Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Seguro cobre CNH provisória?

Tem a CNH provisória, e anda com dúvidas sobre a cobertura do seu seguro? Sem problemas! Neste texto, esclarecemos tudo sobre o assunto. Acompanhe!

A CNH provisória nada mais é do que a primeira Carteira Nacional de Habilitação do motorista. É ela que o condutor recebe assim que é aprovado no exame de direção do veículo. Com o documento em mãos, o indivíduo pode dirigir por todo o território nacional. Mas será que a CNH provisória tem cobertura no seguro?

Antes de respondermos a essa pergunta, daremos uma dica: você precisa dar atenção às regras da CNH provisória. O motorista iniciante não pode acumular mais do que 7 pontos na carteira no período de um ano. Ele também não deve registrar multas graves ou gravíssimas. Do contrário, a permissão para dirigir será cancelada.

Nessas situações, é necessário realizar todo o processo para uma nova habilitação, passando pelas várias aulas na autoescola. A regra aparece no § 4º do Art. 148 do Código de Trânsito Brasileiro – Lei 9503/97.

Seguro cobre CNH provisória?

Imagem: Getty

Seguro cobre motorista com CNH provisória?

Um seguro de carro tem como objetivo ressarcir o consumidor de prejuízos com o veículo. Para contratá-lo, o motorista precisa entrar em contato com a seguradora e solicitar uma cotação. Em seguida, a empresa avaliará o carro e condutor, para definir o custo do seguro.

Esse tipo de análise é chamada de avaliação de risco. Quanto maior o risco de sinistro de um condutor, maior será o custo do seu seguro. Por exemplo: um indivíduo com pouca experiência ao volante paga seguro mais alto do que aqueles com anos de experiência. Ou seja, seguro cobre usuários com CNH provisória, mas essa proteção costuma ser um pouco mais cara.

Apesar desses valores mais altos, é importante informar a data da sua habilitação à seguradora. Muitos motoristas acreditam que podem obter vantagem ao colocar como segurado um indivíduo mais velho. Realmente, a proteção ficará mais barata. Porém, após um sinistro, a seguradora compara os dados da apólice com a realidade. Se perceber inconsistências, a empresa pode alegar fraude, e não pagar a indenização. Há casos, inclusive, que o consumidor é processado pela companhia de seguros.

Como o preço do seguro de carro é definido?

Além do tempo de condução do motorista, um aspecto avaliado na definição do custo do seguro é o modelo do veículo. Quando o tipo de carro tem altos níveis de roubos ou furtos, seu seguro costuma ser mais caro. Os valores também aumentam quando o veículo fica estacionado nas vias públicas e quando o motorista tem histórico de sinistro. Vários outros aspectos também são avaliados na cotação do seguro.

Na hora de contratar a proteção para o seu veículo, é importante pensar, ainda, nas coberturas necessárias. Os seguros mais básicos do mercado oferecem proteção contra incêndio, colisão, roubo, furto e queda de raio. Porém, sempre é possível contratar coberturas adicionais, como assistência 24 horas e proteção para os vidros do automóvel.

O número de coberturas também influencia no custo do seguro. Ainda assim, lembre-se de contratar todas as que forem interessantes para o seu veículo. Deste modo, caso um sinistro ocorra, a seguradora cobrirá a maior parte do prejuízo.

São dois os tipos de indenização que um consumidor pode obter no seguro auto: a parcial e a integral. A indenização parcial é liberada quando o veículo sofre danos que correspondem a menos de 75% do valor do carro. Nessa situação, os valores liberados funcionam para o reparo do veículo. O usuário também paga parte do prejuízo, por meio da franquia do seguro.

Já a indenização integral é liberada quando os danos ao carro superam 75% do seu valor de mercado. Os valores têm como objetivo a compra de um novo veículo, já que o segurado sofreu perda total.

E como fica a CNH provisória?

A CNH provisória tem validade de um ano. Passado esse período, o usuário deve solicitar ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) a sua habilitação definitiva. O pedido deve ser realizado em até 30 dias após o vencimento da primeira.

Com o novo documento, a renovação do seguro poderá sair por preço mais barato. Afinal, você já terá maior experiência ao volante. Além disso, ao completar um ano de seguro, sem registrar sinistro, o usuário acumula uma classe de bônus. Classes de bônus funcionam como um “plano de pontos”, que dão descontos ao consumidor.

Agora que você já sabe que a CNH provisória tem cobertura do seguro, faça a cotação da sua proteção! Lembre-se de que os custos variam muito por seguradora, e pesquise pelos preços em diferentes empresas. Assim, você irá garantir o melhor seguro e cobertura para o seu veículo!

Leia mais artigos sobre:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *