Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Como declarar a indenização do seguro auto no imposto de renda

A indenização do seguro auto deve contar no Imposto de Renda mesmo estando isenta de tributação.

Na hora de declarar os bens do Imposto de Renda é bastante comum que surjam dúvidas em relação ao veículo.

Principalmente, quando o carro é roubado ou sofre uma perda total, as pessoas ficam um pouco confusas de como as informações devem ser inseridas para que não constem como erro.

As indenizações do seguro são isentas do Imposto de Renda, mas isso não quer dizer que não devam ser informadas.

Isso acontece porque não se trata de um aumento de patrimônio, apenas da reposição de um bem.

Se você passou por essa situação e teve o seu veículo indenizado pela seguradora, entenda como preencher corretamente o seu imposto.

Como declarar a indenização do seguro auto no imposto de renda

Imagem: Getty

Por que devo declarar a indenização do seguro auto no imposto de renda?

Existem regras para que a pessoa faça a declaração do imposto de renda, entre elas ter um rendimento mínimo, ter bem imóveis, aplicações financeiros e outros.

Por mais que a pessoa não se enquadre em nenhuma dessas situações, ao receber a indenização do carro maior do que R$ 40 mil, irá receber um valor que precisa ser declarado, mesmo que ele não gere tributação.

Caso contrário, isso pode impactar nos rendimentos e fazer com que a pessoa caia no “pente fino” sendo preciso pagar multas e até mesmo responder por sonegação de impostos.

A declaração da indenização do seguro

A declaração deve ocorrer na ficha de ‘Rendimentos Isentos e Não Tributáveis’, sendo que essa regra é válida para todo tipo de seguro.

Porém, isso só ocorre quando o valor pago pela seguradora não supera o valor do bem, não indicando um novo rendimento.

É preciso abrir um novo item na ficha e escolher o código 3 “Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído em qualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente”.

Além disso, se o veículo tiver sido roubado ou sofrido perda total é preciso “dar baixa” nele.

É preciso que seja feita a declaração e no campo 21, “Veículo automotor terrestre”, na discriminação deve ser informado o que ocorreu com o carro e o valor pago pela seguradora.

Sendo que em 31/12/2017, como o veículo já havia sido sinistrado o valor deve ser zerado.

Além de informar qual foi o valor recebido pela seguradora, se ele foi utilizado para a compra de um novo carro também deve constar essa informação.

Quando for declarar o novo veículo, na discriminação deve ser informada qual a origem do dinheiro.

Mas, não basta apenas saber como preencher corretamente a indenização do seguro no imposto de renda é preciso ter atenção em relação aos prazos.

Atrasar a entrega do Imposto pode resultar em pagamento de multas, então não deixe para última hora.

Aproveite também para fazer um seguro auto, afinal, somente dessa maneira terá como declarar o recebimento de indenizações em vez de ter de arcar com um prejuízo.

Leia mais artigos sobre:
Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. Possui mais de 2.000 textos e 5 e-books publicados na área de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *