Seta Balao

Cote o preço do seu seguro auto

Qual é a marca do seu carro?

O que é a tabela Molicar? Qual a diferença da Tabela Fipe?

Mesmo estando no mercado há quase 3 décadas, muita gente ainda não sabe ao certo o que é a tabela Molicar e como ela funciona. Por isso, criamos esse artigo, para explicar melhor esses detalhes e mostrar a diferença dela para a Tabela Fipe, acompanhe.

Se você já precisou pesquisar preços de carros seja para comprar um veículo ou mesmo vender o seu usado, deve ter se deparado com algumas tabelas de veículos com preços de mercado, como a mais conhecida delas, a Tabela Fipe.

Para acessar a tabela de preço do seu carro novo ou usado na Tabela Fipe, o mais fácil é consultar usando a ferramenta do Seguroauto.org na página https://www.seguroauto.org/consultar-preco-do-seu-carro-na-tabela-fipe/

Entre essas tabelas é bem possível que você tenha se deparado com uma chamada Tabela Molicar, e tenha ficado em dúvida sobre o que ela realmente é e como funciona.

Se este foi o caso, não se preocupe.

Neste artigo falaremos melhor sobre ela, desde o seu funcionamento e eficiência até as diferenças existentes entre ela e a Tabela Fipe que, atualmente é a mais utilizada por seguradoras e outras empresas que oferecem serviços automotivos.

O que é a tabela Molicar? Qual a diferença da Tabela Fipe?

Imagem: Getty Images

O que é a tabela Molicar?

A Molicar é uma empresa independente.

Ou seja, ela não representa nenhuma organização que comercializa automóveis ou produtos vinculados a eles.

Sua primeira tabela foi publicada em 1994 e, desde então, ela vem se tornando referência no mercado.

Isso acontece porque, ela trabalha com um banco de dados completo, confiável e frequentemente atualizado.

As informações utilizadas pela Molicar são fornecidas por empresas com credibilidade de diferentes centros econômicos do país.

Os levantamentos feitos se baseiam nos últimos 35 anos, e os dados são trabalhados de forma técnica.

Isso deixa ainda mais evidente a imparcialidade da empresa, demonstrando a realidade de preços do mercado.

Quando comparada à tabela Fipe, a tabela Molicar é relativamente nova.

Criada há 25 anos, seu papel principal é facilitar as operações de compra ou venda de veículos, principalmente usados.

Sejam eles particulares, ou oferecidos por concessionárias de seminovos.

A tabela Molicar é determinada com base na estimativa média do valor dos veículos.

Considerando não apenas o modelo do veículo e ano de fabricação como particularidades dele e itens adicionais.

Ou seja, sua diferença principal quando comparada com a Tabela Fipe é a consideração de itens como freios ABS, ar-condicionado e mais uma série de questões que agregam valor ao veículo.

E o que é a tabela FIPE?

Já a tabela Fipe é realizada pela própria FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Essa fundação é privada e não possui fins lucrativos.

Assim, os dados divulgados na tabela são imparciais.

A tabela realizada pela FIPE, atualmente serve como referência de preço dos carros novos e usados.

Principalmente no caso dos usados, quando os proprietários, muitas vezes, já não sabem mais quanto o veículo desvalorizou e qual o seu valor de mercado atual.

Os fatores que a tabela leva em conta para determinar o preço é o motor, marca, modelo, quilometragem e alguns opcionais como airbag e direção hidráulica.

No entanto, os itens analisados pela FIPE são questões mais gerais.

A tabela não leva em conta características mais específicas, como faz a tabela Molicar.

Como consultar a tabela Molicar?

A consulta de informações com base na tabela Molicar pode ser feita por qualquer pessoa, diretamente no site da empresa.

Para utilizar do serviço, o consumidor precisa acessar o portal e indicar as informações solicitadas.

Estas normalmente são:

  • Tipo de veículo;
  • Estado de residência do usuário;
  • Marca;
  • Ano de fabricação;
  • Modelo;
  • Ano do modelo e versão do automóvel.

No entanto, além dessas informações mais comuns, depois de informar esses dados, na Tabela Molicar é possível inserir dados complementares como equipamentos e itens de fábrica, como bancos de couro, tipo de transmissão e diversos outros, como já mencionado.

Além de ser possível pesquisar pelo preço de mercado de carros, é possível pesquisar sobre motos, caminhões, ônibus e implementos (como um semirreboque ou porta contêiner).

No passo seguinte, o usuário precisa realizar um cadastro de dados no site.

Logo após, será possível visualizar a estimativa de preço do veículo.

A consulta gratuita é permitida por, no máximo, duas vezes por usuário.

Quem precisa consultar a tabela com frequência, ainda pode se tornar um assinante da Molicar.

Neste caso, existem diferentes planos, com valores mensais, que variam de acordo com quantidade de consultas necessárias.

A opção é interessante, por exemplo, para revendedores de veículos.

Tabela Molicar x Tabela Fipe

Apesar da tabela Fipe e a Molicar apresentarem os preços médios de venda dos veículos no País, existe uma diferença principal entre as duas: o seu detalhamento.

Enquanto a tabela Fipe não faz muita distinção entre características específicas dos veículos para o preço médio dos autos, considerando apenas as versões e anos do bem, a tabela Molicar trabalha de uma maneira diferente.

Ela oferece cálculos mais completos e detalhados de acordo com todos os itens e diferenciais presentes no veículo.

Mesmo sendo mais genérica, a tabela Fipe ainda é  a mais utilizada pelas seguradoras na hora de pagar a indenização do seguro auto.

Isso acontece porque, além da consulta da tabela Fipe ser gratuita por quantas vezes o consumidor desejar, ela aponta o valor do que geralmente cabe a seguradora indenizar, apenas o veículo, desconsiderando os itens adicionais.

Uma vez que, caso você queira proteger esses itens em um seguro auto, é preciso contratar uma cobertura específica para eles.

Além desse motivo e do fato das consultas serem gratuitas, é importante dizer também que, a tabela Fipe considera a média nacional do mercado de carro, em vez de por estado, como a Molicar.

Já a tabela Molicar é muito mais precisa nas suas informações.

Ela considera a localidade dos veículos, itens adicionais instalados (que podem inclusive diminuir os riscos de sinistros), e outros.

Mesmo não sendo tão amplamente conhecida, algumas seguradoras se baseiam nela quando vão estabelecer o valor do prêmio do seguro auto.

Por isso, é interessante, na hora de contratar o seguro auto, avaliar se a seguradora utiliza a Fipe ou a Molicar.

Assim, o consumidor terá maior noção do quanto receberá em caso de sinistro com perda total.

Quando o uso dessas tabelas é necessário em um seguro auto?

Geralmente o uso desse tipo de tabela, seja ela a Fipe ou a Molicar é utilizado na contratação do seguro auto, para definir o valor da indenização em caso de perda total.

Algumas empresas de seguro, além de oferecer como indenização os valores atualizados encontrados nessas tabelas, também trabalham com outros tipos e margens indenizatórias.

Portanto, é fundamental que você sempre se informe a respeito dos tipos de indenização em caso de perda total no momento da cotação do seu seguro e analise com cuidado as possibilidades.

A perda total de um automóvel, seja ele um carro, moto, caminhão ou qualquer outro, acontece quando o custo dos reparos em caso de um sinistro coberto pelo plano, fiquem com um valor igual ou maior que 75% do valor de compra do veículo.

Também é considerado como perda total, casos em que o veículo é roubado ou furtado, e não é recuperado pela polícia.

Quando a tabela Molicar, nem a FIPE são utilizadas no seguro

Existe um modelo de cobertura, não muito conhecido pelas pessoas, que é a cobertura de valor determinado.

Ela não é tão conhecida pois trata-se de uma cobertura mais cara, o que faz ela ser pouco contratada pelas pessoas.

No entanto, apesar do valor, ela pode ser uma boa opção em situações específicas.

Nessa cobertura o cliente possui uma cobertura com valor fixo.

Assim, caso aconteça algum sinistro, haverá um valor já determinado previamente pelo cliente com a seguradora.

Para chegar neste valor há uma análise da empresa para que ela possa dizer se o valor solicitado pelo cliente está de acordo com o veículo, e caso ela não concorde, poderá fazer uma contraproposta.

Quando o veículo é 0km normalmente o valor utilizado é o mesmo da nota fiscal.

Essa opção de cobertura vale a pena para quem quer se proteger da depreciação do veículo.

Ela também pode ser utilizada por carros que não constem na tabela Fipe ou na Tabela Molicar, (impossibilitado a seguradora de medir a indenização por esse valor de referência).

Os carros que não constem na tabela ou são veículos muito novos, recém lançados, ou os modelos muito antigos, que em alguns casos, são veículos de colecionador.

Nesse tipo de cobertura, na ocorrência de um sinistro, o segurado receberá o valor acordado com a empresa, sem a necessidade de consultar a tabela Fipe.

Vai vender o seu carro? Saiba qual tabela usar!

Quer vender o seu veículo, mas não sabe qual tabela é a mais vantajosa?

A resposta é simples: se a venda for acontecer sem nenhum intermediador, vale a pena considerar o uso da Molicar.

Isso, claro, considerando que o seu veículo possua “adicionais” instalados, como o freio ABS, direção hidráulica, ar-condicionado, alarme, ou outros.

Caso prefira, o usuário também pode utilizar a Fipe, e então inserir valores adicionais no resultado.

A opção é interessante para quando os diferenciais do veículo foram instalados pelo próprio usuário.

Os montantes “extras” poderão se basear no que foi gasto para a instalação dos componentes no veículo.

Na prática, na hora de vender um carro, por exemplo, o valor vai além do mencionado na tabela Fipe, pois depende também, do estado de conservação do veículo, se ele já teve algum sinistro ou se precisa de algum reparo, por exemplo.

Já a compra por revendedoras costuma se basear na tabela Fipe.

Afinal, como citado até aqui, a opção é a mais comum no mercado.

Nessas situações, a tabela geralmente é definida de forma unilateral, pela concessionária de veículos.

Se você deseja vender seu automóvel, também pode valer a pena consultar tanto a Fipe, quanto a tabela Molicar.

Assim, você terá certeza de que vai usar aquela que garante mais valores ao seu bolso.

A tabela Molicar ajuda muito a avaliar a desvalorização dos carros

A tabela Molicar também é a melhor opção quando o comprador quer avaliar a desvalorização de um carro.

Essa é uma informação importante a ser analisada antes da compra de um veículo, caso o comprador não queira perder muito dinheiro com a desvalorização no curto prazo.

Além disso, quem pretende pegar um seminovo, optar por veículos que desvalorizam mais rápido pode ser um bom negócio, já que eles ainda estão em bom estado, mas com um valor bem mais baixo do que se fosse 0km.

Por isso, consultar uma boa tabela de preços de carros usados é importante.

E a prova de que a Molicar pode ser uma excelente alternativa é a de que ela é utilizada como base para a realização do Estudo de Depreciação Autoinforme, que aponta os veículos que mais desvalorizam no primeiro ano e os que menos desvalorizam.

Essa tabela de veículos também é utilizada no momento de refinanciar o carro

A tabela Molicar também serve para avaliar um veículo no momento que o proprietário decide refinancia-lo.

O valor do veículo é analisado de acordo com o valor da tabela FIPE ou da tabela Molicar, depende da instituição.

No entanto, o cliente não poderá pedir qualquer valor.

Normalmente o valor disponível do empréstimo é de 90% do valor do carro.

Ou seja, você não pega emprestado o valor que quiser, mas sim, de acordo com o veículo que você deseja refinanciar.

A tabela molicar, apesar de não ser tão conhecida e utilizada como a FIPE, traz algumas vantagens que FIPE não tem.

Por isso, compartilhe esse post com seus amigos para que eles também conheçam a Molicar, e descubram o valor de mercado mais aproximado de seus carros.

*Este texto é de conteúdo editorial e não garante a comercialização deste produto nesse site.

Aviso
Leia mais artigos sobre:

9 Comentários

  • João Tavares says:

    Só não disseram que nessa Molicar vc tem que pagar pra pesquisar e ela só te fornece o valor média dia veículos, já a FIPE é de graça, se for pra pagar eu pago a consulta completa, que me fala se o carro é leilão ou não, me dá ficha completa do carro.

  • Maria says:

    Oi,

    Meu Fit ex tem 22 mil km.
    Gostaria de saber o preço de venda para particular e de troca na concessionária.

    Obrigada

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Maria,

      Obrigada pela mensagem em nosso site.
      Pedimos que você pesquise nos sites de venda e nas concessionárias.

      Atenciosamente.

  • Thomaz says:

    Oi,

    Reportagem interessante, pois a tabela Molicar é pouco difundida atualmente.

    Sobre os comentários anteriores: Caramba!
    3 comentários nada a ver aí acima.
    Essa é a inclusão social.
    As pessoas não sabem usar a internet, nem sabem para que serve o campo de comentário.
    Fico impressionado com isso.

  • Gitlandia Santos says:

    Boa tarde,

    Tive meu veículo roubado, gostaria de saber qual a tabela dele pela Molicar, pois minha seguradora vei me reembolsar.

    Obrigada

    • Jose Sergio Correa de Souza says:

      Olá, gostaria de saber o preço de venda do carro Honda City ex 2013 2013, completo, cor cinza.

      Obrigado

      • Sanaira Silveira says:

        Boa tarde Jose,

        Obrigada por comentar no SeguroAuto,
        Visite nosso site e faça sua cotação já! Preencha o formulário em nossa página clicando no link https://www.seguroauto.org/cote/ e aguarde um corretor parceiro entrar em contato com você para tirar suas dúvidas.

        Atenciosamente.

  • Acir Ferreira Borges says:

    Consultar preço de caminhão Volvo.

  • Acir Ferreira Borges says:

    Oi,

    Quero pesquisar preço de caminhão.

    Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *