora Líder pode estar com os dias contados.

Segundo informações, a nova responsável pela superintendência da SUSEP, Solange Vieira, se diz incomodada com os números de denúncias sobre esta seguradora.

De acordo com a superintendente Solange Vieira, seu plano é abrir o mercado do seguro obrigatório DPVAT.

Fazendo isso, os motoristas poderão contratar o DPVAT através de qualquer seguradora de sua escolha.

Mas não se engane, este seguro continuará sendo obrigatório!

Qual o valor do seguro DPVAT?

Como mencionado, o valor do seguro DPVAT é definido pelo CNSP e varia de acordo com o modelo do veículo.

No entanto, neste ano houve redução nessa taxa, que variou de 56% até 79%.

Veja quais são os novos valores do seguro DPVAT 2019, e como essa redução se comportou em cada um dos casos:

Categoria Tipo do veículo Valor anterior Valor 2019
01 Automóveis e camionetas ​​particulares / oficial, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional R$ 41,40 R$ 16,21
02 Táxis, carros de aluguel e aprendizagem R$ 41,40 R$ 16,21
03 Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete (urbanos, interurbanos, rurais e interestaduais) R$ 160,05 R$ 37,90
04 Micro-ônibus com cobrança de frete mas com lotação não superior a 10 passageiros e Ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete (Urbanos, Interurbanos, Rurais e Interestaduais) R$ 99,24 R$ 25,08
08 Ciclomotores R$ 53,24 R$ 19,65
09 Motocicletas, motonetas e similares R$ 180,65 R$ 84,58
10 Caminhões, caminhonetes tipo “pick-up” de até 1.500 Kg de carga, máquinas de terraplanagem e equipamentos móveis em geral (quando licenciados) e outros veículos R$ 43,33 R$ 16,77
Carrocerias, reboques e semirreboques Isento (neste caso o seguro deverá ser pago pelo veículo tracionador)

Fonte: Seguradora Líder

Vale mencionar que, caso o proprietário do veículo atrase o pagamento do DPVAT, ou mesmo não o realize não haverá a incidência de multas ou encargos, quando ele for realizar o pagamento.

No entanto, se o DPVAT não for pago, o veículo não será considerado licenciado.

Podendo este ser apreendido em uma blitz e levado para o pátio, até que toda a documentação seja regularizada.

Como pagar o seguro obrigatório DPVAT?

Para pagar o seguro DPVAT é simples, caso o seu veículo seja usado, basta se encaminhar até uma das agências bancárias responsáveis pela arrecadação do seguro e informar o número do seu RENAVAM diretamente no caixa, não é preciso a emissão de boleto para esse caso.

Já se você acabou de comprar um veículo zero quilômetro e está prestes a realizar o primeiro licenciamento do veículo o processo para o pagamento do DPVAT é outro.

Neste caso, será preciso acessar o site da Secretaria da Fazenda e realizar uma pesquisa por débitos vinculados ao veículo, informando o número da placa e do RENAVAM do veículo.

Fazendo isso, você poderá imprimir o/os boletos referente ao seu veículo e pagá-los em uma das agências bancárias mais próximas.

No entanto, vale a pena dizer que esses passos podem variar de um Estado para outro.

Por isso, o melhor a ser feito é acessar o site da Seguradora Líder e pesquisar qual o procedimento para a sua região e quais são os bancos que recebem esse tipo de pagamento.

Qual é o prazo para pagar o seguro DPVAT?

Assim como os valores deste seguro variam de acordo com a categoria do automotivo, o prazo de pagamento também varia, no entanto, este tem sua variação de acordo com o final da placa de cada veículo.

E como, esse seguro é administrado por uma mesma empresa em todo o país, o prazo para pagar o seguro DPVAT também varia de acordo com cada Estado.

É importante mencionar que, esse prazo final pode sofrer alterações todos os anos, por isso, é importante que você sempre pesquise qual o seu prazo de acordo com o final da sua placa.

O seguro pode ser pago em uma cota única ou em até três parcelas.

O calendário anual de pagamento do DPVAT pode ser acessado diretamente no site da Seguradora Líder.

Mas, para que você ter uma ideia dos prazos, separamos as datas de pagamento do seguro DPVAT em 2019, de alguns estados:

Seguro DPVAT 2019 SP – São Paulo

Final da placa Data pag. / 1ª parcela
1 09 de janeiro
2 10 de janeiro
3 11 de janeiro
4 14 de janeiro
5 15 de janeiro
6 16 de janeiro
7 17 de janeiro
8 18 de janeiro
9 21 de janeiro
0 22 de janeiro

Seguro DPVAT 2019  RJ – Rio de Janeiro

Final da placa Data pag. / 1ª parcela
1 22 de janeiro
2 23 de janeiro
3 24 de janeiro
4 25 de janeiro
5 28 de janeiro
6 29 de janeiro
7 30 de janeiro
8 31 de janeiro
9 01 de fevereiro
0 21 de janeiro

Seguro DPVAT 2019 MG – Minas Gerais

Final da placa Data pag. / 1ª parcela
1 e 2 14 de janeiro
3 e 4 15 de janeiro
5 e 6 16 de janeiro
7 e 8 17 de janeiro
9 e 0 18 de janeiro

Seguro DPVAT 2019 PR – Paraná

Final da placa Data pag. / 1ª parcela
1 e 2 24 de janeiro
3 e 4 25 de janeiro
5 e 6 28 de janeiro
7 e 8 29 de janeiro
9 e 0 30 de janeiro

Por que o seguro DPVAT é tão importante?

Para se ter uma ideia da importância deste seguro auto, é importante saber que, nos últimos 10 anos os acidentes de trânsito deixaram mais 1,6 milhões de feridos no país.

Quando falamos especificamente em acidentes envolvendo motos, é possível afirmar que neste mesmo período, houve mais 200 mil mortes em acidentes de trânsito no Brasil.

Já quando falamos de números anuais, apesar de uma recente queda registrada pela empresa responsável pelo pagamento das indenizações do DPVAT no número de vítimas de acidentes de trânsito, no ano de 2017 houve 35.374 mortes em acidentes de trânsito no país.

É importante ressaltar que os acidentes ocorridos fora do Brasil não têm cobertura do DPVAT e assim como no caso dos veículos estrangeiros em circulação no país, é preciso contratar um seguro específico para este tipo de acidente, como por exemplo, o Seguro Carta Verde.

Se você quiser entender melhor como o seguro obrigatório DPVAT funciona e qual a sua importância em números, vale a pena conhecer o Relatório Estatístico do DPVAT, referente ao primeiro semestre de 2019, realizado pela Seguradora Líder, empresa responsável por ele.

Para onde vai todo o dinheiro arrecadado com o seguro DPVAT?

O seguro obrigatório DPVAT é uma taxa importante e, o destino de todo o valor arrecadado não serve apenas para arcar com as indenizações solicitadas pelas vítimas de acidentes de trânsito.

Na verdade, apenas 50% do valor total arrecadado é destinado ao pagamento das indenizações.

Segundo a empresa responsável por seu arrecadamento, 45% de todo o valor recebido é encaminhado para o SUS – Sistema Único de Saúde, para o atendimento de vítimas de acidentes de trânsito e os outros 5% restantes são destinados ao DENATRAN, para a promoção de campanhas de conscientização e segurança no trânsito.

O que o seguro DPVAT cobre e quais são os valores?

O seguro obrigatório DPVAT cobre três tipos de situações com indenizações em um acidente de trânsito, estas são:

  1. Morte: o DPVAT oferece indenização por morte no valor de R$ 13.500, neste caso quem recebe a indenização é o dependente da vítima ou seus herdeiros.
  2. Invalidez: em casos em que ocorra a invalidez total ou parcial contanto que elas sejam permanentes, as indenizações promovidas pelo DPVAT podem chegar até R$ 13.500, sendo que o valor será calculado com base no grau da invalidez. Neste caso quem recebe a indenização é a própria vítima ou um procurador legal.
  3. Despesas médicas e hospitalares: essa cobertura serve para reembolsar gastos com o atendimento médico ou hospitalar e a compra de medicamentos para a vítima do acidente de trânsito. As indenizações nos casos de despesas médicas e hospitalares, promovidas pelo DPVAT podem chegar até R$ 2.700. Nestes quem recebe a indenização também é a própria vítima ou um procurador legal.

Quem pode solicitar indenização do seguro DPVAT?

Qualquer indivíduo que for vítima de um acidente (ou seu beneficiário, em caso de morte) envolvendo um veículo tem o direito de requerer a indenização DPVAT.

A indenização é paga individualmente, não importando o número de vítimas que o acidente tenha causado, e como mencionado anteriormente, sem depender da apuração dos culpados no acidente.

As indenizações serão recompensadas sob a forma de reembolso de acordo com as despesas comprovadas com o atendimento médico-hospitalar.

Já nos casos de indenização por invalidez ou morte, elas são pagas em dinheiro.

Os pedidos de indenização devem ser feitos através das seguradoras credenciadas junto ao convênio DPVAT e que estão autorizadas a receber este seguro para você.

É importante mencionar que, o prazo para que a vítima ou seus dependentes e herdeiros solicite a indenização do DPVAT é de até três anos após a data do acidente.

Como solicitar a indenização do seguro DPVAT?

Para solicitar a indenização do seguro DPVAT basta que a vítima se encaminhe até uma das agências de atendimento da Seguradora Líder, ou acesse o site da empresa, munida dos documentos necessários, que são:

  1. Indenizações por morte

A necessidade de documentos a serem apresentados no caso de indenização por morte, irá variar de acordo com a situação legal da vítima, se ela era casada ou não, se tinha filhos ou herdeiros legais e/ou dependentes.

Por isso é importante que você acesse o site da Seguradora Líder e veja exatamente quais são os documentos necessários para o seu caso.

De maneira geral, os principais documentos solicitados neste caso são:

  • Formulário de solicitação do DPVAT, devidamente preenchido;
  • Documentos comprobatórios do acidente;
  • Documentos da vítima;
  • Documentos de seus beneficiários.
  1. Indenizações por invalidez

Nos casos de indenização por invalidez permanente, seja ela total ou parcial, além dos documentos que comprovem o acidente e do formulário de solicitação do DPVAT, preenchido corretamente, é necessário apresentar as seguintes cópias simples:

  • RG ou qualquer outro documento válido da vítima (CNH, carteira de trabalho etc.);
  • CPF da vítima;
  • Comprovante de residência;
  • Laudo do IML comprovando a invalidez (original e 1 cópia autenticada);
  • Boletim médico sobre o atendimento da vítima;
  • Relatório médico sobre o tratamento.

Esses são os documentos necessários caso seja a própria vítima a solicitante da indenização, caso esse pedido seja feito por um beneficiário ou procurador legal, existem outros documentos que devem ser apresentados e, podem ser consultados neste link.

  1. Reembolso de despesas médicas

Para este tipo de indenização promovida pelo DPVAT é preciso que a vítima apresente os seguintes documentos:

  • Formulário do DPVAT, preenchido;
  • Boletim de ocorrência;
  • Documentos pessoais – RG, CPF e comprovante de residência, todos em cópias simples;
  • Faturas, notas e cupons fiscais e recibos, referentes a todos os gastos realizados pelo acidente, em vias originais;
  • Boletim do atendimento médico e/ou hospitalar com a discriminação das despesas;
  • Solicitações médicas para tratamento, com os valores discriminados;
  • Receituário médico com todos os medicamentos e curativos necessários e seus respectivos valores.

Assim como nos casos anteriores, existem alguns documentos que podem variar de acordo com o solicitante da indenização, ou neste caso do responsável pelo pagamento das despesas.

Portanto, também é importante que você acesse o site da seguradora Líder e veja quais são os documentos necessários para o seu caso.

Dicas importantes para solicitar a indenização do seguro DPVAT

É fundamental que você saiba que não existe a necessidade de o pagamento de nenhuma taxa para a vítima solicitar a indenização do seguro obrigatório DPVAT, assim como não é preciso contar com terceiros para fazer a solicitação.

Ou seja, você mesmo ou seu beneficiário, ou procurador legal, podem solicitar a indenização, sem o intermédio de advogados ou outros profissionais.

Além disso, se não houver uma agência da Seguradora Líder próxima a você, saiba que você pode pesquisar quais são os documentos necessários para solicitar sua indenização no site da seguradora e entregá-los em uma das agências dos Correios.

Agora que você sabe melhor como o seguro obrigatório DPVAT funciona, quais são seus valores e prazos de pagamento, para onde o dinheiro que ele arrecada vai e qual a sua importância, será bem mais fácil entender a importância do seu pagamento, além de saber onde, como e quando pagar!

Saiba como funcionam os Carros Híbridos

Carros híbridos reduzem as emissões de poluentes e têm baixo custo por quilômetro rodado, utilizando duas formas de propulsão.

O interesse pelos carros híbridos vem se acentuando recentemente, apesar de eles não serem realmente uma novidade.

No Brasil, o Ford Fusion Hybrid foi o primeiro híbrido a ser vendido no país, em 2012.

No momento, já existem outros dez modelos com essa tecnologia.

Saiba como funcionam os Carros Híbridos

Imagem: Toyota

O funcionamento do híbrido utiliza dois tipos de motores, o elétrico e o outro com base em combustão, que pode ser com etanol ou gasolina. O novo Toyota Corolla utiliza etanol.

A configuração utilizada mais frequentemente é a em que o elétrico atua no eixo dianteiro, como no caso do Fusion e do Prius.

Outros estão configurados para que o motor elétrico atue no eixo traseiro, com tração integral, para manter o baixo consumo, caso do Volvo XC60.

Existem alguns carros “elétricos”, ainda em minoria, que utilizam um pequeno motor a gasolina, que recarrega as baterias e aumenta a autonomia, como, por exemplo, o BMW i3.

Representante da Toyota forneceu algumas informações para a imprensa especializada, sobre o funcionamento desses veículos.

Diferentes funções para os motores

O motor a combustão tem o objetivo de movimentar o veículo, especialmente quando a demanda de potência é alta, como em aclives em alta velocidade, por exemplo.

O sistema central do carro reconhece quando a bateria do motor elétrico está baixa e passa a entrar em ação, mesmo com o carro parado ou no trânsito, ajudando a recarregar a energia.

A energia elétrica faz com que o carro saia da inércia, atuando na hora em que é dada a partida.

Mas a potência para rodar apenas com o motor elétrico é menor e os híbridos convencionais rodam poucos quilômetros nesse modo.

O gerador é um dos principais e mais importantes componentes de um híbrido, sendo responsável por transformar a energia cinética produzida pelo motor a combustão em eletricidade, que será usada pelo segundo motor.

Essa conversão ocorre nas frenagens e quando o carro está andando com pouca aceleração.

Potência do carro

Parece óbvio que para calcular a potência total do carro se deveria somar as potências de cada motor, mas isso não é correto.

Os híbridos não utilizam a potência máxima dos motores.

A potência que podem atingir é uma estimativa que é feita a partir do funcionamento, em que os motores trabalhariam em um modo de eficiência máxima.

Por exemplo, no caso do novo Corolla, ele conta com um motor elétrico de 72 cv e outro a combustão flex 1.8 de quatro cilindros, 98 cv e 14,5 kgfm.

Os dois são capazes de gerar 122 cv, o que equivale a um valor 48 cv menor do que a soma das duas potências.

Os números variam entre as montadoras, porque as calibragens são diferentes.

Outro fator levado em conta são as características do modelo, que são distintas.

Será que vale a pena comprar um carro híbrido?

O preço dos carros híbridos no Brasil são bastante elevados, sendo até R$ 100 mil mais caros que os convencionais equivalentes.

Mas a economia resultante é sentida no bolso ao longo do tempo e a cada abastecimento.

Por usar energia elétrica, o consumo de combustível é reduzido forma significativa.

Outra vantagem do híbrido é a durabilidade do veículo.

Esse tipo de carro tem menos componentes que um veículo normal, não usa motor de partida, embreagem ou alternador.

Com menos peças, o custo da manutenção é menor.

O carro também é mais sustentável, por utilizar energia elétrica, o que reduz em muito as emissões de gás carbônico.

Próximos lançamentos de híbridos

A Volkswagen confirmou que seis modelos de elétricos e híbridos serão lançados até 2023 na América do Sul.

No Brasil, o Golf GTE deve chegar ainda em 2019.

Ele é uma configuração híbrida do hatch médio, prometido desde o Salão do Automóvel de São Paulo, em 2018.

De acordo com a marca, ele deverá rodar até 900 km no modo híbrido e 50 km no modo elétrico.

Essa distância equivale aproximadamente a entre São Paulo e Brasília.

Golf GTE – ainda sem preço

O Golf GTE tem um motor 1.4 turbo de 150 cavalos de potência e um motor elétrico de 102 cavalos.

Os motores produzem 204 cavalos de potência, com torque de 35,7 kgfm.

O câmbio é automático de 6 marchas e para ir de 0 a 100 km/h, ele leva apenas  7,6 segundos.

Entretanto, seu preço ainda não está definido, mas, provavelmente ele será enquadrado na faixa mais baixa, de 10% de IPI, que é de acordo com a eficiência energética.

Porém, com mais de 1.400 kg, deverá pagar 1 ponto percentual a mais do que a alíquota mínima, de 9%.

Saiba como funcionam os Carros Híbridos

Imagem: Volkswagen

Apesar da Volkswagen não falar sobre a faixa de preços, é esperado algo na casa dos R$ 170 mil.

A montadora ainda não divulgou os dados sobre o consumo do Golf GTE.

O padrão de medição para híbridos plug-in ainda não foi estabelecido no Brasil.

Mas, considerando o ciclo europeu de medições, o modelo costuma fazer até 62,5 km/l.

O Golf GTE pode ser conduzido de diferentes formas.

O motorista pode utilizar apenas o motor elétrico, em percursos de até 50 km, urbanos.

Se optar pelo modo “convencional”, o carro decide quando usar cada propulsor.

Quando desejar, o motorista pode “bloquear” a carga da bateria, e usar apenas o 1.4 turbo.

No caso de preferir uma condução mais esportiva, é possível adotar o modo GTE, que destaca o desempenho.

Também pode, se desejar ou precisar, recarregar a bateria com o motor a combustão, acionando esta função.

Entretanto, a própria montadora avisa que este é o modo mais caro de carregar o veículo, por isso recomenda sua utilização em último caso.

O Golf GTE pode chegar até 130 km/h só com o motor elétrico.

A recarga completa, em uma tomada residencial ou em uma estação de recarga, leva 2h45, em 220V, o que equivale a um custo aproximado de R$ 5.

O mercado para híbridos no Brasil

A Volkswagen também já planeja lançar o ID, carro elétrico, no Salão de Frankfurt, o que promete ser um dos mais importantes modelos da história da fábrica.

A marca informa que nem todos os 6 modelos elétricos ou híbridos chegarão ao Brasil e que a viabilidade está sendo estudada para cada localidade.

São 29 mercados na região da América do Sul.

A Volkswagen utilizará o Golf GTE como teste para esse tipo de inovação no Brasil.

A partir dessa experiência a empresa vai decidir a possibilidade de lançamento de outros modelos eletrificados (elétricos ou híbridos) que poderão ser comercializados no Brasil.

O veículo híbrido não estará disponível em todas as concessionárias brasileiras da Volkswagen.

Será necessário que, além das lojas, a rede de assistência seja preparada.

Em se tratando da manutenção básica, como troca de óleo ou verificação de filtros, qualquer oficina está capacitada.

Mas, quando se tratar de manutenção no ar-condicionado, por exemplo, será necessário todo um processo que desenergize o carro.

O Golf GTE chega ao Brasil ao mesmo tempo em que novos modelos desse hatch estão sendo lançados na Europa.

Entretanto, o carro não estará desatualizado.

Segundo informou a Volkswagen, o cronograma mundial para a versão GTE é diferente, sendo que a nova geração do Golf estará disponível apenas em versões à combustão, o que significa que o híbrido vendido no Brasil será o mesmo vendido na Europa.

O seguro é obrigado a usar peças originais?

Está em dúvida se o seguro do seu carro é obrigado a usar peças originais, caso precise de algum conserto? Acompanhe este artigo e descubra quais são as obrigações do seguro na hora de fazer reparos no seu veículo.

Imprevistos acontecem e, como o próprio nome diz, eles são inesperados.

Se você tem um seguro auto, pode contar com ele nessas horas.

Seja em casos em que o veículo é considerado como perda total, ou em situações em que é constatada uma perda parcial, sendo possível então realizar reparos para voltar a circular com o veículo.

Alguns sinistros, como uma colisão, incêndios de pequenas proporções, furtos em que existe a recuperação do veículo danificado e outros, são considerados como perdas parciais e geralmente fazem com que a reposição de peças no carro seja necessária.

E, nesses momentos pode surgir uma dúvida, será que as seguradoras utilizam peças originais ou paralelas durante o conserto?

Nesse artigo, responderemos esta dúvida e falaremos um pouco mais sobre o assunto e as recentes mudanças na lei da obrigatoriedade do uso de peças originais, acompanhe.

O seguro é obrigado a usar peças originais?

Imagem: Getty

O seguro é obrigado a usar peças originais nos reparos?

Até pouco tempo atrás sim, todas as empresas eram obrigadas a usar somente peças originais – e novas – no reparo do seu veículo.

Esta era uma norma imposta pela SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, órgão responsável por regular o mercado de seguros, e nenhuma empresa poderia descumprir este item.

No entanto, essa regra foi alterada em agosto de 2019 através de uma circular que a SUSEP distribuiu entre as seguradoras.

Nela está especificado que as seguradoras agora podem usar peças originais ou não, novas ou usadas, nacionais ou importadas, no reparo de veículos segurados, sem ferir o CDC – Código de Defesa do Consumidor.

Essa circular foi feita com base em um parecer da Procuradoria Federal, que tem a intenção de reduzir os problemas com insegurança jurídica junto às seguradoras, uma vez que estava se tornando comum processos com indenização contra segurado por utilização de peças não originais.

Além de dar a possibilidade de surgimento de serviços e produtos mais baratos para os consumidores.

Isso permitirá aos segurados ter acesso a coberturas até 10% mais baratas uma vez que existirá a possibilidade de usar peças de segunda mão e não originais no reparo de seus veículos.

Na nova regulamentação a Procuradoria deixa claro que o uso de peças não originais, e dentro das outras características mencionadas aqui, não vai contra o artigo 21 do CDC, desde que essas peças estejam de acordo com as recomendações do fabricante e o segurado seja informado de maneira clara sobre o assunto no momento da contratação.

Ou seja, é preciso que o segurado esteja a par da possibilidade de uso de peças não originais, usadas, nacionais ou importadas no ato da contratação ou renovação do seguro e esteja de acordo com isso.

O seguro auto pode usar peças de segunda mão?

Com a desobrigação das seguradoras pela SUSEP em usar peças originais, vem também à possibilidade de usar peças de segunda mão.

Antes essa permissão era concedida apenas para o seguro de carros antigos.

Visto que era mais difícil encontrar peças novas e originais para esses modelos.

Essa cobertura para veículos antigos era conhecida como seguro popular e permitia a seguradora o uso de peças usadas e não originais para o reparo de veículos que já não fossem mais fabricados, sempre com o consentimento do segurado.

Com a atual mudança da regra, onde a SUSEP desobriga o uso de peças originais e novas para todas as seguradoras e coberturas, o uso de peças de segunda mão passa a ser permitido, sem que o Código de Defesa do Consumidor seja desrespeitado.

Assim, o segurado pode decidir se quer usar peças usadas (que não sejam originais) e assim conseguir garantir um reparo mais rápido em caso de sinistro e um seguro auto mais barato também.

Como funciona exatamente o seguro com peças usadas?

Caso o segurado opte por um seguro com peças usadas e/ou não originais, em caso de sinistro o seguro poderá recorrer a desmanches legalizados e demais pontos de vendas para encontrar as peças necessárias para o reparo do veículo.

Sejam elas novas ou usadas, a única condição é que, além do cliente estar de acordo com essa escolha, as peças usadas no veículo sejam compatíveis com as recomendações do fabricante do veículo.

Essa possibilidade, além de tornar o seguro mais barato e consequentemente o mercado segurador mais competitivo ainda tornará mais difícil à ocorrência de sinistro que promovam a perda total por falta de peças originais e novas para a reposição.

Sim, até o presente momento caso de perda total por falta de peças de reposição originais e novas eram comuns, principalmente em veículos mais antigos ou importados.

Mas com essa mudança essa situação será mais fácil de ser solucionada evitando prejuízos maiores as seguradoras.

Sem que o direito do consumidor no seguro de veículos seja violado.

A seguradora pode recuperar peças danificadas?

Outra questão que pode confundir a cabeça dos consumidores com as atuais mudanças nas regras de utilização de peças para o reparo de veículos através do seguro auto é se a seguradora pode recuperar peças danificadas no sinistro.

A resposta para essa pergunta é sim, afinal, uma peça de segunda mão é uma peça recuperada, ou retificada, como muitas pessoas chamam.

Então, se houver a possibilidade de recuperar uma peça original do próprio veículo e usá-la novamente, as seguradoras podem fazer isso, contanto que o segurado esteja de acordo.

Agora que você já sabe que as seguradoras podem sim usar peças não originais e usadas no reparo dos veículos contanto que o segurado esteja de acordo e que essas peças cumpras as exigências do fabricante do veículo, será muito mais fácil conseguir contratar um seguro auto com valores mais acessíveis!

Preço médio do seguro Honda Fit

Já sabe da importância de contratar um seguro auto, mas quer saber qual o preço médio do seguro Honda Fit? Nós selecionamos algumas cotações de seguro aqui. Confira e aproveite para conhecer a ficha técnica do Honda Fit 2019!

Suas versões incluem: Honda Fit DX MT, Honda Fit Personal CVT, Honda Fit LX CVT, Honda Fit EX CVT e Honda Fit EXL CVT. E se você se interessou por alguma delas, é importante garantir desde já a segurança do seu carro.

Para isso, conte com um seguro auto e não se preocupe com o valor do seguro Honda Fit, pois diferente do que muitos pensam, é um investimento que vale à pena.

Sabemos que o custo do veículo pesa no bolso, bem como possíveis manutenções, óleo e, principalmente o preço da gasolina que é bastante alto no Brasil. Por isso, é sempre bom buscar formas de economizar e com a contratação do seguro auto, esse é o jeito mais seguro e rentável.

Você sabe quanto deve ganhar para conseguir comprar um carro? Nós podemos te ajudar a descobrir!

Mas qual é o preço médio do seguro Honda Fit? Para te ajudar a ter uma ideia da média de preço do seguro Honda Fit, selecionamos aqui algumas cotações. Confira a simulação de seguro Honda Fit 2019 até a simulação de seguro Honda Fit 2004!

Preço médio do seguro Honda Fit

Imagem: Honda

Qual é o preço médio do seguro Honda Fit?

O preço médio do seguro Honda Fit é de R$ 2.300,00, porém esse valor pode variar bastante devido a alguns fatores. Para você ter uma base de preço seguro Honda Fit, considere essa simulação de preço do seguro Honda Fit de alguns modelos que são comercializados.

Buscamos selecionar aqui a cotação do seguro Honda Fit dos principais modelos do mercado. Veja qual é o preço do seguro auto Honda Fit, conforme o ano em cada tabela de seguro de carro 2018, 2017, 2016 e outras, incluindo o Honda Fit 2019.

Qual é o preço médio do seguro Honda Fit 2019?

O preço médio do seguro Honda Fit 2019 é de R$ 2.209,75. Confira a tabela de preços!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Feminino, 55 anos Distrito Federal R$ 2.794,97
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2019 Masculino, 23 anos Pará R$ 3.059,46
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 73 anos Goiás R$ 2.118,90
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 67 anos Bahia R$ 1.412,88
Fit Dx 1.5 Flexone 16V 5P Mec. 2019 Feminino, 38 anos São Paulo R$ 2.066,39
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 35 anos Espírito Santo R$ 1.979,27
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Feminino, 30 anos Piauí R$ 2.800,20
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 43 anos Minas Gerais R$ 2.209,75
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 51 anos Ceará R$ 1.403,09
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Masculino, 37 anos Pernambuco R$ 1.503,38
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2019 Masculino, 76 anos Rio de Janeiro R$ 1.535,49
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 60 anos Mato Grosso do Sul R$ 2.698,87
Fit Personal 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 71 anos Paraíba R$ 1.529,67
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Masculino, 72 anos Paraná R$ 1.677,66
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2019 Feminino, 39 anos Rio Grande do Sul R$ 2.180,10
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Feminino, 60 anos Rio Grande do Norte R$ 2.877,79
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2019 Masculino, 73 anos Santa Catarina R$ 2.407,28
Fit Personal 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2019 Masculino, 58 anos Sergipe R$ 2.101,76

Qual é a média de preço do seguro do Honda Fit 2018?

A média de preço do seguro do Honda Fit 2018 é de R$ 2.225,62. Confira a tabela de preço do seguro para veículos!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2018 Feminino, 37 anos São Paulo R$ 2.573,79
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 51 anos Piauí R$ 2.828,71
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Masculino, 55 anos Goiás R$ 3.390,11
Fit Personal 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 65 anos Tocantins R$ 2.200,53
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 58 anos Amazonas R$ 2.261,78
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 45 anos Paraíba R$ 1.931,56
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 59 anos Sergipe R$ 1.496,22
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 60 anos Bahia R$ 2.631,24
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 47 anos Mato Grosso do Sul R$ 2.229,08
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 77 anos Pernambuco R$ 1.343,69
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2018 Masculino, 30 anos Rio Grande do Sul R$ 2.404,96
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 29 anos Maranhão R$ 2.530,52
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut 2018 Feminino, 31 anos Ceará R$ 1.686,58
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Masculino, 72 anos Mato Grosso R$ 2.475,29
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 45 anos Rio Grande do Norte R$ 1.782,01
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2018 Feminino, 50 anos Pará R$ 1.914,00
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 42 anos Santa Catarina R$ 1.864,66
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2018 Feminino, 48 anos Minas Gerais R$ 1.610,14
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 61 anos Rio de Janeiro R$ 1.956,88
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 23 anos Espírito Santo R$ 3.110,36
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Masculino, 32 anos Rondônia R$ 2.637,43
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 57 anos Paraná R$ 2.225,62
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 38 anos Distrito Federal R$ 2.288,56

Qual é o valor médio do seguro do Honda Fit 2017?

O valor médio do seguro do Honda Fit 2017 é de R$ 2.109,30. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 55 anos Pernambuco R$ 2.196,03
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2017 Feminino, 33 anos São Paulo R$ 3.079,34
Fit LX 1.5 Flexone 16V 5p Aut. 2017 Feminino, 58 anos Paraná R$ 2.338,87
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 34 anos Rio de Janeiro R$ 1.911,06
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 67 anos Minas Gerais R$ 1.900,41
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 53 anos Tocantins R$ 2.239,80
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2017 Masculino, 48 anos Pará R$ 2.397,84
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2017 Masculino, 25 anos Piauí R$ 2.323,81
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 64 anos Amazonas R$ 2.212,99
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 70 anos Sergipe R$ 1.902,47
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2017 Masculino, 57 anos Paraíba R$ 2.237,87
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2017 Feminino, 82 anos Bahia R$ 1.828,42
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2017 Masculino, 35 anos Rio Grande do Norte R$ 2.887,54
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 39 anos Goiás R$ 2.109,30
Fit Exl 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2017 Masculino, 41 anos Mato Grosso R$ 1.442,83
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 58 anos Rio Grande do Sul R$ 1.956,40
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2018 Feminino, 48 anos Ceará R$ 2.042,60
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Mec. 2017 Feminino, 46 anos Santa Catarina R$ 1.601,72
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Masculino, 63 anos Espírito Santo R$ 1.640,03
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 37 anos Rondônia R$ 2.340,29
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut 2017 Masculino, 42 anos Distrito Federal R$ 1.592,26
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2017 Feminino, 56 anos Mato Grosso do Sul R$ 2.348,56

Quanto custa o seguro do Honda Fit 2016?

O preço do seguro do Honda Fit 2016 é de R$ 2.323,31, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2016 Feminino, 35 anos Paraná R$ 2.915,76
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2016 Feminino, 40 anos São Paulo R$ 2.313,25
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Masculino, 57 anos Piauí R$ 2.875,40
Fit LX 1.5 Flexone 16V 5p Aut. 2016 Feminino, 48 anos Minas Gerais R$ 2.323,31
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 39 anos Rondônia R$ 2.031,55
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 41 anos Santa Catarina R$ 1.411,28
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 50 anos Rio de Janeiro R$ 4.352,19
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Masculino, 39 anos Paraíba R$ 1.394,46
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut 2016 Feminino, 60 anos Sergipe R$ 1.273,35
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 41 anos Santa Catarina R$ 1.411,28
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 37 anos Goiás R$ 1.949,82
Fit Lx 1.5 Flexone 16V 5P Aut. 2016 Feminino, 71 anos Rio Grande do Norte R$ 2.797,40
Fit Ex/S/Ex 1.5 Flex/Flexone 16V 5P Aut. 2016 Masculino, 73 anos Rio Grande do Sul R$ 1.454,55

Qual é o valor médio do seguro do Honda Fit 2015?

O valor médio do seguro do Honda Fit 2015 é de R$ 1.965,70. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit LX 1.5 Flexone 16V 5p Mec. 2015 Feminino, 78 anos Paraná R$ 2.063,38
Fit LX 1.5 Flexone 16V 5p Aut. 2015 Masculino, 70 anos Rondônia R$ 2.505,62
Fit EX/ S 1.5/ EX 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2015 Masculino, 33 anos São Paulo R$ 2.175,09
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2015 Feminino, 41 anos São Paulo R$ 2.398,75
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2015 Masculino, 38 anos Paraná R$ 1.688,48
Fit Twist 1.5 Flex 16V 5p Aut. 2015  – São Paulo R$ 1.732,13
Fit Dx 1.5 Flexone 16V 5P Mec. 2015 Masculino, 63 anos Paraná R$ 1.965,70
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2015 Feminino, 63 anos São Paulo R$ 1.708,10
Fit LX 1.5 Flexone 16V 5p Aut. 2015 Feminino, 64 anos São Paulo R$ 1.629,22

Quanto custa o seguro do Honda Fit 2014?

O preço do seguro do Honda Fit 2014 é de R$ 1.592,91, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit CX 1.4 Flex 16V 5p Aut. 2014 Feminino, 49 anos Rio Grande do Sul R$ 1.310,40
Fit CX 1.4 Flex 16V 5p Mec. 2014 Feminino, 27 anos Santa Catarina R$ 2.771,48
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p  Mec. 2014 Feminino, 51 anos Rio de Janeiro R$ 2.314,20
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2014 Feminino, 28 anos São Paulo R$ 2.976,49
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2014 Feminino, 78 anos Paraná R$ 1.834,98
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2014 Feminino, 68 anos Rio Grande do Sul R$ 1.376,20
Fit Twist 1.5 Flex 16V 5p Aut. 2014 Masculino, 64 anos Paraná R$ 1.592,91
Fit Twist 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2014 Feminino, 52 anos São Paulo R$ 1.526,74

Qual é a média de preço do seguro do Honda Fit 2013?

A média de preço do seguro do Honda Fit 2013 é de R$ 2.039,35. Confira a tabela de preço do seguro para veículos!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p Mec. 2013 Masculino, 55 anos São Paulo R$ 1.680,04
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2013 Masculino, 36 anos São Paulo R$ 3.243,47
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2013 Feminino, 35 anos São Paulo R$ 2.039,35
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2013 Feminino, 26 anos Minas Gerais R$ 2.042,57
Fit Twist 1.5 Flex 16V 5p Aut. 2013 Feminino, 42 anos Paraná R$ 1.542,84
Fit Twist 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2013 Feminino, 64 anos Minas Gerais R$ 1.525,04

Qual é o valor médio do seguro do Honda Fit 2012?

O valor médio do seguro do Honda Fit 2012 é de R$ 1.300,29. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p Aut. 2012 Feminino, 48 anos São Paulo R$ 1.156,58
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p Mec. 2012 Masculino, 40 anos Paraná R$ 1.300,68
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2012 Feminino, 30 anos São Paulo R$ 1.283,29
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2012 Feminino, 67 anos São Paulo R$ 1.296,94
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2012 Feminino, 27 anos Paraná R$ 2.148,89
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2012 Feminino, 76 anos Paraná R$ 1.739,64

Qual é o preço do seguro do Honda Fit 2011, em média?

O preço médio do seguro do Honda Fit 2011 é de R$ 1.696,07. Confira a tabela de preço do seguro de carro!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p Aut. 2011 Masculino, 74 anos São Paulo R$ 1.564,48
Fit DX 1.4 Flex 16V 5p Mec. 2011 Feminino, 27 anos Paraná R$ 1.696,07
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2011 Masculino, 78 anos São Paulo R$ 1.213,17
Fit EXL 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2011 Feminino, 51 anos São Paulo R$ 2.613,03
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2011 Feminino, 52 anos São Paulo R$ 2.009,35
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2011 Feminino, 64 anos São Paulo R$ 1.836,69
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2011 Feminino, 74 anos São Paulo R$ 1.852,90
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2011 Masculino, 64 anos Minas Gerais R$ 1.283,72
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2011  – Paraná R$ 1.310,94

Quanto custa o seguro do Honda Fit 2010?

O preço do seguro do Honda Fit 2010 é de R$ 1.500,00, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit EX/ S 1.5/ EX 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2010  – Minas Gerais R$ 1.999,29
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2010 Feminino, 39 anos Minas Gerais R$ 2.797,38
Fit EXL 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2010 Feminino, 45 anos São Paulo R$ 1.430,30
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2010 Masculino, 79 anos São Paulo R$ 1.215,48
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2010 Feminino, 40 anos Rio de Janeiro R$ 1.386,76
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2010 Masculino, 79 anos São Paulo R$ 1.215,48
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2010 Feminino, 43 anos São Paulo R$ 1.216,66
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2010 Masculino, 42 anos Paraná R$ 5.646,83

Qual é o valor médio do seguro do Honda Fit 2009?

O valor médio do seguro do Honda Fit 2009 é de R$ 1.851,51. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2009 Masculino, 63 anos Rio Grande do Sul R$ 2.460,50
Fit EXL 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2009 Masculino, 62 anos São Paulo R$ 1.763,88
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2009 Feminino, 34 anos São Paulo R$ 1.463,17
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2009 Feminino, 53 anos Paraná R$ 2.348,94
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2009 Feminino, 51 anos Paraná R$ 1.166,59
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2009 Feminino, 61 anos São Paulo R$ 1.851,51
Fit EXL 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2009 Feminino, 38 anos Paraná R$ 1.692,15

Qual é o preço do seguro Honda Fit 2008, em média?

O preço médio do seguro Honda Fit 2008 é R$ 2.135,54. Confira a tabela de preços!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit EX/S/EX 1.5 Flex/Flexone 16V 5p Aut. 2008 Masculino, 30 anos Minas Gerais R$ 2.175,16
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2008 Feminino, 35 anos Paraná R$ 2.135,54
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2008 Feminino, 37 anos Paraná R$ 1.556,62
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2008 Feminino, 35 anos Paraná R$ 2.135,54
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2008 Feminino, 37 anos Paraná R$ 1.556,62

Quanto custa o seguro Honda Fit 2007?

Em média, o preço médio do seguro Honda Fit 2007 é R$ 1.651,40. Confira a tabela de preço do seguro de carros!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit EX/ S 1.5/ EX 1.5 Flex 16V 5p Mec. 2007 Masculino, 33 anos São Paulo R$ 2.175,09
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2007 Feminino, 65 anos São Paulo R$ 1.651,40
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2007 Feminino, 71 anos São Paulo R$ 1.898,92
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2007 Feminino, 35 anos Minas Gerais R$ 1.478,25
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2007 Feminino, 71 anos São Paulo R$ 1.898,92

Qual é o valor médio do seguro Honda Fit 2006?

O preço médio do seguro Honda Fit 2006 é R$ 1.637,34. Confira a tabela!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2006 Feminino, 33 anos São Paulo R$ 1.637,34
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2006 Feminino, 66 anos São Paulo R$ 1.902,43
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2006 Feminino, 38 anos Paraná R$ 1.421,23

Qual é a média de preço do seguro Honda Fit 2005?

O valor médio do seguro Honda Fit 2005 é R$ 1.473,63. Confira a tabela com os preços do seguro auto!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2005 Feminino, 42 anos Minas Gerais R$ 1.473,63
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec. 2005 Masculino, 80 anos São Paulo R$ 1.234,92
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2005 Masculino, 57 anos Paraná R$ 1.623,84
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2005 Feminino, 38 anos Minas Gerais R$ 1.616,22

Qual é o valor médio do seguro Honda Fit 2004?

O preço médio do seguro Honda Fit 2004 é R$ 1.479,50. Confira a tabela!

Modelo Perfil condutor Localidade Preço
Fit LX 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2004 Masculino, 42 anos Paraná R$ 1.790,70
Fit Lx 1.4 1.4 Flex 8V 16V 5P Mec.  2004 Masculino, 61 anos São Paulo R$ 1.022,14
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Aut. 2004 Masculino, 33 anos São Paulo R$ 1.479,50
Fit LXL 1.4/ 1.4 Flex 8V/16V 5p Mec. 2004 Feminino, 67 anos São Paulo R$ 1.888,20

*Fonte: Segfy e Seguro i. Consulta realizada em: julho/2019.

Quer o valor exato do seguro Honda Fit para você? Faça sua cotação de seguros agora!

Como informamos acima, o valor do seguro Honda Fit varia devido às informações de cada motorista e seus veículos. A região onde mora, cidade, uso do carro, multas, entre outras coisas, ajudam a diferenciar o preço do mesmo.

Além disso, existe também o valor de franquia do seguro Honda Fit, que pode elevar ou não a apólice do seguro. Mas ela só será cobrada se você precisar acionar o seguro, dependendo do tipo de sinistro. Sempre que você tiver dúvidas, fale com o seu corretor de seguros.

Saiba quando acionar ou não a franquia do seu seguro e economize mais!

Como fazer uma cotação do Honda Fit

Se está precisando proteger o seu Honda Fit e não sabe nem por onde começar a pesquisar o seguro, temos a solução perfeita. Basta preencher o formulário no site solicitando a cotação e em pouco tempo receberá propostas das mais renomadas seguradoras.

Você poderá optar pelos serviços da empresa que desejar. Mas recomendamos que você faça uma pesquisa de opinião de clientes no site do Reclame Aqui para saber qual é a seguradora mais confiável.

Nós selecionamos aqui 5 seguradoras confiáveis, após realizar algumas pesquisas. Confira!

O melhor é que isso pode ser feito no conforto do seu lar, a hora que preferir, pois os corretores cadastrados na Susep e que estão sempre à disposição para ajudar. Envie o formulário e em pouco tempo receba todas as informações que precisa.

Lembre-se de preencher todas as informações solicitadas para que possa receber propostas de um seguro auto Honda Fit personalizado e que atenda a todas as suas necessidades.

Benefícios de contar com o seguro Honda Fit

A Honda é uma marca que conquistou o nosso país por oferecer veículos de tradição, segurança e conforto. Mas, embora os veículos da marca sejam seguros, isso não exime o brasileiro de sofrer sinistros no dia a dia. E se você fez um alto investimento comprando um Honda Fit, precisa protegê-lo.

Contar com o seguro Honda Fit é poder contar com a ajuda de uma seguradora que pode te auxiliar, seja em caso de colisão, roubos, guincho, furto ou outros. Esse seguro você pode fazer com a seguradora de sua escolha. Mas fique atento na hora de assinar o contrato para saber quais serviços estão inclusos:

  • Indenização: para casos de roubo, você será indenizado no valor integral do carro, conforme a Tabela Fipe.
  • Carro reserva: sempre que necessário, a seguradora oferece um veículo alternativo para você.
  • Viagens: algumas seguradoras oferecem serviços de guincho e troca de pneus para que você possa viajar tranquilo.
  • Assistência: sempre que precisar, a seguradora vai prestar toda assistência que você contratou.

Viu como são muitos os benefícios de contar com o seguro Honda? Então, não dê chance para o azar e cuide do seu bolso!

Fique atento para contratar uma das opções de seguro auto barato, levando em consideração as coberturas oferecidas.

Ficha técnica do Honda Fit 2019

Confira aqui a ficha técnica do Honda Fit 2019!

Combustível Etanol e Gasolina
Altura (mm) 1.535
Largura (mm) 1.694
Largura (mm) 1.694
Peso (Kg) 1.104
Freios Dois freios à disco com dois discos ventilados
Torque (kgf.m) 15,3 (etanol) e 15,2 (gasolina)
Motorização 1.5
Potência 116 cavalos (etanol) e 115 cavalos (gasolina)
Porta-Malas (L) 363
Câmbio CVT com modo manual
Segurança Airbag motorista, lateral e passageiro, alarme, freios ABS e distribuição eletrônica de frenagem.
Conforto Ar condicionado, piloto automático, travas elétricas e volante com regulagem de altura.
Bancos de couro Sim
Vidros elétricos dianteiros Sim
Computador de bordo Sim

Publicado em: 27/07/2016 e atualizado em 17/09/2019

*O SeguroAuto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

Seguro auto completo

Um seguro completo oferece toda a proteção que o veículo precisa, deixando o usuário despreocupado ao rodar pelas ruas. Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto.

Contratar um seguro auto completo pode ser uma ótima opção.

Isso porque, esse tipo de plano protege o carro contra os mais variados sinistros. Sempre cobrindo perdas parciais e perdas totais.

Imagine, então, bater o carro. Com o seguro auto completo, você será ressarcido pela franqueadora.

O mesmo para o caso da queda de um objeto sobre o veículo, inundação, roubo e mais.

As coberturas desse tipo de serviço ficam listadas na apólice do seguro.

A seguir, listamos tudo o que você precisa saber para contratar a melhor proteção. Acompanhe!

Seguro auto completo

Imagem: Getty Images

Como funciona o seguro auto completo

O seguro auto completo, como seu nome sugere, é aquele que inclui todas as proteções que o seu carro vai precisar.

Isso nas mais diferentes situações.

É possível fazer a contratação de um seguro auto que conta com diferentes coberturas e personalizar de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Normalmente, esse tipo de seguro disponibiliza proteções contra roubo, furto, colisão, incêndio, proteção contra terceiros e danos aos passageiros.

Além disso, as seguradoras permitem que o usuário escolha coberturas adicionais, por um custo adicional.

Dessa forma, o seguro se torna ainda mais completo, de acordo com o que motorista precisa.

É por isso que esse tipo de seguro é chamado de “completo”.

Ele é bem diferente, por exemplo, do seguro parcial contra roubo, que oferece bem menos proteção.

Como dito, ao montar o seguro da forma que deseja, o usuário consegue que a seguradora atenda a todas as suas necessidades.

Porém, é preciso atenção para não exagerar. Algumas vezes, um grande número de coberturas pode apenas encarecer o seguro.

Por exemplo: se a sua cidade não sofre inundações, por que você contrataria essa cobertura no seguro?

É mais interessante adquirir proteção apenas para as situações que seu carro precise.

Assim, você será ressarcido sempre que necessário, mas com custo que caiba no bolso.

Como um seguro auto funciona?

Quando contrata um seguro completo, o motorista fica segurado contra perdas parciais e totais.

As perdas parciais são aquelas em que, após um sinistro, o dano ao carro corresponde a menos do que 75% do valor do carro.

Você pode entender como sinistro qualquer ocorrência coberta na apólice do seguro.

Ao sofrer esse tipo de ocorrência, o carro precisa ser reparado pela oficina.

Para isso, é preciso entrar em contato com a seguradora e solicitar o reparo.

A empresa solicita o pagamento da franquia pelo consumidor, e paga o restante dos custos do conserto.

Ou seja, a franquia é o custo de responsabilidade do consumidor após um sinistro parcial.

O indivíduo paga esses valores à oficina, e a seguradora paga o restante necessário.

Assim, seguradora e segurado dividem as despesas com o carro danificado.

Uma franquia tem preço fixo ou parcial, definido na apólice.

Se a sua franquia for de R$ 1 mil, esse será o valor que você pagará à oficina após acionar a seguradora.

Nesse exemplo, o custo total do reparo será de R$ 3 mil.

Logo, a seguradora quitará os R$ 2 mil restantes para o reparo da oficina.

Já a perda total não cobra franquia do usuário.

Ela acontece quando o dano ao veículo é superior a 75% do valor de mercado do auto.

Nesse caso, o segurado recebe a indenização integral do seguro.

O objetivo dos valores é permitir a compra de um novo veículo.

A indenização integral também é paga quando o carro é roubado ou furtado, e não recuperado pela polícia.

Para quem o seguro auto completo é indicado?

Se a ideia é não se preocupar com o veículo e os prejuízos financeiros de certas situações, o seguro auto completo é a opção certa.

Ele pode ser utilizado por todos os motoristas, independentemente do modelo do carro.

Algumas seguradoras, inclusive, aceitam o seguro em nome de quem não é proprietário do veículo.

Para contratar o serviço, basta pesquisar!

Também vale a pena conversar com um bom corretor.

O especialista no assunto terá facilidade em definir se a cobertura completa é mesmo a ideal para você.

Vantagens do seguro auto completo

Não é à toa que o seguro auto completo é um dos mais procurados nas seguradoras.

Afinal de contas, ele oferece mais proteção do que o seguro auto contra roubos e furtos e várias outras vantagens.

Algumas delas estão listadas a seguir.

  • Cobertura contra danos parciais ou integrais;
  • Coberturas que contemplam a maior parte das situações do dia a dia;
  • Serviços de assistência 24 horas, que incluem socorro mecânico, guincho, entre outros;
  • Possibilidade de incluir coberturas extras, além das já disponibilizadas;
  • Pode ser contratado para qualquer tipo de carro.

A maior parte das seguradoras trabalha com o seguro auto completo. Por isso, é fácil encontrá-lo no mercado.

Em todo o caso, sempre vale a pena avaliar se serão necessárias novas coberturas, ou se as proteções do plano não são “um exagero” às suas necessidades.

Assim, você terá a certeza de contratar exatamente o que precisa.

Empresas que possuem o seguro auto completo

Como citado, não é nada difícil encontrar uma empresa que trabalhe com o seguro auto completo.

Veja abaixo uma lista com apenas algumas delas!

Antes de assinar o contrato com uma seguradora, considere pesquisar qual é o melhor entre os melhores seguros de carro.

Você fará uma contratação mais tranquila ao saber que poderá contar com assistência sempre que necessário.

Valor do seguro auto completo

Quem deseja saber o valor do seguro auto completo deve fazer uma cotação personalizada.

Isso é necessário porque os custos da proteção variam muito, de acordo com uma série de fatores.

São considerados, por exemplo, a marca e modelo do carro, perfil do condutor, forma como o veículo é utilizado e mais.

Veja como esse valor é calculado:

Para que se possa ter uma noção, um veículo popular, como o Ford Ka, tem um seguro com um preço médio de R$ R$ 1.700,00 por ano.

Mas lembre-se: o ideal é pedir uma cotação, saber exatamente o preço e o que estará incluso nele.

O custo de um seguro completo costuma ser mais elevado do que o do seguro parcial e do seguro auto popular.

Porém, ele também oferece mais vantagens, como vimos no tópico anterior.

Seguro auto é caro?

Alguns fatores costumam deixar o seguro auto, de qualquer tipo, mais caro.

Homens jovens, por exemplo, pagam mais do que as mulheres no seguro.

Afinal, o índice de sinistros é bem maior para eles do que no registrado com motoristas mulheres.

Não significa, porém, que você deva mentir ao seguro.

Se você é o principal condutor do carro, não informe à seguradora que, na verdade, a sua esposa, mãe ou outra são as motoristas do veículo.

Momentaneamente, esse tipo de “tática” vai garantir certo desconto.

Porém, após um sinistro, a seguradora avaliará se os dados que possuem condizem com a realidade.

Caso perceba a fraude, a empresa poderá negar a indenização.

O resultado será que o usuário terá que pagar sozinho pelo prejuízo.

Outros fatores também encarecem o seguro, como o tempo de uso do veículo e o seu local de trânsito.

Nesses casos, a regra para a veracidade das informações é a mesma.

Como deixar o seguro auto completo mais barato

É possível baratear o seguro “evitando” alguns dos fatores de risco.

Por exemplo: se determinada região sofre mais assaltos, não é indicado deixar o carro estacionado na rua.

Também existem outros modos de deixar o seguro ainda mais barato.

Uma dica é fazer uma pesquisa em diversas seguradoras para verificar qual oferece a melhor condição.

Além disso, não caia na tentação de adicionar todas as coberturas extras do seguro, como já citamos.

Escolha apenas aquelas que lhe serão úteis.

Hoje ainda existem opções como seguro por minuto, seguro mensal e outros.

As modalidades foram estabelecidas pela Circular 592 da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Com esses tipos de seguro, o usuário paga apenas pelo tempo que utiliza a proteção.

Para finalizar, você pode ter desconto no valor do prêmio à medida que renovar o seguro.

Isso porque, sempre que completa um ano, o usuário ganha uma classe de bônus.

As classes são concedidas quando o carro não registra nenhum sinistro no ano anterior.

Cada classe de bônus concede um percentual de desconto na contratação do novo seguro.

Como acionar o seguro de carro completo?

Assim que o usuário do seguro sofre um sinistro, ele precisa acionar a seguradora.

Esse acionamento pode ser feito por meio do telefone, aplicativo ou site da seguradora.

O modo indicado varia por seguradora.

Na hora de falar com a empresa, é importante comunicá-la apenas sobre o que a sua apólice cobre.

Assim, você poupará tempo e evitará atritos com a companhia.

Imagine, então, que seu seguro auto completo não tenha um adicional para proteção dos faróis.

Nesse caso, de nada adiantará solicitar o reparo à seguradora.

A empresa quitará todos os danos da colisão, mas o reparo dos faróis deverá ser feito por você.

Outra coisa: só acione a empresa quando o custo do reparo for maior do que a franquia.

Do contrário, a seguradora não pagará pelos reparos.

Análise também se vale a pena acionar a empresa.

Se o custo do reparo e da sua franquia não forem muito diferentes, pode ser mais interessante pagar tudo do seu bolso.

Afinal de contas, ao acionar o seguro, você perderá a classe de bônus que seria acumulada na renovação.

Ou seja, perderá o desconto que viria com ela.

Pode ser que o custo do reparo não valha a perda deste desconto.

Lembre-se, ainda, de contar com todos os dados da ocorrência, do seu carro e apólice.

Ao dar as informações completas e corretas, você terá maior agilidade no seu processo de indenização.

Como contratar um seguro auto completo

Para contratar o seguro auto, é preciso primeiro escolher um que melhor lhe atende.

Para isso, recomendamos que você solicite uma cotação preenchendo o formulário com todas as informações.

Com todos os dados em mãos, é só comparar e verificar o que mais lhe interessa.

Tanto em relação às coberturas, quanto ao preço.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Preço médio do seguro da Strada

Você quer contratar um bom seguro e está em dúvida sobre o preço médio do seguro da Strada para fazer a melhor negociação? Veja estas informações aqui antes de contratar o seu. Aproveite e veja a ficha técnica do Strada 2019!

A Strada 2018 chegou mais completa e com opcionais que estão entre os grandes destaques. Ela conta com motor e-torq 1.8 16V Flex, capacidade de carga de 705 kg, 3ª porta e muito mais.

Suas versões são: Working 1.4 Fire Flex; Working Plus 1.4 Fire Flex; Hard Working 1.4 Fire Flex; Hard Working 1.4 Fire Flex Cabine Estendida; Hard Working 1.4 Fire Flex  Cabine Dupla; Adventure 1.8 E.torQ Flex Cabine Estendida; Adventure 1.8 E.torQ Flex Cabine Dupla; Adventure 1.8 E.torQ Dualogic Flex Cabine Dupla.

Se você se interessa por comprar uma Strada, não se esqueça de proteger o seu bem com um seguro auto. Mas quanto custa essa proteção? Para te ajudar, a nossa equipe de especialista fez uma busca pelo preço médio do seguro da Strada. Confira a cotação do seguro Strada desde 1999 até 2018!

Qual o preço médio do seguro da Strada

Imagem: Fiat

Qual o preço médio do seguro da Strada?

O preço médio do seguro da Strada é de R$ 2.400,00. Depois de realizar algumas pesquisas em diversas seguradoras foi possível obter alguns valores referentes ao seguro auto Strada desde 1999 a 2018.

Pode-se ver que o preço médio do seguro da Strada pode variar bastante de acordo com cada perfil, então a melhor forma é buscar o preço exato para o seu perfil fazendo uma consulta rápida no SeguroAuto.org, que tem parceria com as melhores seguradoras da área.

Aqui consideramos a média de preço do seguro Strada 2019, seguro da Strada 2018 até o valor do seguro da Strada 1999. Veja abaixo a simulação de seguro Strada em diferentes anos e perfis de motoristas.

Quanto custa o seguro da Strada 2019?

O preço do seguro da Strada 2019 é de R$ 2.428,25, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Strada Adventure1.8/ 1.8 Locker Flex Cd 2019 Masculino, 74 anos Espírito Santo R$ 2.095,92
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2019 Feminino, 39 anos Mato Grosso R$ 2.036,76
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2019 Masculino, 82 anos São Paulo R$ 3.793,40
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cs 2019 Masculino, 38 anos Alagoas R$ 1.822,05
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2019 Masculino, 66 anos Pará R$ 2.902,42
Strada Working 1.4 Mpi Fire Flex 8V Cs 2019 Masculino, 39 anos Maranhão R$ 2.010,40
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Masculino, 41 anos Rio de Janeiro R$ 3.603,96
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cs 2019 Feminino, 52 anos Bahia R$ 2.654,76
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Feminino, 52 anos Rondônia R$ 3.586,76
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Feminino, 50 anos Sergipe R$ 1.821,33
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2019 Feminino, 42 anos Mato Grosso do Sul R$ 1.820,52
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Feminino, 67 anos Amazonas R$ 2.437,93
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2019 Masculino, 53 anos Rio Grande do Norte R$ 3.383,89
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2019 Masculino, 60 anos Paraíba R$ 1.760,86
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Feminino, 53 anos Goiás R$ 1.692,57
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2019 Feminino, 42 anos Paraná R$ 1.637,68
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Masculino, 51 anos Ceará R$ 3.020,27
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Masculino, 32 anos Piauí R$ 2.768,05
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2019 Feminino, 31 anos Distrito Federal R$ 2.428,25
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Masculino, 65 anos Rio Grande do Sul R$ 1.313,23
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2019 Masculino, 32 anos Pernambuco R$ 2.661,72
Strada Freedom 1.4 Flex 8V Cd 2019 Masculino, 54 anos Minas Gerais R$ 2.108,38
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2019 Masculino, 66 anos Tocantins R$ 2.981,78
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2019 Feminino, 55 anos Santa Catarina R$ 2.051,78

Qual é a média de preço do seguro do 2018?

A média de preço do seguro do 2018 é de R$ 2.038,87. Confira a tabela de preço do seguro para veículos!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Masculino, 34 anos Mato Grosso do Sul R$ 2.180,42
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Feminino, 46 anos São Paulo R$ 1.270,26
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 29 anos Rio de Janeiro R$ 2.678,21
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 26 anos Maranhão R$ 2.721,96
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 33 anos Rio Grande do Norte R$ 1.737,34
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Masculino, 42 anos Tocantins R$ 2.751,20
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Masculino, 48 anos Piauí R$ 2.464,61
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 38 anos Santa Catarina R$ 2.115,06
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Feminino, 33 anos Paraná R$ 2.476,41
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Feminino, 58 anos Rondônia R$ 1.995,50
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 53 anos Amazonas R$ 4.180,05
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 44 anos Sergipe R$ 2.029,23
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Feminino, 41 anos Bahia R$ 2.311,11
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 63 anos Paraíba R$ 1.707,63
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 69 anos Goiás R$ 2.038,87
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Masculino, 35 anos Mato Grosso R$ 2.159,33
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2018 Masculino, 49 anos Ceará R$ 2.965,69
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2018 Masculino, 46 anos Pernambuco R$ 2.377,52
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 54 anos Espírito Santo R$ 2.610,42
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Feminino, 39 anos Rio Grande do Sul R$ 1.699,23
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 34 anos Pará R$ 4.208,15
Strada Working 1.4 Mpi Fire Flex 8V Cs 2018 Masculino, 47 anos Minas Gerais R$ 2.191,60

Quanto custa o seguro da Strada 2017?

O valor do seguro da Strada 2017 é de R$ 2.446,02, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil de condutor Localidade Preço
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2017 Feminino, 49 anos São Paulo R$ 2.936,01
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2017 Feminino, 49 anos Paraná R$ 3.261,13
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CD 2017 Masculino, 70 anos Ceará R$ 2.293,02
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Feminino, 50 anos Santa Catarina R$ 2.852,36
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CE 2017 Masculino, 33 anos Minas Gerais R$ 3.127,12
Strada Adventure1.8/ 1.8 Locker Flex Cd 2017 Feminino, 55 anos Rio Grande do Sul R$ 1.627,76
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CS 2017 Feminino, 54 anos Minas Gerais R$ 2.125,55
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Ce 2017 Feminino, 47 anos Paraíba R$ 2.649,88
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Feminino, 37 anos Bahia R$ 2.446,02
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 47 anos Sergipe R$ 1.754,45
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Masculino, 62 anos Rio de Janeiro R$ 2.981,77
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 35 anos Pará R$ 2.433,75
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Feminino, 53 anos Alagoas R$ 2.238,46
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Feminino, 73 anos Rondônia R$ 1.891,49
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 39 anos Mato Grosso R$ 4.763,30
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 43 anos Distrito Federal R$ 2.362,01
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Feminino, 49 anos Pernambuco R$ 1.778,51
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Masculino, 52 anos Tocantins R$ 2.602,74
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Masculino, 46 anos Ceará R$ 2.233,06
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Masculino, 37 anos Maranhão R$ 3.157,44
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Feminino, 35 anos Goiás R$ 1.737,74
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cd 2017 Masculino, 73 anos Piauí R$ 1.464,96
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 31 anos Mato Grosso do Sul R$ 2.151,38
Strada Working Hard 1.4 Fire Flex 8V Cs 2017 Masculino, 45 anos Rio Grande do Norte R$ 2.629,15
Strada Adv.Ext./ Ext. 1.8 LOCKER Flex CD 2017 Rio Grande do Sul R$ 1.210,00
Strada Working Plus 1.4 8V Flex CS 2017 Bahia R$ 1.730,00
Strada Adv. Ext. 1.8 LOCKER Dual.Flex CE 2017 Paraná R$ 2.510,87
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2017 Mato Grosso R$ 3.118,68

Qual é o valor médio do seguro da Strada 2016?

O valor médio do seguro da Strada 2016 é de R$2.800,00. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada Adv. Extreme 1.8 Dual. Flex CE 2016

Paraná R$ 2.905,31
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dual. Flex CE 2016 Feminino, 41 anos Minas Gerais R$ 1.741,26
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CD 2016 Masculino, 59 anos Paraná R$ 3.237,64
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dualo. Flex CD 2016

Santa Catarina R$ 2.917,04
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2016 Masculino, 54 anos São Paulo R$ 2.894,12
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2016 Feminino, 52 anos Rio de Janeiro R$ 1.669,87
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2016 Feminino, 34 anos Minas Gerais R$ 2.617,11
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2016 Masculino, 40 anos Paraná R$ 1.874,54
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2016 Masculino, 44 anos Rio de Janeiro R$ 2.478,38
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CE 2016 Masculino, 46 anos Paraná R$ 2.925,35
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CS 2016 Masculino, 44 anos São Paulo R$ 2.914,96
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2016 Masculino, 58 anos Minas Gerais R$ 1.254,91
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CD 2016 Feminino, 58 anos Ceará R$ 2.229,00
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CE 2016 Masculino, 31 anos Paraná R$ 1.937,40
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CS 2016 Masculino, 32 anos Espírito Santo R$ 1.975,25

Qual é o valor do seguro da Strada 2015?

O valor do seguro da Strada 2015 é de R$ 2.900,00, em média. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dual. Flex CE 2015

Mato Grosso R$ 4.159,82
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CD 2015 Feminino, 68 anos São Paulo R$ 2.629,17
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CE 2015

São Paulo R$ 2.967,54
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dualo. Flex CD 2015 Masculino, 54 anos São Paulo R$ 2.054,80
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2015 Masculino, 74 anos São Paulo R$ 1.862,54
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2015 Masculino, 53 anos Santa Catarina R$ 3.255,07
Strada Trekking 1.6 16V Flex CD 2015 Masculino, 72 anos Paraná R$ 2.256,68
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2015 Masculino, 75 anos Paraná R$ 2.201,03
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2015 Masculino, 31 anos São Paulo R$ 1.794,56
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2015 Masculino, 77 anos São Paulo R$ 1.454,58
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CE 2015 Feminino, 54 anos Minas Gerais R$ 2.059,20
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CS 2015 Masculino, 63 anos Minas Gerais R$ 2.337,38
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2015 Masculino, 65 anos Paraná R$ 1.377,30
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CD 2015 Feminino, 71 anos São Paulo R$ 1.914,28

Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CE 2015

Paraná R$ 1.466,69
Strada Working HARD 1.4 Fire Flex 8V CS 2015 Feminino, 72 anos Minas Gerais R$ 1.263,48

Quanto custa o seguro da Strada 2014?

O preço do seguro da Strada 2014 é de R$ 2.800,00, em média. Confira a tabela de preço do seguro para carros!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada Adv. M. March. 1.8 Flex 16V CD 2014

São Paulo R$ 1.901,83
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dual. Flex CE 2014 Masculino, 41 anos Santa Catarina R$ 2.043,25
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CD 2014 Masculino, 68 anos São Paulo R$ 2.092,32
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CE 2014 Masculino, 36 anos Mato Grosso R$ 2.569,42
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dualo. Flex CD 2014 Feminino, 51 anos Paraná R$ 3.672,65
Strada Adventure 1.6 mpi 16V CE 2014

R$ 1.697,26
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2014 Masculino, 29 anos Paraná R$ 1.854,40
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2014 Feminino, 36 anos Paraná R$ 2.608,07

Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2014

Mato Grosso R$ 2.072,60
Strada Trekking 1.6 16V Flex CD 2014 Masculino, 51 anos Minas Gerais R$ 1.260,00
Strada Trekking 1.6 mpi 2014

R$ 2.295,00
Strada Trekking 1.6 16V Flex CS 2014

Paraná R$ 2.016,50
Strada Trekking 1.6 16V LOCKER Flex CD 2014 Masculino, 38 anos Paraná R$ 2.260,12
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2014 Feminino, 70 anos Rondônia R$ 2.149,66
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2014 Masculino, 60 anos Santa Catarina R$ 1.812,83
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2014 Masculino, 61 anos Paraíba R$ 1.678,42
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CS 2014 Masculino, 45 anos Minas Gerais R$ 1.625,61
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CE 2014 Masculino, 52 anos São Paulo R$ 1.361,41
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2014 Masculino, 61 anos São Paulo R$ 2.011,85

Qual é a média de preço do seguro da Strada 2013?

A média de preço do seguro da Strada 2013 é de R$ 2.400,00. Confira a tabela de preço do seguro para veículos!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada Adv. M. March. 1.8 Flex 16V CD 2013

São Paulo R$ 2.918,11
Strada Adv. M. March.1.8 Dual. Flex CD 2013

São Paulo R$ 1.882,81
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CD 2013 Feminino, 49 anos São Paulo R$ 3.491,68
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dualo. Flex CD 2013 Masculino, 63 anos Minas Gerais R$ 2.022,26
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2013 Masculino, 62 anos São Paulo R$ 2.009,95
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2013 Masculino, 66 anos Minas Gerais R$ 1.990,72
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2013 Masculino, 52 anos Paraná R$ 1.332,50

Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2013

Paraná R$ 2.185,07
Strada Trekking 1.6 16V Flex CD 2013 Masculino, 69 anos São Paulo R$ 3.321,74
Strada Trekking 1.6 mpi 2013

Paraná R$ 2.750,25
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CE 2013 Masculino, 51 anos São Paulo R$ 1.503,26
Strada Trekking 1.6 16V Flex CE 2013 Masculino, 47 anos Mato Grosso R$ 1.818,24
Strada Trekking 1.6 16V Flex CS 2013 Masculino, 69 anos Minas Gerais R$ 2.086,82
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2013 Masculino, 75 anos São Paulo R$ 1.776,85
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2013 Masculino, 70 anos São Paulo R$ 1.610,92
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2013 Masculino, 48 anos Minas Gerais R$ 1.916,61
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CS 2013 Masculino, 47 anos Mato Grosso R$ 1.614,84
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2013 Masculino, 31 anos São Paulo R$ 3.217,54
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CE 2013 Feminino, 51 anos Minas Gerais R$ 1.151,62

Qual é o valor médio do seguro da Strada 2012?

O valor médio do seguro da Strada 2012 é de R$ 2.100,00. Confira a tabela de preço do seguro de automóvel!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2012 Feminino, 50 anos São Paulo R$ 1.689,96
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2012 Masculino, 31 anos Santa Catarina R$ 1.861,65
Strada Adv.1.8 16V Dualogic Flex CD 2012 Masculino, 54 anos Paraíba R$ 1.672,57
Strada Adv.1.8 16V LOCKER Dualo. Flex CD 2012 Masculino, 52 anos Paraná R$ 2.354,11
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2012

R$ 2.842,92
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2012 Feminino, 27 anos Rio Grande do Sul R$ 3.091,39
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2012 Masculino, 73 anos Paraná R$ 1.571,48
Strada Celeb. 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2012 Feminino, 54 anos Paraná R$ 1.746,91
Strada Celeb. 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2012 Masculino, 46 anos Paraná R$ 2.126,65
Strada Sporting 1.8 Flex 16V CE 2012 Masculino, 44 anos Paraná R$ 2.124,44
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2012 Masculino, 58 anos São Paulo R$ 2.053,33
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2012 Masculino, 78 anos São Paulo R$ 1.873,86
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2012 Feminino, 44 anos Minas Gerais R$ 1.768,42
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2012 Feminino, 29 anos Paraná R$ 2.768,93
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2012 Masculino, 56 anos Paraná R$ 1.337,20
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CE 2012

Paraná R$ 2.203,54
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CS 2012

Paraná R$ 1.554,94
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2012 Masculino, 34 anos Paraná R$ 1.633,66

Qual é o preço médio do seguro da Strada 2011?

O preço médio do seguro da Strada 2011 é de R$ 2.000,00. Confira a tabela de preço do seguro de carro!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2011 Masculino, 41 anos São Paulo R$ 1.676,47
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2011 Masculino, 36 anos São Paulo R$ 1.301,58
Strada Adventure 1.6 mpi 16V CE 2011 Masculino, 37 anos Paraná R$ 1.864,94
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2011 Feminino, 42 anos São Paulo R$ 2.728,40
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2011 Feminino, 49 anos Minas Gerais R$ 2.717,70
Strada Celeb. 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2011 Masculino, 55 anos Paraná R$ 1.337,55
Strada Celeb. 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2011 Feminino, 51 anos Paraná R$ 1.536,69
Strada Sporting 1.8 Flex 16V CE 2011 Feminino, 56 anos São Paulo R$ 1.447,51
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2011 Feminino, 39 anos Paraná R$ 1.308,51
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2011 Feminino, 46 anos São Paulo R$ 1.485,06
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2011 Feminino, 53 anos Rio de Janeiro R$ 2.265,12
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2011 Masculino, 43 anos Paraná R$ 1.473,87
Strada Working Celeb.1.4 Fire Flex 8V CD 2011 Feminino, 32 anos Minas Gerais R$ 1.926,78
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2011 Masculino, 33 anos Minas Gerais R$ 1.752,55

Qual é a média de preço do seguro do 2010?

A média de preço do seguro do 2010 é de R$ 2.200,00. Confira a tabela de preço do seguro para veículos!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2010 Masculino, 80 anos Paraná R$ 1.810,05
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2010 Masculino, 62 anos Minas Gerais R$ 1.317,99
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2010

São Paulo R$ 2.848,75
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CE 2010 Masculino, 45 anos São Paulo R$ 1.991,63
Strada Adventure 1.8/ 1.8 LOCKER Flex CD 2010 Masculino, 67 anos São Paulo R$ 2.462,05
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2010 Feminino, 55 anos Paraná R$ 1.436,29
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2010 Feminino, 58 anos Paraná R$ 2.124,79
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CS 2010

Paraná R$ 1.861,37
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CD 2010 Feminino, 66 anos Minas Gerais R$ 1.933,99
Strada Working 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2010 Masculino, 39 anos São Paulo R$ 1.560,12

Qual é o preço médio do seguro do Strada 2009?

O preço médio do seguro do Strada 2009 é de R$ 1.800,00. Confira a tabela!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2009 Masculino, 55 anos Paraná R$ 1.403,74
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2009 Masculino, 50 anos Paraná R$ 1.486,85
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2009 Feminino, 43 anos São Paulo R$ 3.014,04
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2009 Masculino, 66 anos São Paulo R$ 1.325,79
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CE 2009

Paraná R$ 1.151,01
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CS 2009 Masculino, 53 anos Paraná R$ 1.142,52

Qual é o preço médio do seguro do Strada de 1999 a 2008?

O preço médio do seguro do Strada 1999 a 2008 é de R$ 1.400,00. Confira a tabela de preços!

Modelo Perfil do Condutor Localidade Preço
Strada 1.3 Mpi Fire 8V 67Cv Ce 2003 Masculino, 51 anos Minas Gerais R$ 1.669,43
Strada 1.3 Mpi Fire 8V 67Cv Ce 2004 Masculino, 47 anos Paraná R$ 1.486,33
Strada 1.3 Mpi Fire 8V 67Cv Ce 2005 Feminino, 59 anos Paraná R$ 1.260,49
Strada 1.3 mpi Fire 8V 67cv CS 2003 Masculino, 63 anos São Paulo R$ 1.053,86
Strada 1.3 mpi Fire 8V 67cv CS 2004 Feminino, 39 anos Paraná R$ 1.468,28
Strada 1.3 mpi Fire 8V 67cv CS 2005 Feminino, 37 anos Paraná R$ 1.121,42
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2006 Masculino, 60 anos São Paulo R$ 1.329,55
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2007 Feminino, 51 anos Paraná R$ 1.078,55
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2008 Masculino, 60 anos São Paulo R$ 1.230,57
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2006 Masculino, 70 anos Parana R$ 1.977,95
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2007 Feminino, 26 anos Paraná R$ 1.966,55
Strada 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2008 Feminino, 40 anos Minas Gerais R$ 1.819,30
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2005 Masculino, 43 anos São Paulo R$ 1.528,82
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2006 Feminino, 49 anos São Paulo R$ 2.555,37
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2007 Masculino, 31 anos Minas Gerais R$ 4.132,53
Strada Adv/Adv TRYON 1.8 mpi Flex 8V CE 2008 Masculino, 51 anos Paraná R$ 1.855,66
Strada Adventure 1.6 mpi 16V CE 2002 Feminino, 63 anos Paraná R$ 1.249,70
Strada Adventure 1.6 mpi 16V CE 2008 Feminino, 43 anos São Paulo R$ 1.599,73
Strada LX 1.6 16V CE 2000 Masculino, 73 anos Paraná R$ 1.479,91
Strada LX 1.6 mpi 16V 1999 Masculino, 40 anos Paraná R$ 1.930,15
Strada LX 1.6 mpi 16V 2000 Masculino, 58 anos Minas Gerais R$ 992,02
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CE 2008 Masculino, 60 anos Rondônia R$ 1.846,33
Strada Trekking 1.4 mpi Fire Flex 8V CS 2008 Masculino, 63 anos Paraná R$ 1.824,59
Strada Trekking 1.6 mpi 1999 Paraná R$ 2.045,89
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CE 2005 Masculino, 44 anos Paraná R$ 1.384,08
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CE 2006 Paraná R$ 2.312,26
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CE 2008 Masculino, 75 anos Paraná R$ 1.747,12
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CS 2004 Feminino, 44 anos Minas Gerais R$ 1.367,88
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CS 2005 Feminino, 33 anos São Paulo R$ 1.337,12
Strada Trekking 1.8 mpi Flex 8V CS 2006 Masculino, 38 anos Paraná R$ 1.481,05
Strada Working 1.6 mpi 16V CE 2001 Masculino, 68 anos Paraná R$ 1.347,67
Strada Working 1.6 mpi 16V CS 2002 Paraná R$ 2.248,63
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CE 2000 Feminino, 58 anos Paraná R$ 1.389,39
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CE 2001 Masculino, 78 anos Paraná R$ 1.538,04
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CE 2002 Masculino, 51 anos Rio de Janeiro R$ 1.529,84
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CE 2004 Masculino, 69 anos Paraná R$ 1.174,36
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CS 2000 Masculino, 57 anos Paraná R$ 1.951,85
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CS 2001 Feminino, 66 anos Paraná R$ 1.616,50
Strada/ Strada Working 1.5 mpi 8V CS 2002 Feminino, 52 anos Paraná R$ 1.083,56
Strada Adventure 1.8 mpi 8V 103cv CE 2004 São Paulo R$ 1.920,00
Strada Working 1.6 mpi 16V CS São Paulo R$ 2.130,00
Strada Working 1.8 mpi 8v 103cv CE São Paulo R$ 1.460,00

Fonte: Segfy e Seguro i. Consulta realizada em: Setembro/2019.

Como é calculado o valor do seguro Strada?

O valor do seguro Strada é calculado diretamente com o corretor de seguros ou a seguradora. Para obter o preço do seguro auto Strada, você precisa informar seus dados e o do seu veículo. Então, a seguradora analisa essas informações, bem como o veículo para chegar ao preço médio do seguro da Strada.

Entre as informações que interferem no preço médio do seguro Strada, estão: o tipo de cobertura contratada, se o veículo fica ou não em garagem coberta, região onde mora, uso do veículo e outras.

Por isso que a simulação de preço do seguro Strada pode variar bastante, já que não é considerado apenas o modelo do carro.

O que é e como funciona a franquia do seguro Strada?

A franquia do seguro Strada é o valor estipulado na apólice do seguro e que mostra o quanto você irá pagar ao acionar o seguro. Porém, o valor também varia e nesse caso, baseado nos prejuízos. Portanto, ao contratar o seguro auto Strada, confira o valor da franquia que poderá pagar.

Não se apegue somente ao preço seguro Strada, mas verifique todos os detalhes do seu contrato para evitar surpresas futuras. Além disso, considere contratar uma seguradora confiável, fazendo uma pesquisa de opinião de clientes no Reclame Aqui. Aproveite e realize diversas cotações para obter um preço médio do seguro da Strada.

Ficha técnica do Strada Hard Working 1.4 Flex 2019

Combustível Etanol e gasolina
Torque 12,5 (etanol) e 12,4 (gasolina)
Motorização 1.4
Potência 88 cavalos (etanol) e 85 cavalos (gasolina)
Câmbio Manual de 5 marchas
Tração Dianteira
Freios Dois freios à disco com dois discos ventilados.
Direção Hidráulica
Largura 1.664 mm
Altura 1.590 mm
Comprimento 4.438 mm
Peso 1.084 kg
Entre-eixos 2.718 mm
Tanque 58 L
Travas elétricas Sim
Ar condicionado Sim
Volante com regulagem de altura Sim
Vidros elétricos dianteiros Sim
Computador de bordo Sim
Ocupantes 2
Segurança Airbag motorista e passageiro, freios ABS, distribuição eletrônica de frenagem.

*Publicado em: 04/05/2014 e atualizado em 16/09/2019.

*O SeguroAuto.org não se responsabiliza pelos valores aqui mencionados, visto que o preço do seguro pode variar conforme o perfil de cada motorista.

Quer saber como encontrar um seguro barato? Eu te explico e você economiza!

Seguro cobre pneu furado?

Nem todo mundo sabe trocar um pneu. Se este é o seu caso e você tem um seguro auto, pode ser que fique em dúvida se deve ou não o acionar nessa situação. Acompanhe este artigo e saiba se o seguro cobre pneu furado.

Quando o assunto é saber quando o seu seguro pode te socorrer ou não existe, sempre existe a dúvida se o pneu furado também está incluso neste tipo de cobertura securitária.

Afinal, nem todo mundo sabe trocar um pneu, ou às vezes até sabe, mas não quer se sujar ou fazer o serviço.

Nestes casos, é normal pensar em acionar sua seguradora quando algo acontece com seu veículo, mas será que você pode contar com esta ajuda?

Acompanhe este artigo e descubra se o seguro cobre pneu furado e como solicitar esse auxílio caso ele exista e seja necessário.

Seguro cobre pneu furado?

Imagem: Getty

O seguro cobre pneu furado? Como fazer?

Na realidade, um seguro auto pode cobrir tanto riscos, como proporcionar o serviço de assistência 24 horas, que inclui chaveiro, guincho, socorro mecânico e em alguns casos, troca de pneu, entre muitos outros.

Portanto, sim, o seguro cobre pneu furado se esse serviço fizer parte da assistência 24 horas contratada.

No entanto, é importante que você saiba que esse tipo de serviço não vem incluso em uma cobertura normal, apenas na assistência.

Nem sempre o serviço de assistência 24 horas está incluso no seguro auto, nesses casos é possível contratá-lo a parte, no entanto, é preciso que antes de realizar essa contratação, você conheça bem os serviços oferecidos por essa cobertura.

Tendo certeza de que possui este serviço, você deve ligar em sua seguradora e solicitar o serviço de assistência para trocar o pneu furado.

Depois disso, a empresa enviará um profissional qualificado até o local para que faça esta troca de pneu.

Vale lembrar que este auxílio é gratuito apenas por parte da seguradora, você terá que pagar um valor ao profissional o fizer.

Independentemente de a troca de pneu ser feita por um estepe que você já tenha, ou se o profissional levou outro pneu ou mesmo promoveu algum reparo no próprio.

Vale acionar este serviço quando você não possui muita prática com a troca de pneus, evitando assim a necessidade de pedir ajuda a estranhos, o que pode ser perigoso atualmente.

Em casos onde o carro tenha parado em locais isolados também vale a pena chamar um profissional para evitar riscos maiores em ficar muito tempo com o carro parado, pois, mesmo que saiba trocar o pneu não terá a mesma agilidade de alguém mais qualificado.

De qualquer forma, lembre-se de calibrar sempre os pneus para evitar este tipo de transtorno e não pense que o seguro cobre pneu furado.

Pneu furado tem conserto?

Em alguns casos é possível sim realizar um reparo no furo do pneu, no entanto, nem sempre essa atitude é recomendada.

Se você tiver uma assistência 24 horas no seu seguro auto com cobertura para pneu furado, vale a pena solicitar um profissional para ajudá-lo com essa questão.

Um borracheiro profissional, indicado pela seguradora poderá lhe dizer com mais precisão se o seu pneu furado tem conserto e se vale ou não a pena promovê-lo ou substituir.

Como saber se o pneu está furado ou só murcho?

É muito comum nos depararmos com pneus murchos e ficarmos em dúvida se ele está furado ou não.

Às vezes acontece de estar dirigindo e simplesmente furar o pneu por causa de um prego na via ou qualquer outro obstáculo.

No entanto, nem sempre é fácil saber se o pneu está furado, especialmente quando este está estacionado e você o encontra com o pneu murcho.

Nesta situação existe uma maneira simples para descobrir se o pneu está furado ou apenas murcho.

Basta abrir a válvula de calibragem do pneu e passar um pouco de detergente, se formar algumas bolhas, significa que sua válvula está com problemas e precisa ser trocada, ou seja, o pneu só está murcho.

Mas se nada acontecer, provavelmente o pneu está furado.

Neste caso é interessante que você vá a um borracheiro de confiança e peça para que ele verifique.

O que mais a assistência 24 horas cobre além do pneu furado?

Além da troca de pneus, o serviço de assistência 24 horas cobre também situações onde seja necessário:

  • Guincho;
  • Chaveiro (em caso de perda da chave do veículo);
  • Socorro em casos de pane seca (caso o carro fique sem combustível);
  • Atendimento em socorro mecânico e elétrico;
  • Reparo de vidros;
  • Carro reserva (aluguel de veículos);
  • Hospedagem (caso você tenha um problema com seu veículo e não consiga voltar para casa);
  • Descontos em oficinas e lojas;
  • E muitos mais.

As coberturas oferecidas na assistência 24 horas variam muito de acordo com as seguradoras, por isso, é importante que você pesquise atentamente todas as coberturas oferecidas.

Algumas delas oferecem até serviços e reparos residenciais.

Ou seja, a assistência 24 horas é uma cobertura muito útil para os imprevistos do dia a dia, e além de não contar com a necessidade do pagamento de franquia, também não desconta pontos da classe de bônus do segurado quando é acionada.

E o estepe, o seguro cobre estepe roubado?

Vamos imaginar que você teve seu pneu furado em uma estrada, uma pessoa parou e ofereceu ajuda, mas acabou levando seu estepe embora.

Ou então, vamos imaginar que você tem um modelo esportivo cujo estepe fique exposto e ele foi roubado enquanto você estava em uma loja.

Será que o seguro cobre estepe roubado?

A resposta para essa questão é sim, no entanto, para que o seguro atenda a cobertura do estepe é preciso que o valor dele seja maior que o valor da sua franquia.

O que nem sempre acontece, então, se o seu estepe não for mais caro que a sua franquia, não perca tempo acionando o seguro auto.

O que o seguro não cobre?

Além de estepes com valores mais baixos que a franquia do seguro, o seguro não cobre também outras situações, conhecidas pelas seguradoras como riscos excluídos.

Essas situações são comuns a todas as empresas e devem sempre constar claramente na apólice.

Mas, para você ter uma ideia algumas das situações que o seguro não cobre, chamadas de riscos excluídos são:

  • Sinistro causados por imprudência do motorista;
  • Problemas causados ao veículo por tumultos, rebeliões, manifestações, greves ou mesmo guerras;
  • Sinistros promovidos em infrações como corridas ilegais ou condução sob efeito de álcool ou outro tipo de entorpecente;
  • Desastres naturais diferentes daqueles incluídos na cobertura;
  • Danos causados por causa do trânsito em caminhos ou locais inapropriados como a areia da praia;
  • Problemas relacionados a questões legais como confisco e apreensão de veículo;
  • Desgastes promovidos por falta de manutenção;
  • Problemas causados por excesso de passageiros;
  • E mais uma série de situações.

Por isso, é fundamental que você esteja atento a sua apólice e a todos os riscos excluídos presentes nela.

Agora que você já sabe que o seguro cobre pneu furado através da assistência 24 horas e como ela funciona, será muito mais simples solicitar esse auxílio quando for preciso, sem medo de receber um ‘não’.

O seguro cobre carros modificados?

Os verdadeiros amantes de carros, que possuem máquinas para uso pessoal ou apenas passeio, estão sempre em busca de modificações que deixem o veículo mais adequado ao seu perfil. Mas será que o seguro cobre carros modificados? Descubra neste artigo.

Quem é apaixonado por carros, conhece eles muito bem e normalmente sempre busca maneiras de deixá-los mais adequados aos seus estilos de vida.

Muitas vezes fazendo adaptações que deixam o veículo com características próprias, únicas e diferenciadas.

Nessa busca para dar mais personalidade ao veículo vale de tudo, desde colocar um adesivo até mesmo fazer modificações que mexem com a estrutura do veículo.

Rebaixando o assoalho, subindo a suspensão, trocando o sistema de portas e muito mais.

Mas quem tem esse hábito sempre se pega com a mesma dúvida, será que o seguro cobre carros modificados?

Se você é uma dessas pessoas que sonha em deixar seu carro com a sua cara, mas se preocupa com o depois, acompanhe este artigo e veja se o seguro auto cobre carros modificados.

O seguro cobre carros modificados?

Imagem: Getty

Será que o seguro cobre carros modificados?

O que acontece é que todas essas mudanças podem danificar a estrutura do carro ou então deixá-lo mais interessante para os bandidos e por isso é preciso pensar na segurança deles e ver se o seguro cobre carros modificados, pois na hora de contratar um seguro algumas surpresas desagradáveis podem aparecer.

Ao procurar uma seguradora, o carro passará por uma avaliação antes do seguro ser finalizado e nessa hora é que podem começar os problemas, isso porque nem sempre as seguradoras irão aceitar o veículo.

A recusa pode acontecer por diversos fatores como a possibilidade de danos ao veículo, muito comum quando ocorre o rebaixamento, falta de experiência com esse tipo de modificação e até mesmo a falta de mão de obra para proporcionar os reparos.

Porém, não é preciso ficar preocupado achando que isso será impossível, algumas pequenas modificações como os faróis e pintura são facilmente aceitas, o que começa realmente a fazer diferença são as de maior dimensão, mesmo assim ainda é possível garantir a proteção desejada.

Existe seguro para carros rebaixados?

De alguns anos para cá a procura por seguro para carros rebaixados se tornou muito maior, isso fez com que as seguradoras começassem a se adaptar ao mercado, a fim de absorver essa demanda, uma vez que hoje modificar um carro é bem simples e rápido.

Portanto, a resposta para a pergunta sobre a existência de seguro para carros rebaixados é sim.

Atualmente existem empresas que aceitam veículos rebaixados e com outras modificações.

Mas vale a pena mencionar que o valor da apólice desses veículos geralmente é bem maior que o normal.

Qual seguradora faz seguro de veículo rebaixado?

Como mencionado, a maioria das seguradoras, especialmente as maiores e mais conhecidas, aceitam carros modificados.

Por isso, o mais recomendado para você, caso tenha um veículo alterado ou rebaixado é que entre em contato com um corretor especializado.

Isso vale também para quem procura um seguro para carros com molas esportivas!

Esse profissional poderá lhe ajudar mais efetivamente a encontrar uma seguradora que faz seguro de veículo rebaixado com um preço um pouco maior, mas sem dores de cabeça.

Vale a pena mencionar que, muitas vezes é mais vantajoso contratar uma cobertura mais simples.

Contando com uma cobertura contra roubo e furto, além de pagar um valor mais acessível no seguro auto, você terá menos problemas na contratação do serviço.

Outra coisa importante a ser dita é que, se essa ou qualquer outra modificação no seu carro não respeitar a lei, dificilmente você conseguirá contratar um seguro.

Como funciona quando já se tem um seguro auto e modifica o carro?

Pode ser que você já tenha um seguro auto e esteja pensando em mudar alguma coisa no seu carro, para deixá-lo mais interessante, eficiente ou potente.

Neste caso, o primeiro passo que você deve tomar é entrar em contato com seu corretor e tirar algumas dúvidas.

Veja se as modificações que você pretende fazer no caso, serão aceitas pela sua seguradora.

Se sim, será preciso apenas que, após a realização delas, devidamente autorizada, você informe à seguradora, através de um endosso, o que foi modificado.

Esse comunicado à seguradora é muito importante, pois, em caso de sinistro isso pode influenciar no recebimento do reembolso e, dependendo da modificação, se ele for muito grande, a seguradora poderá rever a apólice contratada.

Quais são as modificações mais comuns em carros?

O hábito de modificar os veículos, tornando-os mais velozes ou estilosos é conhecido por algumas pessoas como ‘tunar’, tornar o veículo diferenciado e melhor.

Entre as possibilidades personalização de um veículo, as mais comuns no Brasil são:

  • Alterar o desempenho do veículo;
  • Promover alterações no motor;
  • Instalar equipamentos de áudio e imagem;
  • Alterar a suspensão, deixando o veículo mais alto;
  • Instalação de molas esportivas;
  • Mexer nos padrões de iluminação do veículo;
  • Adesivar o veículo e/ou alterar a cor da pintura original;
  • E rebaixar o carro.

Entre todas essas possibilidades, a mais recorrente certamente é o rebaixamento do veículo.

Por isso, é comum que sempre que uma pessoa encontra problemas com o seguro auto por causa de uma modificação no veículo, na maior parte das vezes seja esse o motivo.

Outro tipo de modificação veicular que costuma trazer problemas na hora de contratar um seguro auto é a blindagem.

Os veículos blindados, apesar de serem mais seguros, não conseguem fazer o seguro com qualquer seguradora, isso porque a mão de obra para reparo é bastante cara e ainda escassa no mercado.

E os carros modificados para PCD?

Além das modificações já mencionadas, existem ainda aquelas conhecidas como adaptações, alterações estruturais e a instalação de equipamentos que permitem que pessoas com mobilidade reduzida possam conduzir o veículo normalmente.

Como acontece no caso de pessoas com deficiência física, onde alterações nos comandos do freio e acelerador são realizadas, além de adaptações no volante e a instalação de rampas, plataformas e bancos especiais.

Essas modificações geralmente não atrapalham a contratação de um seguro auto, no entanto, elas podem tornar o serviço mais caro.

Uma vez que a proteção comum não cobrirá esses equipamentos, e será preciso contratar uma cobertura específica para eles.

Assim como acontece com os veículos de motoristas que possuem o kit gás, se essas pessoas quiserem proteger o equipamento de gás, precisam contratar uma cobertura específica para isso.

Qual o preço do seguro para carros modificados?

O valor do seguro auto seja para um carro comum ou modificado varia muito.

Afinal a precificação deste serviço depende de uma série de fatores como o modelo do carro, ano de fabricação, condições do veículo, perfil do motorista e muito mais.

O que podemos adiantar no caso dos veículos modificados é que, além de toda a análise de perfil do motorista e hábitos de uso do veículo as modificações também encarecem a contratação desse serviço.

Isso acontece por dois motivos principais, o primeiro é que em muitos casos essas modificações deixam o veículo mais bonito e mais chamativo para os bandidos.

A segunda é que a manutenção ou troca de peças em caso de um sinistro parcial se torna mais complicada quando o carro é modificado.

Por isso, é válido dizer que o preço do seguro para carros modificados geralmente é bem maior do que seria para um mesmo modelo de um veículo sem modificações.

Mas para saber ao certo o valor, o indicado é que seja feita uma cotação de seguro.

Agora que já sabe se o seguro cobre carros modificados, não se esqueça de deixar seu carro protegido com ajuda do SeguroAuto.org!

Seguro auto para funcionário público

Você passou em um concurso público, e está curioso para saber se isso pode lhe trazer algum benefício na hora de garantir a segurança do seu carro? Acompanhe este artigo e descubra se existe alguma diferença no seguro auto para funcionário público.

Quem é funcionário público sabe o quanto teve que ‘ralar’ para conquistar esse cargo, mas também sabe que junto com ele, além da garantia de estabilidade profissional e aposentadoria, ainda acompanham uma série de benefícios relacionados a contratação de serviços.

Geralmente, o funcionário público possui algumas vantagens em relação aos que trabalham em empresas privatizadas, justamente por causa dessa estabilidade profissional que o cargo público promove.

E, por causa disso, sempre surgem dúvidas na hora de contratar algum serviço, não é mesmo?

Isso porque em muitas situações eles contam com descontos ou condições especiais de pagamento que podem fazer uma grande diferença.

No caso da contratação de um seguro auto para funcionário público, essa diferença também existe.

Acompanhe este artigo e entenda melhor o assunto.

Seguro auto para funcionário público

Imagem: Getty

Qual a diferença na contratação do seguro auto para funcionário público?

Quando o assunto é a contratação de um seguro auto para funcionário público é importante que se saiba que também existem algumas diferenças e vantagens para essa classe profissional.

Diferenças essas que podem tornar o seguro mais vantajoso, pois o preço poderá ser menor.

No entanto, nem todas as seguradoras oferecem essa possibilidade, por isso, é importante que você pesquise com atenção e sempre questione sobre a existência de benefícios e descontos no seguro auto para funcionários públicos.

Para ter acesso a esse desconto ou aos benefícios oferecidos, basta comprovar que é funcionário público e encontrar as seguradoras que contem com essa vantagem.

Uma boa maneira de economizar tempo nessa pesquisa é contando com a ajuda de um corretor de seguros especializado.

Vale mencionar que esses benefícios quando oferecidos pelas seguradoras são válidos para qualquer tipo de funcionário público, seja ele um servidor municipal, estadual ou federal.

Lógico que, como em todos os casos, pode haver variação desta regra de acordo com a seguradora, mas, de forma geral, o servidor público também ganha ao garantir sua segurança, pagando mais barato por um seguro.

Valor do seguro auto para funcionário público

É possível dizer que o valor pode cair muito em alguns casos quando é feita a contratação do seguro auto para funcionário público, mas não tem como dizer exatamente quanto nem o valor exato porque isso varia de acordo com cada seguradora.

Além de considerar que você tem um cargo público, o seguro também leva em conta seu perfil e o modelo do veículo, então em regiões mais violentas a diminuição pode ser menor que nas regiões mais tranquilas.

Essas variáveis normalmente são as grandes responsáveis no aumento do preço do seguro e nem sempre é possível escapar delas.

Por isso é preciso preencher um formulário sobre os hábitos de utilização do veículo e perfil do motorista para que a seguradora possa avaliar o risco.

Porém você pode questionar ao corretor como foi que se chegou aquele valor e se algum item teve maior peso no valor final do seguro.

O estado civil, sexo, idade e as coberturas escolhidas também influenciam no Valor final do seguro auto, independentemente de ele ser para um funcionário público ou não.

De qualquer forma, não se esqueça de mencionar sua profissão e deixar claro que você é um servidor público quando for fazer sua cotação.

Deixando isso claro logo no início das negociações, caso a seguradora ofereça alguma vantagem para essa categoria profissional, haverá uma diminuição do valor e seu seguro será mais barato.

Com isso além de garantir toda a proteção que seu veículo precisa, ainda poderá economizar uma graninha a mais e investir em outras coisas que lhe agradem.

Vale a pena mencionar também que funcionários públicos têm desconto em carros, tanto na compra como no aluguel.

Mas é evidente que, assim no caso do seguro, essa possibilidade também varia de acordo com a empresa.

Como conseguir o melhor preço no seguro auto para funcionário público?

Assim como na contratação de um seguro auto para qualquer pessoa, no caso do funcionário público, o primeiro passo para conseguir o melhor preço é realizar uma vasta pesquisa.

Para isso, é preciso que você realize cotações no maior número possível de seguradoras, informando sempre seus dados e documentos corretamente e lembrando-se de dizer que é funcionário público.

O segundo passo é escolher apenas as coberturas que realmente são importantes para o seu perfil.

Muitas pessoas quando estão contratando um seguro auto, acabam se perdendo no meio de tantas possibilidades e contratando coberturas que no final da vigência não foram úteis.

É importante conhecer também a reputação das empresas onde você está cogitando a possibilidade de contratar o seguro auto para funcionário público.

Isso lhe ajudará a evitar dores de cabeça e problemas maiores no futuro.

Uma maneira prática de fazer isso é pesquisando sobre as empresas no site do Reclame Aqui.

E não se esqueça de contar com o auxílio de um corretor de seguros de confiança e experiente, isso fará toda a diferença durante o processo de contratação do serviço e posteriormente, quando você precisar acionar o seguro.

Para saber exatamente o valor do seguro auto para funcionário público é preciso fazer uma cotação personalizada.

O SeguroAuto.org oferece uma forma fácil de fazer isso e em poucos minutos você recebe a cotação de diversas seguradoras e ainda pode tirar suas duvidas com o corretor sobre o desconto concedido para o servidor público.

Não perca esta chance de proteger seu carro pagando menos.