dcsimg

Proteção veicular: cuidado para não confundir com seguro auto

Carro novo na garagem! Esse é o desejo de muita gente e para não colocar o veículo em risco, as pessoas acabam optando por uma proteção.

Esse cuidado a mais vai garantir que, em casos de roubo, furto ou colisão, não seja preciso arcar com todas as despesas. Porém, na hora de contratar o serviço, existem algumas opções no mercado e não conhecer quais são elas, podem gerar problemas futuros.

O mais conhecido é o seguro auto, mas existe outra modalidade a proteção veicular. A segunda chega a ser confundida e, até mesmo, chamada de seguro indevidamente.

Mas, qual a diferença entre seguro e proteção veicular?

Proteção veicular: cuidado para não confundir com seguro auto

Seguro auto

O seguro é um serviço que possui regulamentação, sendo oferecido somente por empresas que são credenciadas junto a Superintendência de Seguro Privados (Susep).

Para oferecer esse tipo de proteção, é preciso que a empresa cumpra uma série de requisitos. Além disso, a seguradora precisa ser uma empresa prestadora de serviços.

Assim, se uma pessoa quiser ter um seguro auto, deve entrar em contato com a seguradora que disponibilizará as opções disponíveis. Com base nisso, é feita uma proposta do que será contratado.

A pessoa concordando e a seguradora também, será disponibilizada a cobertura. Tudo isso descrito em uma apólice que deverá assegurar o cumprimento do combinado.

É necessário que se pague um valor anual para garantir que o seguro seja válido, esse também é chamado de prêmio.

Se acionado o seguro, haverá um prazo para que o segurado faça a comunicação e envie as documentações. A seguradora também terá prazo para indenizar o consumidor.

Proteção veicular

A proteção veicular funciona de uma maneira um pouco diferente, apesar de intenção ser a mesma, indenizar o consumidor.

Entretanto, ela não é uma empresa regulamentada e fiscalizada pela Susep. Se trata de uma cooperativa ou associação que pretende indenizar os participantes.

A proteção veicular, normalmente, possui um valor fixo a ser pago todo mês, que normalmente é mais barato que o seguro. Por conta disso, acaba atraindo muita gente.

Faça a cotação do seu seguro auto online!
Qual é a marca do seu carro?

O valor pago é usado para formar uma espécie de fundo e quando os associados sofrem algum sinistro esse valor é usado para reparar os danos. É como se todos dividissem as despesas para realizar o conserto ou pagar pelo carro danificado.

Ele funciona de uma forma bastante diferente do seguro. Isso porque no seguro, todo o risco é transferido para a seguradora, já na proteção veicular, os riscos são divididos com todos os associados.

Outra questão é que a proteção veicular leva em consideração apenas o modelo do veículo para estabelecer os valores a serem pago, não considerando os demais critérios que são analisados pelas operadoras.

Proteção veicular x seguro auto

As diferenças não se resumem apenas a maneira de contratação do serviço e os valores pagos. Existem outras questões que precisam ser colocadas em discussão.

Não é raro ver pessoas que possuem a proteção veicular demorarem para serem indenizadas uma vez que o prazo para pagamento pode ser muito mais flexível ou até mesmo nem estar estabelecido.

Outra questão é que essas empresas não são fiscalizadas e nem acompanhadas, fazendo com que atuem da maneira que desejarem.

Existem associações que são sérias e oferecem a proteção veicular, mas infelizmente, o número de processos movidos contra muitas dessas empresas, não para de crescer.

Em contrapartida, as seguradoras cumprem com alguns requisitos legais e são fiscalizadas. Para o segurado, essa acaba sendo uma segurança a mais na hora de contratar um proteção para o veículo.

Por isso, quando for comprar o seu próximo carro, lembre-se dessas diferenças e pesquise sobre a reputação da empresa.

Leia mais artigos sobre:

Comentários

Ronaldo - 11 de setembro de 2017 às 19:00

Bom dia,

Que maldade em seu corretor, seguradoras também estão cheias de processos.

Att

Postar um comentário