Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

As causas mais comuns de acidentes de carro e como prevenir

As causas mais comuns de acidentes de carro e como prevenir

Acidentes de carro infelizmente são muito comuns e a maioria deles é causada por erro humano. Enquanto alguns são relativamente pequenos, milhares de vidas são levadas todos os anos por acidentes violentos.

Se a sua vida pode estar em risco se você dirigir de maneira insegura, é importante dirigir com cuidado e seguir as leis de trânsito. Entretanto, não é somente porque você é cuidadoso que isso significa que você pode estar seguro de que todos os outros motoristas na estrada farão a mesma coisa. Se você estiver envolvido em uma batida, é possível que não seja sua culpa e você não deva ser responsabilizado pelos danos causados pela ignorância e erro de outros motorista, mas é melhor proteger a sua vida acima de tudo.

Abaixo são listadas as causas mais comuns de acidentes de carro. Leia com cuidado para verificar se existem ações que você pode tomar a partir de hoje para prevenir qualquer acidente com o seu carro.

As causas mais comuns de acidentes de carro e como prevenir

Imagem: Getty

  1. Distração ao volante

A distração ao volante está se tornando um problema cada vez maior e está liderando a causa de acidentes de carro. Por favor, preste atenção na estrada enquanto dirige. Isto significa sem ligações telefônicas, sem mensagens de texto, sem comer, sem ler, sem aplicar maquiagem e sem falar muito atrás do volante.

  1. Dirigir alcoolizado

Dirigir alcoolizado/a é uma das mais perigosas causas de acidentes e é a mais fatal. Se você esteve bebendo, tome um táxi ou Uber ou dê as chaves para um amigo que está sóbrio. Não vale a pena correr o risco. 

  1. Excesso de velocidade

Apesar da tentação de ultrapassar o limite de velocidade, quando você está atrasado, a correria é a segunda maior causa de acidentes, portanto, resista à pressa e permaneça dentro dos limites legais.

  1. Chuva

Apesar de você não poder sempre evitar dirigir na chuva, é preciso estar muito atento para derrapagens em pistas escorregadias, que são condições causadas pela chuva pesada e que devem ser evitadas sempre que possível. Se a visibilidade está muito baixa para dirigir em estradas que parecem particularmente arriscadas, você deve sair da pista para um local seguro e esperar até que o temporal passe.

  1. Desobedecer aos sinais vermelhos

Pode parecer óbvio, mas é um fato que continua a se repetir. Farol vermelho significa Pare! Mesmo que pareça que não há outros carros por perto, você pode causar um acidente sério passando num sinal vermelho e estará cometendo uma infração grave. Pessoas muito ocupadas vivem dando desculpas para atravessar sinais vermelhos, como estar em cima da hora para o trabalho, por estarem perdendo um bom contrato ou um encontro de negócios, por estarem respondendo a um email importante. É preciso acreditar que a vida é mais importante do que todas essas questões combinadas e que é melhor estar vivo.

  1. Dirigir à noite

A falta de visibilidade faz com que obstáculos seja mais fáceis de distinguir à noite. Assegure-se de estar muito alerta na estrada à noite e use faróis altos em uma estrada mal sinalizada, sem marcações no asfalto.

  1. Dirigir colado na traseira do veículo à frente

Não há desculpas para dirigir colado ao carro que está na sua frente, não importa o quanto seja frustrante o modo lento como ele se move. Mantenha uma distância segura do outro veículo para que você tenha tempo de reagir rapidamente caso ele faça uma conversão ou use os freios.

  1. Ações equivocadas ao volante

Todos comentem erros, entretanto, ações equivocadas no volante podem levar a acidentes graves. Preste atenção nos sinais de trânsito que alertam para ruas de mão única ou irregularidades, principalmente quando dirige por áreas desconhecidas. Quando um motorista não se mantém na faixa correta para fazer uma conversão, não dá sinal de seta ou quando não obedece aos sinais luminosos, acidentes acontecem.

  1. Drogas

Enquanto o álcool é o fator mais associado com acidentes fatais no trânsito, as drogas, incluindo a maconha, medicamentos controlados e outras drogas ilegais também são causa de acidentes graves. Não dirija se você estiver sob efeito de alguma droga.

  1. Buracos na pista

Buracos e até crateras na pista são perigosos porque muitas vezes não podem ser evitados pelo motorista. Tente dirigir evitando os buracos, para não danificar seu carro, o quanto puder, mas não passe para a pista contrária, se houver movimento.

  1. Pneus furados

Se você tiver um pneu furado ou esvaziado enquanto dirige, isso pode deixar o seu veículo descontrolado. Tente permanecer calmo e mantenha o controle da direção, enquanto tenta sair da pista o mais rápido possível e de forma segura. Telefone pedindo ajuda se não puder trocar o pneu em segurança.

  1. Animais na pista

Muitos que já ouviram falar de alguém que atropelou uma vaca, cavalo ou animal selvagem sabe que esse pode ser um grande perigo. Por esse motivo, tome muito cuidado quando ver um animal cruzando a pista e sempre use sua buzina quando estiver viajando por áreas rurais e áreas florestais, onde a presença de animais é comum.

  1. Áreas em reparo

Muitas vezes as áreas que estão em reforma não são bem sinalizadas. Siga a marcação dos cones o quanto possível e esteja atento por que outros motoristas podem estar confusos. É especialmente importante trafegar devagar nessas áreas, para evitar pequenos acidentes.

Antes de sair com seu carro, pense sobre como a vida é maravilhosa, nos seus entes queridos, no seu negócio e em outros grandes sonhos que você pretende realizar na vida. Seja proativo/a tomando todas as precauções e removendo todas as formas de distração que possam tirar sua atenção durante o trajeto. A vida merece ser vivida!

O que você deve fazer depois de um acidente de carro

É importante saber o que fazer depois de um acidente de carro, assim você evita que o problema fique ainda pior. Isso se aplica a outros veículos também, como caminhões de transporte comercial.

Em primeiro lugar e antes de tudo fique na cena do acidente, mesmo que o acidente seja pequeno. Se você for embora sem trocar informações com a outra parte ou sem falar com alguma autoridade, você pode ter um problema. Deixar a cena do acidente é considerado um crime, principalmente se houver vítima.

Se o acidente não for grave, você pode mover o seu carro para fora da via ou estrada e parar em algum lugar seguro. Desligue o motor. Se necessário, use o triângulo de segurança para alertar outros motoristas do acidente.

Verifique se você não está ferido. Se não estiver ferido e se o outro motorista também não se feriu, vocês podem trocar informações sobre o seguro de ambos. Certifique-se de anotar o seguinte:

– Nomes e o contato do motorista e passageiros

– Nomes e contato de testemunhas oculares

– A marca, modelo e ano de fabricação do outro veículo

– O número da placa

– Fotos do dano no seu carro e no outro carro envolvido, se possível

– O nome da companhia de seguro do outro motorista

– O endereço do local do acidente

– Se aparecer um policial no local, anote o nome para identificação

Não assine nenhum documento a não ser que seja solicitado por um policial ou por um representante da sua companhia de seguros. Se você ou a outra parte estiver ferido, peça ajuda de atendimento para ser levado ao hospital para uma avaliação. Tente ficar calmo/a e seja educado/a durante o processo, os acidentes de carro são extremamente estressantes. Mesmo que o outro motorista esteja irado ou descontrolado, perder a compostura apenas vai piorar uma situação que já é difícil.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *