Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Como nomear um condutor adicional no seguro?

Nomear um condutor adicional no seguro pode mudar o custo da proteção, mas também prevenir problemas. Acompanhe o texto e saiba tudo sobre o assunto.

Nomear um condutor adicional no seguro é um ótimo modo de manter boas relações com a seguradora.

Afinal de contas, é sempre importante informar à empresa tudo sobre o carro.

Na hora de contratar um seguro de carro, o consumidor preenche um formulário sobre a utilização do veículo.

São solicitadas informações como a área de tráfego do auto, a sua frequência de uso e informações sobre os condutores.

Todas essas informações são necessárias para definir o risco de sinistro do carro e, consequentemente, o custo do seguro.

A questão é que muita gente ainda tem dúvida sobre quando é preciso adicionar o outro motorista como um adicional.

Por isso, muitas apólices não têm condutores extras, o que pode se tornar um incômodo depois.

Para ajudar em relação a esse assunto, separamos as principais dúvidas e respostas nesse artigo. Confira a seguir!

Como nomear um condutor adicional no seguro?

Imagem: Getty

O que é o condutor adicional do seguro?

O condutor adicional de um seguro auto é uma pessoa que dirige o carro, mas não passa tanto tempo ao volante como o condutor principal.

Em uma apólice comum, o segurado é o motorista principal do seguro.

No entanto, se outras pessoas utilizam o carro com regularidade, elas acabam fazendo parte do grupo de condutores adicionais.

É possível incluir nesse grupo o cônjuge do segurado, filhos, outros parentes e amigos.

Posso ter mais de um condutor na apólice de seguro?

Sim, é possível incluir mais de um condutor no contrato do seguro.

Na verdade, é indicado informar à seguradora todas as pessoas que utilizam o veículo.

Na hora de repassar essas informações, lembre-se apenas de verificar com a sua seguradora se existe um número máximo de condutores para inclusão na apólice.

Também vale a pena questionar a empresa sobre em que situações é dispensável acrescentar esses motoristas.

As regras em cada seguradora variam, e merecem atenção especial.

Quais informações são solicitadas do condutor adicional?

Na hora de inscrever um novo motorista na apólice, a seguradora precisa compreender quem é essa outra pessoa que utiliza o veículo.

Por esse motivo, serão questionadas informações sobre sua profissão, idade, sexo, estado civil, endereço e outros.

Dados desse tipo indicam o risco de sinistro do indivíduo.

Ou seja, as chances de ele sofrer uma colisão ou outros problemas. Quando o risco de sinistro é alto, os custos do seguro aumentam.

É bastante comum que a seguradora ainda busque compreender o histórico de direção do condutor.

Outros questionamentos também podem ser realizados, caso a empresa considere necessário.

Pago mais caro por incluir outros condutores?

Sim, há um aumento de custos quando um condutor adicional é colocado na apólice.

Cada pessoa adicionada como condutor acaba elevando um pouco o valor do seguro, uma vez que o risco de sinistro do carro aumenta.

O valor por indivíduo incluído no contrato varia muito.

Isso porque, o perfil completo de cada motorista  é considerado para que sejam estipulados os valores.

Um jovem, por exemplo, aumenta o custo do seguro de forma mais expressiva, pois tem pouca experiência ao volante.

Por essa experiência, sua chance de sinistro é maior, assim como o risco de que a seguradora tenha que pagar uma indenização em breve.

Devido a essas chances de gastos, a empresa busca se resguardar, e então cobra a mais pelo seguro.

A melhor maneira de saber qual será o custo do seguro com os condutores adicionais é solicitando uma cotação.

Posso alterar o motorista principal só para pagar menos ao incluir os adicionais?

Entenda que, quando você mente no formulário do seguro, corre um sério risco de não receber a indenização em caso de sinistro.

Isso quer dizer que, se o condutor principal é um jovem de 18 anos que utiliza o carro 6 dias por semana, ele deve ser informado nessa situação.

Mudar o condutor apenas para pagar menos pode causar problemas.

Imagine, por exemplo, que esse jovem de 18 anos é o condutor principal.

Porém, sabendo que vai pagar mais caro, ele pede para que seu pai contrate o seguro como motorista principal.

Sem dúvida, a economia vai acontecer, já que o indivíduo mais velho tem mais experiência ao volante.

No entanto, após um sinistro, a seguradora verifica se as informações dadas a ela condizem com a realidade.

Caso a empresa perceba que o jovem é o motorista principal, e não o seu pai, ela poderá negar a indenização do seguro, alegando fraude.

O resultado será que os usuários terão que pagar sozinhos pelos prejuízos.

Eles ainda poderão ser judicialmente processados pela empresa, caso ela se sinta lesada.

E se o condutor secundário sofrer um acidente, a seguradora paga?

Claro! A intenção de informar que existem outras pessoas dirigindo o veículo é deixar a seguradora ciente de que eles podem se envolver em acidentes.

Se isso ocorrer, basta entrar em contato com a seguradora informando o sinistro.

Então, a empresa lhe dará as demais orientações para realizar o reparo do carro ou o pagamento de indenização.

Minha apólice já está vigente, mas quero incluir um motorista adicional. Eu posso?

Sim, você pode. Basta fazer um endosso do seguro.

Qualquer alteração que for realizada em relação ao veículo deve ser informada à seguradora, e isso inclui outras pessoas dirigindo o seu carro.

Entretanto, vale lembrar que os motoristas adicionais geram um valor extra na apólice.

Por isso, o preço do seguro pode ser reajustado. Esses custos extras deverão ser pagos para que a apólice continue a valer.

Um motorista adicional pode ser recusado?

Pode, mas isso dificilmente ocorre.

Quando o condutor não possui um bom histórico ao volante, o que pode ocorrer é que o valor do seguro fique bastante elevado devido ao motorista adicional.

Posso não inserir nenhum motorista adicional?

Se você é a única pessoa que dirige o auto segurado, não precisará adicionar condutores na apólice.

Agora, se seu carro tiver motoristas adicionais, e você não os inseri na apólice, problemas poderão acontecer.

As consequências podem ser as mesmas do caso de indicar o condutor principal de modo incorreto.

Ou seja, negativa de indenização e processo judicial.

Por esse motivo, vale a pena conversar com a sua seguradora.

Questione-a sobre quais motoristas deverão ser incluídos na apólice — os que usam o carro todos os dias? Toda a semana?

Assim, você terá a segurança de estar sempre coberto contra imprevistos.

Todo motorista do carro é um condutor adicional?

Imagine que você não mora na mesma cidade que seus pais e, nas férias, resolve viajar de carro até eles.

Neste período, eles irão utilizar seu veículo algumas poucas vezes, para um rápido passeio na vizinhança.

Então, surge a dúvida: eles deverão ser incluídos na apólice como condutores adicionais? A resposta é não.

Quando um motorista dirige o carro de forma bastante esporádica, ele não precisa ser incluído na apólice.

Do contrário, você não poderia emprestar o carro para um amigo em uma emergência, não é mesmo?

É importante apenas indicar os condutores mais frequentes, como os que utilizam o veículo, pelo menos, uma vez por semana.

Essa é a especificação de uso mais comum utilizada pelas seguradoras, mas também pode variar.

Assim, é necessário questionar a empresa sobre o assunto.

Pronto! Agora você já sabe tudo o que precisa sobre nomear um condutor adicional no seguro de carro.

Lembre-se de conversar com a sua seguradora e respeitar todas as regras sobre o tópico.

Assim, suas coberturas terão validade completa no seu dia a dia.

Leia mais artigos sobre:
Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. É apaixonada pelo que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *