Seta Balao

COTE AQUI SEU SEGURO AUTO RAPIDINHO!

Qual é a marca do seu carro?

O que é uma franquia facultativa no seguro auto?

Dúvidas sobre franquia são absolutamente comuns, e, se você anda confuso sobre o significado de franquia facultativa no seguro auto. Saiba que não é o único. Acompanhe esse artigo e entenda melhor o assunto.

Quando o assunto é seguro auto, existem uma infinidade de situações que podem deixar dúvidas na cabeça dos segurados.

Entre elas, aquelas que mais são trazidas à tona são as relacionadas a franquia.

Muitas pessoas possuem dificuldades em entender exatamente o que é a franquia, quais são seus tipos e como cada um deles funciona.

Pensando em ajudar com essas questões, criamos este artigo. Onde você poderá entender melhor o que é e como funciona a franquia facultativa no seguro auto.

Acompanhe e descubra mais sobre esse assunto.

O que é uma franquia facultativa no seguro auto?

Imagem: Getty

Entenda melhor o que é a franquia e quais são seus tipos

Antes de falar sobre a franquia facultativa, vale a pena explicar melhor o que é a franquia de fato, e quais são seus principais tipos.

A franquia é basicamente o valor que o segurado precisa pagar para que o seguro arque com algum reparo.

Quando o seguro é contratado, apenas parte do risco relacionado aos sinistros é assumido pela seguradora, a outra parte desse risco fica por conta do segurado.

Isso significa que, caso o segurado se envolva em um acidente e sofra um sinistro com danos parciais.

Ao acionar o seguro, deverá arcar com uma parte do valor do reparo, para que a seguradora cuide do restante.

Essa parte do valor que fica por conta do segurado é a franquia. Está, por sua vez possui três tipos principais que podem ser:

  1. Franquia obrigatória ou normal

A franquia normal, também chamada como básica ou obrigatória, é aquela cujo valor é igual ao proposto pela seguradora.

E, nesses casos é imprescindível que fique claro que tanto o valor da franquia como o da apólice serão mantidos em contratos.

  1. Franquia reduzida

A franquia reduzida, ou como também é chamada, franquia 50% ou franquia 25%, é uma das mais baratas entre as franquias apresentadas em nosso artigo.

Mas, também é a opção que deixa o valor da apólice, mais caro.

A franquia 50%, corresponde à estipulação de um valor de franquia 50%, menor que o valor oferecido na franquia normal ou básica.

Já a franquia 25%, consiste em uma franquia 25% menor que a normal.

  1. Franquia facultativa ou majorada

A franquia majorada ou dobrada, corresponde a um valor muito superior ao preço oferecido na franquia normal.

Essa escolha faz com que a apólice de seguros fique mais barata, e é muito recomendada para pessoas com um histórico de cautela ao volante.

O que é a franquia facultativa no seguro auto?

Como mencionado anteriormente, a franquia é um termo que se refere ao valor de responsabilidade do segurado, ou seja, que deve ser pago por ele em casos de acionamento do seguro para a resolução de sinistros que provoquem perda parcial do veículo.

Normalmente, cada seguradora possui um preço diferente, estipulado como franquia básica ou normal.

E, a partir desse valor fixo estipulado como franquia normal, surgem variações para mais ou para menos, que são chamadas de franquia facultativa no seguro auto e franquia reduzida.

A escolha do tipo de franquia deve ser feita no ato da contratação da prestação de serviço e interfere no valor total da apólice.

Em casos onde é escolhida a franquia facultativa no seguro auto, o cliente opta por contar com uma franquia de custo maior do que a normal (ou obrigatória), definida pelo seguro.

Ao fazer essa escolha ele pode acabar contratando uma franquia com um custo que pode variar entre 150% até 200%, maior que a normal.

Quando o cliente opta pela franquia facultativa ele consequentemente conta com um valor de apólice bem menor do que o oferecido inicialmente.

Isso acontece porque, ao escolher a franquia majorada, ou franquia facultativa ele assume a maior parte do risco de um sinistro, o que deixa a responsabilidade da seguradora menor financeiramente, perante um acidente de perda parcial.

Apesar da palavra facultativo significar opcional, quando usada no mundo dos seguros, ela, assume o significado de ‘opção maior’, ou seja, que o cliente escolheu pela franquia mais cara.

Isso não significa que a franquia facultativa possa ser paga ou não, como muitos pensam.

A franquia facultativa no seguro auto é obrigatória em casos de sinistros com perda parcial.

Quando o pagamento da franquia é obrigatório?

Como dito logo acima, existem casos em que o pagamento da franquia é obrigatório e, existem casos em que ela não precisa ser paga, nessas situações ela é conhecida como franquia isenta.

O pagamento da franquia é obrigatório sempre que o seguro é acionado para a realização de um reparo, derivado de um sinistro de perda parcial.

Seja uma colisão, um incêndio, alagamento, ou outros.

O mesmo vale para coberturas especiais como para vidros, rodas e pneus, acessórios e mais.

Essas coberturas costumam ter franquias muito menores que aquelas já mencionadas aqui, mas que são igualmente obrigatórias em caso de acionamento das coberturas, para situações isoladas.

Um bom exemplo é, você contrata uma cobertura para vidros e, durante uma viagem uma pedra voa no seu para-brisas e trinca ele todo.

Para que a troca dele seja feita, será preciso que você pague uma franquia para o uso dessa cobertura.

O valor dessas franquias costuma ficar entre 10% e 20% do valor total do reparo. Isso dependerá das regras de cada seguradora.

Em quais situações o pagamento da franquia não é obrigatório?

De maneira geral, o pagamento da franquia é sempre obrigatório em casos de sinistro que promovam perdas parciais, contanto que o valor da perda seja maior que o valor do sinistro.

Do contrário, nem mesmo vale a pena acionar o seguro, o mais indicado é arcar com os reparos por conta própria.

A franquia isenta é válida apenas nos casos caracterizados como perda total, ou seja, acidentes de trânsito, ou sinistros como queda de árvore, incêndio etc., em que o veículo sofre danos cujos reparos somem um valor igual ou maior que 75% do custo de compra do carro.

Vale dizer que, para que isso acontece é preciso que os danos tenham sido causados por uma situação coberta pelo seguro contratado.

Sinistros de roubo ou furto em que o veículo não é recuperado em um prazo de 30 dias também são caracterizados como perda total e não possuem a obrigatoriedade da franquia.

Outra situação em que a franquia também é isenta é no caso do acionamento do seguro para a cobertura de terceiros.

Para isso, é preciso que o segurado assuma a culpa pelo acidente.

Neste caso, basta acionar a seguradora que ela cuidará de todos os reparos e indenizações necessárias, sem a necessidade de pagamento da franquia e sempre, dentro do limite financeiro contratado pelo cliente.

Além disso, quando o seguro é acionado para a resolução de problemas, através da assistência 24 horas, também não pode haver cobrança de franquia.

Esperamos que suas dúvidas sobre o que é a franquia facultativa no seguro auto e como ele funciona tenham sido esclarecidas.

Caso ainda existam dúvidas, por favor, entre em contato conosco, e faça suas perguntas, daremos todas as informações importantes sobre o tema.

Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *