Seta Balao

Simule o preço do seu Seguro Auto

Qual é a marca do seu carro?

Dicas para ser um motorista top e preservar o carro

Sempre que você segurar um volante, lembre que está pilotando uma máquina e não há dúvida que ela é perigosa. Se você é um piloto experiente ou é novato, saiba que sempre há formas de melhorar quando se trata de dirigir um carro.

Há muitos hábitos adquiridos por motoristas, por ouvir falar ou “criatividade” própria, que acabam se tornando perigosos e até prejudiciais para o carro, provocando um desgaste prematuro. São práticas em sua maior parte originadas na falta de conhecimento. Algumas não somente afetam a segurança de motoristas e passageiros, como danificam a mecânica dos veículos. Com mais informações, todos podem prestar atenção na forma como estão dirigindo e serem melhores motoristas.

Veja algumas dicas que podem fazer você aprimorar sua habilidade na direção do seu carro, para que seu desempenho seja inteligente, seguro, ao mesmo tempo em que preserva o seu carro, evitando que ele seja danificado.

https://www.seguroauto.org/wp-content/uploads/2019/04/Dicas-para-ser-um-motorista-top-e-preservar-o-carro-8.jpg

Imagem: Getty

  1. Faça um curso de direção defensiva

Existem cursos de condução defensiva on-line, até mesmo gratuitos, que poupam dinheiro do seu seguro automóvel, além de serem cursos de reciclagem muito bons para quem dirige há algum tempo e as regras de trânsito já estão um pouco esquecidas.

  1. Estacione com Precisão

O estacionamento é geralmente fácil depois que você pegar o jeito, mas em lugares apertados ou quando você é novo para manobrar de ré, isso pode ser um desafio. É importante prestar atenção a objetos como extintores e suportes, porque eles podem não aparecer nos espelhos. Pare quando o pneu tocar suavemente no limitador de roda, quando houver, cuidado para não ultrapassar esse obstáculo. Se você quiser mais ajuda ao estacionar, considere instalar sensores sonoros para o seu carro.

  1. Mantenha as mãos no volante na posição correta

Durante décadas, os instrutores de direção ensinaram os alunos a manter as mãos no volante nas posições 10 e 2 do relógio. Nos últimos anos, essas diretrizes mudaram, então você deve manter as mãos mais baixas, em 9 e 3 ou 8 e 4. Isso lhe dá mais controle e estabilidade ao dirigir, e também é a posição mais ergonômica, para segurar por longos períodos de tempo. Músculos mais relaxados e com mais controle sobre seu veículo transformam você em um piloto melhor.

  1. Ajuste seus espelhos para cobrir seus pontos cegos

Há sempre uma maneira melhor de posicionar seus espelhos do que você aquilo que lhe foi ensinado. A dica é deixar visível uma área mínima do próprio carro. O ideal é ver apenas uma parte da maçaneta da porta traseira, se o carro tiver quatro portas. Para ajustar a altura de cima para baixo, os espelhos nos lados direito e esquerdo devem ficar a meio-termo, com a imagem dividida pela linha do horizonte, em terrenos planos. Do lado direito, o do carona, a área visível do retrovisor é ligeiramente menor. O ideal é que os espelhos laterais reflitam o máximo do que está em volta do carro, mas o mínimo do próprio carro. Se estiverem ajustados corretamente, mesmo motos ficam mais tempo no campo de visão do condutor

  1. Não dirija quando estiver com sono

Se você não estiver alerta, não dirija. Todos conhecemos os perigos de dirigir depois de beber, mas se estar com muito sono também pode prejudicá-lo, pois algumas pessoas até dormem dirigindo! As estatísticas no mundo todo mostram que um em cada seis acidentes fatais envolveu um motorista sonolento. Sempre que sua capacidade mental for comprometida, seja por causa de álcool, falta de sono, novos remédios ou mesmo um resfriado horrível, é hora de ficar fora da estrada ou encontrar uma alternativa para dirigir. Dirigir tarde da noite, ou uma noite toda, pode parecer uma prova de resistência, mas… é um risco realmente não compensa.

  1. Não se aborreça com o limite de velocidade

Todos nós queremos chegar aos nossos destinos mais cedo, mas tudo o que a velocidade realmente faz é aumentar o risco de se envolver em um acidente ou conseguir uma multa por excesso de velocidade. Há uma matemática por trás disso. Todos nós passamos bem melhor dirigindo abaixo da velocidade recomendada.

Conheça a melhor maneira de lidar com o trânsito

As ultrapassagens perigosas por causa do tráfego, raiva nas estradas e acidentes são elementos de um mesmo problema. Algumas pessoas cortam as faixas de modo agressivo, enquanto outros educadamente tomam seu lugar em uma pista muito antes de uma saída. A solução melhor e mais eficiente para todos nós é manter a calma, cada um tomando a sua vez.

  1. Dirija em qualquer condição como um especialista

Mesmo os condutores mais experientes podem ser jogados fora para fora da estrada por condições perigosas. Veja como dirigir em condições extremas de tempestades, neblina densa no inverno e até através de neve escorregadia, como enxergar melhor enquanto dirige à noite, como passar um carro com segurança em uma estrada de duas pistas.

  1. Livre-se das distrações e mantenha o foco onde você está indo

Agora nós sabemos que ler ou teclar mensagens de texto enquanto se dirige é perigoso e contra a lei. É possível dirigir com segurança enquanto usa seu telefone celular, mas é melhor desligá-lo e colocá-lo na sua bolsa se você não precisar dele em um aplicativo de navegação. Seu celular não é o único problema, no entanto. Se você come enquanto dirige, toca violino no rádio ou tem um passageiro muito falante, você não poderá dirigir bem. O perigo de enviar mensagens de texto enquanto se dirige está, com razão, recebendo muita atenção, mas a condução distraída em geral é a principal questão.

Relacionado a esse tema também está a distração de não saber onde você está ou exatamente como chegar onde você quer ir. Mesmo com o sistema de navegação do seu telefone ou carro, você pode se encontrar dizendo: “Espere, em qual estrada eu devo entrar?” e em pânico, pode fazer um movimento súbito e perigoso. Tente definir o seu trajeto o máximo possível antes de começar a dirigir, use a visualização do Google Street, para que você esteja acostumado com os pontos de referência e interseções difíceis, antes de entrar no carro.

Não dirija com a mão apoiada na alavanca do câmbio

Em carros com câmbio mecânico, é comum que alguns motoristas dirijam apoiando uma das mãos na alavanca do câmbio, sem perceber. Entretanto, esse costume faz com que você dirija com apenas uma das mãos no volante, o que constitui uma infração. Em segundo lugar, a mão faz uma pressão na alavanca, que com o tempo acaba por danificar a troca de marchas.

Não apoie o pé na embreagem

Esse é um hábito frequente entre os motoristas que ficam muito tempo presos em congestionamentos. Se o seu carro funciona com embreagem mecânica, depois de trocar a marcha, tire o pé do pedal da embreagem e não volte a apoiá-lo no pedal se não estiver embreando. Os mecânicos avisam que a embreagem é ativada mesmo com uma leve pressão do pé sobre o pedal, o que leva a um inevitável desgaste.

Não rode com o tanque do carro na reserva

Esse é um hábito que provoca danos na bomba de gasolina, porque ela fica imersa no tanque e o próprio combustível serve para manter a temperatura que favorece o seu funcionamento. É importante lembrar que o líquido residual do tanque de gasolina é repleto de impurezas, que ali ficam concentradas e podem ser bombeadas para o motor. Para evitar que isso aconteça, abasteça quando o mostrador estiver indicando que o combustível chegou a um quarto do tanque.

Não desça ladeiras em ponto morto

Alguns motoristas até veteranos têm o hábito de desengatar a marcha do carro em descidas e até em terrenos planos. Isso é comum e bastante perigoso. Se for necessário algum movimento repentino com o veículo, é bem difícil realizá-lo nessa condição. A questão é que existe a crença de que assim se economiza combustível, o que é um grande engano. O mais provável é que você gaste ainda mais, porque o sistema de injeção eletrônica pode entender que o carro está em marcha lenta, o que consome mais combustível. Nos carros com câmbio automático, dirigir em ponto neutro danifica o câmbio, que fica sem lubrificação.

Não acelere para segurar o carro nas ladeiras

Acelerar o carro para manter a posição em um aclive, esperando em um sinal, por exemplo, força o motor de forma desnecessária. O melhor é usar o freio de mão nessa situação.

Não passe em lombadas com os pneus de lado

A maneira correta de passar em uma lombada ou valeta é reduzir a marcha e passar com as duas rodas da frente ao mesmo tempo. Dessa forma não se sobrecarrega a suspensão. Quando se gira a direção para passar de lado, aparentemente a passagem fica suave, mas, no entanto, a suspensão é afetada, além dos amortecedores e rolamento do veículo, tanto no caso de carros como no de motos.

  1. Pratique

Finalmente, o melhor caminho para se tornar um piloto melhor é dirigir mais – conscientemente, é claro. É, afinal de contas, uma habilidade, que é desenvolvida com o tempo, mas não devemos achar que estamos sempre garantidos.

Leia mais artigos sobre:
Foto de Regina Di Ciommo

Mestre e Doutora em Sociologia pela UNESP, pesquisadora na área de Ecologia Humana e Antropologia, Desenvolvimento e Sustentabilidade Ambiental, foi professora em cursos superiores de Sociologia e Direito, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *