Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

Aplicativos de transporte pioram o trânsito

Os aplicativos de transporte estão tirando passageiros dos ônibus e colocando mais carros nas ruas? Alguns especialistas dizem que sim, mas o tema é polêmico. O trânsito difícil sempre foi problema, muito antes dos aplicativos de transporte.

Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Os aplicativos de transporte são os serviços usados ou envolvidos na atividade de chamar um carro com motorista para imediatamente pegar um passageiro e transportá-lo a um local definido. Eles foram criados para facilitar a nossa vida e a das pessoas em todo o mundo. Novos serviços de mobilidade fazem sucesso por serem um modo fácil e barato das pessoas se locomoverem nos centros urbanos. A carona compartilhada e o atendimento por aplicativo surgiram como opção ao transporte público e aos carros particulares, mas parece que não estão melhorando o trânsito nas grandes cidades.

 Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Imagem: nolaes

Segundo estudo realizado pela consultoria americana Schaller, especializada em mobilidade, as Transportation Network Companies (Companhias de Transporte em Rede) – TNC, estão piorando o trânsito. Segundo a pesquisa, a tendência é que esse problema aumente na medida em que os serviços de transporte por aplicativos se tornarem ainda mais populares.

O autor do estudo, Bruce Schaller, declarou, em entrevista ao Washington Post, que esses serviços retiram pessoas do transporte público para os veículos particulares e que, portanto, isso significa mais congestionamento no trânsito, mesmo que a carona seja compartilhada entre mais de um passageiro.

Utilização é crescente

O número de passageiros que utilizaram os aplicativos das TNC aumentou 37%, em 2017, nos Estados Unidos. O total de passageiros foi de 3,6 bilhões de usuários. Esse número, quando se acrescenta os usuários de taxi, ultrapassa o total de passageiros que usam ônibus. Somente em Nova York, a demanda pelos aplicativos de transporte aumentou 72%, entre 2016 e 2017. Na cidade de Seattle, o aumento foi de 47%.

 Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Imagem: thechronicleherald

Para gerenciar essa tendência de aumento no fluxo de veículos, o relatório da Consultoria Schaller indica que as políticas públicas deverão ser responsáveis pelo seu gerenciamento, com a administração adequada do tempo em sinais de trânsito e a instalação de faixas de ônibus. Se não existir a gestão pública para resolver os problemas criados, é provável que futuramente a realidade do trânsito seja pior do que a atual, com mais veículos nas ruas e cada vez menos sustentabilidade.

A nova mobilidade do automóvel e o trânsito

Autoridades municipais e entidades diversas nas cidades estão começando a refletir sobre a maneira adequada de responder à chegada e rápido crescimento dos novos services de mobilidade, as TNCs (Transportation Network Companies).

A pergunta é: será que essas novas opções para mobilidade são favoráveis aos objetivos das cidades, além da mobilidade, como segurança, igualdade e sustentabilidade Ambiental? Quais os riscos que elas colocam, provocando um trânsito congestionado, além de motoristas imprudentes? O que vai acontecer quando os veículos autônomos se somarem às frotas atuais?

O relatório da Consultoria Schaller sobre a mobilidade

O relatório combina dados de pesquisas publicadas e dados disponíveis coletados, para criar um diagnóstico sobre usuários e transporte por aplicativos, nas TNCs. O trabalho discute como esse tipo de transporte pode afetar o trânsito e as implicações que a experiência está mostrando que podem influenciar o planejamento das políticas públicas para os futuros veículos autônomos.

O que foi encontrado:

  • Os aplicativos de transporte tiveram um total de 2,6 bilhões de passageiros em 2017 e esse número está aumentando a uma taxa de 37% ao ano.
  • Nos EUA o número de usuários de taxis e TNCs está ultrapassando o total dos que utilizam os ônibus e se transformaram nos principais provedores de transporte urbano.

– Os aplicativos de transportes estão em nove maiores cidades americanas. Em oito delas são responsáveis por 90% das corridas, entre taxis e TNCs, no perímetro urbano. Mas os taxis continuam sendo maioria entre os passageiros das áreas suburbanas e rurais.

– O público que utiliza as TNCs é mais jovem e predominantemente de escolaridade e renda média e alta.

Papel na mobilidade urbana

– O transporte por aplicativos acrescentou aproximadamente 4 bilhões de quilômetros ao trajeto percorrido das nove maiores cidades americanas e a propriedade de carros cresceu mais rápido do que a população.

 Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Imagem: Transporte coletivo por ônibus

– Cerca de 60 por cento de usuários de aplicativos de transporte, nas grandes cidades, teriam optado pelo transporte público, andado, pedalado ou desistido da viagem se não houvesse um veículo TNC disponível para o trajeto, enquanto que 40 por cento teria usado o seu próprio carro ou um taxi. Portanto, se transformaram em um público fiel dessa opção, evitando tirar o próprio carro da garagem ou pagar mais num taxi.

Veja como novos usos da tecnologia melhorar a mobilidade urbana!

– Os aplicativos de transporte não são geralmente competitivos entre os motoristas que gostam de velocidade, conveniência ou conforto. Entretanto, eles são utilizados em lugar dos carros pessoais quando é difícil encontrar lugar para estacionar ou os estacionamentos são caros, além de serem uma opção para evitar beber e dirigir.

 Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Imagem: jornalopcao

– Os aplicativos que apregoaram reduzir o tráfego, de fato, acrescentaram quilômetros percorridos às ruas da cidade. A maioria das corridas transporte um único passageiro. Mesmo quando há um compartilhamento da corrida entre mais de um passageiro, são 4 quilômetros a mais percorridos para cada 2 quilômetros de veículos pessoais removidos, com um aumento médio de 160 por cento a mais de permanência no trânsito, para quem dirige nas ruas das grandes cidades.

– O relatório concluiu que os aplicativos de transporte podem ser alternativas valiosas para o ambiente urbano, mas não podem ser considerados como substitutos para o transporte público com roteiros fixos.

O trânsito já era muito ruim antes das TNCs

Há especialistas que discordam das conclusões do relatório Scheller. Os argumentos contrários afirmam que, se o seu carro fica parado no trânsito, não é culpa das TNCs. Existe a constatação de que as cidades estavam congestionadas e o trânsito horrível, muitos anos antes dos aplicativos de carona compartilhada aparecerem.

As ruas das cidades são um recurso muito limitado e podem ficar muito congestionadas. Durante os horários de pico, nós queremos nos mover, assim como muitas outras pessoas, através desses corredores, tão eficientemente quanto possível. É o que todos querem.

O transporte é uma rede de múltiplas formas: a pé, bicicleta, motos, metrô, ônibus, carros pessoais, carros compartilhados, carros alugados, ou uma combinação de tudo isso. Nós geralmente fazemos escolhas, baseadas no custo, duração, conveniência e disponibilidade. Essas escolhas são profundamente influenciadas pela política governamental, tais como: exigência de estacionamento nos edifícios, vias públicas, faixas exclusivas para ônibus e estabelecimento de preços para estacionamentos.

 Aplicativos de transporte e seu efeito no trânsito

Imagem: noticias.band.uol

Um dos pontos considerados importantes na análise da consultoria Schaller é que as companhias de aplicativos de carona compartilhada, que estão expandindo suas operações, fazem muito pouco para reduzir os congestionamentos, ao invés de aumentá-los. O público está usando cada vez mais esses serviços e talvez eles devessem receber taxações sobre as corridas e controlar seu volume de veículos.

As ruas estão se tornando tão congestionadas, com muitos deixando de lado os transportes coletivos. Os transportes são de corridas compartilhadas mas não verdade ainda não estão oferecendo um transporte que coloque mais de uma pessoa em cada veículo. O transporte compartilhado tem muito potencial para carros e viagens compartilhadas. Alguns que participaram da criação desses aplicativos concluíram que, quando as pessoas tiverem que pagar o custo real de usar um carro, irão começar a escolher caminhar, pedalar e usar muito mais o transporte coletivo, pelo menos onde ele existe e é de boa qualidade. Esse é o verdadeiro fator que encoraja as pessoas a deixar de lado o seu carro particular.

Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *