Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Seguro de automóveis: o que você precisa saber antes de comprar

Vai contratar um seguro de automóveis? Então, leia esse texto e saiba como escolher o melhor seguro de carro!

Contratar um seguro de automóveis não é como comprar uma roupa. Isso porque, essa contratação precisa ir bem além do momento de prova, em que o usuário verifica se a opção vai servir ou não.

Na verdade, um seguro costuma ser contratado por um ano, e deve ser o suficiente por todo este período. Afinal, ele não pode ser trocado até que o seu contrato chegue ao fim.

É por isso que, antes de contratar o serviço, o consumidor deve avaliá-lo com cuidado. Do contrário, poderá não obter toda a assistência de que precisa, e ter que arcar sozinho com prejuízos de sinistros.

Quer saber como fazer a melhor escolha de seguro de automóveis? Continue acompanhando o texto e saiba o que considerar.

Seguro de automóveis: o que você precisa saber antes de comprar

Como fazer um seguro de automóvel?

Um seguro de carro tem como objetivo garantir ao usuário o ressarcimento de seu prejuízo. Isso tanto após perdas parciais, quanto após perdas totais.

A perda total ocorre quando o custo para o reparo do veículo corresponde a mais de 75% do valor de mercado do auto.

Se o carro sofre perda parcial, parte dos custos do conserto são pagos pela seguradora. Se a perda é total, o cliente recebe a indenização integral, para a compra de um novo veículo.

Assim como o segurado precisa de todas as informações sobre a idoneidade da seguradora, a seguradora também precisa saber tudo que puder sobre o segurado.

Assim, ela poderá avaliar as chances de indenizar o veículo e calcular o custo da proteção. Afinal, ela deseja ter a certeza de que não terá prejuízos. Fatores como o número de coberturas também influenciam nos custos do seguro.

Dessa forma, ao contratar um seguro para seu veículo, você precisará informar à seguradora escolhida dados como o seu nome, local de residência, registro de carro, uso do veículo e mais.

As seguradoras preferem o segurado que oferece o menor risco possível. Quanto maior o risco de que um sinistro ocorra, maior será o preço do seguro do carro. É por isso que grupos como jovens motoristas e homens solteiros (considerados menos prudentes) pagam mais caro pela proteção.

Você tem um carro blindado? Contrate um seguro para ele e fique ainda mais protegido!

Como é calculado o valor do seguro de automóveis?

A sua idade, sexo e estado civil são principais pontos avaliados pelas seguradoras para calcular o custo de seu seguro. Mas a avaliação não para por aí.

Esses dados vão ser analisados em conjunto com outras informações, como região de residência, tempo de carteira de motorista e idade dos filhos que moram com você.

O número de coberturas do seguro e o tipo de uso do carro também influenciam bastante no custo final.

Idade

Se sua idade estiver entre 26 e 60 anos, você terá direito a um seguro de automóveis de custo menor do que quem tem menos de 26 anos.

Isto porque, as estatísticas mostram que os jovens são “afoitos” ao dirigir, mais imprudentes, e são os que mais se envolvem em acidentes de trânsito.

Esses acidentes geralmente são provocados por desobediência aos sinais de trânsito, direção após o consumo de bebidas alcoólicas e/ou condução em alta velocidade.

Depois dos 26 anos, porém — e, principalmente, após os 30 anos —, os estudos mostram que os motoristas passam a ser mais cuidadosos, em decorrência da própria maturidade.

Logo, o seguro para este público pode ser mais barato. Afinal, as chances de que a seguradora precise arcar com indenizações é menor.

Sexo

Baseadas nos estudos realizados pelo Brasil, as seguradoras entendem que as mulheres são as que menos se envolvem em sinistros.

Especialmente as colisões no trânsito, pois elas são mais cuidadosas. Dessa forma, as empresas oferecem custos menores para a contratação de seguro pelas mulheres.

Estado civil

Os indivíduos casados, sejam homens ou mulheres, têm vantagens sobre os solteiros na hora de fazer o seguro de automóveis.

Isso porque, eles são considerados mais responsáveis. Geralmente, eles também transportam crianças, o que é um dos fatores que, teoricamente, determina que o motorista dirija com maior cuidado.

Filhos com menos de 26 anos

Se você vai fazer um seguro e tem filhos menores de 26 anos, que moram com você, vai precisar “declará-los” à seguradora. Depois, será preciso provar que quem dirige por, pelo menos, 85% do tempo é você.

Cidade e região em que reside

O seu endereço de residência é uma informação essencial na hora de fazer um seguro de automóvel. Isso porque, quanto maior o alto índice de roubo do modelo do veículo, maior o risco da seguradora ter que pagar indenização.

Logo, maior o custo do seguro para o usuário.  Principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, os preços são bastante diferentes de modelos poucos visados.

Quer saber como funciona um seguro auto parcial? Então leia o que já escrevemos sobre o assunto.

Coberturas do seguro

Também é preciso conhecer quais serão as suas coberturas no seguro. Elas devem ser escolhidas de acordo com as suas necessidades, pois de nada adiante ter um serviço se você não tem a intenção de usar quando precisar.

É possível escolher, por exemplo, por coberturas mais básicas. Como apenas por aquela contra roubo e furto, chamada de plano de seguro parcial contra roubo.

Além dessa, há as mais completas, que incluem colisões e danos a terceiros. Coberturas adicionais ainda podem ser incluídas no plano, como para a proteção dos vidros e do kit gás do veículo.

Mesmo que alguns aspectos tornem o seguro mais caro, não é aconselhável que você oculte informações ou minta para a seguradora.

Isso porque, após um sinistro (roubo, incêndio, colisão etc.), a seguradora vai investigar a ocorrência e as condições em que elas ocorreram.

Ela poderá verificar, por exemplo, que o carro estava estacionado na via pública, mesmo que o seu contrato dissesse que você só parava o veículo em estacionamento fechado.

A seguradora também pode verificar que seu filho estava dirigindo o veículo, mesmo que ele não tenha sido citado na apólice.

Em situações assim, de divergência de informações, a seguradora pode acusar fraude por parte do consumidor. Com a fraude, a empresa poderá negar o pagamento da indenização. Neste cenário, o usuário terá que arcar com todo o prejuízo sozinho.

Cuidados para contratar seguro de automóveis

Antes de assinar o contrato do seguro, o segurado deve conhecer quais são os seus direitos e deveres para manter a cobertura do seguro.

A proteção passa a valer logo após a aprovação da apólice, o que pode ocorrer em até 15 dias. No documento, deve aparecer, discriminada, toda a cobertura e serviços que o segurado tem direito.

O valor da franquia do seguro precisa ser igualmente indicado, em formato fixo ou percentual.

A franquia do seguro é o valor de responsabilidade do consumidor na hora do pagamento do reparo do carro. É por meio dela que o usuário e a seguradora dividem os prejuízos.

Por exemplo: sua franquia é de R$ 1 mil, e o conserto do seu veículo, após um sinistro, terá custo de R$ 4,5 mil. Isso significa que você fará o pagamento de R$ 1 mil à oficina, e a seguradora irá arcar com os R$ 3,5 mil restantes.

Cuidados para contratar seguro de automóveis

É preciso também que as obrigações sejam cumpridas. Para isso, o usuário precisa informar à seguradora sempre que houver alguma alteração no veículo.

Ou, então, em relação ao próprio consumidor, como a mudança de residência. Os dados precisam ser atualizados por meio de um endosso, e vão garantir o pagamento da indenização.

Em caso de sinistro, o cliente também precisa saber como proceder. Essa informação deve ser obtida antes que alguma coisa aconteça e, nesse quesito, o corretor pode ajudar.

O corretor é o meio mais simples de contato com a seguradora, e poderá intermediar as situações em que o usuário precisa de auxílio.

Tenha atenção à apólice do seguro auto!

Após obter as informações para aderir ao seguro, é preciso ler a apólice com atenção. Caso haja alguma dúvida, ela deve ser questionada ao corretor para que, juntos, vocês cheguem a melhor solução possível.

Assim, as coberturas necessárias serão contratadas, mas de acordo com os valores adequado e conhecimento das normas. Depois, é só contratar o seguro e usufruir de todos os seus benefícios.

Pense bem: o seguro de automóveis vale a pena! Sem seguro, você vai viver preocupado com as ameaças que ocorrem no trânsito das cidades e na estrada. Além disso, há o risco de que seu carro seja roubado, e você fique no prejuízo.

Com o seguro, porém, todos os prejuízos previstos em apólice são ressarcidos. O gasto com seguro o sempre compensa!

Se ele nunca for acionado, ainda melhor — até porque, o consumidor obtém a vantagem de acumular classes de bônus. As classes funcionam como um programa de pontos.

O consumidor ganha um pouco a cada vez que renova o seguro sem ter acionado a seguradora no ano seguinte. Cada ponto dá ao usuário um percentual de desconto na contratação da proteção. Esse percentual varia por seguradora.

Por que o corretor de seguros é importante?

Além das dúvidas sobre como fazer um seguro de automóvel, muitos querem saber sobre a importância do corretor.

Pois, então, saiba que o corretor de seguros é quem vai te representar junto às seguradoras. Por isso, contratá-lo é fundamental para sanar suas dúvidas e conhecer os melhores planos.

Sem contar que ele possui parceria com seguradoras, que podem suprir suas necessidades por preços mais em conta.

Se você quer proteger mesmo o seu veículo, contrate um seguro auto com rastreador!

O corretor também têm facilidade em indicar exatamente o que o usuário precisa, conforme o seu perfil ele ainda irá defender os seus direitos e interesses, para que as seguradoras cumpram o que for estabelecido em contrato.

Sempre que você tiver que acionar a seguradora, será o corretor que vai te dar todo o apoio, oferecendo o melhor atendimento.

Por que eu preciso preencher um formulário?

Para chegar a um plano e preço mais adequado ao perfil dos clientes, as seguradoras precisam entender o usuário. Dessa forma, torna-se possível precificar os planos.

Com base no perfil do consumidor, as seguradoras ainda podem decidir por oferecer ou não a proteção ao cliente. Afinal, as empresas não são obrigadas a garantir o contrato ao cliente.

Caso não entendam a negociação como um bom negócio, elas têm liberdade para solicitar ao usuário que procure por outra companhia.

É importante comparar diferentes seguradoras?

Essa é uma das dúvidas mais comuns de como fazer um seguro de automóvel. A resposta é sim, é fundamental comparar diferentes seguradoras! Fazer cotações em várias empresas garante a você o melhor preço e coberturas.

Tudo isso porque nem todas as seguradoras oferecem coberturas iguais. O valor que elas cobram pelos serviços também varia muito.

Sem contar as vantagens e benefícios que elas oferecem, como coberturas e serviços extras. Para fazer a cotação simplificada, você pode contar com um bom corretor. Outra opção é realizar a cotação online no nosso site.

Conte com um seguro auto completo para garantir maior proteção do seu bem. Saiba mais!

Agora você já sabe como contratar um seguro de automóveis, e quais as vantagens de obtê-lo. Personalize o seu plano e garanta todas as coberturas necessárias para o seu carro! Assim, você terá mais tranquilidade em seu dia a dia.

Leia mais artigos sobre:

48 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *