Seta Balao

Cote o preço do seu seguro da sua moto

Qual é a marca da sua moto?

Cote seu Seguro

19 dicas para contratar um seguro de moto barato

Comprou a moto dos seus sonhos e não sabe qual seguro escolher? O seu objetivo é ter um seguro econômico e de qualidade e você ainda tem dúvidas de como proceder? Continue lendo, nesse artigo você vai descobrir as melhores dicas para contratar um seguro de moto barato!

Para quem anda na estrada, um dos maiores receios é ter um acidente com o veículo ou ‘ficar na mão’ por conta de uma avaria – e isso não é diferente para quem possui motocicletas, afinal a segurança é a primeira preocupação de qualquer motorista que se preze.

Apesar de ser obrigatório por lei, o seguro de veículos (no qual se incluem as motocicletas) é um serviço que tende a ser caro – inclusive, quando se trata especificamente de seguro de motocicletas, o valor pode ser ainda maior, quando comparado proporcionalmente ao de um carro.

E isso acontece porque, infelizmente, as motos protagonizam o primeiro lugar no ranking de veículos que mais se envolvem em acidentes de trânsito.

De acordo com o Relatório Estatístico do Trimestre de Janeiro a Março de 2020 do DPVAT, foram registados 89.028 sinistros, dos quais resultaram 9.298 mortes e mais de 50.000 casos de invalidez permanente.

Neste sentido, é muito importante que se proteja com um seguro que possua uma boa cobertura e, simultaneamente, tenha um valor acessível e adequado às suas necessidades.

Se quer saber como contratar um seguro de moto barato, não perca tempo: continue lendo esse artigo e conheça 19 dicas que lhe ajudarão nessa missão!

19 dicas para contratar um seguro de moto barato

Fonte: Pixabay

19 dicas para contratar um seguro econômico

  1. Opte por uma cobertura de seguro de moto mais simples

Existe disponível para o seguro de moto uma cobertura apenas para roubo e furto.

Embora ela seja mais restrita, é também mais barata do que a cobertura compreensiva, que atende diversas ocorrências distintas.

  1. Dizer ‘sim’ ao seguro com rastreador também pode ajudar

Uma boa saída para contratar um seguro de moto barato é escolher um que, além de ter uma cobertura mais simples, conte ainda com um rastreador para que, em caso de roubo, seja mais fácil identificar a localização do veículo e proceder à sua recuperação.

  1. Pesquise MUITO!

A única forma de saber que se está pagando pouco é fazendo uma cotação com diversas empresas do setor de seguros e comparando as propostas entre si em termos de valores, coberturas e eventuais extras.

Além disso, fatores como o atendimento e o índice de satisfação dos clientes atuais (neste quesito, atente especialmente no número de reclamações existentes) são igualmente importantes para que você faça uma excelente escolha preço-qualidade.

  1. Procure um corretor de seguros

O corretor de seguros é o profissional capacitado para pesquisar e encontrar valores de seguros mais baixos, procurando atender às demandas dos seus clientes através do seu poder de negociação.

Assim, procurar um corretor credenciado, sério e ético para adquirir o seu seguro de moto é altamente aconselhável, especialmente se você estiver procedendo a essa aquisição pela primeira vez.

  1. Detalhe seu perfil e rotina

Na hora de escolher o seu seguro, tenha em mente a necessidade de detalhar corretamente as suas informações pessoais e rotina, de modo a que a cobertura adquirida tenha as opções adequadas ao seu perfil enquanto usuário da motocicleta.

  1. Escolha a franquia certa

Existem pelo menos três tipos de franquia para seguros de moto: a ampliada, a básica e a reduzida.

E é fundamental que se escolha a franquia certa para o seu orçamento e necessidades – afinal, a escolha adequada significa uma poupança significativa em caso de acidente.

  1. Escolha a cobertura ideal

É de extrema importância que se conheça os tipos de coberturas existentes e as que realmente são necessárias no seu dia a dia.

Fazendo isso, evitam-se gastos desnecessários com coberturas extras que podem ser interessantes no momento da contratação, mas que depois não terão utilidade para o seu caso.

  1. Atente-se a sua classe de bônus

Assim como nos seguros de carro, a classe de bônus também existe no seguro de moto, e vale a pena estar atento a ela na hora de contratar um seguro de moto barato.

Uma dica extra para que essa se mantenha sempre alta e em constante crescimento é não acionar o seguro em situações que seja preciso fazer o pagamento de franquia.

  1. Seja um motorista exemplar

Motoristas que possuem um bom histórico de condução – sem acidentes, multas ou muitos acionamentos de seguros anteriores -, conseguem contratar um seguro de moto barato e economizar muito.

  1. Não deixe a moto à noite na rua

Outro fator que pode fazer com que o seguro de moto encareça é o fato de deixá-la passar a noite na rua.

Se não possui garagem na sua casa, alugue uma.

Muitas vezes, o valor de um aluguel de garagem é muito mais em conta que um acréscimo na apólice devido à exposição ao risco de furto – que encarece, e muito, o valor do seguro.

  1. Dê preferência aos estacionamentos

Deixar a moto estacionada na rua durante o período de trabalho ou estudo diário também pode encarecer a apólice de seguros.

Isso acontece porque dada a movimentação de pessoas e veículos na rua, a sua moto estará muito mais exposta a riscos variados e, com isso, à possibilidade de ter de utilizar o seguro caso aconteça algum tipo de acidente ou episódio danoso.

Tendo isto em mente, procure sempre deixar sua motocicleta em estacionamentos com segurança.

A sua carteira agradece!

  1. Mantenha suas contas em dia

Ter o nome sujo ou restrições no seu CPF não lhe impedem de contratar um seguro de moto; no entanto, podem encarecer muito a apólice por conta do risco associado de inadimplência.

Cuide das suas finanças e evite a todo o custo ter o seu nome sujo – a sua segurança física depende de quão bem você cuida do seu dinheiro!

  1. Mantenha a manutenção da moto em dia

Veículos descuidados e com a manutenção ruim apresentam sinais na vistoria que podem fazer com que a seguradora se recuse a oferecer um seguro ou aumente em muito o valor da apólice por conta de potenciais riscos de avaria dos seus componentes.

Por isso, é fundamental que você tenha sua moto funcionando em pleno e siga as orientações do fabricante para que a manutenção esteja sempre em dia.

  1. Instale um rastreador na sua moto

Se você encontrar uma cobertura muito interessante em uma seguradora que não trabalhe com rastreadores, você pode optar por contratar o serviço de rastreamento à parte, instalando-o por conta própria.

Contar com um rastreador na moto fará com que o valor da cobertura de seguro cotada caia consideravelmente.

  1. Opte por um rastreador com bloqueador

Se além do rastreador você tiver um sistema de bloqueador, certamente seu desconto na contratação do seguro de moto será ainda maior.

Esses sistemas são responsáveis por cortar o fornecimento de combustível ao motor, fazendo com que o veículo pare de andar.

E esse comando pode ser enviado remotamente.

  1. Cote o seguro antes de comprar a moto

Se você ainda não comprou sua moto, mas já está pensando em contratar o seguro, faça cotações com os modelos que pretende comprar e veja qual delas apresenta um orçamento mais acessível.

Afinal, a sua pesquisa de mercado prévia pode render-lhe uma poupança anual de milhares de reais.

  1. Opte por modelos menos visados

Essa dica também é válida para quem ainda não comprou sua moto: alguns modelos são muito visados por conta de roubos, e nesse sentido possuem seguros mais caros.

Por isso, vale a pena fazer uma pesquisa mais aprofundada e optar por modelos menos interessantes aos olhos dos ladrões.

  1. Quanto mais recente for sua moto, melhor

É importante saber que quanto mais recente for a sua moto, mais barato será o seguro para ela.

Se você ainda não adquiriu e está pensando em comprar um veículo usado e/ou mais antigo para economizar, saiba que o ‘barato vai sair caro’.

Quanto mais antiga é a moto, mais difícil é encontrar peças de reposição para ela em caso de sinistro parcial e, por isso, o valor da apólice contratada também é maior.

  1. Prefira motocicletas com menos quilômetros rodados

A quilometragem também é considerada pela seguradora como um fator influenciador no preço das apólices, uma vez que, quanto mais um veículo anda, maiores são as chances de ele apresentar problemas mecânicos e ocasionar um acidente.

Essas são as principais dicas para contratar um seguro de moto barato – tenha-as presentes na hora de fazer sua cotação e adquirir o seguro ideal para você!

Leia mais artigos sobre:

1 comentário

  • João Aílton Bezerra Alves says:

    Olá,

    Muito boa a dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *