Seta Balao

Cote o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Tipos de seguro de moto

Muitos motociclistas ficam em dúvida quando o assunto é sobre os tipos de seguro de moto e quais são as melhores coberturas.

Devido ao valor, muitos motociclistas tendem a pensar duas vezes antes de buscar quais são os tipos de seguro de moto e contratá-lo.

Acontece que, a moto é um meio de locomoção bastante procurada, uma vez que ela é bem mais fácil de estacionar, possui um baixo gasto em combustível e andar sobre duas rodas em cidades grandes, é a maneira mais rápida.

No entanto, é também devido a essa facilidade que muitos motociclistas acabam se envolvendo em graves acidentes.

Tipos de seguro de moto

Imagem de antriksh kumar por Pixabay

Dessa forma, caso a moto não possua nenhum seguro, o prejuízo será arcado totalmente pelo proprietário.

Na grande maioria das vezes, os motociclistas acabam desistindo de contratar até mesmo o plano mais básico, devido ao orçamento mensal que esse possui em sua casa.

Porém, todo esforço é válido quando estamos tratando da nossa segurança e das pessoas ao nosso redor.

Como funciona e quais os tipos de seguro de moto?

Da mesma forma que a contratação de um seguro auto protege o carro, o de moto possui a mesma finalidade.

Assim, as coberturas oferecidas para o carro, também tende a funcionar para a motocicleta. Dentre eles podemos citar: batida, furto, incêndio, roubo e danos causados a terceiros.

Entretanto, as seguradoras no país não costumam vender o seguro completo, ou seja, um que possua todos esses benefícios.

Isso acontece por conta de, ao somar o valor por cada um desses benefícios, o valor final será muito alto. Em muitos casos, o orçamento chega a ser acima que o valor da própria moto.

Mas, uma dúvida que sempre surge quando os motociclistas buscam por esse seguro é qual a melhor cobertura a contratar.

Em casos onde deve-se optar por escolher somente uma ou duas coberturas dentre tantas outras, o ideal é ter em mente qual delas irá te oferecer uma maior proteção durante o seu trajeto diário.

Reflita acerca dos riscos nos quais você se encontra mais susceptível, e tente fechar o contrato baseando-se nessas informações.

Após esse momento, o próximo passo é fazer uma busca pelas melhores empresas que atuam no mercado atualmente.

Nessa ocasião, evite levar em consideração somente o menor valor oferecido, pois, às vezes, o barato, acaba saindo mais caro.

Portanto, se informe antes de fechar qualquer contrato, faça perguntas e sane todas as suas dúvidas acerca dos tipos de seguro de moto.

Logo abaixo elencamos os principais tipos de seguro que podem te ajudar melhor na hora da escolha, bem como te fornecer alguns detalhes sobre o assunto.

Imagem de Jim Walker por Pixabay

Seguro incompleto

Também conhecido como seguro para moto não-compreensivo, esse em especial visa a contratação de coberturas específicas para o motociclista.

Com esse seguro, o sujeito terá o direito de escolher quais coberturas serão contratadas, de acordo com a sua necessidade e ao seu orçamento.

Um adendo importante é sobre os danos totais que venham a acometer a motocicleta. No seguro incompleto, caso a moto venha a ser roubada ou sofra danos maiores que 75%, o piloto terá direito a seguradora somente nesses casos.

Apesar de ser uma decisão difícil de ser tomada, uma vez que todas as coberturas são importantes e indispensáveis, não é correto afirmar que uma delas é melhor que a outra.

Afinal, uma cobertura só valerá a pena ser contratada quando ela trará uma vantagem para nos proteger em nosso trajeto diário.

Caso contrário, será gasto um dinheiro sem necessidade, adquirindo uma cobertura basicamente inútil para o seu dia a dia.

Seguro Completo

Como o próprio nome já o descreve, este seguro visa englobar inúmeras coberturas em um mesmo contrato.

Com ele o seu veículo estará protegido contra batidas, roubo, incêndio, furto e até mesmo incidentes naturais, no caso de algumas seguradoras.

No entanto, essa opção dará ao motociclista, somente uma proteção parcial quando o assunto for perda e danos.

Por exemplo, caso a moto esteja envolvida em algum acidente, a seguradora só irá cobrir metade do valor em que o dano foi calculado.

Assim, em casos onde a batida afetou menos que 75%, será de responsabilidade do proprietário arcar com a outra metade das despesas.

Portanto, antes de contratar algum desses tipos de seguro de moto, veja se ele vale a pena para os locais que você costuma frequentar.

Caso contrário, a melhor opção seria o incompleto, uma vez que ambos possuem uma diferença de preço.

É importante também considerar contratar uma das melhores seguradoras e verificar se ela é cadastrada na SUSEP.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Jeniffer Elaina da Silva

Especialista em seguros, Jeniffer Elaina trabalha com redação, revisão e otimização SEO desde 2012. É formada em Marketing com pós em Administração na FGV, possui curso técnico em Direito do Seguro e atualmente cursa Gestão de Seguros. Possui mais de 2.000 textos e 5 e-books publicados na área de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *