Seta Balao

Simule o preço do seu seguro da sua moto

Qual é a marca da sua moto?

Simule seu Seguro

Como funciona o seguro de moto com rastreador?

Muita gente acha que contratar um seguro de moto não vale a pena. Afinal, o custo da proteção é muito alto. Mas existe uma opção cheia de atrativos: o seguro de moto com rastreador. Acompanhe o texto e entenda como ele pode ser vantajoso para a segurança do seu veículo.

Pensando em proteger sua moto? Então, que tal optar por um seguro de moto com rastreador?

Sua principal função será ressarcir o prejuízo após um furto ou roubo, e ainda poderá garantir auxílio após uma colisão, incêndio ou outro.

As proteções variam conforme a cobertura contratada e a seguradora escolhida.

Muitas vezes, a falta de conhecimento leva ao erro de não se contratar um seguro de motocicleta. E esse erro leva ao prejuízo.

Para se ter ideia, somente no estado São Paulo quatro motos são roubadas por hora.

Principalmente nas grandes metrópoles, as pessoas compram mais motos por este ser um veículo rápido e barato.

Porém, elas também estão mais sujeitas a acidentes de trânsito e a sinistros, especialmente ao roubo e furto.

Tentando diminuir esse problema para os proprietários, há o seguro de moto com rastreador.

Por meio dele, o veículo ganha um pouco mais de segurança, pois pode ser mais facilmente localizado.

Como funciona o seguro de moto com rastreador?

Imagem: Getty Images

O que é o seguro de moto com rastreador?

A única diferença entre o seguro de moto e carro é que algumas seguradoras não aceitam o seguro total para motos.

O seguro total é aquele que cobre:

  • Roubos;
  • Furtos;
  • Colisão;
  • Incêndio.

Por isso, é mais comum que a proteção oferecida à moto seja contra roubos e furtos.

Ainda assim, é importante pesquisar bastante antes da contratação.

Algumas seguradoras oferecem coberturas mais amplas, o que pode aumentar ainda mais a sua comodidade.

A pesquisa também é interessante porque os custos do seguro de moto variam muito.

Especialmente porque as empresas consideram fatores diferentes na hora de estimar o custo da proteção.

Como as motos são veículos muito visados e os furtos sobem a cada dia, o valor do seguro total é alto.

Para driblar esse inconveniente e não andar desamparado pelas ruas, você pode contratar um seguro de furto e roubo.

Este seguro tem um preço mais baixo, mas não cobre colisões ou danos a terceiros, por exemplo.

Mas mesmo se a cobertura for limitada você ainda estará protegido.

Além disso, existe a opção do seguro de moto com rastreador.

O rastreador nada mais é do que um dispositivo que permite a localização do veículo.

Com ele, a moto pode mais facilmente ser localizada e recuperada pela polícia.

A presença desse equipamento é vantajosa de vários modos.

Primeiro, porque previne o prejuízo total do usuário.

Ao mesmo tempo, o equipamento torna a contratação do seguro mais barata.

Por que o seguro de moto com rastreador é mais barato?

Na hora de definir o preço do seguro, as seguradoras definem o nível de risco da moto.

Normalmente, esse risco é alto, já que este é um dos veículos mais roubados no Brasil.

Quando a moto é roubada e não recuperada, a seguradora precisa arcar com a indenização integral.

Os valores permitirão a compra de uma nova moto para o usuário.

Já uma moto com rastreador pode ser localizada rapidamente.

Quando isso ocorre, a seguradora não precisa pagar a indenização total do seguro.

Em vez disso, quitará apenas o reparo das avarias que tiverem ocorrido.

Ou seja: um rastreador torna o seguro mais barato para a seguradora.

Por isso, ela cobra menos pela proteção, o que faz muito bem ao bolso do usuário.

Caso deseje contratar o rastreador, a instalação pode ser feita em domicílio ou na seguradora.

Geralmente, o sistema permite rastreamento também pela internet e/ou aplicativo de smartphone, o que facilita a vida do condutor.

Também é possível contratar um seguro de moto sem rastreador, ou mesmo um rastreador sem o seguro.

No primeiro caso, o custo da proteção costuma ser bem maior, pois os riscos também são maiores.

Já a contratação do rastreador sem seguro costuma atrair quem deseja economizar.

Com a opção, porém, o usuário não recebe qualquer tipo de ressarcimento.

Nem se a moto for roubada e não recuperada, nem se ela precisar de reparos.

O indivíduo paga por tudo sozinho, sem indenizações.

Como funciona o seguro de moto com rastreador?

Ao contratar um seguro, o usuário escolhe as coberturas que deseja.

Então, após um dos sinistros cobertos  acontecerem, o segurado pode entrar em contato com a seguradora e obter auxílio.

Quando a moto é roubada ou furtada, o rastreador é consultado para tentar localizá-la.

Assim, a polícia pode recuperar o veículo e devolvê-la ao seu dono.

Logo que a moto é devolvida, ela pode precisar de reparos.

O mesmo acontece se o sinistro é outro, como o caso de uma colisão ou incêndio, se eles forem cobertos.

Então, a seguradora providenciará o conserto.

Em seguros mais básicos, que cobrem apenas roubo e furto, o seguro de moto não costuma ter franquia.

Então, a seguradora ressarce os prejuízos por completo.

Já no caso do seguro compreensivo, com mais coberturas, a franquia pode ser cobrada.

As regras ficam listadas na apólice de seguro de cada usuário.

A franquia é o custo de responsabilidade do usuário após um sinistro.

É por meio dela que o segurado e seguradora dividem os prejuízos.

Por exemplo: sua moto sofre uma colisão, e seu reparo sairá por R$ 1 mil. No seu contrato, a franquia está determinada como sendo de R$ 500. Então, você, usuário, pagará R$ 500 à oficina, para o conserto do veículo. A seguradora quitará os R$ 500 restantes.

De qualquer forma, a franquia só é cobrada em casos de perda parcial.

Quer dizer, quando o dano à moto corresponde a, no máximo, 75% do seu valor.

Quando maior, diz-se que houve perda total.

Então, a seguradora paga ao indivíduo à indenização integral.

A indenização integral do seguro tem como objetivo permitir a compra de uma nova motocicleta.

Por que existe uma dificuldade de se contratar o seguro para moto?

Como falado acima, o índice de furtos de motos no País é alto.

Como o valor do seguro é calculado de acordo com o risco, o preço da proteção será alto.

Assim como as chances de que a seguradora tenha que arcar com indenizações.

Pensando nisso, muitas empresas não veem vantagens em cobrir motos.

Então, é interessante contar com um corretor de confiança.

O especialista conhecerá as melhores seguradoras do mercado.

Ao mesmo tempo, você precisará conferir se a seguradora pode vender seguros.

Apenas as empresas autorizadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) podem oferecer esse tipo de produto.

A consulta pode ser feita no site da instituição.

Na hora de contratar o seguro, também vale a pena diminuir o risco de sinistro.

Assim, na hora da cotação, as seguradoras verão maior vantagem em proteger a moto.

O usuário pode, por exemplo, começar a manter a sua moto em um estacionamento.

Com essa simples medida, o custo do seguro já se tornará um pouco menor, pois você terá diminuído as chances de roubo do veículo.

As seguradoras também costumam checar o histórico do condutor.

Por isso, quanto mais ocorrências você tiver, mais caro será o valor do seguro.

Tenha atenção ao modo como você pilota e preze sempre pela prudência!

Em todo o caso, quando fizer uma cotação, é essencial responder às perguntas com veracidade.

Isso significa que você não deve dar informações incorretas ou falsas à seguradora.

Como dizer que a moto fica parada em um estacionamento, quando, na verdade, ela permanece na rua.

Esse cuidado é fundamental para evitar a negativa da indenização.

A negativa é comum quando a seguradora percebe que as informações que possui não são correspondentes à realidade.

Nesses casos, o usuário acaba pagando o prejuízo do próprio bolso, e ainda pode ser processado por fraude.

Cuidados na hora de contratar o seguro de moto

Dizer a verdade à seguradora não é o único cuidado importante na hora de contratar o seguro para moto.

Outro ponto essencial é avaliar a reputação da seguradora.

Por esse motivo, sempre pesquise sobre a empresa.

Verifique quais são as opiniões dos consumidores sobre a companhia, descubra quais as reclamações mais comuns e se elas são resolvidas.

Você só será realmente bem segurado se a empresa já satisfazer as demandas dos seus clientes atuais.

Ainda é importante ter atenção às coberturas contratadas.

Se o seu objetivo for adquirir um seguro bastante completo, é provável que você tenha que pesquisar um pouco mais.

Porém, você terá vários sinistros ressarcidos, o que é uma ótima vantagem.

É essencial ler a sua apólice de seguros e se inteirar sobre as regras da seguradora.

Com esse cuidado, você saberá como entrar em contato com a empresa e conhecerá as normas para a cobertura.

Não é muito difícil entender como funciona o seguro de moto com rastreador.

Espero que as nossas dicas te ajudem na hora na contratação!

Para que o processo seja feito com mais tranquilidade, não se esqueça de entrar em contato com um corretor e contratar seu seguro de moto com rastreador.

Leia mais artigos sobre:

2 Comentários

  • Renato Ferreira Paiva says:

    Boa tarde,

    Quero ver as condições e pagamento, tenho uma Pcx 2019.

    Obrigado

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Renato,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Para fazer uma cotação de seguro, preencha o formulário em nossa página clicando no link https://www.seguroauto.org/cote para que um corretor parceiro entre em contato com você.

      Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *