Seta Balao

Cote o preço do seu seguro da sua moto

Qual é a marca da sua moto?

Cote seu Seguro

12 dicas para simular seguro de moto online

Querendo contratar um seguro de moto, mas não sabe por onde começar? Acompanhe esse artigo e veja 12 dicas para simular seguro de moto online!

Qualquer pessoa que tenha um meio de transporte próprio, sabe a importância de poder contar com um seguro, algo que lhe garanta a propriedade ou manutenção do seu bem, seja ele um carro ou motocicleta.

No entanto, quando se pesquisa por informações sobre a contratação de um seguro auto, é possível encontrar inúmeros artigos com dicas para seguro de carro, mas quase nenhum sobre a contratação do seguro de moto.

Pensando em facilitar sua pesquisa, resolvemos preparar esse artigo com 12 dicas para simular seguro de moto online.

Acompanhe e descubra quais são elas.

9 dicas para simular seguro de moto online

Imagem: Getty Images

1- Avalie se o seguro é mesmo necessário

A primeira coisa que você deve fazer é avaliar se o seguro de moto é realmente necessário para você.

De modo geral, esse tipo de serviço é indicado para todas as pessoas que possuem uma motocicleta igual ou acima de 90Cc.

2- Considere o tipo de cobertura mais viável para seu caso

Assim como nos seguros de carro, os seguros de moto também possuem dois tipos de cobertura, a simples que prevê assistência em casos de pane seca, para dar continuidade a viagem e/ou espera de reparo na moto, serviço de remoção e cobertura parcial ou integral em casos de sinistros como colisão, incêndio furto ou roubo.

Existem ainda algumas empresas que oferecem coberturas adicionais como reparos residenciais de emergência, danos a terceiros e despesas como reembolso de capacetes, luvas etc.

3- Escolha empresas sérias ao simular seguro de moto online

Existem muitas seguradoras no mercado atualmente, por isso, é fundamental que você escolha bem as candidatas para suas simulações de seguro de moto.

Verifique no site do Reclame Aqui e na SUSEP, órgão responsável por regulamentar a empresas de seguro.

4- Pesquise os benefícios oferecidos

Entre as empresas escolhidas, pesquise os benefícios oferecidos por cada uma delas e quais são as ofertas mais interessantes para você.

Algumas seguradoras, além de assistência 24h oferecem também descontos e facilidades na compra de acessórios e peças para moto por exemplo.

5- Como simular seguro de moto online?

Agora que todas as empresas estão definidas, assim como as coberturas e benefícios, é hora de começar a simular o seguro de moto online.

Para tal, basta acessar os sites de cada uma das empresas, solicitar a cotação e preencher os dados solicitados.

Algumas plataformas simulam o preço do seguro instantaneamente após o preenchimento do formulário.

No entanto, a maioria devolve um e-mail ao cliente com todas as informações sobre o seguro.

6- Como preencher o formulário de simulação de seguro de moto?

É extremamente importante que todo o formulário seja preenchido corretamente e com informações verdadeiras.

Não cogite a possibilidade de omitir ou deturpar informações na tentativa de conseguir um valor de seguro mais baixo, pois, isso pode acarretar em problemas sérios no futuro.

7- Esteja atento às apólices

Depois de receber todas as cotações é hora de escolher qual delas é mais interessante e contratar o serviço.

Mas, vale lembrar que é fundamental que você esteja atento a todo o contrato de prestação de serviço, para que não fique nada subentendido.

8- Preste a atenção quanto aos tópicos que o seguro não cobre

No contrato do seguro auto para moto há um item chamado exclusão, assim como em qualquer outro seguro.

Nele consta as situações que não estão cobertas pelo seguro.

É muito importante que o cliente leia essa parte com atenção antes de assinar com o contrato para saber se realmente concorda com o que está escrito e até mesmo se deseja adicionar algum daqueles itens na sua cobertura.

9- Prefira as empresas mais conhecidas

Sempre que possível, dê preferência às empresas de seguro mais conhecidas, e já renomadas no mercado.

Assim será mais certo que não existirão problemas futuros caso você precise acionar a seguradora.

E não se esqueça de verificar se todos os seus dados pessoais e os da moto estão corretos antes de assinar o contrato.

10- Confira se o seguro com rastreador vale a pena

Se a sua maior preocupação é com o roubo e furto da moto, um rastreador de seguro pode ser bastante útil, pois, te ajuda a saber a localização em que ela está.

Nesse caso se optar com o rastreador com seguro pode economizar bastante na proteção, afinal, as chances do veículo ser encontrado aumentam.

Quando for simular seguro moto inclua essa opção na lista e veja se vale a pena.

11- Tenha um corretor para te ajudar

Mesmo que esteja fazendo a cotação seguro moto online, poderá contar com o suporte de um corretor.

Não deixe de conversar com esse profissional, pois ele pode dar dicas das melhores seguradoras, quais possuem o preço mais acessível e te ajudar e encontrar o produto ideal.

O corretor também pode auxiliar no preenchimento do formulário, uma das maiores dúvidas das pessoas.

Dessa forma os dados estarão corretos e você não corre o risco de pagar a mais por informações erradas e nem ter a cobertura cancelada por dados inverídicos.

12- Não confie em seguros piratas

Na hora de fazer a simulação veja se está pesquisando com uma seguradora de verdade, aquela que possui todas as autorizações da SUSEP.

Se perceber que é uma cooperativa ou associação é melhor desistir.

Essas empresas oferecem proteção para a moto, porém, com regras próprias e não possuem um órgão fiscalizador.

Nesse caso o risco é muito grande, pois, indenizações podem não ser pagas, portanto opte pelo seguro moto online que é mais garantido.

Por que ter um seguro de moto?

O roubo de motos é um dos casos que mais preocupa e o que leva muita gente a fazer um seguro.

Em São Paulo, uma das cidades que mais possuem esse tipo de veículo nas ruas, foram mais de 35 mil casos apenas em 2018.

Não ficar sem a moto é um dos principais motivos para simular o seguro de moto online e contratar um seguro, afinal, se ela for levada e não localizada o prejuízo será do proprietário que não tem uma proteção.

No caso de acidentes que causem danos, o reparo pode ser caro e se ela estiver segurada perceberá que o custo para o seu bolso é bem menor, afinal, a maior parte da despesa fica por conta da seguradora.

Além disso é possível contar com algumas outras facilidades como o serviço de assistência 24 horas em caso de pane, desconto em estabelecimentos parceiros, serviço de chaveiro no caso da perda da chave, descontos em estacionamentos e muitos outros.

Seguros para motos

Assim como para os seguros para carros, os seguros para motos são divididos em dois tipos: os compreensivos e os não compreensivos.

Os seguros compreensivos são a opção mais completa.

Ou sejam, eles contam com uma cobertura mais abrangente.

Dentre os sinistros que costumam estar cobertos nos seguros compreensivos estão as colisões, reparos e danos parciais, ou seja, que representam um valor de 75% do valor total do veículo.

Nesses casos, o segurador paga a franquia, e a seguradora paga o valor restante do conserto.

Enquanto isso o seguro não compreensivo é o que possui uma cobertura específica.

Ou seja, ela é menos abrangente e cobre exclusivamente os danos previstos na cobertura.

Nesse tipo de seguro o mais comum é seguro com cobertura de roubo e furto.

Nesse tipo de seguro, pequenos reparos não são realizados, e dessa forma, não há o pagamento de franquias.

Caso o cliente precise desse tipo de serviço, deverá arcar com o valor integral do seu próprio bolso.

Além disso esse tipo de seguro não cobre danos ocasionados por colisões, mesmo que sejam danos totais.

Dessa forma, a indenização só é paga se a moto for roubada e não for encontrada.

O valor dessa indenização é de acordo com a Tabela Fipe.

O que é levado em conta no momento da formação do preço do seguro

Além dos dados pessoais analisados em todos os seguros auto como idade do condutor e o sexo, no seguro para motos as empresas também levam em conta a finalidade para qual a moto é utilizada e a frequência que o dono utiliza a moto.

Isso porque, quanto mais o piloto utilizar a moto, maior a exposição e maiores são as chances de um sinistro.

Isso porque, principalmente nos casos das motos, os segurados possuem mais chances de sofrerem um acidente, com maior gravidade, e estão mais propensos a roubos.

Outro ponto importante que o segurado precisa saber é que o seguro acompanha o proprietário e não o veículo.

Ou seja, se o segurado trocar de moto, ele precisa avisar a seguradora.

Se ela estiver nas mesmas condições que as anteriores será feita apenas a substituição da moto.

No entanto, se a moto for de um tipo diferente, precisará consultar a seguradora se ela cobre esse tipo de moto.

Caso a empresa não ofereça um serviço para o novo modelo, o segurado precisará cancelar o seguro.

Portanto, no momento de trocar de moto, é importante conversar com o corretor para tirar todas as dúvidas e certificar-se que o processo ocorrerá da melhor maneira possível.

Seguro para motos de uso comercial

Existe seguros para motos de uso comercial, motos que são utilizadas para trabalho, como no caso dos motoboys ou motogirls por exemplo.

No entanto, como dito anteriormente, essa finalidade precisa ser mencionada no momento da contratação do seguro.

As motos usadas para fim comercial podem ter um seguro mais caro, mas não adianta esconder essa informação.

Isso porque, caso ocorra um sinistro, e a seguradora descubra que a moto era utilizada para trabalho, a empresa poderá negar-se de pagar a indenização e até mesmo acusar o segurado de fraude.

Motos com mais de 500cc

As motos com mais de 500 cc, apesar de serem mais caras, costumam ter um índice menor de sinistros, seja de roubos, seja de colisões.

Isso porque, essas motos geralmente não são utilizadas no dia a dia, e sim, apenas em viagens ou encontros de motociclistas, por exemplo.

E é essa menor exposição que deixa essas motos mais seguras.

No entanto, por serem utilizadas em viagens, pode ser interessante possuir uma cobertura internacional, que inclua os países do Mercosul, por exemplo.

Os seguros normalmente só cobrem dentro do território brasileiro, e quem costuma visitar os países vizinhos, pode ser interessante ter uma cobertura que cubra nesses países.

Para isso, basta consultar o corretor para saber se há a disponibilidade desse adicional.

Depois de entender os motivos para ter essa proteção e como simular o seguro de moto online, não perca mais tempo sem ele.

Afinal, um seguro auto para motos é tão importante quanto um seguro para carros e não pode ser negligenciado.

Compartilhe esse post com todos os seus conhecidos que possuem esse veículo e ainda não possuem seguro auto para moto.

Assim, você poderá conscientizá-los sobre a importância desse produto.

Leia mais artigos sobre:

2 Comentários

  • Juliana Sousa de Jesus says:

    Olá, bom dia!

    Gostaria de saber o valor do seguro para CB300 ano 2009.

    Obrigada

    • Sanaira Silveira says:

      Bom dia Juliana,

      Obrigada por comentar no SeguroAuto,
      Visite nosso site e faça sua cotação já! Preencha o formulário em nossa página clicando no link https://www.seguroauto.org/cote/ e aguarde um corretor parceiro entrar em contato com você para tirar suas dúvidas.

      Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *