Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

O que é sinistro no seguro de carro

Compartilhe nas redes sociais:

 

O que é sinistro no seguro de carro

A seguradora pediu para você fazer um sinistro e não tem noção por onde começar ou não sabe o que esta palavra significa? Calma! Isso não é um bicho de sete cabeças.

Sinistro é um termo usado constantemente no mundo dos seguros. E, apesar de ser considerado comum neste meio, está é umapalavra que pode soar estranho para muitas pessoas. Afinal, muitos a associação a algo terrível, funesto.

No ramo dos seguros, o significado desta palavra não é muito diferente do que se encontra no dicionário, visto que, este é um termo muito usado pelas seguradoras quando existe uma indenização de danos materiais de um veículo. Ou seja, sempre que você precisar acionar o seguro após ter sofrido algum tipo de acidente ou roubo terá que fazer um sinistro – uma ocorrência.

Por isso, vamos te ajudar com algumas dicas, que lhe farão entender melhor o que é sinistro no seguro de carro e como proceder com ele.

Entenda melhor o que um sinistro em um seguro de carro

De maneira mais direta e simples, sinistro no seguro de carro é todo evento que envolva danos materiais ou pessoais ao segurado, ou terceiros, dependendo da cobertura contratada. Vale mencionar que, apenas os danos cobertos pela apólice, contrato da prestação de serviço do seguro, são considerados como sinistros e podem ser reembolsados.

Saiba a diferença de sinistro parcial ou integral

Existem dois tipos de sinistros atendidos pelo seguro de carro, o parcial e o integral, conheça melhor cada um deles a seguir:

  1. Sinistro Parcial

Um sinistro é considerado como parcial quando os danos causados ao veículo são inferioresà 75% do valor do carro. Ou seja, é possível promover reparos ao carro. Neste caso, é preciso que o segurado arque com o valor da franquia, e a seguradora pagará somente a diferença do valor para conserto.

Vale ressaltar que, caso os estragos causados ao seu veículo, possuam um valor mais baixo que o da franquia, para serem reparados, não vale a pena solicitar um sinistro para que a seguradora promova tais reparos. Portanto, procure sempre avaliar os danos antes de contatar a seguradora.

  1. Sinistro Integral

Já o sinistro integral é considerado quando o dano causado no veículo após um acidente, por exemplo, tenha uma reparação inviável no quesito econômico, ou seja, o valor do reparo é maior que 75% do valor do carro.

Neste caso, não existe a necessidade do pagamento da franquia e, a seguradora reembolsará o valor do veículo de acordo com o contrato pelo cliente. Geralmente este valor é definido de acordo com os preços atuais na Tabela FIPE.

Processos de um sinistro

Se você precisar solicitar um sinistro, deverá realizar alguns procedimentos padrões, dentro de um prazo de 30 dias no máximo, estes são:

  • Realizar uma apuração de danos, onde serão analisados a causa, natureza e extensão das avarias através de vistorias, registros policiais,
  • Solicitar uma análise do evento para saber se ele está coberto ou não.
  • Depois de avaliar os dois itens acima acontece o pagamento da indenização ou acaba o processo sem indenização.

Como fazer um sinistro?

Cada seguradora pode ter o seu procedimento específico para abertura de sinistro, mas temos alguns pontos que são básicos para você realizar o processo. Tem operadoras de seguro que a abertura do sinistro pode ser feita através de telefone ou também pelo site oficial.

A primeira coisa que deve ser feita é comunicar ao seguro do seu veículo o acontecimento. Lembrando, claro, que se você se envolver em algum acidente com vítimas, o ideal é primeiro prestar o socorro necessário e depois se preocupar com os outros passos com a seguradora.

É interessante que você junte a menos três testemunhas dispostas a lhe ajudar caso seja necessário. Basta que você colete o nome e telefone dessas pessoas, com posse dessas testemunhas e, se possível, de fotos ou vídeos que mostrem bem o local do acidente e as condições em que aconteceu, será muito mais fácil ter sucesso no pedido de indenização do sinistro.

Depois disso, você deverá fazer um boletim de ocorrência, que é obrigatório apenas no caso de roubo e furto. Mas este procedimento também é indicado quando o acidente envolve terceiros.

Documentos necessários para a abertura de um sinistro

Assim como os procedimentos para a abertura do sinistro, podem variar de acordo com cada empresa de seguros, a obrigatoriedade da documentação também pode. Portanto, antes de iniciar um processo de abertura de um sinistro no seguro, verifique atentamente em sua apólice, ou junto com seu corretor, os documentos necessários.

Mesmo com essas possíveis variações, existem alguns documentos e informações que sempre serão solicitados, estes são:

  • Data, local e hora da ocorrência;
  • Boletim de ocorrência, caso seja necessário;
  • Carteira de motorista;
  • Documento do carro;
  • Formulário de sinistro da empresa de seguro;
  • Documentos pessoais do segurado, como RG e CPF.

Entenda melhor o que a franquia

Se você não sabe ao certo o que este termo significa, vale a pena dar uma explicadinha rápida sobre o assunto. Franquia é o valor cobrado pelo seguro sempre que um sinistro parcial é solicitado pelo segurado.

Este valor será estipulado no ato da contratação do serviço, deverá constar na apólice do seguro do carro.


Compartilhe nas redes sociais:
Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *