Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Como funciona o sinistro do seguro auto PCD?

Saiba como funciona o sinistro do seguro auto PCD. Leia o artigo com atenção e esteja preparado caso aconteça um acidente, roubo ou outra situação onde precise acionar o seu seguro.

No momento da contratação surgem muitas dúvidas de como são as indenizações para clientes com deficiência. Existem muitas seguradoras disponíveis para se contratar este serviço, então é bom ficar atento para entender o funcionamento da cobertura e como a seguradora pode te ajudar em caso de sinistro.

Como funciona o sinistro do seguro auto PCD?

Quem é considerado PCD?

Muitas vezes, erramos ao pensar que uma pessoa com deficiência é somente aquela que não enxerga ou anda em cadeira de rodas. Pessoas com problemas como miastenia (distúrbio dos nervos), por exemplo, são consideradas PCD.

Algumas limitações que afetam temporariamente a mobilidade do motorista, como hérnia ou cirurgia nos seios, também entram nesta categoria. Vale a pena pesquisar para saber e saber se você tem direito.

Quais são os descontos e impostos?

Quando você contrata um seguro, os impostos incidentes são o IPI e o ICMS. Os descontos variam, mas ficam sempre entre 20% e 35%.

Por lei, pessoas com deficiência têm isenção tributária na aquisição de carros 0 km. Quando você contrata o seguro para o automóvel, essa isenção pode não chegar a 100% em caso de perda total.

Como funciona o sinistro do seguro auto PCD?

Se acontecer um acidente com colisão e os danos não chegarem em 75% do valor do carro, a perda será parcial e o conserto se dará por meio do seguro. A franquia é paga pelo segurado à oficina e depois que o automóvel for liberado a seguradora irá cobrir o restante.

No caso de sinistros de perda parcial, não existe mudança. A cobertura é a mesma para veículo com isenção de IPI e ICMS e para o auto sem esta isenção.

E se o sinistro for de indenização integral?

Para ser considerada a indenização integral é necessário que ocorra um dos casos abaixo:

  • Furto ou roubo sem que o carro seja recuperado;
  • Perda total – danos que ultrapassem 75% do valor do carro que consta na tabela Fipe;
  • Incêndio

Quando ocorre este tipo de sinistro, a liberação do pagamento da indenização só ocorre após a transferência do carro para a seguradora contratada.

Se o veículo possui isenção fiscal (IPI e ICMS) para pessoas com deficiência (PCD) algumas regras precisam ser seguidas, é necessário prestar contas à Receita Federal ou a Secretária da Fazenda, só depois disto é que a transferência será autorizada.

As regras são basicamente sobre as baixas do IPI:

Não é necessária a baixa do IPI Obrigatório recolhimento do IPI
Perda total do automóvel Salvado ou “sucata” é transferido para a seguradora
Furto ou roubo sem recuperação Veículo recuperado do furto ou roubo

Perceba que irá ocorrer a perda total, mas o carro continuará existindo. Não irá acontecer uma baixa no DETRAN, pois para que o pagamento seja realizado pela seguradora é preciso obrigatoriamente que seja feita a transferência do salvado (“resto”) para a seguradora.

Em suma, só existe diferença caso a indenização seja integral e é necessário consultar uma seguradora e o DETRAN para saber se você se encaixa na categoria de PCD.

Agora que você já sabe como funciona o sinistro do seguro auto PCD que tal realizar uma cotação e aproveitar o desconto?

Leia mais artigos sobre:

2 Comentários

  • Armando Goncalves says:

    Oi,

    Valor e condições de pagamento para Seguro Renegade 0 km pcd. Valor de nota R$ 54.862,00, automático, 2018.

    Obrigado

    • Sanaira Silveira says:

      Boa noite Armando,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Para fazer uma cotação ou renovação de seguro, preencha o formulário em nossa página clicando no link https://goo.gl/gc1bj1 para que um corretor parceiro entre em contato com você.

      Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *