dcsimg

Rastreadores ou seguro?

Está na dúvida se opta pelos rastreadores ou seguro? Saiba que ambos são muito importantes para proteger o seu bem. Veja aqui!

Entre optar por colocar e confiar nos rastreadores ou seguro auto, saiba que você pode escolher os dois. E não é exagero optar pelas duas opções, já que o rastreador vai facilitar o seu veículo ser encontrado, em caso de roubo.

Já o seguro auto te protege reembolsando o valor do mesmo, em caso de perda total. Fora que o seguro também oferece outras proteções. Veja aqui como cada um funciona!

Por que investir em rastreadores ou seguro?

Comprar um carro significa, para a maioria, realizar um velho sonho de adquirir o seu próprio veículo. Se você investiu na compra do seu carro, sabe o quanto foi difícil ter o veículo, não é mesmo? Se não investir na proteção do seu bem, você poderá ficar no prejuízo em caso de roubo, perda total ou outros sinistros.

Para se ter uma ideia desse interesse, somente no mês de agosto de 2016, foram emplacados 148.888 veículos e o acumulado do ano chega a 1.106.053 emplacamentos.

Muito em virtude dos altos valores envolvidos e da quantidade e tempo de trabalho necessários para juntar a grana necessária para concretizar esse desejo, é muito comum que os donos também invistam bastante dinheiro na proteção de seus veículos. Hoje, em média, é preciso juntar cerca de 65,9 salários mínimos para conseguir comprar um Hatchback novo e há cerca de 10 anos era preciso quase o dobro.

Ao falarmos de veículos e proteção, geralmente pensamos apenas no bom e velho seguro auto, mas nos dias atuais os rastreadores têm surgido como uma ferramenta muito interessante, eficaz e na maior parte dos casos, mais barata, para a proteção do seu veículo. Isso porque, como o próprio nome sugere, esses dispositivos rastreiam o seu veículo e conseguem entregar a localização precisa – algo muito útil, por exemplo, em casos de furtos e roubos.

Como funcionam os rastreadores

Rastreadores ou seguro?

Os rastreadores são pequenos dispositivos que, basicamente, integram em uma única placa um localizador GPS e uma rede de telefone celular. O funcionamento é simples: os sinais do localizador GPS determinam a localização do veículo e a rede de telefone celular se encarrega de enviar esses sinais à empresa encarregada de monitorar o rastreador.

Dessa forma, quando os equipamentos são instalados enviam de forma frequente sinal sobre a localização do veículo. E a precisão é bem interessante, indicando bastante precisão onde está localizado o carro, mesmo que esses esteja em locais fechados como estacionamentos.

Dessa forma, quando os equipamentos são instalados enviam de forma frequente sinal sobre a localização do veículo. E a precisão é bem interessante, indicando bastante precisão onde está localizado o carro, mesmo que esses esteja em locais fechados como estacionamentos.

Para se ter uma ideia dos custos, é preciso lembrar que são bastante acessíveis perto do benefício que proporcionam. Quem pretende comprar o equipamento vai gastar cerca de R$ 750,00 e R$ 1 mil, já a mensalidade sai em torno de R$ 69,00 e R$ 99,00, porém existem serviços que chegam a R$ 299,00 por mês.

Recursos dos rastreadores

A maioria dos rastreadores atualiza sua posição junto às empresas monitoradoras de 30 em 30 segundos, e alguns incluem recursos como:

  • “Botão do pânico”: um botão escondido que pode ser acionado em caso de uma tentativa de assalto ou sequestro, por exemplo, avisando a empresa monitoradora;
  • Controle via dispositivos móveis: algumas empresas possibilitam o controle do dispositivo por Smartphone, tablete ou notebook;
  • Bloqueio do veículo: alguns modelos de rastreadores permitem que o veículo seja bloqueado à distância.
  • Área de tráfego: nesse caso se estabelece uma área para na qual o veículo pode trafegar, sempre que ele sai dela é enviado um alerta com a informação.

Saiba que optar pelos rastreadores com seguro é a melhor forma de evitar perda financeira. Isso porque esse é o melhor cuidado que você pode oferecer ao seu veículo

Faça a cotação do seu seguro auto online!
Qual é a marca do seu carro?

Como funciona o seguro de carro?

Com o seguro, o seu carro vai ficar sempre protegido e o seu bolso agradece. Ou seja, você terá que fazer um investimento por ter que arcar com o valor do plano, mas em compensação, terá a proteção necessária sempre que precisar. Basta acionar a sua seguradora e aguardar ser socorrido por ela.

O seguro auto cobre diversos sinistros e, conforme o plano que você escolher, vai te ajudar até em caso de pneu furado. Entre as proteções, estão: roubo, colisão, furto, perda total, danos a terceiros, entre outras.

E para contratá-lo é simples. Você só precisa ir até a seguradora escolhida, preencher um questionário e aguardar a mesma avaliar o seu histórico e do seu veículo. Assim que o seu carro for aceito, você já poderá andar pelas ruas e avenidas tranquilamente.

Seguro x rastreador: qual é o melhor?

Rastreadores ou seguro?

Entre os rastreadores ou seguro, os rastreadores têm ganhado muitos adeptos, uma vez que representam uma ferramenta poderosa de segurança veicular e por se tratar de um serviço consideravelmente mais barato do que um pacote completo de seguro.

No entanto, é importante ressaltar que um seguro geralmente oferece mais recursos de proteção, como, por exemplo, um novo veículo, um veículo reserva, segurança na hora de reparos, etc. O rastreador se limita a localizar o veículo em casos de furto e roubo, por exemplo; no máximo, bloqueá-los.

O ideal é conseguir conciliar o uso dos dois serviços, ou seja, rastreadores ou seguro mesmo que exija um pouco mais de investimento financeiro. Para se ter uma noção dos custos, um HB20 tem um seguro com valor médio de R$ 1.800,00 e o rastreador cerca de R$ 69,90 de mensalidade. Somando os valores, os gastos anuais não correspondem nem a 5% do valor total do veículo, que hoje não é encontrado por menos de R$ 40.000,00.

Os rastreadores são especialmente úteis nos casos de motos, que são tradicionalmente muito visadas por assaltantes.

Alguns seguros exigem que os rastreadores sejam instalados, e a presença do dispositivo, em alguns casos, até diminui o preço do pacote de seguro em si, uma vez que contribui sensivelmente para uma redução da “sinistrabilidade” do veículo, tornando-o mais fácil de ser eventualmente recuperado. Essa redução pode chegar a 25% do valor total do seguro.

O rastreador acaba sendo bastante útil em casos de roubo, permitindo que o veículo seja localizado com mais facilidade. Já o seguro vai indenizar caso esse não seja localizado e também em diversas outras situações como colisões. Os dois são serviços complementares, sendo difícil dizer qual é o melhor por atenderem a diferentes necessidades.

Entenda melhor todas as vantagens de optar pelo rastreador em seu carro, com as nossas dicas.

O rastreador acaba sendo bastante útil em casos de roubo, permitindo que o veículo seja localizado com mais facilidade. Já o seguro vai indenizar caso esse não seja localizado e também em diversas outras situações como colisões. Os dois são serviços complementares, sendo difícil dizer qual é o melhor por atenderem a diferentes necessidades.

Vale o aviso: rastreadores não são 100% seguros

É importante ressaltar que nenhum esquema de segurança é 100% seguro – nem mesmo os sistemas de segurança de cofres de grandes bancos são 100% seguros. Os rastreadores, apesar de serem bem construídos, possuem algumas falhas de segurança. Mas, mesmo com isso, o índice de recuperação de veículos com rastreadores fica em torno de 94%, número bastante elevado.

Os rastreadores são dispositivos que funcionam basicamente emitindo sinais de rádio para determinar a localização do veículo. Acontece que sinais de rádio podem ser facilmente interrompidos: se um assaltante, por exemplo, guardar o veículo em um caminhão baú, os sinais de rádio ficarão bloqueados. O mesmo acontece se ele utilizar um dispositivo que emite um ruído em uma frequência de rádio específica. Ou, mais simples ainda, se o meliante encontrar o rastreador dentro do veículo e se desfazer dele.

Outra “falha” de segurança reside justamente no conceito do dispositivo. Uma vez que a função dos rastreadores é justamente localizar o seu veículo, isso significa que a empresa que monitora o dispositivo saberá a todo o tempo onde você está, e ficará de posse dessas informações por um certo tempo. Trata-se, no caso, de uma questão de privacidade.

Como encontrar um bom seguro com rastreador?

Agora que já sabe que não precisa escolher entre rastreadores ou seguro , pode ficar com os dos produtos e garantir a proteção total do seu veículo. Para escolher um bom produto, é possível fazer a contratação de forma separada ou então junto.

Vale lembrar que o seguro com rastreador quando comprados juntos, pode ser mais limitado. Isso porque, normalmente quem oferece são as empresas de rastreamento e o seguro tem coberturas básicas como roubo e furto, mas também o valor é bem mais acessível.

Se deseja proteção completa é sempre indicado verificar se tem essa opção. Contratar separado pode ser mais eficiente para contratar exatamente os serviços que deseja sem que haja restrições.

Dizer qual a melhor empresa de rastreadores ou seguro é praticamente impossível, pois cada uma vai satisfazer a um tipo de necessidade. Nesse caso, o que vale é fazer uma boa cotação e comprar os benefícios que cada uma oferece. As seguradoras existentes podem ser consultadas no site da Susep e você pode fazer sua cotação no SeguroAuto.org. É rápido e fácil!

Leia mais artigos sobre: , ,

Comentários

Flanatico - 3 de Janeiro de 2015 às 00:15

Olá. Tinha que torcer para o Fluminense? Rs

Mas gostei do texto. Sou mais o seguro, pois cobre as ralada da minha esposa e em caso de pane podemos contar com assistência imediata.

Postar um comentário