Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

O que acontece quando o conserto do carro fica mais barato do que a franquia?

Você já se perguntou o que fazer quando o conserto do carro fica mais barato do que a franquia? Esse tipo de situação é mais comum do que você imagina. Acompanhe o texto e saiba tudo o que você precisa!

Seu carro bateu e, ao realizar um orçamento, você percebeu que o conserto do veículo ficará mais barato do que a franquia do seguro. O que fazer? A seguradora irá pagar pelo reparo? Vale mesmo a pena acionar a empresa?

Antes de respondermos a estes questionamentos, você precisa saber de uma coisa: o usuário não é obrigado a acionar a seguradora sempre que um sinistro acontecer. Caso considere a ajuda da empresa desnecessária, o indivíduo pode resolver sozinho o problema.

Ainda assim, a seguradora precisa ser informada. Sinistros podem modificar o carro e aumentar a sua chance de sinistro. Isso mesmo que os danos sejam reparados.

O risco de sinistro de um veículo influencia diretamente o custo do seguro e a cobertura da seguradora. Se a empresa não for avisada, poderá alegar fraude por parte do consumidor. Assim, em caso de novo sinistro, há chances de que a indenização seja negada pela operadora.

O que acontece quando o conserto do carro fica mais barato do que a franquia?

O que é a franquia do seguro?

A franquia é o valor que o consumidor precisa pagar à oficina para que o seu carro seja consertado. É por meio dela que usuário e seguradora dividem os custos após um sinistro. Por exemplo: seu carro sofre uma colisão, e seus reparos terão custo de R$ 5 mil. Como a franquia do seu seguro é de R$ 1 mil, você pagará R$  1 mil à oficina. Já os R$ 4 mil restantes serão pagos pela seguradora.

O usuário só precisa pagar a franquia em caso de perda parcial do veículo. A perda parcial acontece quando os custos do reparo do veículo são menores do que 75% do valor de mercado do carro.

Já a perda integral não requer pagamento da franquia. Ela acontece quando os reparos do auto teriam custo superior a 75% do seu valor de mercado. Nessa situação, o usuário recebe indenização integral, para a compra de um novo veículo.

A indenização integral também é paga quando o carro é roubado ou furtado, e não recuperado pela polícia. As regras são da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Outra situação em que a franquia não é paga é o acionamento da cobertura para terceiros. Ou seja, da cobertura para ao conserto do veículo de outra pessoa, envolvida em um sinistro com o usuário.

E quando o conserto fica mais barato do que a franquia?

Quando o conserto do carro fica mais barato do que a franquia, a franquia também não é cobrada do usuário. Ao mesmo tempo, porém, a seguradora não arca com os reparos.

A lógica é simples. Voltando ao nosso exemplo anterior, a franquia do seu seguro é de R$ 1 mil. Ao realizar o orçamento dos reparos, porém, eles terão custo de apenas R$ 800.

Então, você deverá assumir esses gastos e pagá-los direto à oficina. Afinal, por que pagar R$ 1 mil de franquia, se o conserto do veículo ficou mais barato?

É importante dizer, porém, que esse tipo de situação só ocorre quando a franquia possui valor fixo. Há contratos que estabelecem, em vez desse custo fixo, um percentual sobre o custo do reparo. Nesse cenário, seguradora e segurado sempre dividirão os gastos com o conserto do auto.

Vale a pena ter atenção ao contrato do seu seguro. As regras e custos de franquia variam muito por seguradora. Tenha a certeza de que a sua empresa irá arcar com os custos quando necessário e, caso não concorde com os termos, negocie-os antes de assinar o contrato.

Você também pode procurar por outra operadora de seguro, já que são muitas as disponíveis no mercado. A pesquisa pode, inclusive, te ajudar a economizar com a mensalidade da proteção.

Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *