dcsimg

A importância de fazer seguro ao financiar um carro

Curta e compartilhe este artigo:

Com os avanços da economia e as facilidades de obtenção de crédito para conseguir financiamentos, torna mais cada vez mais acessível o objetivo de comprar um carro.

No que se refere a seguros, há dois tipo. O primeiro é o seguro DPVAT – Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Ele é obrigatório e tem finalidade de amparar as vítimas de acidentes de trânsito em todo o território nacional, não importando de quem seja a culpa dos acidentes.

Há ainda os outros tipos de seguros (roubo, furto, acidente, etc.), que não são obrigatórios, mas dão tranquilidade ao proprietário do veículo. Por exemplo, se voc~e sofrer uma colisão e não ter o seguro, o seu bolso vai sentir muito mais do que se estivesse com essa proteção, não acha?

Além disso, você também pode contratar um seguro auto guincho, proteção a terceiros, entre outros e ficar mais protegido. Saiba mais!

Você pode saber tudo sobre o seguro auto vendo esse guia completo sobre seguro.

A importância de fazer seguro ao financiar um carro

Mas por que ter um seguro pago se já tenho o DPVAT?

Ninguém está isento de ter um carro roubado ou de se envolver em acidente. O que por si só já é um problemão, torna-se pior ainda se o veículo ainda não estiver totalmente pago. Ter um seguro de automóvel significa tranquilidade.

Na hora de trocar de carro, seja por um zero km ou um seminovo, o valor do seguro é um dos itens que mais influenciam na escolha do modelo, mas a opção por não contratar um seguro pode fazer com que o dito popular que diz “o barato sai caro”, se tornar realidade diante da possibilidade de ver o carro roubado ou de sofrer algum acidente.

Por falar em trocar de carro, veja aqui se compensa comprar um carro novo ou mandar o usado para a oficina.

Quando o automóvel é quitado e ocorre um acidente, a indenização é paga ao proprietário do veículo. Se houver financiamento, na mesma hipótese, as seguradoras fazem dois pagamentos: o saldo devedor gera a emissão de um pagamento para quitação do débito junto à instituição financeira e, depois de quitada a dívida, a seguradora paga o valor remanescente que consta na apólice ao segurado.

Assim evita-se ter que continuar pagando o financiamento quando o carro é roubado ou sofre um acidente com perda total. Nesses casos, as regras do jogo financeiro, obrigam o credor sem seguro a continuar pagando a dívida mesmo que ele tenha perdido o carro.

Aproveite e veja alguns mitos sobre perda total para não cair em armadilhas :)

O que a lei diz sobre isso

A interpretação jurídica dessa responsabilidade depende do tipo de financiamento do veículo.

Segundo a Associação Brasileira dos Usuários de Veículos, os contratos de leasing são mais favoráveis para o consumidor nos casos de roubo porque se trata de um contrato de arrendamento. A compra só é consumada quando o arrendatário paga a última parcela.

Faça a cotação do seu seguro auto online!
Qual é a marca do seu carro?

Já na modalidade mais utilizada de financiamento, o CDC (Crédito Direto ao Consumidor), a compra do carro consuma-se na hora e é pior situação porque o banco obriga o credor a pagar o saldo do financiamento se o veículo for roubado.

A mesma lógica é aplicada aos consórcios de veículos. A única exceção admitida pelas administradoras de consórcios é a morte do participante. No caso de morte, o bem é automaticamente quitado.

Entenda melhor como funciona o consórcio de veículos e veja se essa é a melhor forma de financiar seu carro.

Mas isso são interpretações. Na maioria das vezes, o judiciário estende a responsabilidade cível é do comprador, qualquer que seja a modalidade do financiamento. Por isso, em geral, os contratos de financiamento preveem a contratação do seguro.

A empresa que financia tem o interesse de preservar o bem e o comprador deveria ter todo o interesse na tranquilidade que a contratação do seguro proporciona.

Como fazer um seguro?

Para poder segurar o veículo é preciso que já seja proprietário dele, porém, o risco de ficar com o carro financiado sem o seguro por alguns dias é grande. Então existem algumas opções para contratar o seguro auto e evitar esse tipo de problema.

Veja algumas coisas que você deve saber antes de contratar o seguro auto.

Você pode fazer uma pesquisa indo a diversas seguradoras e escolher uma que melhor lhe atende e quais são as seguradoras mais baratas, entre as confiáveis. Assim logo que comprar o veículo, basta voltar ao local e fazer a sua adesão.

Porém, contratar um seguro auto online é uma das melhores opções para quem não quer perder tempo pesquisando e ter acesso aos melhores preços. É possível fazer uma simulação antes de comprar o carro e encontrar o melhor seguro.

Faça sua simulação de seguros agora mesmo :)

Assim que comprar o carro, basta acessar o site e fazer a adesão para que o carro esteja protegido. Se quiser pode fazer isso do smartphone, antes mesmo de sair da concessionária.

Só não corra o risco de ter um carro financiado sem seguro. Faça sua cotação agora!


Curta e compartilhe este artigo:
Leia mais artigos sobre:

Comentários

Sanaira Silveira - 22 de Fevereiro de 2016 às 14:41

Bom dia Jorge,

Obrigada por comentar no seguroauto.org,
Em que podemos ajudar você?
Caso queira fazer uma cotação de seguro, acesse nosso portal e preencha o formulário, para que um de nossos parceiros entre em contato com você.

Abraço.

Jorge Vaz Pinto - 20 de Fevereiro de 2016 às 03:08

Boa tarde,

As pessoas expõe seus problemas mas não têm respostas. O espectador como eu, também não dá soluções.

Abraço.

noelia oliveira - 22 de julho de 2014 às 16:43

Bom dia,

Meu marido morreu e ficaram as prestações para pagar, ele tem um seguro de financiamento, este seguro pode ou não quitar o carro obrigado?

Aguardo resposta.

lece - 6 de Maio de 2014 às 18:09

Boa tarde,

Fiz um financiamento de uma Ducato, já paguei 3 parcelas. No contrato diz que tenho que fazer um seguro, mas não consigo pagar por ser muito caro, por isso estou sem. O que pode ocorrer caso eu não faça este seguro?

Abraço, Lece.

paulo - 27 de Janeiro de 2014 às 20:45

Olá,
Comprei um carro zero, faço o seguro se eu quiser, não é ????

Att.

Postar um comentário