Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

6 segredos que você deve saber para conseguir um seguro auto mais em conta

Acompanhe o texto e descubra nossas dicas para obter um seguro auto mais em conta!

Pensando em contratar proteção para o carro, mas não sabe como adquirir um seguro auto mais em conta? Então, este texto é para você! Nele, explicamos vários fatores de podem influenciar no custo do serviço, e como driblar todos eles.

Antes de tudo, porém, é importante destacar: o peso dado a cada fator da cotação varia muito por seguradora. Assim, é fundamental fazer cotações em diversas empresas antes de contratar a proteção. Mesmo que o seu perfil e carro sejam os mesmos, os custos podem ser bastante diferentes entre as companhias.

6 segredos que você deve saber para conseguir um seguro auto mais em conta

Imagem: Getty

Como conseguir um seguro auto mais em conta?

1. Compre o modelo certo de carro

Um dos fatores que influenciam o custo de um seguro auto é o modelo do carro. São analisados dois pontos principais: o custo do modelo no mercado e o quanto ele está sujeito a roubos.

Alguns tipos de automóvel são mais visados por ladrões e, quando isso acontece, as chances de que o carro seja roubado ou furtado são maiores. Quando o veículo é levado e não recuperado, a seguradora precisa quitar a indenização total do seguro ao segurado.

Por isso, vale a pena investir em um modelo de carro pouco visado. Deste modo, as chances de sinistro serão menores, assim como o valor do seu seguro.

2. Garanta seu bom histórico ao volante

Outro fator avaliado na cotação do seguro é o perfil do motorista. Se o condutor possui histórico de batidas e outros sinistros, a seguradora entende que ele é mais sujeito a novos problemas. Logo, as chances de pagamento de uma indenização são maiores.

Para ter um seguro mais barato, sempre dirija com prudência e faça o máximo para evitar sinistros. Dessa forma, você continuará com um bom histórico, garantindo descontos.

3. Instale equipamentos de segurança no veículo

Alarmes e travas elétricas podem ser ótimos aliados na hora de economizar no seguro auto. Isso porque, os equipamentos dificultam sinistros como roubos e furtos, e assim diminuem a chance de acionamento da seguradora.

Quando o veículo possui um rastreador e/ou bloqueador, os descontos obtidos são ainda melhores. O rastreador é um equipamento que determina a localização do veículo. Ele é bastante útil após um furto ou roubo em que o carro é levado. Com a ferramenta, a polícia tem maior facilidade em recuperar o veículo.

Já o bloqueador bloqueia o motor do carro, impedindo que ele saia do lugar. Muitos rastreadores possuem associada a opção de bloqueio do motor, facilitando o uso pelo consumidor.

Se o veículo não for recuperado pela polícia, a seguradora precisa pagar indenização integral ao segurado. Agora, com o auxílio dos dispositivos citados, o retorno do veículo é mais comum. Nesses casos, a seguradora paga apenas a indenização parcial do seguro. A indenização parcial funciona para o conserto de avarias no veículo, e é mais barata do que a primeira.

4. Estacione em locais fechados

Manter o carro em um estacionamento protegido previne furtos e roubos. Tanto em casa, quanto no trabalho ou durante um passeio. Indique esse cuidado à seguradora, e ela poderá lhe conceder alguns descontos no seguro auto.

5. Escolha apenas as coberturas necessárias

Também é possível contratar um seguro auto mais em conta escolhendo só algumas coberturas. A cobertura do seguro nada mais é do que a situação contra a qual o carro fica protegido. Os seguros mais básicos, por exemplo, protegem o veículo contra colisões, roubo e incêndio.

Quanto maior o número de coberturas contratadas para um carro, mais caro fica o seguro. Assim, sempre vale a pena selecionar as proteções realmente necessárias. Se a sua cidade não possui histórico de enchentes, de nada adiantaria contratar essa proteção, não é mesmo?

Mas atenção: não retire coberturas do seguro auto só para pagar um pouco menos. Se o seu carro está sujeito a um sinistro, proteja-o contra ele. Pagar o prejuízo sozinho após um sinistro será muito mais caro do que pagar pela cobertura contra ele.

6. Escolha uma franquia mais alta

Existem quatro tipos de franquia: a isenta, a básica, majorada e reduzida. A franquia é o valor que o consumidor paga após um sinistro parcial, como modo de quitar parte dos reparos do veículo. Funciona assim: se a sua franquia é de R$ 1 mil, e o conserto do carro ficar em R$ 5 mil, você será o responsável por quitar R$ 1 mil para a oficina. Enquanto isso, os R$ 4 mil restantes serão pagos pela seguradora.

Na hora de economizar no seguro auto, as franquias mais interessantes são a básica e a majorada. Com a básica, o usuário encontra certo equilíbrio entre o custo do seguro e o valor da franquia. Já na majorada, a franquia é maior, e o valor do seguro é mais baixo.

Apesar de tornar a proteção mais barata, a franquia majorada só é indicada para usuários com pouquíssimo histórico e chance de sinistros. Afinal, após qualquer problema, o segurado pagará, sozinho, a maior parte do prejuízo. Voltando ao nosso exemplo, diremos que a franquia, agora, é de R$ 4 mil. Então, você pagaria R$ 4 mil à oficina, e a seguradora os R$ 1 mil restantes.

Viu só como é fácil conseguir um seguro auto mais em conta? Pesquise entre as seguradoras e faça já a proteção do seu veículo! Assim, você ficará protegido contra os vários prejuízos que podem ocorrer com o automóvel.

Leia mais artigos sobre:
Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV e atualmente cursa Gestão de Seguros. É apaixonada pelo que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *