Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Acionar o airbag dá perda total no seguro auto?

Esclareça suas dúvidas sobre o mito que acionar o airbag dá perda total no seguro auto. Saiba quais são as condições para que um carro tenha perda total e entenda como funcionam os airbags.

As pessoas tendem a acreditar que quando existe o acionamento do airbag em um acidente, o carro é dado como perda total. Mas isto é somente um mito que tem se perpetuado cada vez mais.

Este mito tomou força, porque geralmente quando o airbag é acionado trata-se de um acidente mais grave, onde o carro acaba apresentando muitas avarias, que o levam a ser considerado como perda total.

Para esclarecer de vez essa história é primeiro necessário que explicar como é caracterizada a perda total no seguro do auto.

Continue lendo esse artigo e entenda melhor o assunto que será abordado mais detalhadamente.

Acionar o airbag dá perda total no seguro auto?

Imagem: Getty

Acionar o airbag dá perda total no seguro auto?

Na maioria das vezes, acionar o airbag não dá perda total no seguro auto.

Para que um carro tenha um sinistro considerado como perda total é necessário que o valor dos custos para reparo seja acima de 75% do valor do veículo, segundo a Tabela Fipe (tabela que expressa preços médios de veículos no mercado nacional).

Em caso onde os custos do reparo são inferiores a 75%, o sinistro é considerado perda parcial.

Como os valores do reparo do airbag são muito altos, na maioria das vezes, principalmente em carros antigos, o preço de reparo excede os 75% e a perda total é inevitável.

Ou seja, não é absolutamente verdade a afirmativa que diz que em um acidente quando o airbag é acionado da perda total, o que pode promover a perda total do veículo é o custo do reparo do airbag aliado aos demais custos das avarias do veículo.

Na maioria dos casos é o que acontece, pois, a maior parte da frota circulante no Brasil é de carros populares e, por alguma razão esses modelos possuem um dos tipos de airbags mais caros do mercado.

O que faz com que sempre que o airbag é acionado em um acidente com um carro popular, o sinistro seja considerado como perda total.

Mas em uma situação, por exemplo, em que o airbag é acionado devido o forte impacto, mas os custos de reparo não são atingem os 75%, então o segurado terá que arcar com a franquia, para que o seguro providencie o conserto do veículo.

Já em caso de perda total do carro, o segurado terá direito a receber a indenização completa e não precisará pagar a franquia para a seguradora.

Este conceito também vale para danos no eixo ou na longarina

Assim como no caso dos airbags, muitas pessoas acreditam que quando o eixo do veículo ou a longarina são danificados em uma colisão, automaticamente o carro será considerado como perda total e o segurado terá direito a receber a indenização integral.

É preciso que fique claro que a perda total só é caracterizada quando os reparos atingem 75% ou mais do valor de compra do carro, ou o veículo é furtado ou roubado.

Fora isso, independentemente do dano que tenha sido causado, ele será considerado como perda parcial.

Quando ocorre o acionamento do airbag?

Muitas vezes, presenciamos acidentes em que o carro capota, mas o airbag não é acionado. Isto acontece porque o sistema funciona somente em caso de desaceleração do veículo.

Em alguns carros também só funciona caso o passageiro ou motorista esteja usando o cinto de segurança.

Lembre-se que usar o cinto de segurança é lei também no banco traseiro e garante que, em caso de um acidente grave, os impactos sejam diminuídos. O cinto pode salvar uma vida.

Para sua segurança, nunca dirija muito perto do volante, pois, o airbag é acionado por meio de uma explosão química que chega a 300 km/h, o que pode ocasionar uma lesão grave no caso de uma colisão.

Agora você já sabe que acionar o airbag dá perda total no seguro auto somente em alguns casos e conheceu quais são os requisitos para se acionar o airbag.

Ou seja, somente o acionamento do airbag não é suficiente para perder o carro.

Para ter tranquilidade em caso de um acidente, solicite uma cotação e trafegue com segurança de ter uma assistência à sua disposição.

Leia mais artigos sobre:
Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. Possui mais de 2.000 textos e 5 e-books publicados na área de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *