Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Os indicadores mostram que as vendas de veículos novos aumentaram consideravelmente em relação a 2017 e as estimativas são de que o crescimento vai continuar.

A venda de veículos novos teve em janeiro de 2018 um crescimento expressivo em relação a 2017, da ordem de 23,1%, segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores). A sua estimativa para este ano é de que o aumento será de 11,9% em relação ao ano passado.

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Foto: Divulgação.

Em janeiro foram emplacados 181.263 veículos novos, o que corresponde a carros de passeio, utilitários leves, ônibus e caminhões. No ano de 2017 foram 147.200 os licenciamentos de janeiro. O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior declarou que esses dados apontam para uma reação positiva e que o setor de venda de veículos vai retomar o seu ritmo anterior.

Depois de quatro anos seguidos de queda nas vendas, em 2017 houve um crescimento de 9,2% no mercado automobilístico. O total de emplacamentos de veículos novos foi de 2,24 milhões, o que quase corresponde ao valor de 2007.

Expectativas das montadoras para 2018

As montadoras têm previsões ainda mais otimistas. A Ford conta com um crescimento de 15% em suas vendas. Veículos pesados têm uma previsão de crescimento um pouco menor, da ordem de 8.6%, mas que também é um índice bastante positivo. Contribuíram para essa reação do mercado automobilístico um aumento da confiança do consumidor e uma melhora quanto ao PIB – Produto Interno Bruto do país.

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Imagem: Hyundai HB20

Consequências da crise

A crise econômica que o Brasil atravessou levou empresas desse setor a demitirem funcionários ou a reduzir sua carga de trabalho. Fornecedoras de peças e equipamentos que não puderam suportar a crise foram a falência, por não poderem contar com os mesmos mecanismos de financiamento das montadoras.

As vendas de janeiro foram menores do que as de dezembro do ano passado, mas isso já era esperado, porque no início do ano há um comprometimento da renda dos consumidores, em função da cobrança do IPVA, das matrículas escolares e outras despesas que desaquecem as vendas de veículos. Além disso, no mês de dezembro o consumidor conta com o 13º. salário e muitos costumam empregar o dinheiro extra na aquisição do carro novo.

Os mais vendidos

Os modelos de utilitários leves ou esportivos e os carros de passeio registraram um aumento de 22,3% nas vendas em 2017, quando foram licenciadas 175.554 unidades.

Também houve um aumento de mais de 20% também quando olhamos exclusivamente para o mercado de automóveis e comerciais leves (picapes e furgões). No mês passado, foram licenciadas 175.554 unidades, número 22,3% maior que o registrado em janeiro de 2017.

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Imagem: Ford Ka

Em janeiro de 2018, os campeões de vendas foram o Chevrolet Onix, com 16.058 unidades vendidas, em um liderança que já dura dois anos. Em segundo lugar, ficou o Ford Ka, com 7.656 licenciamentos, em terceiro lugar aparece o Hyundai HB20, com 7.436 unidades.

Crescimento em 2018

Segundo informações, a indústria automobilística está com uma expectativa otimista para 2018, com superação das vendas do ano passado, depois de quatro anos de recessão. A previsão é de que o crescimento será de 12% até o final do ano.

Essa previsão é confirmada pela Fenabrave, que calcula que o período de eleições não vai afetar o ritmo de vendas. Em época de eleições e Copa do Mundo existe o interesse dos consumidores por outros bens de consumo, especialmente os televisores, além dos dias em que não se trabalha por causa dos jogos. Mas com o mercado aquecido, isso não deve prejudicar o setor automobilístico ao longo do ano.

A economista Tereza Fernandez, da consultoria MB Associados calcula uma alta de 3,1% do PIB para 2018. Esse crescimento e um maior índice de confiança do consumidor deverão favorecer a indústria brasileira em 2018. A Fenabrave espera que sejam emplacados 2,5 milhões de veículos neste ano.

A MB Associados é a organização que atende a Fenabrave. Os seus estudos demonstram que o acesso ao crédito está melhorando. Esse foi um dos obstáculos às vendas nos últimos anos. Atualmente há mais demanda do consumidor e maior aceitação por parte dos bancos.

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Imagem: Imirante.com

Os fatores econômicos previstos são favoráveis à venda de veículos. As vendas de caminhões estão diretamente associadas ao crescimento do PIB, por exemplo. No segmento de veículos leves, o consumidor é levado pela confiança e também pela garantia de emprego. As reduções da inflação e dos juros também estimulam o consumo, favorecendo a recuperação de muitos segmentos da economia, o que deve estimular um aumento dos investimentos.

Mais vendas de veículos pesados

A expectativa de aumento para as vendas de veículos pesados é de 8,6%, em relação a 2017. Espera-se um licenciamento de 72,9 mil unidades. A previsão de uma boa safra de grãos contribui para a expectativa positiva. As transportadoras e proprietários de veículos de transporte pesado vão precisar renovar sua frota, já que a última grande compra que fizeram foi em 2011 e 2012.

Segundo a área de veículos pesados da Fenabrave, há caminhões circulando com quilometragem altíssima, próxima de 1 milhão de quilômetros, o que provavelmente indica que deverá aumentar a aquisição de veículos novos.

O mês de janeiro de 2018 teve um crescimento de 1,5% na produção de veículos, em relação a dezembro de 2017. A produção ainda está abaixo da média, mas mostra recuperação em relação ao ano passado, conforme afirmou o presidente da Anfavea, Antonio Megale. O volume produzido, lembrou ele, já é equivalente à média mensal de produção de veículos dos últimos 10 anos.

Venda de veículos dá fortes sinais de recuperação em 2018

Imagem: Piauihoje.com

Mais volume de exportação

As notícias positivas continuam com a situação das exportações. A Anfavea informou que foram exportados 47 mil veículos pelas montadoras brasileiras, em janeiro de 2018,  um aumento de 23,6% em relação a janeiro de 2017. Foi um excelente resultado para o mês de janeiro, comemorado pela indústria automotiva. Considerando-se também as exportações de máquinas agrícolas, o total movimentado foi de US$ 1.030 bilhão.

Ainda segundo o representante da Anfavea, em 2018 será superada a média histórica de 800 mil unidades exportadas por ano. Para ajudar a melhorar o resultado de 2018, há o acordo fechado entre o Brasil e a Colômbia, que confere isenção de postos para as empresas importadoras. A Colômbia está em quarto lugar entre os maiores importadores de veículos do Brasil. Os três países no topo da lista são Argentina, México e Chile.

Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *