Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Carro Novo no Ano Novo? SUVs e Crossovers estão na moda

SUVs e crossovers fazem sucesso e tem lugar garantido no mercado do Brasil. As vendas estiveram em alta nos últimos dois anos e a tendência continua com novos lançamentos para 2018.

Em 2017, a participação dos SUVs e crossovers no mercado de automóveis brasileiro foi de 16%, o que é surpreendente, em um momento de plena crise na venda de veículos. Esse é um segmento que parece não parar de crescer.

Qual seria o segredo para tanto sucesso? Se você está pensando em comprar um carro 0 km ou seminovo em 2018, convém analisar as possibilidades de conseguir um dos preferidos do momento. Razões para isso não faltam, eles agradam pela segurança, conforto, status, versatilidade e por um fator muito importante: aguentam o tranco das estradas e vias esburacadas brasileiras.

Carro Novo no Ano Novo? SUVs e Crossovers estão na moda

Imagem: Renegade

Os verdadeiros SUVs – Veículo Utilitário Esportivo (Sport Utility Vehicle)

SUV significa Sport Utility Vehicle (Veículo Utilitário Esportivo). Tratava-se, no seu lançamento, de uma perua sobre o chassi de uma caminhonete. Até recentemente, os SUVs eram considerados “comerciais leves” pela legislação brasileira. Atualmente, o gosto dos consumidores por esses veículos robustos vêm aumentando cada vez mais, o que fez com que os fabricantes modificassem seus projetos para que se tornassem mais parecidos com carros normais. 

Os SUVs surgiram nos anos 50, como veículos rústicos, de trabalho, sem muito conforto e com pouca segurança. No Brasil, o modelo desse tipo era a Rural Willys.

Esses primeiros modelos de SUV costumavam capotar com facilidade, consumiam muito combustível, eram pesados e trepidavam demais nos pisos irregulares. Geralmente eram derivados de picapes, com uma carroceria sobre um chassi.

Atualmente os SUVs, graças à tecnologia eletrônica, ganharam em tração, muito mais estabilidade, freios eficazes e boa suspensão. São grandes, mas têm características de carros confortáveis. A posição do motorista no volante garante mais visibilidade nas estradas. Há espaço de sobra para passageiros e bagagens, enfrentando com facilidade os pisos acidentados.

Os SUVs e crossovers

Crossover significa cruzamento e a palavra dá significado para o que seria um SUV compacto. Eles são construídos em monobloco, parecendo os automóveis comuns, mas com linhas mais robustas e alongadas. Os projetos buscaram oferecer vantagens em relação aos SUVs, com economia de combustível e conforto. Têm bastante espaço e alguns modelos possuem a terceira fileira de assentos, para famílias grandes.

Crossover não é realmente uma categoria de veículo, mas sua característica é de ser, ao menos aparentemente, um SUV compacto. São mais leves e confortáveis, apesar de terem sido projetados para a estrada, no Brasil são muito usados nas cidades. Muitos não possuem tração nas quatro rodas e sua capacidade de carga é a mesma dos automóveis menores. Os crossovers tem estilos e desenhos muito variáveis.

Lista de verdadeiros SUVs:

Jeep Renegade, Renault Duster, Toyota SW4, Land Rover Discovery, Mitsubishi Pajero, Chevrolet Trailblazer, Suzuki Grand Vitara, Land Rover Range Rover, Mercedes GLE e Mercedes GLC, Jeep Compass, Audi Q7, Volkswagen Touareg, BMW X3, BMW X5, Mercedes GLE, Mercedes GLS e Porsche Cayenne

Lista de Crossover (SUV compacto):

Honda HR-V, Ford EcoSport, Hyundai Tucson, Hyundai ix35, Peugeot 2008, Chevrolet Tracker, Nissan Kicks, Mitsubishi Outlander, Mitsubishi ASX, Kia Sportage, Audi Q3, BMW X1, Mercedes GLA, Volvo XC60, Lifan X60, Honda CR-V, Land Rover Evoque, Chevrolet Captiva, Toyota RAV4, Hyundai Santa Fe, Volkswagen Tiguan, Dodge Journey, JAC T5, Kia Sorento, Subaru Forester e BMW X4, Suzuki Vitara, Porsche Macan, Peugeot 3008, BMW X6, Audi Q5 e Mercedes GLC.

Honda HR-V – um SUV compacto

O HR-V tem freios de estacionamento eletrônico, controle de estabilidade e tração. Sua suspensão aguenta bem os pisos irregulares. Com 4,29 metros de comprimento, por 1,59 mts de altura e 2,61 mts de entre-eixos, possui um bom espaço interno. A distância livre do solo é de 17,7 centímetros, o que significa que tem um centro de gravidade um pouco mais baixo do que o modelo WR-V, com maior estabilidade nas curvas.

O seu motor é o mesmo do Civic, faz 10,5 km/l de gasolina na cidade e 12,1 km/l na estrada. Segundo a Honda, o carro leva 11 segundos para ir de 0 a 100 km/h e atinge 175 km/h. O preço parte de R$ 79.900, com câmbio manual e vai até R$ 105.900 na versão mais completa.

Seus concorrentes são os SUVs compactos que foram lançados ultimamente, como o Jeep Renegade, o Ford EcoSport, o Nissan Kicks, o Peugeot 2008 e o Renault Captur. Seu espaço interno e desenho arrojado são seus atrativos em comparação com os concorrentes. Seu ponto fraco e o tanque de combustível pequeno, de 51 litros, o que numa viagem não traz muita autonomia.

Honda CR-V

O CR-V é o maior SUV brasileiro da Honda. É um carro espaçoso, com 4,58 metros de comprimento e 2,62 mts de entre-eixos, 1,82 mts de largura e porta-malas gigantesco, de 589 litros. Oferece multimídia, com tela de 7 polegadas. O câmbio é automático, de 5 marchas. O desempenho é apenas razoável, fazendo, segundo o Inmetro, 9,2 km/l de gasolina na cidade e 12,5 km/l na estrada.

Mercado brasileiro

No mercado brasileiro, os SUV compactos fazem sucesso, principalmente os com motores a diesel, que são mais econômicos, apesar de mais fracos. Alguns exemplos de sucesso brasileiro: Pajero, GM Blazer, Hilux, Xterra.

Há muitos veículos atualmente que são categorizados como SUVs, mas que na verdade são micro SUVs, compactos. Talvez o apelo do SUV sirva como incentivo à venda e por isso o rótulo continua a ser utilizado. Os SUVs, antes privilégio das famílias ricas, estão dando lugar aos modernos Crossovers, que são altos, mais seguros e confortáveis, competindo com sedans.

Os SUVs agora estão sendo destinados aos setores do mercado onde se precisa de um veículo mais robusto e durável.

Os SUVs tem menor desempenho que os compactos, mas com o controle de velocidade medido por radares e a ameaça das multas, além de vias urbanas constantemente congestionadas, essa é uma desvantagem que não parece influenciar os consumidores.

O consumo alto, para essa faixa de público com poder aquisitivo para adquirir um SUV, não parece impressionar também. O tanque é grande, o que garante autonomia. A dificuldade de estacionar existe, mas os atuais sensores e câmeras facilitam a tarefa.

Um fator que pesa a favor dos SUVs é o status. Há uma percepção coletiva e imaginária de que são carros de aventura, jovialidade, liberdade, que trazem o contato com a natureza, mantendo um ar refinado.

Preferidos das mulheres

Os SUVs compactos são muito bem aceitos pelo público feminino. É o caso do Honda HR-V, que é líder de vendas no setor, com mais da metade das proprietárias mulheres. No caso do Jeep Renegade, quase metade das proprietárias é mulher.

Segundo as pesquisas das montadoras, as mulheres adotaram os SUVs, no Brasil, por uma série de razões. Entre elas destacam-se as seguintes:

– Por sentirem-se mais altas no volante

– Pela resistência dos pneus aos buracos

– Pela sensação de segurança que um veículo robusto dá

– Pelo estilo

– Por menor vulnerabilidade aos olhares indiscretos de ambulantes e passageiros e motoristas de ônibus e caminhões.

Portanto, essas informações podem ser úteis para quem quer adotar o estilo arrojado e robusto de um SUV ou Crossover em 2018. Só não esqueça de fazer seu seguro, que garante a sua tranquilidade.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *