Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Buracos nas ruas e estradas são causas de acidentes

As condições das ruas nas cidades e pistas no país oferecem desafio aos condutores. Boas condições de pavimentação e sinalização podem reduzir a ocorrência de acidentes.

O motorista nas vias e estradas do Brasil precisa estar duplamente atento. Se em alguns locais a pavimentação e a sinalização estão condições aceitáveis, uma boa parte das ruas e pistas está esburacada e sem sinalização, até mesmo em áreas urbanas. O motorista não pode se distrair ao volante, porque em seu trajeto sempre podem surgir vias acidentadas.

O tamanho do Brasil não pode ser desculpa para que isso aconteça. Outros países de dimensão continental enfrentaram e resolveram esse problema.  Na verdade, trata-se de falta de prioridade para essa questão nos investimentos públicos, além de ineficiência na gestão de recursos. O cidadão que paga pesados impostos quando compra seu carro e combustíveis, além dos impostos municipais anuais para circular com seu veículo e muitas vezes não vê o retorno de sua contribuição.

Os proprietários das frotas de veículos pesados como caminhões e ônibus, que causam o maior desgaste e prejuízo ao pavimento das ruas e estradas, deveriam pagar impostos proporcionais à sua utilização das vias públicas, para continuar a obter boas condições para a operacionalização de suas empresas.

Buracos nas ruas e estradas são causas de acidentes

Imagem: Pixabay / Comfreak

Dicas para os motoristas ao enfrentar más condições

O Observatório Nacional de Segurança Viária oferece algumas dicas para os motoristas na hora de enfrentar vias em más condições:

– Poças de água.

Mais atenção e cuidado ao dirigir em vias desconhecidas depois de chuvas. Principalmente se encontrar poças d’água é preciso se desviar delas, porque podem esconder buracos.

– Estepe calibrado.

Verifique se o estepe está sempre bem calibrado, para estar prevenido caso aconteçam danos nos pneus ao passar em buracos. Existe o risco de os pneus estourarem ou das rodas amassarem. Calibre o estepe a cada 15 dias, no máximo.

– Proteja amortecedores e suspensão.

Diminua a velocidade ao circular em vias esburacadas ou irregulares, porque há o risco de amortecedores e suspensão sofrerem danos e comprometerem a segurança do veículo.

– Mantenha distância.

Manter distância do carro que vai à frente é atitude do motorista consciente. Quando se está muito próximo se perde a oportunidade de enxergar problemas na via a tempo de desviar, comprometendo as reações para proteger a sua segurança.

– Em vias esburacadas, vá devagar.

Para tentar desviar de buracos, muitos motoristas sofrem acidentes. Em caso de alta velocidade pode acontecer o capotamento do veículo. Portanto, se o asfalto está crítico, é preciso reduzir a velocidade e redobrar a atenção nos veículos que trafegam em direção contrária à sua.

– Faça revisão antes de viajar.

Antes de viajar, consulte seu mecânico de confiança sobre as condições da coluna de direção, buchas das bandejas e molas. São elementos do carro que quando quebram podem levar à perda de controle do veículo e um grave acidente como consequência.

– Mantenha as luzes em ordem.

Não deixe de verificar periodicamente as condições de todas as luzes externas, faróis, lanternas e setas, além dos freios. Mantenha as palhetas do limpador de para-brisas em boas condições, bem como verifique sempre o nível do reservatório de água do limpador.

Buracos nas ruas e estradas são causas de acidentes

Imagem: Pixabay / Free-Photos

 Relação entre infraestrutura das rodovias e gravidade de acidentes

Existe uma surpreendente relação entre os índices de acidentes em estradas e as condições de infraestrutura das rodovias. Ao contrário do que se supõe, de que quanto mais esburacado o asfalto, mais graves são os acidentes nas rodovias, é na verdade a melhor condição de infraestrutura das rodovias federais brasileiras que proporcionalmente registram os acidentes de maior gravidade, segundo estudo realizado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV.

Isto porque, o estudo demonstra que os melhores pavimentos proporcionam condições para velocidades mais elevadas, que é o fator determinante para a gravidade dos acidentes. A pesquisa que demonstra essa realidade é a “Acidentes Rodoviários e Infraestrutura”, da Confederação Nacional do Transporte (CNT). O que ocorre é que as más condições no asfalto alagado por chuvas levam a falta de dirigibilidade, com perda do controle do veículo e danos nos pneus e na estrutura do carro.

O ONSV – Observatório Nacional de Segurança Viária destaca a importância da fiscalização de velocidade, com novos procedimentos para essa tarefa, como a regulamentação da fiscalização da velocidade máxima por trecho, estabelecida com base no tempo gasto entre dois pontos de controle. As melhorias das condições do pavimento precisam ser acompanhadas de medidas de controle da velocidade, além de boa sinalização.

Buracos nas ruas e estradas são causas de acidentes

Imagem: Pixabay / Kasman

Estrutura das ruas leva a acidentes de trânsito

A pesquisa que demonstra a relação entre acidentes de trânsito e as condições de estrutura das vias públicas foi realizada pelo Instituto Cordial em parceria com o WRI Brasil, a Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito e a Vital Strategies.

O levantamento forneceu elementos para o Painel da Segurança Viária 2019, para enfrentar o desafio de tornar as ruas seguras é de todos e promover a mobilidade em grandes centros urbanos brasileiros.

 

O estudo inédito analisou 86 mil acidentes de trânsito com vítimas, ocorridos entre 2014 e 2018, na cidade de São Paulo. O objetivo era entender a relação entre os acidentes e as características das ruas, nos locais em que eles ocorreram Os fatores incluídos foram localização, largura de calçadas, comprimento e largura das vias, existência de ciclovias, faixas exclusivas ou corredores de ônibus e indicação de redução do limite de velocidade.

Buracos nas ruas e estradas são causas de acidentes

Imagem: Pixabay / 422737

O Painel de Segurança Viária 2019 foi apresentado no Connected Smart Cities & Mobility 2019, reunindo 2.300 pessoas, com a presença de cerca de 300 prefeituras. O resultado desse esforço colaborativo é parte do Seminário de Apresentação do Painel da Segurança Viária 2019, com um diagnóstico das mais de 140 hipóteses levantadas ao longo do processo, com informações necessárias para ampliar ações e intervenções no campo da mobilidade segura.

O Painel da Segurança Viária 2019 em números:

– 86 mil acidentes de trânsito analisados

– 50 organizações, empresas e órgãos públicos ligados à mobilidade

– 70 participantes com apresentações no seminário

-140 hipóteses levantadas em 20 mesas de discussão

Sobre o Painel da Segurança Viária

O Painel da Segurança Viária é uma iniciativa realizada com base na pesquisa de segurança viária desenvolvida pelo Instituto Cordial, que tem como objetivo acompanhar padrões e tendências observados na forma como os acidentes ocorrem na cidade e assim contribuir com o embasamento e direcionamento de ações e intervenções voltadas à mobilidade segura.

O Painel da Segurança Viária é um desdobramento do estudo realizado em 2018 pelo Instituto Cordial. Na pesquisa de 2018, foram analisados 2.350 quilômetros de vias e 35% dos acidentes viários entre 2013 a 2017. A partir dos dados, o Instituto Cordial identificou 200 pontos críticos que devem receber atenção prioritária para a realização de intervenções, dentro do Plano de Segurança Viária para a cidade na próxima década.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *