Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Ar-condicionado do carro: veja como melhorar a eficiência

O sistema de ar-condicionado do carro precisa ser entendo para conseguir o melhor desempenho desse equipamento, prolongando sua durabilidade.

 Existem maneiras de usar o ar-condicionado para que ele seja mais eficiente. Alguns motoristas já se habituaram, quando está calor, a entrar no carro e ligar o ar-condicionado.

Mas nem todos sabem como utilizar o equipamento em todas as situações. Com algumas dicas ele pode ser mais útil e ainda gastar menos combustível. Nada melhor do que tirar as dúvidas com especialistas.

Ar-condicionado do carro: veja como melhorar a eficiência

Imagem: Getty

Você pode melhorar a eficiência do ar-condicionado

Dicas para uso e manutenção

Existem dicas simples para se conseguir melhorar a eficiência do ar-condicionado, veja algumas que podem ajudar:

1 – Use com o motor ligado e o carro em movimento

É importante que você saiba que o compressor do sistema precisa de toda a potência do carro para funcionar bem. Com o carro parado e o ar ligado na bateria, isso não será conseguido.

O ar-condicionado tem seu melhor desempenho quando o motor está funcionando, de preferência com o carro em movimento, dessa maneira se evita a fadiga do equipamento e se melhora o resfriamento.

2 – Limpe ou troque o filtro

Fique atento ao prazo de troca do filtro do ar-condicionado. Verifique a recomendação do fabricante do veículo ou, dependendo do uso, a cada seis meses.

Carros circulam em estradas de terra precisam ter o filtro limpo e até trocado com mais frequência.

A poluição das grandes cidades também costuma sujar o filtro rapidamente. O filtro limpa o ar da cabine e evita odores desagradáveis.

3 – Ligue o ar-condicionado com frequência

De maneira ideal, deve-se ligar o ar-condicionado ao menos uma vez por semana, mesmo no inverno.

Depois de muito tempo sem funcionar, o compressor pode perder a lubrificação e o gás deixa de circular corretamente, demorando um tempo maior para que a temperatura da cabine resfrie.

4 – Evite usar o ar-condicionado com as janelas abertas

As janelas abertas reduzem a eficiência do sistema. O melhor é abrir os vidros antes de ligar o ar, caso o interior do veículo esteja aquecido, para expulsar o ar quente e permitir que o ar frio ocupe o ambiente.

5 – Use a função recirculação

A função de recirculação faz com que o ar circule no interior do carro, conservando a refrigeração, fechando a entrada de ar do exterior.

É importante que seja ligada quando o veículo estiver passando em local com muita poeira ou fumaça, para proteger o filtro, para que ele não tenha sua durabilidade reduzida.

A função recirculação reduz o consumo de combustível, mas não se pode utilizá-la por muito tempo, porque o ar fica muito seco, causando ressecamento dos olhos e problemas com a respiração.

A cabine também fica com acúmulo de gás carbônico, liberado pela expiração do ser humano. Quando ele permanece no local, provoca sono e afeta a capacidade do condutor de dirigir o veículo.

É preciso alternar a função com a abertura do sistema, para que aconteça a troca do ar, impedindo os problemas causados pelo gás carbônico.

6 – Não é preciso desligar o ar antes da partida

Atualmente, os carros modernos dispensam que se desligue o ar-condicionado antes de ligar o motor.

Isto porque o compressor somente liga quando se estabiliza a rotação após a partida, conforme explicou Roberto Bortolussi, professor de Engenharia Mecânica do Centro Universitário FEI.

7 – Desligue o ar-condicionado antes de parar o veículo

É recomendável que se desligue o ar alguns minutos antes de desligar o motor. Isto para que haja tempo de secar a umidade no sistema.

Alguns especialistas recomendam que se ligue o ar quente por alguns minutos antes de desligar o veículo, o que vai evitar mau cheiro, especialmente quando o carro vai ficar parado por vários dias.

8 – Ligue o ar-condicionado no inverno

Em primeiro lugar, as montadoras recomendam ligar o ar-condicionado ao menos uma vez por semana, para que as mangueiras não se ressequem.

Em segundo lugar, você pode ligar o ar condicionado e regular o seletor na temperatura quente. Com isso o ar ficará quente e seco, porque o ar remove a umidade.

Assim, o conforto é maior, porque ligar somente o ar quente faz com que entre ar úmido na cabine.

9 – Regule a temperatura no seletor

Para conseguir a temperatura ideal para o seu gosto, você deve usar o seletor do ar-condicionado e regular conforme a sua preferência, sem ficar ligando e desligando o sistema.

O seletor não deve estar sempre posicionado no mais frio, a temperatura deve ser ajustada.

10 – Temperatura mínima

A temperatura mais baixa, em geral, fica em torno de 16º.C, tanto em sistemas digitais como em analógicos.

11 – Sistema dual zone

Quando se regula temperaturas diferentes, em cada lado do sistema dual zone, os difusores independentes emitem as temperaturas selecionadas para cada lado.

A temperatura do ocupante será próxima da selecionada e a temperatura ambiente será a média das temperaturas selecionadas. O mesmo acontece com sistemas que possuem três ou quatro zonas.

12 – Carros com “Start/Stop”

Em carros com esse tipo de equipamento, o ar condicionado é desligado quando o motor desliga, mas o sistema de ventilação continua funcionando conforme a temperatura selecionada.

O ar-condicionado volta a funcionar se a temperatura da cabine se elevar.

As montadoras têm diferentes opções quanto ao tempo em que o ar-condicionado fica desligado, mas motoristas e passageiros devem saber que, quando necessário, o ar religará sozinho para ajustar a temperatura.

13 – Quando o carro ficou ao sol

Se o carro está quente, o melhor é abrir as janelas e ligar o seletor apenas alguns segundos, direcionando os difusores para os pés, o que empurrará o ar quente para fora, segundo alguns especialistas.

Entretanto, há técnicos que recomendam ligar o ar-condicionado no nível de frio mais alto, para o ar quente saia mais rapidamente.

14 – Ligue o ar-condicionado para desembaçar os vidros na chuva

O ar remove a umidade do interior do carro. Vidros embaçados por dentro demonstram a condensação da umidade em contato com a temperatura fria do vidro.

Isso significa que a umidade na cabine é alta. O ar condicionado faz com que a temperatura diminua, ao mesmo tempo em que ele remove a umidade.

Para não ficar com frio, você deve regular a temperatura até que ela fique adequada.

15 – Modo eco

Há modelos, como o Toyota Prius em que o ar-condicionado é programado para gerar um mínimo de consumo.

Na maior parte dos carros equipados com o sistema Eco, se você ativar esse modo, ele reduz em 100% a capacidade do ar-condicionado e somente ficará ativa a ventilação.

Se estiver utilizando o ar quente, o funcionamento continua quase o mesmo.

16 – Desligar o ar para ter mais força no motor

Desligue o ar-condicionado se precisar de mais força no motor. O compressor do ar reduz a força que vai para as rodas. Quando desligado, a potência do motor vai totalmente para a tração do carro.

17 – Quando deve ser trocado o filtro de cabine

O filtro pode ser trocado, em média, uma vez por ano. Mas se você rodar em locais muito poluídos ou estradas de terra, a troca deve ser mais frequente.

18 – Reposição de gás não é necessária

Os sistemas de ar-condicionado são blindados e somente perdem a potência se existir um vazamento do gás.

Somente nesse caso o gás precisa ser reposto. Um mecânico pode fazer um diagnóstico e verificar se há vazamento.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *